Posts

Sobe para 806 o número de casos de dengue contraída no RS em 2019

Total de casos confirmados chega a 903, incluindo os importados

Foto: Eduardo Beleske/PMPA

O Rio Grande do Sul chegou a 903 casos confirmados de dengue em 2019, conforme último boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde, nesta quinta-feira (6), e que corresponde a dados coletados até 1º de junho. Desse total, 806 são autóctones, quando a doença é contraída dentro do estado. Ainda há 610 casos notificados, que estão em investigação.

 Ao todo, são 35 municípios com registros (veja lista abaixo).

O relatório anterior mostrava 775 casos confirmados no estado, sendo 686 autóctones.

A secretaria reforça que as notificações ocorrem em todos os meses do ano, embora haja um aumento durante a sazonalidade da doença, de novembro a maio.

Na última década, os anos de 2017 e 2018 foram os únicos que não registraram casos autóctones no estado, segundo o levantamento.

Cidades gaúchas com casos autóctones em 2019

  • Alvorada
  • Bom Princípio
  • Cachoeirinha
  • Cândido Godói
  • Canoas
  • Cruz Alta
  • Erechim
  • Erval Seco
  • Esteio
  • Getúlio Vargas
  • Glorinha
  • Horizontina
  • Ijuí
  • Ivoti
  • Marau
  • Novo Hamburgo
  • Palmeira das Missões
  • Panambi
  • Pirapó
  • Porto Alegre
  • Ronda Alta
  • Santa Barbara do Sul
  • Santa Cruz do Sul
  • Santa Rosa
  • Santo Ângelo
  • Santo Antônio das Missões
  • São Borja
  • São Leopoldo
  • Sapucaia do Sul
  • Sarandi
  • Tenente Portela
  • Três de Maio
  • Três Passos
  • Tuparendi
  • Viamão

Febre chikungunya

O Rio Grande do Sul tem 192 casos de febre chikungunya notificados. Destes, seis foram confirmados importados, sendo quatro entre Porto Alegre e Região Metropolitana. Dos casos suspeitos, 144 foram descartados e 42 continuam em investigação.

Vírus da zika

O estado tem apenas um caso confirmado, em Gravataí, na Região Metropolitana. Foram notificados 75 casos suspeitos, sendo que 27 foram descartados laboratorialmente e 47 casos continuam em investigação.

Dengue, chikungunya e zika são transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti.

Fonte: G1 RS

Rádio Metrópole

Slime tem ingrediente que pode causar intoxicação, alerta Anvisa

Pais devem ter cuidado com o uso do bórax no preparo caseiro. Pediatras não recomendam a brincadeira

Lucas Amorelli / Agencia RBS

Febre entre as crianças, o slime, espécie de geleca colorida, foi alvo de alerta recente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em comunicado publicado em seu site, o órgão afirma que o bórax (ou borato de sódio) usado no preparo caseiro do brinquedo pode provocar intoxicação. 

De acordo com a agência, a substância é um produto químico autorizado para diversas finalidades, como em fertilizantes, itens de limpeza e até mesmo medicamentos. Contudo, não é regulamentado pela Anvisa para uso nesse tipo de brinquedo. A inalação ou a ingestão pode provocar intoxicação.

O pediatra e toxicologista Carlos Augusto Mello da Silva, do Centro de Informações Toxicológicas do Rio Grande do Sul, classifica como absurdo o uso dessa substância nas brincadeiras infantis:

— É totalmente fora de senso que um químico seja introduzido nas casas para crianças em idade escolar. É um produto potencialmente perigoso que pode provocar problemas pelo uso repetido. Não é brinquedo de criança e ponto final.

Ele lembra que, mesmo o uso de água boricada, que contêm a substância em baixas concentrações, não é recomendado.

— Se usar por semanas, pode ter um problema de pele. Imagine o contexto: a quantidade que é pequena para os adultos, que não ficam colocando as mãos na boca e nos olhos, pode ser grande para as crianças. É como o cigarro: não existe nível seguro. Se fumar um ou 10 cigarros, o risco de doença é o mesmo — critica o médico, que também preside o Departamento de Toxicologia e Saúde Ambiental da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Existem alternativas

Para não acabar com a brincadeira das crianças, a pediatra, alergista e imunologista Helena Fleck Velasco, do Hospital da Criança Santo Antônio, sugere que, em casa, os pais optem por receitas sem bórax:

— E é importante lembrar que isso sempre deve ser feito com a supervisão de adultos, independentemente de usar ou não bórax.

