Posts

Rio Grande do Sul atinge meta da Campanha de Vacinação Contra a Gripe

Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

O Estado atingiu a meta de cobertura de 90% do público-alvo geral da Campanha Nacional de Vacinação da Influenza neste ano. Oficialmente, a campanha se encerrou na terça-feira (30/6), conforme diretriz do Ministério da Saúde. A orientação da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, é que os municípios sigam fazendo busca ativa nos grupos prioritários que ainda não atingiram a meta. “Para os municípios que atingiram a meta e ainda tenham doses da vacina, a recomendação é abrir para os outros grupos da população”, recomenda.

A chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica, Tani Ranieri, esclarece que “o percentual de 90% não foi atingido de forma homogênea, considerando-se a distribuição entre os grupos prioritários e entre os municípios.

A cobertura vacinal foi atingida no grupo dos trabalhadores de saúde (112,88%), dos povos indígenas (103,24%) e dos idosos (116,50%). “Mas em alguns grupos a vacinação ficou bem abaixo do esperado, como para as crianças (60,84%), gestantes (57,3%), adultos de 55 a 59 anos (54%) e puérperas (62,83%)”, pontua Tani. “Para vencermos este desafio, contamos com o apoio e o compromisso de todos os envolvidos.”

A enfermeira do Núcleo Estadual de Imunizações do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Eliese Denardi Cesar, diz que as pessoas nos grupos de risco são mais vulneráveis a complicações decorrentes da gripe. A vacina diminui as internações pela doença e, portanto, evita sobrecarga de atendimentos em tempos de epidemia da Covid-19.

Confira aqui o relatório da aplicação de doses.

PÚBLICOS-ALVOS
Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe neste ano

• Pessoas de 60 anos ou mais
• Trabalhadores da saúde
• Profissionais das forças de segurança e salvamento
• Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
• Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
• População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
• Caminhoneiros
• Motoristas e cobradores de transporte coletivo
• Portuários
• Povos indígenas
• Crianças de 6 meses a menores de 6 anos
• Pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias
• Adultos de 55 a 59 anos
• Professores de escolas públicas e privadas

Cobertura vacinal da gripe no Rio Grande do Sul neste ano

• Todos públicos-alvo: 90%
• Trabalhadores de saúde: 112,88%
• Povos indígenas: 103,24%
• Idosos: 116,5%
• Crianças: 60,84%
• Gestantes: 57,3%
• Adultos de 55 a 59 anos: 54%
• Puérperas: 62,83%

Texto: Ascom SES
Edição: Secom

Mais de 20 milhões de pessoas ainda não se vacinaram contra a gripe

Até o momento, foram imunizadas 58 milhões de pessoas

O Ministério da Saúde informou que 20,8 milhões de pessoas ainda não se vacinaram contra a gripe. A campanha termina no próximo dia 30 de junho e, até o momento, foram vacinados 58 milhões de pessoas, que correspondem a 84% do público-alvo. A meta é de 90%.

A vacina da gripe protege contra os três subtipos do vírus influenza que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o ministério, a vacina é segura e reduz as complicações que podem levar a casos graves da doença e óbitos.

Devido à pandemia de covid-19, o início da campanha foi antecipado para 11 de março. O Ministério da Saúde destaca que a vacina contra gripe não tem eficácia contra o novo coronavírus, mas pode ajudar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para covid-19, já que os sintomas são parecidos, além de reduzir a procura por serviços de saúde.

Entre os grupos prioritários, os idosos foram o que tiveram melhor desempenho na campanha, com cobertura de 118,4%. Em seguida, estão os trabalhadores da área da saúde que chegaram à marca de 112,8% do grupo vacinado. Enquanto isso, o grupo com menor cobertura vacinal é o das gestantes, com cobertura vacinal de 53%, seguidas das crianças até cinco anos de idade, com 53,2% e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) com 63,8% do público vacinado.

