Posts

Homem é preso por suspeita de estuprar enteada de 10 anos no Noroeste do RS

Denúncia foi feita pela mãe da menina e pelo Conselho Tutelar. Segundo a polícia, homem abusava da criança há mais de um ano

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem, de 48 anos, foi preso preventivamente por suspeita de estuprar a enteada, de 10 anos, em Ametista do Sul. A denúncia foi feita pela mãe da menina e pelo Conselho Tutelar, de acordo com a delegada Aline Dequi Palma.

“A mãe desconfiou depois que a filha fez algumas queixas de dores. Ela levou a menina ao hospital e a médica alertou de prováveis abusos sexuais”.

A menina foi hospitalizada para a realização de exames e atendimento psicológico.

Segundo a polícia, a menina disse aos familiares que o padrasto abusava dela há mais de um ano. “No hospital, ela contou à irmã que o suspeito fazia ameaças para que ela não contasse para ninguém sobre os abusos”.

Ao ser preso, o homem negou a acusação. Segundo a delegada, ele não tem antecedentes criminais, ou outras denúncias de abusos sexuais. Ele foi levado ao presídio de Frederico Westphalen e vai responder por abuso de vulnerável.

Fonte: G1 RS

Estupros no RS têm queda de 32,9% em janeiro de 2019, mas número de feminicídios se mantém estável

Secretaria de Segurança Pública registrou ameaças em 329 municípios gaúchos no primeiro mês do ano

Foto: Fabiano do Amaral

O número de casos de estupro caiu quase 33% no Rio Grande do Sul em janeiro passado, comparado com o mesmo período de 2018. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), nos primeiros 31 dias de 2019, 130 crimes do tipo foram registrados no Estado, ante a 194 no mesmo mês do ano passado.

Porto Alegre concentrou a maioria das ocorrências deste ano, segundo a SSP. Foram 33, ao todo – 11 a mais que em dezembro de 2018, porém cinco a menos que em janeiro de 2018, quando foram registrados 38 estupros na Capital.

Apenas neste ano, Viamão já teve sete estupros em janeiro e foi a segunda cidade com o maior número de casos, seguida por Uruguaiana e Alvorada, ambas com cinco. Ao todo, 53 cidades gaúchas tiveram pelo menos um caso de estupro em 2019.

Considerando no recorte apenas os meses de janeiro, o Rio Grande do Sul teve queda de 36,8% nas ocorrências de estupro desde 2016, quando foram contabilizadas 206 ocorrências no Estado. O número havia caído em 2017, mas voltado a aumentar no ano seguinte para tornar a reduzir em 2019

Feminicídios estáveis

Conforme a SSP, os casos de feminicídio consumado mantiveram-se estáveis – sete em janeiro de 2018 e outros sete em janeiro de 2019. No entanto, os casos de feminicídio tentado cresceram, passando de 35 para 44.

Outro crime registrado pela SSP é a ameaça. Apenas em janeiro, houve 3.503 ocorrências do tipo, em 329 dos 496 municípios gaúchos. Janeiro fechou com média de 113 casos de ameaças por dia no Rio Grande do Sul. Ainda elevado, mas em queda na comparação período igual de 2018, que fechou com 3.625 casos.

 

Fonte: Correio do Povo

Homem é preso após roubar e tentar estuprar mulher em banheiro público de Redentora

BM/ Divulgação

Um homem foi preso pela Brigada Militar após atacar uma mulher na manhã desta quinta-feira (31/01) em Redentora. O crime aconteceu, por volta das 10h, na Praça Redenção, no centro da cidade.

A vítima, que seria menor de idade, estava no banheiro público feminino quando o indivíduo anunciou o roubo, estrangulando-a e obrigando-a a entregar-lhe o celular. Em seguida, tentou estuprá-la.

A mulher conseguiu fugir e chamar a BM que efetuou a prisão em flagrante do criminoso, de 29 anos, próximo ao local.

 

Fonte:  Brigada Militar – Fronteira Noroeste

Polícia prende homem suspeito de estuprar sete crianças em Santa Maria

Segundo a polícia, homem, de 57 anos, é suspeito de ter abusado de seis sobrinhas e de uma amiga da família.

