Posts

Assembleia 2020 da Sicredi Noroeste foi realizada em Crissiumal

Evento aconteceu na noite desta quarta ; grande público esteve presente

Assembleia de núcleo do Sicredi – Crissiumal

Um giro pelo ginásio de esportes de Crissiumal, onde acontece a Assembleia 2020 do Sicredi.Estimativa de 2.700 a 3 mil pessoas.

Publicado por EMG Imagens em Quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

 

A Sicredi Noroeste RS realizou na noite desta quarta-feira, dia 12 de fevereiro, sua tradicional Assembleia no Ginásio de Esportes de Crissiumal.

Mais uma vez se repetiu a grande presença dos associados no evento , dessa vez cerca de 2.700 a  3 mil pessoas entre associados da Unidade Rural e Urbana estiveram no evento e acompanharam as informações e realizações da Cooperativa no ano de 2019 e foram informados sobre  as projeções do Sicredi para 2020. Atualmente o Sicredi  de Crissiumal conta com mais de seis mil associados divididos entre as duas agências.

A Direção da Sicredi esteve representada na oportunidade pelo Presidente Glei Amaro Linhares e pelos diretores Marcelo da Silveira e Evandro Sehn. Também estiveram presentes os gerentes Pérsio Schweig e Luis Carlos Kröetz.

Confira alguns dos números apresentados nesta noite

  • Mais de 23 mil associados confiaram seus recursos na Cooperativa, totalizando 763 milhões
  • Mais de 19 mil associados realizaram seus sonhos através das operações de crédito
  • R$ 55 milhões em Crédito BNDES disponibilizados para investir em projetos de melhorias de máquinas e equipamentos de 669 associados
  • R$ 551.506,07 mil do Fundo Social destinados a 96 projetos de educação, cultura, esporte, saúde, meio ambiente e segurança
  • A Sicredi agrega mais de 1 bilhão de reais na economia local através do crédito.

Nas 18 agências instaladas em 12 municípios da área de ação no encerramento do exercício

  • 48 mil associados, juntos no quadro social para fazer a diferença
  • R$ 1 milhão em ativos administrados
  • R$ 269 milhões em Patrimônio Líquido
  • R$ 41,4 milhões de Resultado Líquido, assim destinados.

Associados e Comunidade

  • R$ 0,8 milhões Fundo Social para a Comunidade
  • R$ 6,6 milhões crédito em conta corrente e conta capital dos associados
  • R$ 2,2 milhões juros ao capital social, pagos em 16/12/2019

Como todos os anos, ao final do evento cada associado ganhou um presente além de lanches e refrigerantes.  E neste ano o presente foi um lindo guarda-chuva.

Fotos: Emerson Gomes

 

Fonte : Rádio Metrópole

Bolsonaro assina decreto e mínimo será de R$ 1.039 em 2020

Salário entrará em vigor a partir de 1° de janeiro. Em relação ao valor de 2019, reajuste ficou em 4,1%. Ou seja, foi corrigido pela inflação

Foto: Pixabay

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta terça-feira (31) o decreto que estabelece o reajuste do salário mínimo, que entrará em vigor em 1º de janeiro. O valor do mínimo será de R$ 1.039, oito reais acima do valor aprovado pelo Congresso no orçamento, que era R$ 1.031.

Em relação ao valor de 2019, o reajuste ficou em 4,1%. Ou seja, foi corrigido pela inflação, sem ganho real.

Inicialmente, o piso nacional para 2020 seria de R$ 1.040. Depois, ele passou para R$ 1.039 e, em novembro, sofreu nova redução chegando a R$ 1.031.

Mínimo deveria ser de R$ 4.021,39, segundo Dieese

Em novembro, de acordo com o Dieese, o salário mínimo para suprir as reais necessidades do trabalhador deveria ser de R$ 4.021,39 ou 4,03 vezes o mínimo atual de R$ 998. Em outubro de 2019, o piso mínimo necessário correspondeu a R$ 3.978,63, ou 3,99 vezes o mínimo vigente.

Em novembro de 2018, o valor necessário foi de R$ 3.959,98, ou 4,15 vezes o salário mínimo, que, na época, era de R$ 954.

Como é calculado o mínimo ideal?

Para calcular a estimativa de quanto deveria ser o mínimo nacional, o Dieese considera a cesta básica mais cara de 17 capitais.

Também são levadas em conta as necessidades básicas do trabalhador e de sua família, conforma estabelece a Constituição Federal: alimentação moradia, saúde, higiene, educação, vestuário, lazer, transporte e Previdência Social.

O maior valor da cesta básica registrado em novembro foi em Florianópolis (R$ 478,68), seguida de São Paulo (R$ 465,81), Vitória (R$ 462,06) e Rio de Janeiro (R$ 455,37). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 325,40) e Salvador (R$ 341,45).