A médica também lembra que é preciso cuidar elementos como glitter, que podem oferecer riscos se aspirados. Outros itens, como amaciante, espuma de barbear e cola, embora menos tóxicos, também não são isentos de riscos.

— O ideal é que a preparação seja feita por adultos e não pelas crianças — conclui Helena.

Os pais também devem ficar atentos à presença ou não da substância nos slimes industrializados.

Sintomas de intoxicação 

Quando usado inadequadamente, o bórax pode provocar náuseas, vômitos, cólicas abdominais, diarreia com coloração azul/esverdeada, cianose (pele, unhas e lábios azulados ou acinzentados) e queda de pressão, perda da consciência e choque cardiovascular.

O que fazer diante desses sintomas? 

  • Não provoque o vômito
  • Não ingira água, leite ou qualquer outro líquido
  • Ligue para o Centro de Informações Toxicológicas (CIT) local
  • Se recomendado, procure um serviço médico de urgência

Fonte: ZH

Previsão do tempo no RS: Inmet emite alerta de tempestade

Chegada de nova frente fria intensifica a instabilidade em todo o Estado

Foto: Emerson Gomes/Arquivo

Na terça-feira (21), um sistema de baixa pressão atmosférica se forma na costa, dando origem a uma nova frente fria, que intensifica a instabilidade no Estado. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de tempestade, que pode vir acompanhada por  queda de granizo e risco de alagamentos. O dia também será marcado por nebulosidade e pancadas de chuva, com possibilidade de vento de mais de 50km/h. A temperatura deve diminuir em relação aos últimos dias, em razão, principalmente, do vento que muda de direção e passa a soprar de Sul.

Região Metropolitana: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas alternadas. Há nebulosidade ao longo de todo o dia. Em Porto Alegre, os termômetros ficam entre 18°C e 22°C.

Serra Gaúcha: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas alternadas. Há nebulosidade ao longo de todo o dia. Em Caxias do Sul, os termômetros ficam entre 17°C e 20°C.

Litoral Norte: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas alternadas. Há nebulosidade ao longo de todo o dia. Em Torres, os termômetros ficam entre 20°C e 23°C.

Litoral: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas alternadas. Há nebulosidade ao longo de todo o dia. Em Rio Grande, os termômetros ficam entre 18°C e 21°C.

Região Norte: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas fracas e pontuais. Em Erechim, os termômetros ficam entre 17°C e 23°C.

Região Sul: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas alternadas. Há nebulosidade ao longo de todo o dia. Em Pelotas, os termômetros ficam entre 18°C e 21°C.

Região Central: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas alternadas. Há nebulosidade ao longo de todo o dia. Em Santa Maria, os termômetros ficam entre 17°C e 22°C.

Campanha Gaúcha: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas alternadas. Há nebulosidade ao longo de todo o dia. Em Bagé, os termômetros ficam entre 13°C e 18°C.

Fronteira Oeste: há condições para chuva em qualquer hora da terça-feira, em forma de pancadas alternadas. Há nebulosidade ao longo de todo o dia. Em São Borja, os termômetros ficam entre 17°C e 21°C.

Reprodução / Inmet

Fonte: ZH

Rádio Metrópole

Tenente Portela tem nove casos suspeitos de dengue

Foto: Divulgação/ASCOM Tenente Portela

Um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp, gravado pela gestora da secretaria municipal de Saúde e Saneamento (SMSS), revela a situação preocupante da dengue em Tenente Portela.

Conforme Michelle Vargas, atualmente, existe nove casos suspeitos de contaminação e as amostras dos pacientes já foram encaminhadas ao Laboratório Central do Estado (LACEN), porém, os resultados ainda não chegaram ao conhecimento da SMSS.

– Temos um idoso na UTI do Hospital Santo Antônio. Ele chegou, inclusive, com sangramento nasal devido à gravidade do caso.  A gente estava no hospital no final da tarde e chegaram outras pessoas com suspeita de dengue – revelou a secretária.

Michelle Vargas afirmou que a situação é mais preocupante em determinadas partes do município. No áudio, a gestora ainda pede a colaboração de todos visando a eliminação de locais com água parada e que beneficiam a proliferação do Aedes Aegypti. Ela também destacou que os principais sintomas da dengue são: febre, indisposição e dores no corpo. – A população de Tenente Portela precisa se conscientizar da gravidade da dengue – salientou a secretária.