Foto: Polícia Civil/divulgação

Um homem, de 57 anos, suspeito de ter cometido sete estupros de vulneráveis foi preso preventivamente na segunda-feira (21) em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul. Segundo a polícia, ele é suspeito de ter abusado de seis sobrinhas e de uma amiga da família.

A polícia acrescentou que os abusos iniciaram quando as meninas tinham entre cinco a sete anos de idade, e que em alguns casos, prolongaram até a adolescência.

A denúncia veio a tona após uma das meninas, hoje com 13 anos, tentar se matar pela segunda vez.

Fonte: G1 RS

Polícia Civil prende homem indiciado por estupro em Redentora

Foto: PC

Na tarde desta sexta-feira 11-01-2019, agentes da Delegacia de Polícia de Redentora, coordenada pelo delegado William Garcez, deram cumprimento a um mandado de prisão preventiva contra J.P.S.S.S., de 66 anos de idade, pela prática do crime de estupro de vulnerável.

A prisão do indiciado foi representada ao Poder Judiciário pelo delegado Vilmar Schaffer, quando da conclusão do inquérito policial instaurado para a investigação do fato.

A ação contou com apoio da Brigada Militar. Após as formalidades o preso será encaminhado ao presídio de Três Passos, onde ficará à disposição da justiça.

 

Fonte: Polícia Civil

Suspeito de tentativa de estupro foi preso pela Brigada Militar em Três Passos

Foto: CRPO

Por volta das 15h40min desta quinta-feira (27/12) a Brigada Militar prendeu um homem suspeito de tentar estuprar a própria sobrinha na cidade de Três Passos.

Segundo informações da polícia o fato aconteceu no Bairro Santa Inês, quando a vítima de 14 anos conseguiu fugir do agressor e pedir ajuda. A Brigada Militar foi acionada e localizou o elemento às margens da BR 468.

O suspeito tem 37 anos e seria foragido do sistema penitenciário.

A ocorrência ainda está em andamento na Delegacia de Polícia de Três Passos.

Fonte: Observador Regional

Em média, 16 casos de estupro são registrados por dia no Rio Grande do Sul

Dados da Polícia Civil são de 2017 e de janeiro a agosto de 2018. Do total, 58% das ocorrências são estupro de vulnerável, ou seja, de crianças e adolescentes de até 14 anos de idade.

RBS Reprodução

Em média, 16 ocorrências de estupro são registradas por dia no Rio Grande do Sul, conforme dados da Polícia Civil de 2017 e de janeiro a agosto de 2018. Desde o início deste ano até a última quarta-feira (8) foram 3.680 casos.

A polícia orienta que as pessoas que forem atacadas procurem a delegacia logo após o fato, para que possam fazer o registro do boletim de ocorrência, agilizando a coleta de provas importantes para o indiciamento e a prisão do suspeito. Além do sexo à força, lei também passou a considerar estupro outros atos.

“Tempos atrás havia necessidade da conjunção carnal com violência, ameaça, para configurar o estupro. E nós tínhamos a figura do estupro e do atentado violento ao pudor. Hoje, não tem mais o atentado violento ao pudor. Então, não só a conjunção carnal, mas outros atos libidinosos são considerados como estupro”, explica a delegada Adriana Regina da Costa, coordenadora das Delegacias da Mulher.

A polícia alerta que já ocorreram casos em que as mulheres que sofreram o estupro conheceram os abusadores em aplicativos de relacionamento.

“Chegando no encontro, aconteceram coisas que não estavam combinadas ou situações de estupro. Então, é importante que adolescentes e mulheres estejam atentas no conhecimento de pessoas pela internet”, afirma a delegada.

Segundo a polícia, quase 95% dos casos são resolvidos. Só neste ano, foram quase 2 mil indiciamentos.

Para ajudar as mulheres que sofreram violência, a ONG Mapa do Acolhimento oferece uma rede de apoio que conta com terapeutas e advogados. É só acessar o site na internet, registrar o pedido de ajuda e deixar algum contato.