De acordo com o ministério, a pasta tem orientado todas as equipes de saúde do país quanto às medidas de segurança para evitar infecções e realizar uma vacinação segura para a população e as equipes de saúde. “Mesmo neste momento em que o mundo vive a pandemia causada pela covid-19, com o isolamento social e o receio das famílias em ir aos postos de saúde, o Ministério da Saúde alerta que se manter imunizado é uma questão de proteção social”.

O público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe deste ano é formado por idosos com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores da saúde, membros das forças de segurança e salvamento, pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo, trabalhadores portuários, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas com deficiência, professores de escolas públicas e privadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (pós-parto até 45 dias) e pessoas de 55 a 59 anos de idade.

*Agência Brasil

Crissiumal – Secretaria Municipal de Saúde está preocupada com baixa imunização de crianças contra a gripe

Campanha foi prorrogada

Conforme anunciado pelo Ministério da Saúde, nesta segunda-feira, 1º de junho, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe foi prorrogada. A ação, que encerraria na próxima sexta-feira (05), irá se estender até o dia 30 de junho e a meta é vacinar 90% dos grupos prioritários.

Em Crissiumal, apenas 67,62% do público prioritário foi imunizado, sendo aplicadas 4.346 doses da vacina, considerando que a estimativa da Campanha é de atingir 6.427 pessoas no município.

De acordo com informações repassadas pela secretária de saúde, Suelen Cocco, o Município atingiu 91,3% de imunização para o público idoso. Contudo, somente, 67% das crianças, de 6 meses a menores de 6 anos, receberam a vacina. Suelen salienta a preocupação com esse público, o qual possui a menor taxa de procura pela vacina; e, atenta aos pais e/ou responsáveis sobre a importância de imunizar os seus filhos.

Considerando que a Campanha deve seguir até o final do mês, a Secretaria de Saúde reforça o chamamento a todos os grupos prioritários que, ainda, não se vacinaram, principalmente as crianças, para que procurem o Posto de Saúde e levem consigo a Caderneta de Vacinação.

Gripe. Tem que vacinar!

GRUPOS PRIORITÁRIOS PARA VACINAÇÃO:

– Idosos com 60 anos ou mais de idade
– Trabalhadores da saúde
– Membros das forças de segurança e salvamento
– Pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais
– Caminhoneiros, profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores) e portuários
– Pessoas com deficiência
– Professores
– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos
– Gestantes
– Mães no pós-parto até 45 dias
– Pessoas de 55 anos a 59 anos de idade

 

Por: Andréia Cristina Queiroz

‘Dia D’ de vacinação contra a gripe em Crissiumal imunizou cerca de 400 pessoas

Campanha de vacinação foi realizada no último sábado

No sábado, dia 09 de maio, aconteceu o “Dia D” da Campanha de Vacinação Contra a Gripe em Crissiumal. Apesar do Ministério da Saúde ter cancelado o “Dia D” da Campanha, em todo o país, a Secretaria Municipal da Saúde de Crisssiumal decidiu manter, para oportunizar à população mais um dia para realizar a vacina.

De acordo com a Secretária de Saúde, Suelen Cocco, somente no sábado, durante o “Dia D”, foram aplicadas, cerca de 400 doses da vacina; grande parte em crianças de 6 meses a 6 anos incompletos.

No sábado (09), também, iniciou a terceira fase da Campanha da Vacinação, onde devem ser vacinadas as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade. Essa fase se estende até o dia 17 de maio.

Suelen salienta, ainda, que no período do dia 18 de maio ao dia 06 de junho, acontecerá uma nova fase da Campanha, que abrangerá adultos de 55 a 59 anos de idade e professores das escolas públicas e privadas.

No entanto, Suelen frisa, que mesmo a Campanha seguindo até o dia 06 de junho, é importante que o público prioritário busque imunizar-se o quanto antes. As pessoas que fazem parte desses grupos, deverão comparecer à unidade de saúde para vacinar-se, munidas de Cartão SUS e Carteira de Vacinas.

