Posts

Três Passos registra o décimo quinto óbito por covid-19

Pixabay

A Prefeitura de Três Passos confirmou na manhã desta quarta-feira, 9 de setembro, o 15º óbito por Covid-19 no município.

A vítima foi um homem de 79 anos que estava abrigado no asilo de Padre Gonzáles, e faleceu no dia 4 de setembro. Ele não chegou a ser hospitalizado por não apresentar sintomas.

No dia da sua morte a Unidade Sentinela realizou teste de Covid, com resultado positivo sendo apresentado hoje(9).

As autoridades sanitárias investigam a partir de agora o vínculo epidemiológico, pois um funcionário desta mesma instituição já veio a óbito.

Fonte: Prefeitura de Três Passos

 

Novo aumento nos casos de covid-19 em Crissiumal; total chega a 65

Crissiumal tem agora 65 casos confirmados de coronavírus segundo o boletim diário  da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde de Ijuí desta terça-feira, dia 08 de setembro de 2020.

A SMS de Crissiumal irá atualizar na quinta-feira em seu boletim semanal mais informações , incluindo o número de pessoas curadas.

A região R13 possui 1683 casos, com 29 óbitos (um deles em Crissiumal).

 

Confira abaixo a tabela regional desta terça:

*Rádio Metrópole

 

Estudo brasileiro: corticoide reduz gravidade de efeitos da covid-19

Dexametasona mostrou resultados positivos em pacientes de UTI

Pesquisa feita por um grupo de hospitais e institutos de pesquisa brasileiros mostrou que o uso do antiinflamatório corticoide dexametasona diminui os dias com respiração artificial em pacientes adultos hospitalizados com síndrome respiratória aguda grave causada pela covid-19. O estudo foi publicado ontem (2) no periódico científico Journal of the American Medical Association (Jama).

Segundo a pesquisa, o número de dias fora do respirador artificial foi maior nos pacientes tratados com dexametasona (média de 6,6 dias) do que no grupo controle (média de 4 dias). O aumento de tempo fora do respirador artificial significa menor risco de complicações decorrentes da permanência nas unidades de tratamento intensivo (UTI), liberação de leitos e economia de recursos humanos e financeiros.

A pesquisa foi realizada pelo grupo Coalizão Covid-19 Brasil, formado pelo Hospital Israelita Albert Einstein, HCor, Hospital Sírio-Libanês, Hospital Moinhos de Vento, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Beneficência Portuguesa de São Paulo, Brazilian Clinical Research Institute (BCRI) e Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet).

O estudo ocorreu de 17 de abril a 21 de julho. Participaram 299 pacientes com síndrome respiratória aguda grave causada pela covid-19, submetidos a ventilação mecânica (respiração artificial) em 41 UTIs brasileiras.

Por meio de sorteio, os pacientes receberam dexametasona e suporte clínico padrão (151 pacientes) ou apenas suporte clínico padrão (no grupo de controle, com 148 pacientes). A dexametasona foi usada por via endovenosa na dose de 20 miligramas (mg) durante 5 dias e 10 mg durante 5 dias.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a aplicação clínica da dexametasona é frequente, principalmente pelos efeitos anti-inflamatórios. Porém, sua ação pode provocar vários efeitos colaterais, os mais comuns a elevação da glicose do sangue, aumento da pressão arterial, ganho de peso, inchaço e, com uso prolongado, osteoporose e insuficiência suprarrenal.

De acordo com a pesquisa brasileira, não foi detectada evidência de risco maior no tratamento com dexametasona em relação a novas infecções, alterações da glicose e outros eventos adversos sérios. A droga, no entanto, só deve ser tomada por recomendação médica.

Fonte: Agência Brasil

Coronavírus: Casos em Crissiumal sobem para 54

Quatro novos casos de coronavírus foram confirmados nesta quarta-feira (02/9) em Crissiumal conforme mostra o boletim diário da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde de Ijuí ( abaixo). Já são 54 casos da doença.

 O Município atualizará nesta quinta-feira novas informações em seu boletim semanal.

A região R13 possui 1564 casos e 25 óbitos (um deles em Crissiumal).

Confira o boletim regional desta quarta:

Fonte: Rádio Metrópole

Lacen se aproxima dos 50 mil testes de Covid-19 realizados desde março

Foto: Divulgação SES

O Laboratório Central do Estado (Lacen-RS) está próximo de alcançar a marca de 50 mil testes de biologia molecular para a identificação da Covid-19. Em média, são 400 exames realizados diariamente, com resultados liberados em até dois dias para 90% dos casos.

A Secretaria da Saúde (SES) reforça ainda esse tipo de análise, considerada padrão-ouro (serve como referência) para o diagnóstico do coronavírus, com a distribuição de mais de 17 mil insumos para testes em laboratórios parceiros e outras 27 mil amostras enviadas para testagem fora do Estado pelo projeto Testar RS.

