Posts

Estado tem um infectado a cada 214 habitantes, aponta quinta etapa de pesquisa de prevalência de Covid-19

Estudo estima que cerca de 53 mil pessoas, equivalente a 0,47% da população gaúcha, tenham anticorpos para a doença

A pesquisa de prevalência da Covid-19 na população gaúcha mostra que a disseminação do coronavírus aumentou no Rio Grande do Sul. Os números da quinta etapa do estudo, divulgados nesta quarta-feira (1°/7) pelo governo do Estado e pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) em transmissão ao vivo nas redes sociais, apontam que há um infectado a cada 214 habitantes. Os dados estimam que mais de 53 mil pessoas (de 32.891 a 81.059, pela margem de erro da pesquisa) têm ou já tiveram o vírus na população gaúcha.

“A pesquisa, inédita e que ganhou proporção nacional, é um dos parâmetros utilizados para definir as medidas adotadas no enfrentamento ao coronavírus. Essa parceria com a comunidade científica nos dá segurança, e nos dá uma orientação mais segura sobre o que devemos e o que não devemos fazer”, reforçou o governador Eduardo Leite.

Além de a pesquisa apontar aumento na disseminação do vírus pelo Estado, também mostra que a população não está obedecendo ao distanciamento social com o mesmo afinco que fazia em abril. Sabíamos que isso ocorreria, mas volto a chamar atenção para o fato de que estamos vivendo o momento mais delicado da pandemia até agora, e a colaboração de cada gaúcho e de cada gaúcha é essencial”, alertou.

A quinta etapa do estudo Epidemiologia da Covid-19 no RS (Epicovid19-RS) é a primeira da segunda fase de aplicação de testes rápidos, que segue o mesmo funcionamento das etapas anteriores, com exceção da diferença de intervalo entre as rodadas. O resultado da quarta etapa havia sido divulgado no dia 27 de maio. Entre os dias 27 e 29 de junho, foram testadas 4,5 mil pessoas nas nove cidades selecionadas: Pelotas, Porto Alegre, Canoas, Santa Maria, Uruguaiana, Santa Cruz do Sul, Ijuí, Passo Fundo e Caxias do Sul.

“Diante da impossibilidade de realizar testes em toda a população, essa nova fase do estudo é importante para acompanharmos a evolução da pandemia”, afirmou a coordenadora do Comitê de Dados, Leany Lemos.

Epicovid19 fase 5 1

De acordo com o resultado dos testes aplicados nesta etapa, estima-se que haja 53.094 pessoas já com anticorpos no Estado, equivalente a 0,47% da população. Na rodada anterior, no final de maio, as projeções eram de 20.226 pessoas infectadas pelo vírus (0,18% da população).

Dos 4,5 mil testes, 21 tiveram resultado positivo para coronavírus: quatro em Caxias do Sul, três em Uruguaiana, Ijuí, Santa Cruz do Sul e Passo Fundo; dois em Porto Alegre e Canoas, e um em Pelotas. Santa Maria foi a única cidade selecionada pela pesquisa que não teve nenhum resultado positivo.

Os novos dados estimam que haja um infectado a cada 214 gaúchos – na testagem anterior, havia um caso positivo a cada 562 pessoas; na terceira, um a cada 454 pessoas; na segunda, um a cada 769 e na rodada inicial, um a cada 2 mil.

Para cada 1 milhão de habitantes do Rio Grande do Sul, estima-se que existam 4.667 infectados reais e 2.219 notificações. Para cada caso notificado, portanto, existem cerca de dois casos não notificados.

A EpiCovid19-RS ainda tem previstas três etapas: a sexta etapa deve ocorrer de 25 a 27 de julho; a sétima, de 22 a 24 de agosto; e a oitava, de 26 a 28 de setembro.

Epicovid19 fase 5 2

Distanciamento Controlado

Se comparados à quarta etapa da pesquisa, os dados da quinta etapa mostram que o percentual de pessoas que está seguindo as orientações de distanciamento social diminuiu nesse intervalo de um mês: apenas 12,7% dos entrevistados alegou estar sempre em casa. No final de maio, eram 14,5% dos entrevistados.

