Posts

Foragido por matar pai e filho em Estância Velha foi preso em El Soberbio

A Polícia Civil gaúcha ainda tentar entender as circunstâncias que levaram à prisão o criminoso Davi dos Santos Mello, 20 anos, acusado de participar do assalto a Ótica Elaine, que resultou na morte de pai e filho, em abril deste ano.

A informação inicial é de que Mello foi preso a caminho de Soberbio, cidade argentina, província de Misiones. Ele estava em um Peugeot 206, que era conduzido por um cidadão argentino, contratado por uma terceira pessoa.

Em Soberbio, o assaltante seria resgatado por um familiar, que a polícia de San Vicente ainda não detalhou quem seria.

Davi dos Santos Mello foi preso por volta das 14 horas deste sábado, na Argentina. Agora, a A Polícia Civil estanciense trabalha para trazer o acusado de volta para o Rio Grande do Sul.

O comparsa de Davi já havia sido preso pela Brigada Militar no dia 23 de abril. Rafael Santos Domingues, 19 anos, foi preso em Portão, na casa de um traficante.

Davi e Rafael são apontados pela Polícia como os autores do latrocínio que vitimou fatalmente os empresários Leomar Jacó Canova (pai) e Luiz Fernando Canova (filho).

Fonte: O Diário

Rádio Metrópole

Preso um dos suspeitos de matar três-passenses em Estância Velha

Rafael Santos Domingues, de 19 anos, e a companheira dele estavam escondidos na casa da mulher de um traficante, em Portão. Outro suspeito de participação no crime segue foragido.

Fotos: BM/Divulgação

Foi preso, na noite desta quarta-feira (24), um dos suspeitos de matar pai e filho durante um o assalto a uma relojoaria, em Estância Velha.

Rafael Santos Domingues, de 19 anos, e a companheira dele estavam escondidos na casa da mulher de um traficante, em Portão, no Vale do Sinos. Eles foram localizados por volta das 23h30. De acordo com a polícia, ele tem envolvimento com o tráfico de drogas.

De acordo com a Brigada Militar, durante a prisão Rafael tentou fugir, mas foi pego pela polícia e levado para a delegacia de São Leopoldo.

O outro suspeito de participação no crime, Davi dos Santos Mello, de 20 anos, segue foragido. Ele já tem condenação por roubo e deveria estar usando tornozeleira, mas por falta de equipamento, estava em prisão domiciliar sem monitoramento. Davi foi reconhecido pela própria mãe ao ver o vídeo do assalto à relojoaria.

O crime aconteceu no dia 10 de abril. Leomar Jacó Canova, de 59 anos, e o filho dele, Luis Fernando Canova, de 35 anos, proprietários da relojoaria, foram mortos durante o assalto. Havia outras funcionárias no local no momento do crime, que não se feriram.

Fonte: G1 RS

Suspeitos de matar três-passenses em Estância Velha estão com prisão preventiva decretada

Polícia divulgou identidade dos dois homens na manhã desta segunda-feira (22). Um deles tem 19 anos e, o outro, 20. Ainda é investigada a participação de um terceiro suspeito no crime.

Foto: Lilian Lima/G1

A Polícia Civil divulgou na manhã desta segunda-feira (22) as identidades dos suspeitos de participar do assalto com morte de pai e filho em uma relojoaria de Estância Velha no dia 10 de abril. São dois jovens, de 19 e 20 anos, moradores do Vale do Sinos. A Justiça já decretou a prisão preventiva por latrocínio. Eles ainda não foram encontrados e são considerados foragidos.

As vítimas, Leomar Jacó Canova, de 55 anos, e Luis Fernando Canova, de 35, trabalhavam no estabelecimento. Havia outras funcionárias no local no momento do crime, que não se feriram.

Suspeitos procurados

  • Rafael Santos Domingues, 19 anos, da Vila Brás, em São Leopoldo
  • Davi dos Santos Mello, 20 anos, da Vila Palmeira, em Novo Hamburgo

“Os dois são coautores do crime e não se descarta da participação de um terceiro, como olheiro ou ajudante. Ainda não há prova nesse sentido. Tivemos testemunhas importantes. O Davi foi reconhecido pela própria mãe, ao o ver no vídeo. Esse elemento nos ajudou e foi muito importante”, destaca o delegado regional Eduardo Hartz.

Segundo a polícia, os dois são amigos. O mais velho já tem condenação por roubo e está em prisão domiciliar. O mais novo tem envolvimento com tráfico de drogas.

Fotos: Lilian Lima/G1

A Polícia Civil recebeu mais de 100 informações e fotos de possíveis autores do fato durante a investigação.

Disfarces

Os dois apontados como autores do assalto pela polícia mudaram o visual antes de cometer o crime. O delegado Marcio Nunes da Silva, que também investiga o caso, chamou atenção para a diferença da cor de uma das mãos de Rafael [imagem acima].

“Uma das denúncias informou que o Rafael havia pintado a mão para esconder uma tatuagem.”

O delegado diz que as fotos mostradas para a imprensa foram retiradas das redes sociais dos suspeitos. As imagens foram apagadas dos perfis depois do crime. “Temos reconhecimento fotográfico de mais de uma testemunha e reconhecimento dos familiares”, reitera.