 

*SMS

Crissiumal manterá o ‘Dia D’ de vacinação contra a gripe para o próximo sábado

Ministério da Saúde suspendeu o dia D no país


Conforme divulgado, o Ministério da Saúde suspendeu, em todo o país, o ‘Dia D’ da Campanha de Vacinação Contra a Influenza, que estava marcado para acontecer no próximo sábado, dia 09 de maio, em função do momento atual de propagação da Covid-19 e da disponibilidade de vacinas.

No entanto, de acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Suelen Cocco, o município de Crissiumal irá manter a realização do ‘Dia D’ da Campanha, nessa data. “Em Crissiumal, o ‘Dia D’ da Campanha de Vacinação Contra a Gripe irá acontecer normalmente no sábado que vem, dia 09, para que, assim, possamos atingir o mais rápido possível a nossa cobertura vacinal, com a população que faz parte dos grupos prioritários. O ‘Dia D’ da campanha ocorrerá do lado de fora do Posto de Saúde, na área coberta, como já vem acontecendo, para evitar aglomerações. A Unidade de Saúde estará aberta das 8 às 17 horas, sem fechar ao meio dia”, explicou Suelen.

A Secretária ressalta também, que do dia 09 a 17 de maio ocorrerá a terceira fase da Campanha da Vacinação, onde serão vacinadas as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade. E, do dia 18 de maio à 06 de junho acontecerá a vacinação para adultos de 55 a 59 anos de idade e professores das escolas públicas e privadas. “Os idosos e doentes crônicos ainda podem comparecer. Bem como, os profissionais de segurança e caminhoneiros que ainda não foram vacinados. Pede-se para que as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, compareçam munidas de Cartão SUS e Carteira de Vacinas”, salienta Suelen.

 

Por: Andréia Cristina Queiroz – Assessora de Imprensa da Prefeitura de Crissiumal

 

Campanha de vacinação contra a influenza (gripe) já imunizou quase 3 mil pessoas em Crissiumal

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde de Crissiumal, durante a Campanha de Vacinação Contra a Influenza (gripe) no município, desde o seu início dia 23 de março até a data de hoje (29/04), foram vacinadas 2.988 pessoas.

A Secretaria ressalta que, do dia 09/05 até o dia 17/05 ocorre a terceira fase da Campanha da Vacinação, onde serão vacinados: CRIANÇAS DE 6 MESES A MENORES DE 6 ANOS DE IDADE. E, do dia 18/05 ao dia 06/06 a vacinação será PARA ADULTOS DE 55 A 59 ANOS DE IDADE E PROFESSORES DAS ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS.

O Dia D da Campanha será dia 09/05, onde a Unidade de Saúde estará aberta das 8 às 17 horas, sem fechar ao meio dia.

As vacinas continuam ocorrendo em frente ao Setor de Encaminhamento visando evitar aglomerações. A secretária de Saúde, Suelen Cocco, refere que os usuários devem procurar a Unidade de Saúde acompanhados de carteira de vacina e cartão SUS.

 

Fonte: SMS – Prefeitura de Crissiumal

Caminhoneiros serão incluídos na campanha de vacinação contra gripe

Categoria é um dos grupos que entrará na segunda fase

O Ministério da Saúde anunciou ontem (2) que incluirá na segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe categorias que estão atuando em atividades essenciais ou em ações de prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Foram incluídos na segunda fase trabalhadores da segurança pública, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e trabalhadores em portos. Os professores, que seriam contemplados nessa etapa, vão participar em momento posterior, dado o fato de que as aulas estão suspensas.

A campanha foi iniciada no dia 23 de março, com foco inicial voltado a idosos. A segunda fase terá início no dia 16 de abril. A terceira fase ocorrerá entre 9 e 22 de maio, da qual participarão crianças de 6 meses a 6 anos, grávidas, mães no pós-parto, população indígena, pessoas com mais de 55 anos e pessoas com deficiência.

Segundo o Ministério da Saúde, até agora, 15,6 milhões de pessoas foram vacinadas na campanha. Essa quantidade representa 62,6% do público-alvo que se pretendia alcançar na primeira etapa.