“Estamos monitorando, sempre com o dedo no pulso, a evolução da doença no Estado. Com o aumento de internações que percebemos, restringimos algumas atividades, e se não houver diminuição na velocidade de contágio, teremos de restringir ainda mais, com a migração de algumas regiões de bandeira vermelha para preta. Está nas mãos de toda a sociedade. Todos, juntos, podemos evitar que haja maiores restrições”, alertou o governador Eduardo Leite.

As pessoas que só saem para cumprir atividades essenciais correspondem a 54,6% dos entrevistados e aquelas que saem diariamente são 32,7% dos entrevistados. No final de maio, 54% dos entrevistados saia para atividades essenciais, e 31,5% relatava sair diariamente.

“Levando em consideração a implementação do Distanciamento Controlado e as atitudes individuais, percebe-se, do início de abril ao final de junho, uma diminuição dos cuidados e da obediência aos protocolos de prevenção. Vemos isso com preocupação, especialmente neste momento em que vemos a velocidade de contágio aumentando”, alertou o epidemiologista e professor emérito da UFPel, Fernando Barros, responsável por apresentar os resultados da quinta etapa na transmissão ao vivo.

Epicovid19 fase 5 3

Letalidade

A letalidade baseada no total de casos é de 1,1%, com uma relação de 559 mortes para cada 53.094 casos. Isso porque a pesquisa considera que haja dois casos para cada notificação – ou seja, o Rio Grande do Sul não teria cerca de 27 mil casos confirmados, mas sim, mais de 53 mil.

“É um número bastante elevado, se comparado ao total de óbitos causados com outras infecções respiratórias”, explicou o professor Fernando Barros. No entanto, se os dados considerados forem os casos confirmados, a letalidade é 2,2%, com 559 mortes para 25.243 casos.

Sintomas mais comuns

Os sintomas mais relatados pelas 21 pessoas que testaram positivo para o coronavírus na quinta etapa da pesquisa foram tosse (45%), dor de garganta (35%) e alterações no olfato/paladar (30%). Dificuldade para respirar (25%), febre (20%) e diarreia (10%) também foram relatados. Essa foi a terceira vez que a pesquisa Epicovid19 divulgou resultados sobre os sintomas.

Lockdown

Embora não tenha apresentado os resultados da pesquisa, como costumeiro, o reitor da UFPel, Pedro Hallal, participou da transmissão ao vivo para esclarecer uma dúvida a respeito da adoção de “lockdown” no Estado. Uma vez que o Epicovid19 tomou proporção nacional e foi replicada em outros Estados, Hallal vem alertando sobre a necessidade de um lockdown rigoroso, de 15 dias, para deter a curva ascendente de casos confirmados e de óbitos por coronavírus.

O reitor explicou, no entanto, que o Rio Grande do Sul tem um acompanhamento da evolução da pandemia que nenhum outro Estado apresenta. “É uma situação muito preocupante em todos os Estados, alguns mais do que outros, mas a recomendação sobre o lockdown é para o país inteiro. De nada adiantaria o Rio Grande do Sul fazer isso sem que outros Estados adotem a mesma medida”, esclareceu. “Se identificarmos essa necessidade para o RS em algum momento, defenderemos isso, e tenho certeza de que o Estado daria o mesmo encaminhamento”, reforçou.

A pesquisa

O Epicovid19 é coordenado pelo governo do Rio Grande do Sul e pela UFPel, mobilizando uma rede de 12 universidades federais e privadas: Imed Passo Fundo, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS/Passo Fundo), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal do Pampa (Unipampa/Uruguaiana), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade La Salle (Unilasalle-Canoas) e Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí).

O estudo, com custo estimado em R$ 1,5 milhão, tem apoio da Unimed Porto Alegre, do Instituto Cultural Floresta, também da capital gaúcha, e do Instituto Serrapilheira, do Rio de Janeiro.

Fonte: Governo RS

Terceiro óbito por coronavírus é confirmado em Três Passos

Homem tinha 61 anos

O comando do 7º BPM (Batalhão de Polícia Militar), com sede em Três Passos, divulgou uma nota de pesar, em suas redes sociais, solidarizando-se com os familiares da vítima.

