Posts

Descarte irregular de lixo às margens da ERS 305 em direção a Lajeado Crissiumal

Aproximadamente duzentos metros do Lar do Idoso após uma curva foram registrados dois pontos de descarte

Fotos: Emerson Gomes

Durante o final da tarde desta terça-feira, dia 08 de setembro, moradores relataram ao site metropole1070 sua indignação quanto  ao descarte irregular de lixo que vem acontecendo frequentemente à céu aberto logo após o Lar dos Idosos em direção a localidade de Lajeado Crissiumal.

Nossa reportagem registrou dois pontos de descarte próximos um do outro onde há restos de painéis e partes internas de carros, para-brisa quebrado, latarias, partes de fibra e plástico de automóveis, móveis, sacos de lixo plástico,  entulhos, etc.. sem falar na existência de bichos mortos e um odor desagradável causado também pela grande quantidade de fezes de animais. Ambos os locais ficam próximo a um córrego de água no meio do mato.

O descarte irregular de lixo é crime. O Código de Meio Ambiente e Posturas do Município, estabelecido pela Lei Municipal n° 1541/99, prevê multas para este tipo de ato.

Fonte: Rádio Metrópole

Crissiumal – Moradores de Linha Cotrimaio reclamam de descarte irregular de lixo

Descarte irregular está sendo feito em terreno da  sede esportiva do Corinthians

Fotos: Metrópole Divulgação

Moradores e sócios do time de futebol 7 do Corinthians da Localidade de Linha Cotrimaio, enviaram nesta quinta, 30 de abril, para o site metropole1070, fotos  que mostram os diversos tipos de materiais que estão sendo depositados irregularmente no terreno da sede esportiva.

Segundo informações de moradores, não foi a primeira vez que ocorreu o descarte de lixo e utensílios domésticos, entulho e ferro velho no local.  Além da sujeira a preocupação é com a proliferação de insetos e animais peçonhentos bem como aumento de possíveis focos do mosquito da Dengue.

Lembramos que o  Código de Meio Ambiente e Posturas do Município estabelecido pela Lei Municipal n° 1541/99, prevê multas para este tipo de ato.

 

Fonte: Rádio Metrópole

 

Crissiumal: Lixo é abandonado em estrada de Linha Seca

Fato vem ocorrendo seguidamente na localidade

Foto: Rede Social/Facebook

Circula pelas redes sociais a grande indignação dos moradores da localidade de Linha Seca interior de Crissiumal, quanto a uma considerável quantia de lixo , muito deles eletrônico, que seguidamente é encontrado na estrada municipal próximo a AABB.

É importante ressaltar que a Prefeitura não realiza a coleta do lixo descartado irregularmente pois não possui um local adequado para depositar esses materiais e que irá multar os responsáveis pelo descarte irregular do lixo de acordo com a Lei Municipal n°1541/99 anunciada em Janeiro deste ano.

 

 

*Rádio Metrópole

Descarte irregular de lixo causa transtornos em Crissiumal

Responsáveis serão notificados e poderão ser multados

O descarte incorreto de lixo e entulho em locais públicos é um problema que afeta severamente o município de Crissiumal. Com o crescimento deste transtorno, a Prefeitura alerta os munícipes, que os responsáveis serão notificados e poderão ser multados.

Inúmeras vezes a Prefeitura solicitou o apoio da população para corrigir esse tipo de atitude, porém não foi obtido sucesso e o problema se agravou. Infelizmente, a população está deixando de lado a sua responsabilidade com o meio ambiente e com a limpeza da cidade.

O descarte incorreto de entulhos de construções, móveis, lixo eletrônico e doméstico, tem sido frequente. É comum encontrarmos nas ruas da cidade e muitas vezes, também, nas estradas do interior, inúmeros amontoados desses detritos misturados. Além de deixar a cidade com aspecto sujo, essa conduta, favorece na proliferação de animais e insetos peçonhentos, que causam doenças à população e ocasiona, ainda, no entupimento de bueiros e bocas de lobos, resultando num grande transtorno para todos.

O problema se torna, ainda, mais grave porque o Município recolhe os resíduos e, no dia seguinte, outros descartes são feitos no mesmo local.