*Agência Brasil

Crissiumal: Mais de 800 pessoas do público prioritário foram vacinadas contra a gripe até aqui

Vacinação será retomada na cidade apenas na quinta-feira

Foto: Prefeitura de Crissiumal

Teve início nesta segunda-feira dia 23 de março de 2020, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza). Nesta primeira etapa da vacinação, os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde. A vacinação para esses grupos deve ocorrer até o dia 16 de abril, quando será disponibilizada para outros grupos.

Apesar de não imunizar contra o novo Coronavírus, o objetivo é aumentar a imunidade da população e reduzir a circulação do vírus influenza.

Em Crissiumal, a vacinação ocorreu na Praça Dr. Borges, ao lado do Posto de Saúde, o intuito era de evitar aglomerações de pessoas devido a pandemia do Covid-19.

De acordo com a Secretaria de Saúde, neste primeiro dia de Campanha, foram vacinadas um total de 823 pessoas, sendo 681 idosos e 142 profissionais de saúde.

Contudo a Secretaria informa que não haverá vacinação na Praça Borges, nos dias 24 e 25 (terça e quarta-feira), mas que deve retornar no dia 26 (quinta-feira).

Para os idosos do interior, haverá um roteiro para evitar que os mesmos venham para cidade. A Secretaria também comunica que o roteiro do dia 24/03 (terça-feira) fica mantido. Porém, foi suspenso o roteiro do dia 25/03 (quarta-feira), o qual foi transferido para o dia 27/03 (sexta-feira). Os demais seguem normalmente, dependendo das doses recebidas. Tal atitude foi tomada, em virtude de que acabaram as vacinas e somente serão recebidas novas doses na próxima quarta-feira (25) à noite.

Portanto o roteiro no interior é o seguinte:

  • 24/03 TERÇA DE MANHA

08h : ZONA QUANTZ-CAMPO TAMOIO
09h: SÃO SEBASTIÃO – SALÃO
10h30min : BOA ESPERANÇA – SALÃO

TERÇA DE TARDE
13h30min : VISTA ALEGRE – CAMPO FLUMINENSE
15h: VISTA NOVA – CAMPO TIRADENTES

 

  • 26/03 – QUINTA DE MANHÃ

08h – ALTO CRISSIUMAL – CAMPO BANGU
09h – LAGEADO GRANDE – SALÃO
10h – LINHA PRINCIPAL – SALÃO

QUINTA DE TARDE
14h – LINHA BRASIL – SALÃO
15h  – BELA VISTA – BELA VISTA DO MEIO – SALÃO
16h – ESQUINA URUGUAI – SALÃO

 

  • 27/03 SEXTA DE MANHÃ

o8h: PLANALTO-SALÃO
09h – ESQUINA GAUCHA – SALÃO
10h – VILA BENDER – POSTO
11h – TRES ILHAS – CAMNPO DA ASSOCIAÇÃO
11h30min – LAGEADO NAS – SALÃO

Vale reforçar sobre a importância da vacinação, pois o médico sabendo que o paciente já foi vacinado contra a influenza, irá investigar outras causas. Isso contribui.

TODOS OS IDOSOS DEVERÃO SER VACINADOS.

 

Por: Andreia Cristina Queiróz

 

Campanha de Vacinação contra a gripe será antecipada no país

As 75 milhões de doses começarão a ser aplicadas a partir de março. A medida é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem influenza na triagem de casos para o coronavírus

Foto: Guilherme Testa / CP Memória

O Ministério da Saúde vai antecipar a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza como estratégia de diminuir a quantidade de pessoas com gripe nesse inverno. Primeiro, devem ser vacinadas gestantes, crianças até seis anos, mulheres até 45 dias após o parto e idosos, historicamente mais vulnerável à doença, que pode levar até a morte. O início da campanha está prevista para começar no dia 23 de março e não mais na segunda quinzena de abril.

O anúncio aconteceu durante coletiva de imprensa realizada ontem (27), em São Paulo (SP), após reunião do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, com o governador do Estado de São Paulo, João Doria, e representantes da Saúde do Estado. A antecipação da campanha de vacinação foi possível por um esforço conjunto do Ministério da Saúde, do Instituto Butantan, produtor da vacina, e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) devido à atual situação de Emergência Internacional de Saúde Pública pelo coronavírus.