 

Fonte: Thiago Nolasco e Mariana Londres / R7

IPVA 2020: governo do RS acaba com pagamento parcelado e desconto por antecipação

Calendário divulgado nesta segunda-feira pelo Palácio Piratini estipula que motoristas devem quitar o imposto veicular até 30 de janeiro — em 2019, data limite foi em abril

O governo do Estado anunciou nesta segunda-feira (04) o calendário de pagamento do IPVA 2020. Na tentativa de incrementar a arrecadação com a entrada de recursos, o Piratini antecipou para janeiro o prazo final para quitação do imposto veicular — em 2019, a data limite foi em abril.

A mudança, segundo o governo, também retira a possibilidade de parcelamentos e exclui descontos pela antecipação (que em 2019 eram de até 3%), mantendo os descontos do Bom Motorista (até 15%) e do Bom Cidadão (até 5%) para quem cumprir todos os requisitos.

Com o fim dos descontos, o governo estima um aumento de R$ 29,7 milhões na arrecadação em relação a 2019 — ano em que 5% dos contribuintes optaram pelo parcelamento.

Calendário de Pagamento

  • 30 de dezembro de 2019: prazo final para pagamento sem aumento de 4% da UPF
  • 6 de janeiro de 2020: placas de final 1 (com aumento de 4% da UPF)
  • 8 de janeiro de 2020: placas de final 2 (com aumento de 4% da UPF)
  • 10 de janeiro de 2020: placas de final 3 (com aumento de 4% da UPF)
  • 14 de janeiro de 2020: placas de final 4 com aumento de 4% da UPF)
  • 16 de janeiro de 2020: placas de final 5 (com aumento de 4% da UPF)
  • 20 de janeiro de 2020: placas de final 6 (com aumento de 4% da UPF)
  • 22 de janeiro de 2020: placas de final 7 (com aumento de 4% da UPF)
  • 24 de janeiro de 2020: placas de final 8 (com aumento de 4% da UPF)
  • 28 de janeiro de 2020: placas de final 9 (com aumento de 4% da UPF)
  • 30 de janeiro de 2020: placas de final 0 (com aumento de 4% da UPF)

Os descontos mantidos

Desconto Bom Motorista

Conforme o período sem infrações cometidas no trânsito

  • Sem multas de 01/11/18 a 31/10/19: 5% de desconto
  • Sem multas de 01/11/17 a 31/10/19: 10% de desconto
  • Sem multas de 01/11/16 a 31/10/19: 15% de desconto

Desconto do Bom Cidadão

Conforme a participação no Programa Nota Fiscal Gaúcha

  • De 51 a 99 notas cadastradas: 1%
  • De 100 a 149 notas cadastradas: 3%
  • A partir de 150 notas cadastradas: 5%

 

Fonte: ZH

Crissiumal: Escola Ponche Verde divulga informações sobre matrículas para o ano de 2020

“É nossa História que faz a nossa Diferença”

Através de uma Ação Pedagógica Interdisciplinar construímos uma Escola participativa e decisiva na formação do Sujeito Social;

Somos destaque no esporte em várias modalidades em âmbito municipal, regional e estadual, assim como apresentamos desempenho avançado em Avaliações Externas: ENEM, SAERS, OLIMPÍADAS DAS ÁREAS DE CONHECIMENTO…;

Estamos entre as 10 escolas selecionadas pela 21ª CRE como Escola Piloto para implantação do Novo Ensino Médio no RS;

Recebemos o Selo de Escola INOVADORA pela 21ª CRE;

Promovemos a produção do conhecimento por meio da inovação e do protagonismo de nossos Educandos.

“ Venha você também fazer parte desta História…”

INSCRIÇÕES:

As inscrições para ingresso de alunos novos no 1º ano do Ensino Médio devem ser realizadas no período de 1º a 24 de novembro de 2019, no site www.educacao.rs.gov.br ou na Secretaria da Escola (trazer RG e CPF).

Rematrículas e transferências:

Maiores informações na Secretaria da Escola ou pelo fone: 3524-1270.

 

Setrem lança campanha do Vestibular 2020

Processo seletivo vai acontecer em 23 de novembro, às 14h, no Campus Setrem

A Faculdade Três de Maio – Setrem realizou o lançamento da campanha do Vestibular 2020 no dia 26 de setembro, durante um almoço para a imprensa e convidados, na sede da Afuset, que reuniu mais de 150 pessoas. O evento ocorreu concomitante ao OPS!? (Orientação Profissional Setrem), do qual participaram mais de 2 mil estudantes, de aproximadamente 50 escolas públicas e privadas de toda a região, que participaram de visitas e oficinas no Campus Setrem.