Foi levantada ainda uma suspeita de que os dois estariam com nariz falso no dia do assalto. “Estamos aguardando laudo nesse sentido”, pontua o delegado Nunes.

“Nós temos um depoimento de que ambos os indivíduos foram juntos a uma barbaria na Vila Brás e fizeram uma pigmentação da barba”, acrescenta. “Eles foram até a barbaria três dias antes do crime”, completa o delegado Hartz.

Carros e armas

A polícia apreendeu dois veículos que teriam sido usados no assalto, mas ainda não confirma oficialmente a relação. Eles passam por perícia. São um Honda Fit e um Ford Focus.

“O celular deixado no Focus está sendo periciado pelo setor de investigação”, diz Hartz.

“Há uma conexão de horários, mas não há nenhum elemento que ligue o Focus com o Honda Fit. Nós sabemos quem estava de titular do celular apreendido, mas isso não quer dizer que é suspeito do roubo praticado em Estância Velha. Não há elementos que liguem esse carro ao fato de estância velha”, acrescenta.

Ainda de acordo com a polícia, duas armas diferentes foram usadas pelos suspeitos, e ambas dispararam. Nenhuma foi encontrada ainda.

Os suspeitos fugiram com jóias da relojoaria.

“De concreto, não temos a informação de que as jóias estejam sendo vendidas, apenas há a possibilidade de que elas estejam sendo vendidas e financiem a fuga”, diz o delegado Hartz.

A chefe de Polícia Civil, Nadine Anflor, destacou na coletiva a integração de delegados do Vale do Sinos na investigação.

“Necessidade de criar forças tarefas entre os municípios, uma união de esforços. Esse é o exemplo que fica para os outros municípios. Essa investigação nos traz outra forma de solucionar crimes. A regional do Vale do Sinos demonstra nessa investigação como é importante essa integração”, pontua.

Fonte: G1 RS

Polícia divulga imagem e pede ajuda para identificar dupla que matou três-passenses em Estância Velha

Pelo menos cinco pessoas foram ouvidas pelos investigadores para tentar elucidar o crime

A Polícia Civil pede ajuda da população para identificar os dois homens que entraram na Ótica Elaine, em Estância Velha, e mataram pai e filho na quarta-feira (10). A investigação teve acesso a câmeras de segurança e divulgou imagem dos dois autores do crime.

— Procuramos imagens com a melhor qualidade possível para divulgar. Nossa prioridade é encontrar os dois autores diretos do crime, mesmo investigando a participação de outras pessoas (que teriam auxiliado na fuga).

A polícia já ouviu pelo menos cinco testemunhas, sendo uma das funcionária da loja, além de pessoas que estavam por perto no momento em que Leomar Jacó Canova, 59 anos, e Luis Fernando Canova, 35 anos, foram mortos a tiros. A esposa e mãe das vítimas ainda não foi ouvida devido à comoção causada pelo crime.

As imagens das câmeras de segurança mostram que pai e filho reagiram ao assalto e entraram em luta corporal com os criminosos. Segundo o delegado, eles não estavam armados e morreram na hora.

Após o crime, a dupla fugiu a pé e embarcou em um City, com placas clonadas, que estava estacionado em uma rua paralela. O carro foi encontrado abandonado poucas horas depois. A polícia tenta identificar se mais pessoas auxiliaram os dois a cometer o duplo latrocínio.

— Eles vieram com um carro, com placa clonada, e deixaram em uma rua paralela. Foram direto para a loja. Eles estavam preparados para praticar este assalto — diz o delegado.

Quem tiver informações que possam ajudar a polícia pode fazer denúncias pelo telefone (51) 3561.1110, da Delegacia de Estância Velha.

Fonte: Gaúcha ZH

Pai e filho, ex-moradores de Três Passos, são mortos a tiros durante assalto a relojoaria em Estância Velha

As vítimas são Leomar Jacó Canova, de 55 anos, e Luis Fernando Canova, de 35. 

Câmera de segurança registrou o momento em que pai e filho foram baleados. — Foto: Reprodução

Pai e filho foram mortos a tiros durante um assalto a uma relojoaria, no Centro de Estância Velha, no Vale do Sinos, na manhã desta quarta-feira (10/04). De acordo com a Brigada Miliar, as vítimas são Leomar Jacó Canova, de 55 anos, e Luis Fernando Canova, de 35. Os dois eram proprietários do estabelecimento.

Imagens de câmera de segurança do interior da loja mostram quando um homem armado obriga as funcionárias a colocarem objetos dentro de uma sacola. Outro assaltante aparece no canto direito do vídeo, também armado, saindo dos fundos do estabelecimento, onde fica uma oficina de reparos. Logo atrás dele estão pai e filho, que são atingidos.

No momento do crime, havia funcionários na loja. Também estava no local a outra dona do estabelecimento, esposa e mãe das vítimas. Eles não ficaram feridos.

“Comoveu a cidade, porque não é uma ocorrência comum”, disse o capitão Fabio Lima da Silveira, comandante da Brigada Militar de Estância Velha. “Temos apoio do helicóptero da BM para ver se temos informação dos delinquentes “, completou.

Leomar Jacó Canova e o filho Luis Fernando Canova foram moradores do bairro Operário em Três Passos e do município de Humaitá, e são bastante conhecidos na região.

 

 

Fonte: G1 RS