De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, mesmo que a vacina não apresente eficácia contra o coronavírus, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para o coronavírus. “A campanha acontecerá em âmbito nacional, como as anteriores. Vamos começar por gestantes, crianças até seis anos, puérperas e idosos. Depois, incluiremos outras categorias. Dessa forma, espera-se que o vírus tenha menor propagação”, explicou o ministro.

Para a campanha, o Insitututo Butantan produziu 75 milhões de doses que previne contra os três tipos de vírus de influenza que mais circularam no ano anterior. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lembrou a importância de ampliar a cobertura vacinal e destacou que a vacina é uma das medidas mais importantes para a prevenção de doenças. “As influenzas A e B são mais comuns que o coronavírus e a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe diminui a situação endêmica dos vírus respiratórios no país, por isso é tão importante que as pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha procurem uma unidade de saúde”, concluiu.

CASOS DE CORONAVÍRUS

O Brasil já conta com um caso confirmado da doença e,  monitora outros 132 casos suspeitos de coronavírus. Os dados demonstram o aumento da sensibilidade da vigilância da rede pública de saúde devido à inclusão de 15 países, além da China, que apresentam transmissão ativa do coronavírus. No total, 16 estados informaram ao Ministério da Saúde sobre os casos suspeitos.

Com esta mudança, os critérios para a definição de caso suspeito enquadram agora, as pessoas que apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar e tiveram passagem pela Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália, Malásia, Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja, além da China, nos últimos 14 dias.

VIGILÂNCIA PREPARADA

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que o preparo do sistema de saúde e a agilidade dos laboratórios provam a eficácia do sistema de vigilância do Brasil. “O Sistema Único de Saúde (SUS) é um tripé, em que as esferas federal, estadual e municipal do governo trabalham juntas. Temos a responsabilidade de dar informação qualificada, com credibilidade. Para isso, criamos o Centro de Operações em Emergência (COE), que consolida informações de todo país, de todas as cidades e, a partir daí, pensamos sobre as atitudes que serão tomadas. Todos os dias atualizamos o boletim com dados nacionais e internacionais, fazemos parte dessa rede mundial de informação”, disse.

O ministro Luiz Henrique Mandetta lembrou ainda que a transparência e informações precisas são as armas contra as chamadas Fake News. “A transparência é uma das preocupações do Governo Federal e a informação clara e atualizada é fundamental. Precisamos combater as informações falsas, que prejudicam o sistema de vigilância. Nosso site é abastecido diariamente com informações e a página com atualização dos casos de coronavírus já é a mais acessada por internautas que buscam novidades sobre o assunto”, garantiu.

 

Fonte: Ministério da Saúde/ Agência Saúde

Iniciada a campanha nacional de vacinação contra o Sarampo

Crianças e jovens, de 5 a 19 anos devem vacinar-se até dia 13 de março

Teve início nessa segunda-feira, 10 de fevereiro, a Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo. A meta é vacinar 3 milhões de crianças e jovens, com idade de 5 a 19 anos, em todo o país.

O período de vacinação que iniciou ontem, vai até o dia 13 de março. No dia 15 de fevereiro será realizado o “Dia D” da Campanha. O “Dia D” será de mobilização para alertar os pais e responsáveis sobre o risco de não vacinar os seus filhos.

A Campanha de Vacinação faz parte de uma estratégia nacional para interromper a transmissão do sarampo e eliminar a circulação do vírus.

Não arrisque ter que dizer adeus a um filho para sempre. A vacina contra o sarampo salva vidas. Por isso, crianças e jovens de 5 a 19 anos devem se vacinar até o dia 13 de março.

Durante o período da Campanha, a Secretaria de Saúde de Crissiumal estará realizando também todas as vacinas, inclusive, de prevenção ao HPV e Febre Amarela.

Procure uma unidade de saúde e traga a caderneta de vacinação!!

Por: Assessoria de Imprensa, com inf. da Agência Brasil