No início da tarde desta terça-feira (30), a prefeitura de Três Passos confirmou, através da Unidade Sentinela, o terceiro óbito de paciente infectado pela Covid-19 no município.

O paciente, de 61 anos, procurou o atendimento da Unidade Sentinela, no dia 21 de junho, por apresentar sintomas da Covid-19, sendo encaminhado de imediato ao Hospital de Caridade onde foi internado.

Com histórico de cardiopatia e enfisema pulmonar, o quadro de saúde do aposentado, se agravou, precisando ser transferido da Ala Covid para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no dia 23 de junho, necessitando ser entubado.

Já, no dia 24 de junho, o resultado do exame foi confirmado positivo para a doença, pelo Laboratório Central do Estado (LACEN). O paciente faleceu hoje, dia 30 de junho, às 12horas, sendo este, o terceiro óbito do município em decorrência da infecção.

Também, outro familiar do paciente, uma senhora de 83 anos, internada no Hospital desde o último domingo, com diagnóstico positivo para coronavírus, precisou ser removida nesta manhã para a UTI.

O prefeito Municipal, José Carlos Amaral, presta condolências e solidariedade aos familiares e amigos, nesse momento de dor profunda pela perda irreparável. Ele reforça as recomendações das medidas de segurança, definidas em decreto, para controle da velocidade da propagação do novo coronavírus no município.

Até o momento, Três Passos registra 514 casos negativos da doença e 359 positivos, sendo, destes, 159 deram alta-curados. São três óbitos pela infecção e cerca de 500 pessoas estão orientadas ao isolamento.

 

Fonte: Prefeitura de Três Passos

Vacina de Oxford pode ser distribuída este ano, diz Astrazeneca

A vacina está sendo testada no Brasil

REUTERS

A vacina contra o covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, com testes no Brasil, poderá ficar disponível à população ainda este ano. A afirmação foi feita por Maria Augusta Bernardini, diretora-médica do grupo farmacêutico Astrazeneca. O grupo anglo-sueco participa das pesquisas da universidade inglesa em parceria com Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

“Esperamos ter dados preliminares quanto a eficácia real já disponíveis em torno de outubro, novembro”, disse Bernardini. Segundo ela, apesar de os voluntários serem acompanhados por um ano, existe a possibilidade de distribuir a vacina à população antes desse período.

“Vamos sim analisar, em conjunto com as entidades regulatórias mundiais, se podemos ter uma autorização de registro em caráter de exceção, um registro condicionado, para que a gente possa disponibilizar à população antes de ter uma finalização completa dos estudos”, acrescentou, destacando que os prazos podem mudar de acordo com a evolução dos estudos.

Segundo ela, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tem se mostrado disposta a colaborar. A vacina está atualmente na fase três de testes. Isso significa, de acordo a Unifesp, que a vacina se encontra entre os estágios mais avançados de desenvolvimento. O Brasil é o primeiro país fora do Reino Unido a iniciar testes com a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e um dos motivos que levaram à escolha foi o fato de a pandemia estar em ascensão no país.

“O Brasil é um grande foco de crescimento, de mortalidade, o que nos coloca como ambiente propício para demonstrar o potencial efeito de uma vacina. Para isso precisamos ter o vírus circulante na população e esse é o cenário que estamos vivendo”, disse Bernardini. Ela participou  de uma conversa, transmitida ao vivo pela internet, com o embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan.

A diretora-médica da Astrazeneca também destacou que a atuação de pesquisadores brasileiros em Oxford e sua reputação foi outro fator influenciador para trazer a pesquisa para o Brasil. “Isso fortaleceu a imagem a reputação científica do Brasil, além de facilitar, trazer com agilidade o estudo em termos de execução”.

Vantagens da vacina de Oxford

Segundo ela, a vacina de Oxford tem vantagem sobre outras em desenvolvimento no mundo pois, além de usar uma plataforma já conhecida e testada em vírus como Mers e Ebola, funcionaria com uma dose única. “Estamos desenvolvendo uma vacina em dose única. É um diferencial. […] Outro diferencial que temos é que sabemos que potencial da geração de anticorpos é muito forte, muito positivo”.