Somente em agosto foram cerca de 12 mil testes realizados pelo Lacen. Desses, 90% tiveram o resultado em até dois dias desde a chegada da amostra na unidade em Porto Alegre.

Análises no Lacen para Covid-19 em agosto:

Resultado no mesmo dia do recebimento: 665 (5,6%)
Resultado no dia seguinte: 6.343 (53%)
Resultado em dois dias: 3.771 (31,5%)
Resultado em três dias: 1.161 (9,7%)
Resultado em quatro dias: 28 (0,2%)
Resultado cinco ou mais dias depois: 8 (menos de 0,1%)

A análise de biologia molecular é considerada padrão-ouro por identificar a presença do Sars-CoV-2 (vírus causador da Covid-19) em amostras de secreções das vias respiratórias (do nariz e garganta) dos casos suspeitos. Esses materiais são coletados com o uso de um tipo hastes de plástico parecidas com cotonetes (swabs) ou com aspirados por sonda.

Assim que chegam ao laboratório, as amostras passam por diferentes estágios de preparação e extração do material genético das moléculas (RNA) até chegar ao resultado final. Essa técnica leva o nome de RT-PCR (sigla que em inglês para reação em cadeia da polimerase acoplada a transcriptase reversa).

O Lacen do Rio Grande do Sul foi um dos primeiros laboratórios estaduais em que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) descentralizou o diagnóstico do coronavírus. Antes de 6 de março, todos os casos suspeitos tinham de ter as amostras enviadas para exame no Rio de Janeiro. Mesmo que em número ainda pequeno, os resultados levavam, normalmente, mais de uma semana.

O envio de amostras para outros Estados voltou no final de julho, com o lançamento do projeto Testar RS, que amplia a testagem para detecção do novo coronavírus. Desde então, mais de 27 mil amostras já foram enviadas para análise em laboratórios de referência no Paraná, no Rio de Janeiro e em São Paulo. A meta é, de forma gradativa, aumentar esse número para até 7 mil testes diários. A estratégia é resultado de trabalho conjunto da SES com o Ministério da Saúde e o programa Todos pela Saúde.

Além disso, o Lacen conta ainda com o apoio de outros laboratórios públicos parceiros, que com insumos distribuídos pela SES também realizam testes para Covid-19. Até o momento, mais de 17 mil insumos para exames de RT-PCR foram encaminhados para laboratórios em Porto Alegre, Caxias do Sul, São Leopoldo, Uruguaiana, Santa Maria e Rio Grande.

O RT-PCR é recomendado para todas as pessoas que internem por algum agravo respiratório (chamado de Síndrome Respiratória Aguda Grave). Também fazem esse tipo de análise as pessoas com síndrome gripal (febre acompanhada de algum desconforto respiratório que não precise de hospitalização) de 37 municípios prioritários, previstos no Testar RS. Gradativamente está prevista a ampliação desse número de cidades.

Testes rápidos

O outro tipo de exame disponível pela rede pública são os testes rápidos de anticorpos. A Secretaria da Saúde distribuiu esse ano mais de 348 mil testes rápidos a todos os municípios. Esses exames detectam a presença da resposta imunológica do organismo à infecção pelo Sars-CoV-2, o vírus causador da Covid-19.

Para que o nível de anticorpos seja suficiente para a sua identificação, sua aplicação é recomendada após 10 dias desde o início dos sintomas. É utilizado com a coleta de uma gota de sangue da ponta de um dedo. O resultado sai em 15 minutos.

Texto: Ascom SES
Edição: Secom

Crissiumal chega aos 50 casos de coronavírus

Informação foi confirmada pela 17ª Coordenadoria Regional da Saúde

Imagem Ilustrativa

Doze novos casos de Covid-19 foram confirmados em Crissiumal nesta terça-feira (01/9) segundo o boletim diário da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde de Ijuí. O município possui agora 50 casos da doença.

A Secretaria da Saúde atualizará em seu boletim semanal na quinta-feira, informações mais completas incluindo o número de pacientes curados.

A região R13 possui 1530 casos e 25 óbitos ( um em Crissiumal).

Confira o boletim regional desta terça:

*Rádio Metrópole

Empresa brasileira vai produzir ventilador desenvolvido pela Nasa

Equipamento é utilizado no tratamento de pacientes da covid-19

Uma parceria da empresa de medicamentos brasileira Russer e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) vai permitir a produção de ventiladores pulmonares a partir de um projeto desenvolvido pela Agência Espacial dos Estados Unidos (Nasa). O equipamento é utilizado no tratamento de pacientes da covid-19, em quadros mais graves que precisam de apoio para garantir a respiração.

A homologação na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi obtida na semana passada. Inicialmente, a Russer deve produzir 300 ventiladores pulmonares por mês. Ainda não há previsão de quando o produto estará no mercado.

Segundo do diretor geral do Senai, Rafael Lucchesi, a vantagem do respirador é seu preço. Enquanto no mercado a média de preço está entre R$ 50 mil e R$ 60 mil, este deverá custar R$ 20 mil.