Recentemente, a SMSS começou um roteiro de mutirões de limpeza nos bairros da cidade. Semanalmente, os Agentes de Saúde, Vigilância Sanitária, Agentes de Endemias e Vigilância Epidemiológica, realizam visitas domiciliares, recolhem o lixo e eliminam recipientes com água parada.

No áudio, Michelle Vargas volta a lamentar a negligência de inúmeros moradores diante da possibilidade de aumento do número de casos da doença. – Já visitamos várias vezes as mesmas residências e em cada averiguação descobrimos novos locais com água parada e mais focos do mosquito. A população joga o lixo para o fundo do terreno e isso se torna um ambiente ideal para a proliferação do Aedes Aegypti – repudia a gestora da SMSS.

A secretária também disse que no perímetro urbano foram encontrados diversos lugares utilizados para a criação de animais de grande porte e bebedouros instalados. – Nestes bebedouros existem muitos focos de mosquitos, pois a água nunca é trocada, apenas reposta – conta Michelle Vargas. Ela revelou que já procurou o setor competente da prefeitura municipal e serão aplicados autos de infração aos proprietários de animais que descumprirem as normas vigentes.

No último dia 22, o LACEN confirmou o primeiro caso autóctone de dengue em Tenente Portela. A mulher de 62 anos passou pelo tratamento indicado e já retornou a sua casa.

Fonte: Sistema Província de Comunicação

Município de Três Passos entra em estado de alerta por causa do volume de chuvas

Mais de 350 mm foram registrados em Três Passos desde o dia 1º de março até este dia 12, o que leva o município a entrar em estado de alerta pelos estragos causados, principalmente, no interior.

Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Transportes são cerca de 20 pontes danificadas e inúmeros bueiros arrancados pelo grande volume de água.

As estradas que já tinham sido revitalizadas pelo Programa Pró-interior estão prejudicadas, onde todo o material colocado foi levado pela forte correnteza, restando grandes estragos que terão de ser reconstruídos.

O prefeito Municipal, José Carlos Amaral, se preocupa com o andamento do Programa Pró-interior. “Nosso cronograma de trabalho ficará prejudicado, uma vez que teremos de reconstruir as vias”, lamenta o prefeito.

Há uma preocupação com a continuidade das chuvas, já que a Secretaria de Transportes fica impedida de executar os trabalhos pelo risco de novos desabamentos.

“As equipes estão percorrendo as localidades com patrola, retroescavadeira e carregador para amenizar a situação lamentável das estradas e propriedades rurais, no entanto, há casos que representam risco e ficamos impedidos de executar enquanto estiver chovendo”, ressaltou o secretário Municipal de Transportes, Cezar dos Santos.

Um dos problemas contatados que prejudicam as vias é o grande número de curvas de nível que são colocadas no curso das estradas para exercer a função de desague. “Essa ação contribui para a erosão do material utilizado na revitalização e conservação das vias rurais”, observou Cesar.

Não há uma região especifica mais afetada pelo alto volume pluviométrico de 358 mm medido pelo engenheiro agrônomo, Octávio Soberon Burga, e informado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e sim, afeta todo o município de Três Passos. Esse estado climático em excesso, prejudica o escoamento da produção rural, do transporte escolar e de produtos, assim como a trafegabilidade da população.

 

Fonte/Fotos: Elemara de Oliveira – Assessora de Comunicação da Prefeitura de Três Passos

Previsão do tempo no RS: Estado tem alerta de temporal e vento de até 100 km/h

Foto: Arquivo/Emerson G.

 A terça-feira (12) tem aumento de nebulosidade e chuva em grande parte do Rio Grande do Sul. Os maiores acumulados se concentram na metade norte do Estado, e não se descarta o potencial para temporais, especialmente no noroeste gaúcho. Cerca de 176 mil clientes seguem sem energia elétrica por causa da chuva que atingiu o RS na segunda-feira (11).

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de volume de chuva entre 50 e 100 mm/dia, vento intenso (60-100 Km/h), e queda de granizo.

De acordo com a Somar Meteorologia, os termômetros devem registrar acentuado declínio das temperaturas ao longo do dia. Na Fronteira Oeste, a nebulosidade predomina, mas não há chances para pancadas de chuva. No litoral gaúcho, as rajadas de ventos devem ultrapassar os 70 km/h.