Estiveram presentes o prefeito de Três de Maio, Altair Copatti, bem como demais autoridades locais, o presidente da Mantenedora Setrem, Nelson Moura de Oliveira, o diretor-geral da Instituição, Sandro Ergang, o vice-diretor de Ensino Superior, Mauro Nüske, o coordenador de Comunicação e Marketing, Paulo Daniel, juntamente com demais coordenadores e professores. Mais de 100 professores que estavam acompanhando seus alunos no OPS!? também prestigiaram o lançamento do Vestibular.

Com o slogan “Viva a experiência, seja a inovação, conquiste”, a Faculdade apresentou as principais peças publicitárias da campanha e as datas do processo seletivo, composto por uma prova, somente redação, a qual vai acontecer em 23 de novembro, sábado, às 14h, no Campus Setrem (Av. Santa Rosa, 2405).

“A partir deste tema, aliado às cores vibrantes da campanha, buscamos mostrar todos os benefícios que o candidato e futuro acadêmico terá através de experiências e conhecimentos adquiridos na Instituição, estando preparado para inovar e conquistar qualquer desafio, como empreender ou se destacar e crescer na profissão que escolher. O que cada pessoa busca conquistar está no sonho dela mesma e perpassa por projetos pessoais que levam em conta a história e os objetivos de vida da pessoa. Nós, da Setrem, oferecemos as melhores condições para sermos os propulsores destas conquistas”, destaca Paulo Daniel.

De acordo com Mauro Nüske, a ênfase desta edição também reforça a qualidade do ensino superior presencial da Setrem, considerado pelos índices do Ministério da Educação (MEC) o primeiro colocado entre as faculdades da região Fronteira Noroeste. “Aqui o estudante terá aulas em ambientes personalizados, preparados para a prática de metodologias ativas, proporcionando inovação e empreendedorismo”, afirma o vice-diretor.

Ao todo, estão disponíveis 450 vagas em nove cursos de graduação: Administração (75 vagas), Agronomia (50), Direito (50), Enfermagem (50), Engenharia de Computação (40), Engenharia de Produção (50), Licenciatura em Pedagogia (45), Psicologia (50) e Sistemas de Informação (40).

Para concorrer às vagas, os candidatos devem realizar a inscrição no site setrem.com.br/vestibular até 22 de novembro. Quem se inscrever até 10 de novembro, o valor da inscrição é de R$ 20,00. Para inscrições realizadas de 11 a 22 de novembro, o valor é R$ 30,00.

Também é possível ingressar no ensino superior da Setrem utilizando a nota da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para isso, basta realizar a inscrição normalmente no site do Vestibular, assinalar a opção “Usar minha nota do Enem” e enviar o comprovante de sua nota, retirada do site enem.inep.gov.br para o e-mail [email protected]setrem.com.br.

A lista dos aprovados no Vestibular Setrem 2020 será divulgada na segunda-feira, 25 de novembro, a partir das 10h. “A partir desta divulgação, os aprovados podem se dirigir à Tesouraria do Campus para realizar a matrícula”, completa Mauro Nüske.

As informações completas do Vestibular 2020, bolsas e financiamentos, roteiros de ônibus e detalhes de cada curso estão disponíveis no site setrem.com.br/vestibular.

Receita Estadual divulga prévia do rateio do ICMS de 2020

 

A Receita Estadual divulgou os índices provisórios de participação de cada município gaúcho no rateio da arrecadação do ICMS para o exercício de 2020. Conforme determina a Constituição Federal, 25% de toda a arrecadação dos estados com o tributo, após as devidas destinações constitucionais (ex. FUNDEB), pertence aos municípios. O Índice de Participação dos Municípios (IPM) é o indicador utilizado para a distribuição destes recursos no Estado, determinando a quota-parte de cada uma das 497 cidades gaúchas sobre as receitas do ICMS. A estimativa é que sejam repassados mais de R$ 7 bilhões às prefeituras ao longo do próximo ano. Os recursos do ICMS representam, em média, 20% do total das receitas dos municípios gaúchos.

A portaria com os números do IPM Provisório para 2020 foi publicada no Diário Oficial do Estado da última segunda-feira (1º). Conforme o subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira, o Rio Grande do Sul tem se destacado pela agilidade na publicação do Índice, medida que auxilia as prefeituras na elaboração dos seus planejamentos e das suas peças orçamentárias. “A apuração do IPM é uma importante atividade desenvolvida pela Receita Estadual, fundamental para que os municípios possam gerir seus esforços de forma mais efetiva”, destaca.

A partir da publicação do IPM Provisório, inicia o prazo de 30 dias para que os municípios apresentem eventuais contestações e impugnações aos dados, que este ano vai até 31 de julho. Neste ano, como piloto, a impugnação do IPM poderá ser feita através de Processo Eletrônico ou de maneira física, como nos anos anteriores. Os recursos serão julgados e culminarão com a posterior publicação dos percentuais definitivos, que deve ocorrer em outubro.