Além do preço, o projeto vai ampliar a produção nacional desse equipamento. “É uma vantagem robusta e vai ter uma cadeia nacionalizada de componentes e isso é importante para a produção”, disse Lucchesi.

O projeto teve início quando a empresa e o Senai entraram em uma chamada pública da Nasa para firmar parcerias visando a fabricação do aparelho, desenvolvido por engenheiros do Laboratório de Propulsão a Jato.

Foram selecionadas inicialmente 331 empresas de vários países. Em uma segunda rodada, ficaram 28 companhias, entre elas a Russer e o Senai. A Nasa não irá cobrar pelos royalties durante a pandemia.

O diretor geral do Senai disse que a entidade entrou no projeto quando identificou o gargalo da dificuldade de obtenção desse equipamento no mercado internacional diante da alta demanda por conta da conjuntura da pandemia.

“É um equipamento crítico da covid-19. É tradicional de uso nas UTIs [Unidades de Terapia Intensiva]. Ganhou fama porque esta doença infecciosa cria uma infecção no pulmão e é equipamento decisivo”, disse, à Agência Brasil.

*Agência Brasil

Confirmada a segunda morte por Covid-19 em Três de Maio

Assessoria de Comunicação do Hospital Vida & Saúde

A Prefeitura de Três de Maio confirmou na noite desta sexta-feira (28/08) a segunda morte de um morador do município por coronavírus. O óbito foi de um homem de 70 anos que estava internado na Unidade Regional Especializada em Covid-19 Dom Bosco em Santa Rosa.

Com esse caso, a cidade, que não tinha óbitos por Covid-19, chega a duas mortes confirmadas pela doença no mesmo dia.

Segundo a Prefeitura, ele tinha hipertensão arterial sistêmica, cardiopatia, diabetes e problema pulmonar crônico.

 

 

*Paulo Marques

Anvisa pode agilizar aprovação da vacina coronavac no Brasil

Plano é iniciar entregas em dezembro

Foto: Pascal Guyot / AFP

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta sexta-feira(28) que a Anvisa se propôs a “acompanhar mais de perto” a aprovação da vacina coronavac, que vem sendo desenvolvida pelo instituto em parceria com a chinesa Sinovac, e que está na fase de testes em humanos no Brasil. De acordo com ele, houve “concordância imediata” pelo presidente da agência reguladora, Antônio Barra Torres, para que quando fossem apresentados os resultados da fase 3, não houvesse nenhum tipo de demora na emissão do registro da vacina.

“Levamos resultados adicionais de estudos de segurança produzidos na China, que mostrou um perfil de segurança muito próximo da nossa vacina da influenza”, afirmou Covas. Ele afirma que, até o momento, os estudos chineses sobre a coronavac já foram feitos com 24 mil voluntários e que houve registro de apenas 5% de efeitos colaterais, 3% de efeitos mais graves (dor no local da aplicação) e apenas 0,18% de manifestações febris.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também falou da reunião entre representantes do governo estadual com o Ministério da Saúde, em busca de recursos federais para a ampliação de produção da coronavac. O Estado pediu R$ 1,9 bilhão ao governo federal para ampliar a previsão de entrega da coronavac no próximo ano, de 60 milhões para 120 milhões de doses. “O apoio financeiro do Ministério é fundamental para a ampliação do estudo clínico e a capacitação para multiplicar fortemente nossa capacidade de produção.”

De acordo com Covas, foram solicitados investimentos nos valores de R$ 85 milhões para os estudos avançarem mais rapidamente, R$ 60 milhões para reestruturação da fábrica do Butantan e uma quantia extra para o fornecimento das doses, ainda sem valor definido. “Adiantamos que necessitaríamos de aproximadamente R$ 2 bilhões para produzirmos os 100 milhões de doses até maio do ano que vem.”

O cronograma previsto por Covas é de que o Butantan entregue 45 milhões de doses da coronavac ao SUS em dezembro deste ano, 60 milhões até março e 100 milhões em maio do ano que vem. “Asseguramos ao ministro que, portanto, ele poderá iniciar já a sua preparação para desencadear uma campanha nacional de vacinação.”

 

Fonte: AE/CP

Três de Maio registra o primeiro óbito por Covid-19

Divulgação

Foi confirmado através da Secretaria Municipal de Saúde, o primeiro óbito por Coronavírus no município de Três de Maio.

No começo da tarde desta sexta-feira (28/8) a Administração Municipal emitiu uma nota comunicando o falecimento da idosa de 77 anos de idade. A mulher possuía comorbidade: hipertensão arterial sistêmica.

O falecimento ocorreu na Unidade Dom Bosco do Hospital Vida & Saúde em Santa Rosa, especializada em doenças respiratórias e Coronavírus (Covid-19).

 

DUAS MORTES NESTA SEXTA: