Posts

Massa de ar seco deixa o tempo com muito sol no estado nesta terça-feira

O dia começa com temperatura baixa mas as máximas sobem ao longo do dia

Confira a previsão para esta terça-feira:

LESTE: sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Porto Alegre: min 15°C, max 26°C
Novo Hamburgo: min 13°C, max 25°C

LITORAL NORTE: sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Tramandaí: min 18°C, max 23°c
Xangrilá: min 17°C, max 22°C

LITORAL SUL: sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Rio Grande: min 15°C, max 23°C
Cassino: min 16°C, max 22°C

SERRA GERAL: sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura baixa, mas sobe à tarde.

Caxias do Sul: min 9°C, max 24°C
Canela: min 9°C, max 23°C

PLANALTO:sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Vacaria: min 10°C, max 22°C.
Passo Fundo: min 12°C, max 24°C.

CENTRO:sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Santa Maria: min 13, max 27°C
Agudo: min 13°C, max 26°C

CENTRO-LESTE e vales: sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Santa Cruz do Sul: min 15°C, max 26°C
Triunfo: min 15°C, max 26°C

CAMPANHA: sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

São Gabriel: min 14°C, max 28°C
Bagé: min 13°C, max 27°C

SUL: sol com algumas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Pelotas: min 13°C, max 23°C
Canguçu: min 11°C, max 23°C

EXTREMO SUL:sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Santa Vitória do Palmar: min 12°C, mas 24°C.
Jaguarão: min 11°C, max 25°C

NOROESTE (missões): sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas esquenta à tarde.

Santa Rosa: min: 16°C, max 33°C.
São Borja: min: 14°C, max: 31°C

OESTE: sol com poucas nuvens. O dia começa com temperatura amena, mas sobe à tarde.

Uruguaiana: min 14°C, max 30°C
Itaqui: min 13°C, max 30°C

 

*SEMA

Dezembro começa com frio e geada de 0.6 graus na Serra Catarinense

Foto: Mycchel Legnaghi/ São Joaquim Online

A primeira segunda-feira de Dezembro de 2019, dia 02, foi marcada pelo frio de 0.6º e por uma geada que recobriu os campos de baixadas na Serra Catarinense.

Os municípios de São Joaquim e Bom Jardim da Serra chegaram a registrar a formação de geada em diversos pontos de baixadas.

Em Bom Jardim da Serra, no centro da cidade e na Pousada das Laranjeiras foi possível raspar o gelo de cima dos veículos. Já em São Joaquim o espetáculo ficou por conta dos campos branquinhos de gelo do Caminhos da Neve e a também do Vale do Postinho.

A menor temperatura foi registrada pela rede de estações Keiser no Vale da Invernadinha, há cerca de 12km do centro de São Joaquim onde assinalou a marca de 0.6ºC. Já em Bom Jardim da Serra a mínima foi de 0.7ºC.

 

*São Joaquim Online

Domingo começa frio, mas terá sol e máximas de 30°C no RS

 

Foto: Fabiano do Amaral

Centro de alta pressão garante mais um dia com predomínio de sol no Rio Grande do Sul, neste domingo (17). Ainda ocorre formação de nuvens esparsas em diferentes pontos do Estado.

O começo do dia volta a ter temperatura baixa para a época do ano, com formação isolada de nevoeiro e neblina. Aquece mais que no sábado com calor à tarde em jornada de grande amplitude térmica.

O tempo seco predomina na maior parte da semana e o calor aumenta nos próximos dias com marcas mais típicas da segunda metade de novembro.

 

Fonte: MetSul

Rio Grande do Sul terá predomínio de sol e tarde quente neste domingo

Grande elevação dos termômetros garante máximas acima dos 30°C em vários pontos

Foto: Emerson Gomes/Arquivo

Depois das instabilidades ocasionais dos últimos dias, o domingo (15) terá predomínio de sol no Rio Grande do Sul. O começo do dia tem chance de instabilidade em pontos do Centro para o Norte gaúcho, contudo.

Após essa precipitação irregular, o sol aparece com nuvens em todas as regiões. Ar muito quente ingressa no Estado e a temperatura sofrerá uma escalada. A tarde será de intenso calor. Alguns dados indicam máximas de 37ºC a 39ºC nos vales.

No fim do dia, o avanço de uma frente fria traz chuva e temporais de vento e granizo para pontos do Oeste, Sul e talvez do Centro do Estado. A noite será atipicamente quente.

#Com informações da MetSul

Vai e vem de temperaturas máximas deve continuar no RS

Foto: Emerson Gomes/Arquivo

A segunda-feira foi quente como nos dias mais escaldantes do verão no Rio Grande do Sul com marcas que chegaram a 40°C. Ontem uma frente fria associada a um sistema de baixa pressão no mar favoreceu o ingresso de ar mais frio na maioria das áreas e mudou completamente a temperatura e a sensação térmica. Em Parobé, por exemplo, a segunda teve máxima de 40,1°C e ontem 27,5°C.

Os contrastes não pararam por aí. Na divisa com Santa Catarina a terça seguiu abafada e as máximas ainda se aproximaram de 30°C em muitas cidades, enquanto que no Sul e na Campanha a tarde teve marcas ao redor de 14°C, praticamente a metade.

E a situação deve persistir. O vai e vem da temperatura seguirá nos próximos dias, de acordo com a MetSul Meteorologia. Esquenta muito no Norte do Estado novamente nesta quinta-feira (12). Na sexta faz frio e as mínimas poderão baixar de 5°C entre o Oeste e Sul. E no domingo o calor retorna com projeção de temperatura acima de 33°C em muitas áreas.

Fonte: MetSul

Previsão do tempo no RS: semana começa com frio e possibilidade de geada

A semana começa com o frio voltando a ganhar força no Rio Grande do Sul. A segunda-feira (2) deve amanhecer com geada no Estado. O ar frio ganha força e a pouca nebulosidade favorece a ocorrência do fenômeno em áreas do sul e da campanha do Estado, como Bagé, Dom Pedrito, Quaraí e Jaguarão. Nas outras regiões, a semana começa com sol. Mesmo assim, a sensação será de frio na parte da tarde. Os ventos do sistema de alta pressão, que está na Argentina, não deixam a temperatura subir.

O mês de setembro inicia com o avanço de uma massa de ar frio pelo Rio Grande do Sul. Depois de um sábado (31) chuvoso em todo o território gaúcho, o domingo (1°) foi de tempo firme e queda nas temperaturas. De acordo com a Somar Meteorologia, apenas o norte do Estado apresenta instabilidade e condições para chuva isolada e com volumes baixos. Nas demais áreas, o sol deve prevalecer.

Na terça-feira (3), o tempo firme e o sol ainda predominam em todo o Estado, a nebulosidade no Norte já se dissipa por completo, mantendo o dia ensolarado. As temperaturas ficam baixas, principalmente no Sul e na Campanha, onde a previsão de geada nas cidade mais próximas à fronteira com o Uruguai se mantém.

A tendência é de que a terça-feira seja ainda fria no Rio Grande do Sul, e a partir de quarta-feira (4) as temperaturas fiquem mais amenas. Depois, o tempo firme persiste até o final da semana.

Fonte: ZH

Inverno no Brasil: veja os recordes de temperaturas mínimas já registradas no país e o frio das cidades turísticas

Quem gosta do clima de inverno pode aproveitar para viajar atrás de destinos que, historicamente, já bateram recordes negativos nos termômetros

Foto: Mycchel Legnaghi/Divulgação

A frente fria avançou e derrubou de novo as temperaturas no Sul e no Sudeste. Nesta quarta-feira (17), Campos do Jordão (SP) chegou a 1,6°Ce São Joaquim (SC) teve mínima de -1,4°C.