Fonte: Agência Brasil

Crissiumal: SMS confirma através de Boletim Extra, o 7° caso da Covid-19 no município

A Secretaria Municipal de Saúde de Crissiumal emitiu no fim da tarde desta segunda-feira (29), mais um Boletim Epidemiológico “EXTRA”, com informações atualizadas sobre as síndromes respiratórias e casos confirmados de Covid-19, no município.

De acordo com o Boletim, este de nº 12, os CASOS DE SÍNDROMES RESPIRATÓRIAS AGUDAS GRAVES aumentaram, comparados ao Boletim anterior, emitido na última sexta-feira. Os casos contabilizados em 273, passaram para 279.

Já, os CASOS CONFIRMADOS DE COVID-19 no município também aumentaram, somando 07 (sete) casos registrados em Crissiumal. Porém, o número de PACIENTES CURADOS também aumentou, passado de 03 para 05.

O Boletim, ainda, informou que até o momento 81 testes já foram realizados.

Os Boletins Epidemiológicos são emitidos pela Administração Municipal, através da Secretaria de Saúde, em conjunto com o Hospital de Caridade, para que a população tenha acesso as informações e a realidade municipal, quanto à COVID-19.    Os Boletins extras são emitidos quando necessário.

É importante ressaltar que, as informações apresentadas nos Boletins Epidemiológicos, são as informações somadas, desde a emissão do primeiro Boletim.

Confirmado segundo óbito por Covid-19 em Horizontina

O COES – Comitê de Emergência em Saúde para Enfrentamento ao Corona Vírus, divulgou na tarde deste dia 29 de junho, seu boletim de número 103 de informação continuada à comunidade.

O boletim diário é apresentado pelo vice-prefeito Jones Cunha, membro titular do COES, e que tem a função de fazer o relacionamento com os veículos de comunicação e com as plataformas oficiais do município – por decisão do comitê.

Nesta Segunda-Feira o COES registra o 2º óbito de morador de Horizontina tendo como causa Covid 19. É um paciente do sexo masculino, 74 anos, que possuía comorbidades diabetes, hipertensão, havia três semanas passou por intervenção cirúrgica devido a aterosclerose. Ele foi testado positivo dia 22 de junho pelo teste de antígeno e apresentou os sintomas na sexta-feira dia 26 e nesta segunda-feira teve uma piora do quadro, quando foi hospitalizado em Horizontina e veio a óbito.

O Coes registra ainda nesta data, 06 casos ativos de Corona Vírus em isolamento domiciliar, 01 caso suspeito aguardando a testagem do 14º dia após descartados pelo LACEN e 91 pacientes monitorados por SÍNDROME GRIPAL LEVE – SG, ou contatos com suspeitos/confirmados.

ATENÇÃO!

-Pacientes monitorados não devem sair de casa. Quem tiver qualquer sintoma de gripe, precisa informar obrigatoriamente o serviço municipal de saúde. Não faça aglomerações com jantas, almoços e a presença de quem não mora em casa”. Telefone do COES: (9-9938 4212). Das 7h ás 22h inclusive sábados e domingos.

– A Região Fronteira Noroeste está em bandeira Laranja, de risco médio para contágio do novo corona vírus. Use a máscara de proteção individual sempre que for a locais com outras pessoas. Jamais tire a máscara para conversar com outra pessoa. Lave as mãos frequentemente com água e sabão ou sabonete líquido ou use álcool gel sempre que tocar em objetos de uso comum.

-Cumprimente as pessoas a distância evitando abraços, beijos e apertos de mãos. Não compartilhem chimarrão.

OBSERVAÇÃO:

A Prefeitura Municipal através da equipe de fiscalização estará com acompanhamento da Brigada Militar, fazendo o cumprimento dos decretos do Estado e do Município, pois recebeu várias denúncias de pessoas que insistem em fazer aglomerações festivas residenciais e junto a parques e outros locais sem respeitar as regras do distanciamento social.

DENÚNCIAS:

Em caso de flagrante desrespeito às regras sanitárias do distanciamento social controlado, como pessoas aglomeradas sem uso de máscaras ou aglomerações festivas não permitidas, denuncie: O telefone é 9-9927-6755.