A chuva perde intensidade sobre o Estado na quarta-feira (13). Há chances de pancadas rápidas de chuva em todo o Litoral, Região Metropolitana, Serra e Norte. Em grande parte da metade oeste e fronteira sul do RS, a nebulosidade diminui, o tempo fica firme e o sol volta a predominar entre poucas nuvens devido a uma massa de ar mais seca. As temperaturas seguem amenas.

 

Fonte: ZH

Alerta do INMET para todo o Rio Grande do Sul

Foto: Reprodução

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu à 1h da madrugada desta quinta-feira, 10 de janeiro, um alerta com grau de severidade classificado como Perigo para todo o estado do Rio Grande do Sul.

De acordo com a alerta as chuvas podem atingir os 100 mm/dia, ter ventos intensos  de até os 100 Km/h e ocorrer queda de granizo nas áreas em destaque no mapa. Existe o risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.

O alerta do INMET se estende até à 1h de sexta-feira (11).

 

Fonte: Inmet

Polícia Civil Gaúcha alerta população sobre golpes em compras pela internet

A Polícia Civil Gaúcha, notadamente à 22ª DPRI, regional de Três Passos, solicitou na tarde desta terça-feira (08/01), a veiculação do texto abaixo para conhecimento e alerta da sociedade, a fim de orientar a população sobre os riscos decorrentes de compras efetuadas pela internet.

  • ATENÇÃO AO COMPRAR NA INTERNET: EVITE GOLPES

O consumidor que faz compras pela internet para fugir do movimento nas ruas e conseguir preços mais baixos deve tomar cuidado com os golpes virtuais. Muitos sites que parecem legítimos podem ser verdadeiras armadilhas. Abrir uma loja virtual é fácil e barato. Pessoas de má-fé podem copiar fotos, textos e criar uma boa estrutura de navegação para compra e emissão do boleto bancário. Depois, como numa loja séria, ainda enviam para o consumidor um e-mail dando os “parabéns” pela compra. Hoje em dia, se você ligar para o telefone da loja fraudulenta ele existe. Se você mandar o e-mail, ele é respondido. Mas, na verdade tudo está sendo preparado para o golpe. Depois que o dinheiro das pessoas é coletado, tudo desaparece. Recentemente o PROCON/SP (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor) atualizou a lista de sites que devem ser evitados pelos brasileiros. Com isso, a sua “lista negra” passa a contar com 421 endereços que apresentam perigo aos consumidores. A lista está disponível em:

 http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php

 A falta de entrega do produto é a principal reclamação contra as lojas virtuais fraudulentas. Antes de comprar, portanto, recomenda-se que o consumidor busque informações a respeito do fornecedor para não cair em armadilhas.

Confira adiante 11 dicas para evitar golpes:

  • Desconfie de preços muito baixos. Não existe milagre: desconfie de ofertas vantajosas demais.
  • O site tem que oferecer uma compra segura (garantir que ninguém mais tenha acesso a seus dados pessoais). Para isso, na hora da compra, deve aparecer um “cadeado” na barra inferior do navegador. Mas cuidado: muitos sites falsos copiam essa imagem e inserem dentro página. Clique duas vezes sobre esse ícone e uma pequena janela com informações sobre a autenticidade do site deve aparecer. Em alguns sites falsos, o cadeado pode até aparecer, mas será apenas uma imagem e ao clicar duas vezes sobre ele nada irá acontecer.
  • Atenção ao endereço que aparece na hora de fazer a compra: Depois do “http” deve aparecer a letra “s” que significa “security” (segurança). Se a página for segura, tem de começar com “https”. Se for só http, cuidado.
  • No ato da compra, minimize a página: se o teclado virtual for minimizado também, está correto. No entanto, se ele permanecer na tela sem minimizar junto com esta, está errado.
  • Sempre que fornecer seus dados sigilosos, como por exemplo do cartão de crédito, digite sua senha “errada” na primeira vez. Se aparecer uma mensagem de erro, significa que o site é realmente do banco, pois o sistema tem como checar a senha digitada. Mas, se digitar a senha errada e não acusar erro é um mau sinal. Alguns golpistas querem apenas capturar senhas.
  • Atenção para a forma de pagamento. Evite comprar em sites que recebem apenas por boleto bancário ou depósito em conta. Ainda, veja quem é o titular da conta bancária. se for uma pessoa física e não uma empresa, não compre!
  • Procure no site a identificação da loja em que pretende realizar a compra (razão social, CNPJ, telefone e outras formas de contato além do e-mail).
  • Prefira fornecedores recomendados por amigos ou familiares.
  • Imprima ou salve todos os documentos que demonstrem a compra e a confirmação do pedido (comprovante de pagamento, contrato, anúncios etc.).
  • Instale programas de antivírus e o firewall (sistema que impede a transmissão e/ou recepção de acessos nocivos ou não autorizados) e os mantenha atualizados em seu computador.
  • Nunca realize transações online em lan houses, cybercafés ou computadores públicos, pois podem não estar adequadamente protegidos.