Quem gosta deste clima de inverno pode aproveitar para viajar atrás de destinos que, historicamente, já bateram recordes negativos nos termômetros.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a menor temperatura já registrada no Brasil foi de -11,6°C, em Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina, a 500 km da capital. O termômetro chegou a este número por lá há 74 anos, em 1945.

Neste ano, os recordes mais recentes foram registrados no dia 7 de julho. Em General Carneiro, no Paraná, os termômetros marcaram -7,1°C. Em Itatiaia, no Rio de Janeiro, foi ainda mais frio: -8,1°C.

A capital mais fria do Brasil é Curitiba, com mínima média de 13,4°C nos últimos 30 anos. O recorde de frio já registrado na cidade foi de -5°C em 1955.

Já nos principais destinos turísticos do país, as mínimas recordes são um pouco menos “frias”.

Em Bento Gonçalves, na região do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, a mínima recorde foi de -4,5°C, registrada em julho de 2000.

Em Teresópolis, no Rio de Janeiro, a menor temperatura mínima registrada foi de -1,4°C em junho de 1933. Em Minas Gerais, Poços de Caldas já chegou a -3,2°C em 1942. Monte Verde, também em Minas, registrou -3,6°C em 2011.

Confira abaixo as cidades indicadas pelo Ministério do Turismo como os melhores destinos do inverno no Brasil e as mínimas registradas nestes locais, de acordo com o Inmet:

  • Bento Gonçalves (RS): mínima de -4,5°C em 14 de julho de 2000
  • Gramado (RS): o Inmet não tem estação
  • Canela (RS): mínima de -3,9°C em 14/07/1972
  • São Joaquim (SC): o Inmet não tem estação
  • Petrópolis (RJ): mínima de 0,4ºC no Pico do Couto em 30 de julho de 2007
  • Teresópolis (RJ): mínima de -1,4ºC em 10 de junho 1933
  • Nova Friburgo (RJ): mínima de -1,1ºC, em 10 de junho 2011
  • Penedo (RJ): o Inmet não tem estação
  • Visconde de Mauá (RJ): o Inmet não tem estação
  • Campos do Jordão (SP): o Inmet não tem estação
  • Monte Verde (MG): mínima de -3,6ºC em 5 de agosto de 2011
  • Gravatá (PE): o Inmet não tem estação
  • Garanhuns (PE): mínima de 10ºC em 3 setembro de 1933
  • Serra do Tepequém (RR): o Inmet não tem estação

 

Fonte: G1

Mensagem sobre temperatura de -19°C no RS é falsa

Há possibilidade de neve e temperaturas entram em declínio, mas não chegam a esse extremo

Ronaldo Bernardi

Apesar da manhã desta terça-feira (2) fria e da previsão de uma semana ainda mais gelada em todo o Rio Grande do Sul, a mensagem que tem sido disseminada por grupos de WhatsApp sobre temperaturas extremas no Estado é falsa. No texto, há um alerta para mínimas entre -7°C e -12°C e até -19°C. Com a ajuda da meteorologista Carine Malagolini, da Somar Meteorologia, explicamos os principais pontos da mensagem, veja:

*Segundo o texto, a partir de quinta (4), uma potente massa de ar polar avança sobre o sul brasileiro provocando um frio como não era registrado nos últimos 50 anos.

— Os modelos meteorológicos indicam frio extremo a partir dessa data, mas não “como não se via”. Em julho de 2013, teve uma massa de ar polar que atingiu todo o Sul e parte do Sudeste fazendo com que nevasse em Curitiba — esclarece a meteorologista.

*A mensagem também fala em temperaturas negativas no Rio Grande do Sul: Santa Maria, Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo, com mínimas entre -7°C e -12°C.

De acordo com Carine, não se descartam mínimas abaixo de 0°C, entre sexta (5) e sábado (6), em alguns municípios gaúchos, inclusive com possibilidade de neve. Nesses dias, Passo Fundo pode ter -1°C e Bento Gonçalves, Farroupilha, Caxias do Sul, Vacaria e São José dos Ausentes podem marcar -2°C.

Santa Maria tem previsão de 2°C na quinta e na sexta e de 0°C no sábado. Já Cruz Alta, deve marcar 3°C na quinta, 4°C na sexta e 1°C no sábado.

— Temos condição para geada na maior parte do Estado, menos no Litoral, a partir de quinta. Pode gear inclusive em Porto Alegre — fala, acrescentando que a previsão de menor temperatura do país é na serra catarinense, onde os termômetros podem atingir entre -5°C e -7°C, em Urupema e Ubirici.

*Em outro trecho, a mensagem menciona mínima de -19°C no Rio Grande do Sul.

Carine é enfática ao negar a informação:

— Pode ter neve, frio extremo, manhãs geladas, temperaturas abaixo de 0°C, mas assim não. Nem a sensação térmica chega a esse valor.

A meteorologista explica que, no cenário atual, não seria possível que os termômetros baixassem dessa forma.

— Em caso de frio muito, muito extremo, poderia ter -10°C no RS. Mas isso no ponto mais alto do Estado. Isso (os -19°C) é fake news e as pessoas não devem levar em conta — garante.

Fonte: ZH

Tempo começa a ficar firme a partir deste sábado no RS

Foto: Emerson Gomes

Após a chuva atingir grande parte do estado, o último fim de semana de maio começa diferente, com clima seco e frio e possibilidade de geada na Serra e na Campanha.

Em Crissiumal a chuva que começou na quinta-feira e parou na tarde desta sexta, acumulou 92mm. O mês de maio teve até o momento, 246mm de chuva acumulada.

Segundo informações do SEMA, neste sábado (25), pode haver ainda nebulosidade no setor nordeste, mas com apenas chuvas fracas. O tempo seca na maioria do estado com o avanço do ar mais frio e seco. O sol aparece em grande parte do estado, mas a temperatura não sobe muito.

No domingo o dia amanhece frio, o sol predomina na maior parte do RS e a temperatura sobe um pouco mais. A nebulosidade aumenta no oeste e pode ter chuva rápida por lá.

Na segunda-feira volta a chover no norte e parte do nordeste e leste do RS.

*Com informações da SEMA/Rádio Metrópole

Previsão do tempo no RS: como deve ser maio no Rio Grande do Sul

De acordo com a Somar Meteorologia, frio pode dar as caras nas últimas duas semanas do mês

Foto: Emerson Gomes /Arquivo

Depois de um abril recheado de dias mais quentes e chuvas acima da média no Rio Grande do Sul, o mês de maio também deve contar com calor e com grande presença de sol. Apesar do El Niño cada vez mais fraco, a expectativa é de que o aquecimento provocado pele fenômeno ainda seja suficiente para influenciar a atmosfera da Região Sul. O frio pode aparecer no final do mês.

— Já viemos de uma sequência de meses com temperaturas acima da média. Por provocar o aquecimento das águas do pacífico, o El Niño eleva a temperatura e a quantidade de chuvas, mas seus efeitos vêm diminuindo, sendo pouco sentidos no Estado. Por isso, podemos dizer que a temperatura segue acima da média. No entanto, as precipitações caem — explica Caio Guerra, da Somar Meteorologia.

Porém, segundo a Somar, existem chances para que a baixa temperatura apareça no final do mês, principalmente nas últimas duas semanas de maio.

– Simulações indicam um declínio mais acentuado da temperatura nos três Estados da Região Sul, inclusive com potencial para geadas. A temperatura mínima pode ficar na casa dos 3°C a 5°C – ressalta Guerra.

De acordo com a Somar, maio deve apresentar chuvas abaixo da média. No entanto, isso não significa um período sem precipitações. Elas devem ocorrer na segunda metade do mês, mas apenas de forma isolada em algumas regiões do Estado, principalmente no Norte.

 

Fonte: Gaúcha ZH com informações da Somar M.