 

Fonte: Imprensa HZ

Ijuí ultrapassa os 200 casos de Covid-19

Neste domingo dia 28 de junho de 2020, foi confirmado dezessete novos casos da Covid-19 em Ijuí.

A Secretaria de Saúde do município emitiu nesta tarde o boletim epidemiológico que confirmam mais  17 pacientes com o resultado positivo para o Coronavírus. Agora são 202 casos confirmados da doença.

Ainda segundo os dados são 122 pacientes em recuperação, 79 curados, 10 casos suspeitos que aguardam resultado e um óbito.

 

Fonte: Rádio Metrópole

Prefeito Roberto Bergmann está preocupado com o avanço da contaminação da Covid-19 no município e região

Diante do aumento de casos confirmados da Covid-19 em Crissiumal e em municípios vizinhos, o prefeito crissiumalense Roberto Bergmann faz um apelo à toda a população para que intensifiquem os cuidados de prevenção ao Coronavírus, afim de conter o avanço da doença em Crissiumal e evitar maiores restrições.

Conforme o mapa das bandeiras de distanciamento controlado, que classifica o nível de risco de contaminação da Covid-19, divulgado no último sábado (20) pelo Governo Gaúcho; diversos municípios da região passariam para restrições da Bandeira Vermelha, o qual determinava o fechamento dos comércios não essenciais. Contudo, no início desta semana, após análise dos recursos interpostos pela AMUCELEIRO e AMZOP, o Governo manteve a Bandeira Laranja para os municípios dessas regiões.

Considerando esse panorama e o risco eminente de classificação para a Bandeira Vermelha, os prefeitos dos municípios integrantes dessas Associações estão realizando ações e tomando todas as medidas preventivas. Em acordo, os prefeitos irão, caso necessário, adotar protocolos mais rígidos e estabelecer normas mais drásticas, ajustando os seus Decretos e endurecendo mais as regras e medidas de prevenção à Covid-19.

Crissiumal está classificado com a Bandeira Laranja, que caracteriza Risco Médio de Contaminação. No entanto, de acordo com o prefeito Bergmann, é essencial a conscientização de todos os munícipes, de que estamos em plena pandemia e que é importante que todos mantenham o isolamento social, e só saiam de casa quando houver realmente necessidade, usando máscaras e higienizando as mãos frequentemente. Bergmann diz estar preocupado com o aumento da circulação de pessoas nas ruas da cidade e, também, com as aglomerações em alguns estabelecimentos. Com isso, o prefeito solicita o apoio imprescindível, principalmente, do comércio local, para cooperarem com as medidas de prevenção já impostas, respeitando as determinações do uso de máscara e de higienização das mãos de seus funcionários e seus clientes, afim de que não sejam prejudicados com normais mais rigorosas.

De acordo com o último Boletim Epidemiológico, emitido pela Secretaria de Saúde, nessa segunda-feira (22), Crissiumal possui seis (6) casos confirmados de Covid-19, sendo que dois (2) já são considerados curados. No entanto, a preocupação é de que, com o frequente aumento dos casos de contágio da doença, possam consequentemente aumentar o número de internações e fazer com que o município tenha que migrar para a Bandeira Vermelha, a qual só permite as atividades essenciais.

As medidas de prevenção à covid-19 são simples e muito eficazes, se mantidas regularmente. Proteja a si mesmo e as pessoas ao seu redor, conhecendo os fatos e tomando as precauções apropriadas. Siga as orientações divulgadas pelos profissionais de saúde, para evitar a propagação da doença:

  • Use máscaras sempre que sair de casa. As máscaras caseiras, que seguem as especificações técnicas e usadas de forma adequada, também conferem boa proteção;
  • Lave suas mãos com frequência. Use sabão e água ou álcool em gel 70%;
  • Mantenha uma distância segura de qualquer pessoa que esteja tossindo ou espirrando;
  • Não toque nos olhos, no nariz ou na boca;
  • Quando tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com o cotovelo dobrado ou lenço de papel;
  • Fique em casa se você se sentir indisposto;
  • Se você tiver febre, tosse e dificuldade para respirar, procure assistência médica. Ligue antes de sair;
  • Evite ir desnecessariamente ao posto de saúde, hospital ou clínicas, para permitir que os sistemas de saúde operem com mais eficiência, protegendo você e as outras pessoas;
  • Siga as instruções de sua autoridade de saúde local.