“As pessoas que sofreram algum tipo de violência, pode ter sido violência obstétrica, sexual ou doméstica, entra no nosso site, e aperta no botão de ‘quero ser acolhida’. Assim, vai conectar a uma rede de voluntárias, psicólogos, psiquiatras ou advogadas dispostas a atender essas mulheres gratuitamente”, explica a diretora da entidade, Carolina Coelho Soares.

Aumento de casos de estupro de vulnerável

Do total dos casos, 58% são estupro de vulnerável, ou seja, afetam crianças e adolescentes de até 14 anos de idade.

Fonte: G1

PRF prende estuprador na BR 285 em Entre-Ijuís

PRF/divulgação

Na manhã deste domingo (03), na BR 285 em Entre-Ijuís, a PRF cumpriu o mandado de prisão para um homem condenado pelo crime de estupro de vulnerável.
Por volta das 10h45, durante fiscalização de rotina próximo ao entroncamento com a RS-344, foi abordado um Mercedes Benz A190 emplacado em São Borja. Durante a consulta ao sistemas informatizados, foi constatado o mandado de prisão para o condutor, 31 anos, de Santo Ângelo.
Em 2012, no município de Erechim, o referido motorista abusou sexualmente de uma criança de 9 anos. Ele foi condenado a 8 anos e 10 meses de reclusão, a ser cumprido em regime inicial fechado, por estupro de vulnerável (art. 217-A, CP), crime considerado hediondo pela legislação.
Diante do fato, foi conduzido até a Delegacia de Polícia Civil de Santo Ângelo para registro e, posteriormente, foi encaminhado ao sistema prisional para ressocialização.

Fonte: Polícia Rodoviária Federal

Ex-padre é preso por estupro de vulnerável no Norte do Estado

Crime ocorreu em Ronda Alta onde Jorge Zanini foi padre

PlantaoPolicial

Um ex-padre de 60 anos foi preso na manhã desta terça-feira (4), em Passo Fundo, no Norte do Estado. Agentes da Polícia Civil cumpriram mandado de prisão expedido pela Justiça. Jorge Zanini respondia pelo crime de estupro de vulnerável.

O caso aconteceu em 2008 no município de Ronda Alta, onde Zanini era padre. Ele havia sido indiciado pela polícia na época e respondia em liberdade. O homem é acusado ter abusado de duas crianças menores de 10 anos de idade.

O Tribunal de Justiça já havia condenado Zanini a 12 anos e 10 meses de prisão, mas ele recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ). Em Brasília, o STJ negou o recurso e mandou executar a prisão. A decisão não cabe mais recurso.

De acordo com o delegado Leandro Evandir Antunes, a prisão ocorreu em uma residência de Passo Fundo. Conforme a Polícia Civil, Jorge Zanini teria sido excluído da igreja após o crime. Já a Cúria Arquiodicesana de Passo Fundo informou que não poderia falar sobre o assunto e não deu informações se Zanini ainda exercia alguma atividade.

O preso foi levado ao presídio de Sarandi.

 

Fonte: Rádio Gaúcha

Preso homem condenado pelo estupro de irmã deficiente no RS

Ele foi condenado por estuprar irmã deficiente e menor de idade

1475242019_70

Homem preso após condenação da Justiça (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

 

Um homem de 27 anos, condenado a 10 anos e seis meses de prisão pelo estupro da própria irmã, foi preso na cidade de Lajeado, no Vale do Taquari, na quinta-feira (29).
A prisão foi efetuada por policiais que atuam na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher. Conforme a delegada Márcia Bernini Colembergue, o crime foi comunicado à polícia em 2009 após a vítima ter engravidado.
“Além de ser uma pessoa com deficiência intelectual, a vítima também era adolescente na época do crime”, afirmou a delegada. “Ele aproveitava quando os pais saiam para trabalhar na lavoura para cometer os abusos, que resultaram na gravidez da vítima”, completou.
Após a prisão, o homem foi encaminhado para o Presídio Estadual de Lajeado.

Fonte: G1