 

Fonte: William Garcez – Delegado de Polícia / Polícia Civil Gaúcha/ 22a DPRI

Alerta de ventos fortes no Sul

O desenvolvimento de uma frente fria associado a um sistema de baixa pressão se desloca rapidamente pelo Sul do Brasil. As áreas de instabilidade vão deixar o tempo mais instável com chuva a qualquer hora do dia sobre o interior gaúcho, oeste de Santa Catarina e do Paraná. Os ventos sopram fortes hoje entre 60 a 80km/h. Em Florianópolis, a chuva ocorre a partir da tarde e pode vir acompanhada de raios. Em Curitiba, pode chuviscar à noite.
 Alerta de vento forte 
A frente fria que passa pelo Sul do Brasil está associada a um forte ciclone extratropical, o que vai aumentar o risco de fortes rajadas de vento sobre a Região. Nesta quinta-feira (09), as rajadas mais intensas podem atingir até 100km/h nas áreas de serra e litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, Nas demais áreas, a ventania alcança rajadas de até 80km/h.
 Mar agitado 
A atuação do ciclone extratropical associado à frente fria deixa o mar fica agitado com ondas que podem chegar a picos de mais de 3 metros em algumas praias. Há previsão de ressaca entre a região do Chuí, no litoral do Rio Grande do Sul até Laguna, em Santa Catarina, segundo dados da Marinha.
Ar frio polar
Após a passagem desse sistema, outra massa de ar polar promete derrubar a temperatura e provocar geada na Região, inclusive durante o fim de semana do Dia dos Pais.

 

Fonte: Clima Tempo

Crissiumalenses participaram do VI Grito de Alerta em Três Passos

Fronteira Missões. Segundo os organizadores cerca de 7000 pessoas participaram do manifesto.

12-05-2016-172711-1463084831.92

 

O Grito de Alerta teve sua sexta edição e contou com a participação de sindicatos das regionais de São Luiz Gonzaga, Santo Ângelo, Ijuí, Santa Rosa e Três Passos.

Uma das principais pautas do Grito de Alerta deste ano foi em relação à reforma da previdência, onde o Governo pretende aumentar a idade dos aposentados rurais de 60 para 65 anos para os homens e dos 55 para os 60 anos para as mulheres, além do fim das pensões por morte e outros benefícios que os trabalhadores rurais têm na atualidade. Em Crissiumal existem 3610 aposentados rurais atualmente e com esta mudança de cinco anos, este numero seria seriamente afetado. Atualmente cerca de 2 milhões e 700 mil reais circulam mensalmente em Crissiumal na mão destes aposentados rurais, onde se uma fatia desses deixasse de circular certamente o comércio teria enormes problemas.

Além da previdência, o VI Grito de Alerta teve em pauta reivindicações nas áreas da habitação rural, Lei das Falências, estatuto da terra, convênios com associações de assistência técnica, educação no campo e sucessão rural e saúde.

O 6º Grito de Alerta Missões Fronteira Noroeste iniciou com a concentração das comitivas na Praça da Bandeira. Em seguida aconteceu a abertura oficial, com a fala de autoridades e início da caminhada pela avenida central da cidade. A caminhada se prolongou até o Parque de Exposições Egon Júlio Goelzer onde aconteceu parada para o almoço. Durante a tarde os manifestantes caminharam até o trevo de saída da cidade, onde o mesmo foi fechado por cerca de meia hora, com acompanhamento da Polícia Rodoviária Federal.

Autoridades e agricultores de Crissiumal participaram em grande número do evento. Marcaram presença, o prefeito Roberto Bergmann, presidente da Câmara Marcos Sossmeier, vereador Renato Saling, presidente do STR Marcos Zimmermann, dentre outros.

12-05-2016-172737-1463084857.49

12-05-2016-175047-1463086247.65

 

Fonte: Guia Crissiumal/Fotos: Andreia Queiroz e Marcos Zimmermann