 

Por: Andréia Cristina Queiroz – MTB/RS 18171 

Três Passos confirma segunda morte por coronavírus

Homem tinha 48 anos e não apresentava comorbidades

Durante uma transmissão ao vivo, realizada pela Prefeitura Municipal de Três Passos na manhã desta terça-feira, dia 23 de junho, o prefeito José Carlos Amaral, deu a notícia do 2º óbito no município.

Encaminhado pela Unidade Sentinela ao Hospital de Caridade, o paciente, que já estava afastado do trabalho há 7 dias, havia sido internado em 13 de junho, quando a coleta do exame, tipo PCR, foi procedida. Já no dia 15, o quadro evoluiu e ele foi removido da Ala Covid para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), precisando ser entubado. Posteriormente, no dia 16, veio resultado confirmando a infecção pelo novo coronavírus.

Hoje pela manhã, às 9h40min, o paciente de 48 anos, que não apresentava comorbidades, pré-disposição para doença ou fator de risco, veio a óbito, por coronavírus.

Com 237 casos confirmados até às 10 horas deste dia 23 de junho, Três Passos tem dois óbitos, e outros sete pacientes internados no Hospital de Caridade, sendo: um homem de 61 anos, que aguarda resultado, na UTI, em estado grave; e outros seis na Ala Covid, onde quatro também aguardam resultado, e três são positivos para a doença.

A Administração Municipal lamenta profundamente esta perda. “Estamos profundamente abalados com mais esta perda, pedimos a todos que nos ajudem, fazendo todos os esforços para enfrentarmos juntos esta pandemia”, lamentou o prefeito, ressaltando da importância da população continuar com o distanciamento social em cumprimento das medidas preventivas para evitar a contaminação.

 

*Prefeitura de Três Passos

Dois novos casos de coronavírus foram confirmados em Crissiumal

Número total de casos confirmados chega a seis; dois estão curados

Conforme o novo boletim epidemiológico extra divulgado na manhã desta segunda-feira (22/06) pela Secretaria Municipal de Saúde de Crissiumal, dois novos casos de coronavírus foram confirmados no município. Total chega a seis.

Segundo o boletim , um paciente com covid-19 encontra-se hospitalizado no HCC.

Até o momento, 68 testes foram realizados no município. Dos seis infectados, dois são considerados curados.

Nova Candelária confirma os dois primeiros casos de Covid-19 no Município

A Secretaria da Saúde de Nova Candelária confirmou no início da manhã desta segunda-feira, 22 de junho, os dois primeiros casos de Coronavírus no Município. Os exames realizados testaram positivo ao vírus para um homem de 47 anos e uma mulher com 46. Ambos apresentaram os sintomas e procuraram o atendimento da Unidade Básica de Saúde.

Os pacientes já receberam todos os atendimentos de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde e encontram-se em isolamento domiciliar, bem como, as pessoas que tiveram contato também já foram notificadas e estão isoladas.

Todos os procedimentos padrões já foram realizados e a equipe técnica do Município seguirá acompanhando os casos, bem como, trabalhando na conscientização e nas ações preventivas ao Covid-19, ou, Novo Coronavírus. Ainda nesta semana haverá distribuição gratuita de álcool gel aos munícipes que necessitam.

Ressalta-se mais uma vez a importância de manter todos os cuidados preventivos, quando possível não sair de casa, higienizar as mãos constantemente evitando o contato com o rosto, passar álcool gel e fazer uso das máscaras de proteção. A Secretaria de Saúde continua priorizando o atendimento aos munícipes com síndromes gripais. Antes de ir até o Posto de Saúde por outros motivos ou exames de rotina, ligue e se informe.

Para dúvidas ou se sentir algum sintoma, entre em contato com a equipe da Saúde pelos números (55) 3616-6336 ou (55) 99917-5197.

Por: Dalvane Rafael – Jornalista e Assessor de Comunicação da Pref. de Nova Candelária. MTB 19061/RS.