Afim de tentar corrigir essa conduta inadequada e inaceitável dos cidadãos, e, com isso, combater a prática do descarte irregular de lixo, a Prefeitura irá notificar e multar os responsáveis. Portanto, os munícipes deverão estar cientes e atentos aos seus atos e à suas responsabilidades, pois poderão receber multas, de acordo com o Código de Meio Ambiente e Posturas do Município, estabelecido pela Lei Municipal n° 1541/99.

Vale ressaltar que a Prefeitura não irá realizar a coleta do lixo descartado irregularmente pela cidade, pois não possui um local adequado para depositar esses materiais. Portanto, é primordial a conscientização da população para mudar esse comportamento e, com isso, auxiliar nas ações de controle de endemias, realizadas constantemente pelas equipes da Secretaria da saúde, mas que é de responsabilidade de todos.

 

Por: Andréia Cristina Queiroz

 

Visitantes descartam lixo e abusam da velocidade no Parque Estadual do Turvo

Foto: Parque Estadual do Turvo

Fechado apenas nas terças e quartas-feiras, o Parque Estadual do Turvo está recebendo centenas e até mais de mil turistas por dia, em Derrubadas. Com o nível do rio Uruguai baixo, aumentou a visibilidade do Salto do Yucumã e, com o aumento do calor, aumentou também o número de visitantes.

Para entrar no parque é preciso pagar ingresso. É necessário ainda assinar um termo de responsabilidade. No local é proibido fumar, levar e consumir bebidas alcoólicas, caçar, pescar, entre outras restrições que são advertidas no momento da entrada. Ao visitante, é orientado levar água.

Porém, nem sempre as orientações são seguidas pelos visitantes. Na noite deste domingo, 5, a direção divulgou uma nota lamentando o comportamento de alguns turistas que descartaram lixo e transitaram com excesso de velocidade no local. Confira abaixo:

“Lamentável!

Este tipo de turista o parque não deseja. Infelizmente, algumas pessoas visitam o parque e não se dão conta que estão em uma Unidade de Conservação. Além do lixo, vários casos de excesso de velocidade foram constatados nos últimos dias.”

Foto: Emerson Gomes

 

Mais de 40% do que é coletado vai para lixão ou outro local inadequado, diz estudo

Cidades buscam os resíduos nas residências, atravessam distâncias consideráveis e os jogam em lugares que não têm sistema de proteção à saúde humana e ao meio ambiente

Mais de 3 mil municípios ainda levam seus resíduos para locais inadequados, como lixões e aterros sem controle ambiental. Significa que essas cidades buscam o lixo doméstico nas casas das pessoas com seus veículos, atravessam distâncias consideráveis queimando gasolina e jogam os resíduos em locais que não têm nenhum sistema de proteção à saúde humana e ao meio ambiente. São criadouros de doenças e poluição do ar, do solo e das águas.

Em 2018, 29,5 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos foram depositados em locais desse tipo, 40% do total coletado. Enquanto no Brasil os outros 59,5% (43 milhões de toneladas por ano) vão para em aterros sanitários com condições de operação, países com a mesma faixa de renda têm média de destinação adequada de resíduos bem superior: 70%.

Os dados constam no Panorama dos Resíduos Sólidos 2018/2019 da Associação Brasileiras das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), que foi lançado em novembro. O relatório é uma das poucas fontes de informação do setor.

O cenário é desolador. A geração total estimada de resíduos foi de 79 milhões de toneladas por ano, passando de 214.868 toneladas por dia para 216.629 toneladas por dia, mantendo crescimento observado desde 2015. Desse total, 6,3 milhões de toneladas ao ano de lixo domiciliar sequer foram coletados. A taxa de cobertura da coleta está em 92%. Segundo o estudo, um em cada 12 brasileiros não tem coleta em casa.

O levantamento aponta que em 2018 4.540 municípios prestaram serviços de coleta, tratamento e disposição final de 252.948 toneladas de resíduos de saúde (material de hospitais, clínicas, laboratórios) o que representa uma diminuição de 1,55% em relação a 2017 (1,94% em termos per capita).

Mesmo no grupo de municípios que executaram esses serviços, mais de um terço (36,2%) deu destinação inadequada aos resíduos, levando-os sem tratamento prévio a lixões, aterros sem preparo e vazadouros. É ilegal essa disposição.

O Panorama aponta que apenas 70% dos municípios contam com alguma iniciativa de coleta seletiva e o índice nacional de reciclagem permanece em 3%. É brutal a quantidade de materiais potencialmente recicláveis que são encaminhados diretamente para unidades de disposição final.

Para o presidente da entidade, Carlos Silva Filho, a pesquisa mostra que o processo idealizado pela Política Nacional de Resíduos Sólidos ainda está distante de se tornar realidade e os recursos aplicados na gestão de resíduos são cada vez mais insuficientes, com impacto direto na saúde de 78 milhões de brasileiros.

O Panorama ainda mostra retrocesso no mercado de serviços do setor de limpeza urbana. Houve queda de 1,28% na movimentação financeira, além da perda de quase 5 mil postos de trabalho. Para a execução de coleta, transporte, destinação, varrição de ruas, limpeza de feiras, manutenção de parques, praças e jardins, foram aplicados R$ 10,15 por habitante/mês, em média.

A Abrelpe defende que, para avançar nessa área no caminho da sustentabilidade, são necessários investimentos em novas plantas e recursos permanentes para a operação e para isso é indispensável um sistema de remuneração direta pelos usuários. Ou seja, o pagamento de taxa de lixo transparente conforme a geração e utilização dos serviços. A solução seria mais justa do ponto de vista social e desoneraria os cofres públicos de alto desembolso, argumenta.

Fonte: ZH/ FolhaPress

Moradores do interior de Crissiumal reclamam de lixo jogado à beira de estrada

Internautas entraram em contato com a Rádio Metrópole na manhã desta quarta-feira 

Muito lixo espalhado

Fotos: Especial / Metrópole

Moradores da localidade de Esquina Uruguai – Crissiumal, relataram a Metrópole nesta quarta-feira (04/11), sua indignação quanto ao lixo que é mensalmente recolhido pela Prefeitura mas que nos últimos dias tem sido espalhado no local da coleta. Foram localizados embalagens de agrotóxicos, baterias de motocicleta e lixo variado que segundo moradores ,parecem ser provenientes de oficinas.

Alguns dos que moram no local fizeram um mutirão e recolheram mais de vinte sacos  cheios de lixo espalhados à beira da estrada.

A Secretaria  do município responsável pela coleta foi comunicada e se comprometeu em recolher o material.

Ainda conforme relato da moradora, seria importante se todas as pessoas se conscientizassem  e lembrassem de colocar o material somente nos dias específicos de coleta.

Mais de vite sacos cheios de lixo foram recolhidos

 

*Metrópole

 

 

Estiagem revela grande volume de lixo no Rio Uruguai

Fotos: Rafael Schenkel

O baixo nível de água proporciona imagens diferentes da rotina. Uma das grandes atrações do turismo de beleza natural, o Salto do Yucumã também revela a falta de cuidados com o meio ambiente. Conforme o gestor do Parque do Turvo, Rafael Schenkel, com a longa estiagem, surge grande quantidade de lixo no leito do Rio Uruguai.

Ele chama atenção para as dificuldades para a navegação e o cuidado que os aventureiros precisam ter com pedras que estão expostas ou próximas do nível da água. Schenkel relata que o lixo recolhido apresenta garrafas pet, roupas, sofás, restos de embarcações, material de pesca, peças de carros, embalagens de agrotóxicos, motores de barcos e até pneu de trator. O gestor informa que o parque, no município de Derrubadas, Rio Grande do Sul, possui parcerias com ONGs e com prefeituras para o destino correto do lixo que é recolhido.

O gestor do Parque do Turvo lamenta o descarte irregular de lixo que é revelado pelo volume reduzido de água. Salienta que este é o período apropriado para visitação do Salto do Yucumã, que possui até 12 metros de queda de água e 120 metros de profundidade. É o maior salto longitudinal do mundo com 1500 metros e belezas que encantam visitantes de várias partes do mundo. O gestor do Parque do Turvo informa que não é permitido aos visitantes levar bebidas alcoólicas e animais domésticos. Também é proibido retirar pedras e plantas do parque.

Para a visitação não é necessário agendamento, porém, para grupos de estudos, é preciso manter contato antecipado com a administração do parque, que viabiliza palestra e orientações sobre preservação do meio ambiente.

Equipe possui intenso trabalho para proteção do Parque do Turvo. São seis funcionários militares e oito colaboradores cedidos pela prefeitura de Derrubadas. Schnkel lembra que se trata de uma Unidade de Proteção Integral com rígido controle de pesca e caça. Informa que é rotina recolher grande quantidade de material de pesca. Informa que o Parque Estadual do Turvo é aberto de quinta-feira a segunda-feira, das oito horas às 18 horas.

O acesso ao parque ocorre até as 16 horas e a saída da área do Salto deve ser até as 17 horas. O valor do ingresso é de R$ 17,00 por pessoa. O gestor lembra que são 15 quilômetros de estrada de chão do acesso do parque até o Salto do Yucumã. Mais informações sobre questões turísticas, tratar pelo whatsapp da Secretaria Municipal de Turismo: 55 99918 3006.

 

Rede Peperi

Coleta de lixo reciclável no interior de Crissiumal ocorrerá nos dias 25 à 27 de junho

 

Conforme acontece trimestralmente, a Secretaria Municipal de Obras Públicas de Crissiumal estará realizando a coleta do lixo seco (reciclável), nas localidades do interior do Município, nos dias 25, 26 e 27 de junho. Confira o roteiro:

– Dia 25 de junho, terça-feira

Lajeado Crissiumal, Alto Crissiumal, Lajeado Grande, Santo Antônio, Linha Concórdia, Linha Principal, Esquina Butiá, Zona Quantz, Lajeado Guabiroba, São Sebastião, Boa esperança, Lajeado Caçador, Barra do Mirim e Lajeado Teimoso.

– Dia 26 de junho, quarta-feira

Esquina Uruguai, Vila Planalto, Esquina Gaúcha, Sussuaiazinho, Sussuaiá, Esquina Navegantes, Vila Bender, Esquina Cardoso, Três Ilhas, Canhada Funda, Lajeado Jacaré, Lajeado Leandro, Lajeado Fazenda, Barra do Buricá, Lajeado Joaquina, Lajeado Nass, Lajeado Erva e Lajeado Bugre.

– Dia 27 de junho, quinta-feira

Bela Vista Schmidt, Bela Vista Bremm, São Vicente, Linha Brasil, Zona Trentini, Zona Weber, Linha Cotricampo, Lajeado Tigre, Lajeado Tigrinho, Lajeado Boi, Vista Nova, Vista Alegre e Linha Porto Alegre.

No entanto, a Secretaria solicita aos moradores destas localidades, para que o lixo esteja devidamente ensacado e amarrado. Os materiais pesados deverão ser embalados em sacos menores, para a melhor distribuição do peso, facilitando, assim, o carregamento até o caminhão. Ressalta-se, ainda, que somente será recolhido o lixo seco/reciclável. Outros materiais, como lixo orgânico, eletrônico, lâmpadas, etc., não serão coletados.

Por: Andréia Cristina Queiroz

Rádio Metrópole

Cerca de 30 toneladas de lixo foram recolhidas no mutirão do “Dia D contra à Dengue” em Três Passos

Mutirão buscou reforçar a importância para que cada morador faça sua parte no combate ao mosquito Aedes aegypti

Fotos: Prefeitura Municipal/Divulgação

Mais de 100 pessoas pessoas se engajaram no mutirão organizado para o “Dia D contra à Dengue” promovido pela Secretaria Municipal de Saúde de Três Passos juntamente com a Vigilância em Saúde e Comitê contra Dengue no último sábado, dia 18 de maio.

Foi percorrido prioritariamente os quarteirões onde residem as pessoas que tiveram casos confirmados de dengue, ou que estão ainda sob cuidados, em função de apresentarem sintomas. O município está com 41 casos confirmados da doença, de acordo com a nova atualização do comitê municipal de combate e monitoramento.

Estiveram participando da ação as Secretarias Municipais, PATRAM, Brigada Militar, Clube de Serviços, servidores públicos, conselheiros de saúde, e pessoas da comunidade.

Durante todo o dia, cerca de 30 toneladas de lixo foram recolhidas pelos caminhões da Prefeitura Municipal, que não venceram fazer todo o serviço de coleta. Neste sentido, durante a semana o recolhimento continuará nos bairros da cidade com a missão de não restar entulhos e lixo nas ruas.

Os entulhos recolhidos, assim como os demais resíduos, foram entregues à empresa Rico Entulhos, os quais serão separados e classificados para a destinação correta.

A secretária Municipal de Saúde, Maria Adelaide Hertz, agradeceu o empenho de todos, para que a iniciativa obtivesse êxito no resultado.

 

Por: Elenara de Oliveira