A apuração do IPM para os repasses das receitas previstas para o ano seguinte é realizada anualmente pela Receita Estadual e leva em consideração uma série de critérios definidos em lei e seus respectivos resultados ao longo dos anos anteriores. O fator de maior peso é a variação média do Valor Adicionado Fiscal (VAF), que responde por 75% da composição do índice. O VAF é calculado pela diferença entre as saídas (vendas) e as entradas (compras) de mercadorias e serviços em todas as empresas localizadas no município. Outras variáveis e seus pesos correspondentes são: população, 7%; área, 7%; número de propriedades rurais, 5%; produtividade primária, 3,5%; inverso do valor adicionado per capita, 2%; e pontuação no Programa de Integração Tributária (PIT), 0,5%.

Em 2018, o repasse de ICMS aos municípios foi de R$ 6,9 bilhões. Em 2019, até o mês de maio, as transferências de ICMS já somam R$ 2,7 bilhões.

DESEMPENHO DAS 20 MAIORES ECONOMIAS DO ESTADO

Reflexo direto da recessão econômica que o País enfrentou nos últimos anos, 14 das 20 maiores economias apresentaram queda na comparação do IPM Provisório 2020 com o IPM Definitivo 2019. As maiores variações positivas são de Guaíba (+21,01%) e São Leopoldo (+8,00%), enquanto as maiores quedas foram verificadas em Rio Grande (-16,68%) e Triunfo (-13,17%).

MAIORES CRESCIMENTOS E MAIORES QUEDAS

O município de São José do Norte lidera a variação mais positiva na comparação do IPM Provisório de 2020 com o IPM definitivo de 2019, com crescimento de 107,11% de um exercício para o outro. A variação mais negativa, por sua vez, foi de Rio Grande, com uma queda de 16,68%. Ao todo, dos 497 municípios do Estado, 321 apresentaram crescimento e 176 registraram diminuição em seus índices.

MELHORIAS NO IPM

 Além de buscar sempre a máxima agilidade ao processo, a Receita Estadual tem implementado uma série de melhorias no IPM. Um dos principais focos é a transparência, incrementada com a divulgação de dados detalhados da composição do IPM por município no Portal Receita Dados e com a ampla disponibilização de informações relativas às impugnações (quando da publicação do IPM definitivo). Além disso, em 2018, pela segunda vez na história, foi divulgado um Relatório Anual sobre o Índice. A versão desse ano deve ser divulgada em conjunto com a publicação do IPM definitivo.

Outra iniciativa implementada em 2018 foi a realização de um curso de ensino a distância (EAD) sobre o tema, que já capacitou mais de 100 servidores públicos dos fiscos municipais, público-alvo do treinamento. Também em 2018 ocorreu o 1º Encontro Nacional dos Administradores do IPM, em Santa Catarina, com participação de representantes da Receita Estadual do RS.

Além da publicação no DOE do dia 1º de julho de 2019 (https://www.diariooficial.rs.gov.br), os índices provisórios de rateio do ICMS 2020 estão disponíveis para consulta no site da Receita Estadual (https://receita.fazenda.rs.gov.br/conteudo/5087/ipm—provisorios).

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO TRIBUTÁRIA EM ALTA

 O Programa de Integração Tributária, um dos fatores que influencia o IPM, visa incentivar, avaliar e recompensar as ações municipais de interesse mútuo com o Estado no crescimento da arrecadação do ICMS, contribuindo para a prestação de serviços básicos à sociedade. Até o momento, 97% dos municípios gaúchos (484) aderiram ao PIT. Um dos itens que contam para a pontuação e incrementam a receita dos municípios é o combate à sonegação, por meio da criação de Turmas Volantes Municipais para fiscalização do trânsito de mercadorias.

Fonte: Receita Estadual RS

 

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

O valor representa alta de 4,2% em relação ao atual de R$ 998

Marcello Casal jr/Agência Brasil

Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, o que representa alta de 4,2% em relação ao atual (R$ 998). O valor consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, apresentado hoje (15) pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Até este ano, o mínimo era corrigido pela inflação do ano anterior medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) de dois anos anteriores. Como a lei que definia a fórmula deixará de vigorar em 2020, o governo optou por reajustar o mínimo apenas pela inflação estimada para o INPC.

A LDO define os parâmetros e as metas fiscais para a elaboração do Orçamento do ano seguinte. Pela legislação, o governo deve enviar o projeto até 15 de abril de cada ano. Caso o Congresso não consiga aprovar a LDO até o fim do semestre, o projeto passa a trancar a pauta. O valor do salário mínimo pode subir ou cair em relação à proposta original durante a tramitação do Orçamento, caso as expectativas de inflação mudem nos próximos meses.

 

Fonte: Agência Brasil