Saiba como conseguir remédios gratuitos ou com desconto

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Há dois tipos de farmácia que oferecem remédios por custo mais baixo ou zero: a Básica e a Popular.

Economia que vale a pena Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

Economia que vale a pena
Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

Em época de crise econômica e inflação batendo recordes, é bom saber: existem maneiras de adquirir um medicamento sem precisar pagar nada ou então com o preço bastante reduzido.

Para garantir à população o acesso a remédios essenciais por um custo bem baixo ou zero, há dois tipos de farmácias: a Básica (pertence à administração de prefeituras) e a Popular (do governo federal).

Para não confundir na hora de procurar o seu medicamento, é preciso conhecer as diferenças entre os sistemas públicos. Fique sabendo!

Farmácia Básica

– Pertence ao Sistema Único de Saúde (Sus) e fornece os medicamentos básicos de graça.
– A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre administra dez Farmácias Distritais, que oferecem remédios da lista básica, definida na Relação Municipal de Medicamentos. Nesses locais, são fornecidos, inclusive, medicamentos de controle especial, pertencentes aos protocolos ou que possuam alguma especificidade. A lista de medicamentos oferecidos é diferente em cada município, observando as características da população.
– Os remédios das farmácias básicas são utilizados para doenças básicas, como hipertensão, diabetes, analgésicos, antibióticos para infecções comuns, medicamentos contraceptivos, hipertireoidismo e anemia, entre outros.
– Atende exclusivamente pessoas cadastradas junto ao Sus.
– A receita não precisa ter carimbo do Sus.
– Além das Farmácias Distritais, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e as Unidades de Saúde da Família (USF) possuem dispensadores de remédios. Porém, os medicamentos controlados ou que detenham especificidades não fazem parte dos estoques dessas unidades.

Como retirar os remédios
– A distribuição dos remédios receitados em consultas pelo Sus é gratuita, tanto nas Farmácias Distritais quanto nas UBSs e USFs.
– Para adquirir um medicamento, é necessário ir à farmácia com a receita válida e uma cópia da receita (caso o médico não tenha fornecido duas vias, faça uma cópia). A receita precisa ter o nome do paciente e a assinatura do médico.
– É preciso ter documentação com foto e CPF. Se um terceiro for buscar o medicamento, é preciso levar a identidade de quem precisa do remédio e também seu próprio documento de identificação.
– Leve a carteirinha do Sus.

Farmácia Popular do Brasil

– Permite aos usuários das redes de saúde pública e privada a aquisição de remédios para as doenças mais comuns, entre elas controle da hipertensão, diabetes e asma.
– Alguns medicamentos são entregues de graça. Outros podem ser vendidos com até 90% de redução de preço.
– O programa envolve unidades próprias da Farmácia Popular e de parceiros.
– O sistema oferece 112 medicamentos (veja aqui quais são eles) e, para ter acesso a eles, basta apresentar a receita médica, que tenha validade de 120 dias a partir da emissão, em casos de medicamentos ou fraldas geriátricas, e um ano para anticoncepcionais.
– Para retirar, pode ir à Rede Própria, que são unidades físicas da Farmácia Popular que funcionam em parceria com prefeituras municipais e governos estaduais.
– Outra opção é buscar qualquer drogaria com a marca “Aqui tem Farmácia Popular”, estabelecimentos comerciais privados credenciados no programa. A lista de itens oferecidos é diferente. Veja aqui os medicamentos disponibilizados para o tratamento de hipertensão, diabetes, asma, rinite, dislipidemia, doença de Parkinson, osteoporose, glaucoma, além dos contraceptivos e fraldas geriátricas.

Como obter benefícios

– Leve a receita médica válida – contendo obrigatoriamente carimbo e assinatura do médico, endereço do estabelecimento de saúde, data da prescrição, nome e endereço do paciente – e documento oficial com foto no qual conste o seu número de CPF.
– Após efetuada a venda, serão emitidos dois cupons: Fiscal e Vinculado.
– O Cupom Vinculado deverá ser obrigatoriamente assinado pelo próprio usuário, assim como o endereço deverá ser preenchido no momento da compra. Serão emitidas duas vias (uma ficará com você e outra com a farmácia). Confira os dados registrados no Cupom Vinculado antes de assinar. Este será seu controle para adquirir novos medicamentos.
– Além disso, o estabelecimento irá tirar uma cópia da receita médica para deixar armazenado junto aos cupons.
– Atenção: a receita original não pode ser deixada na farmácia, apenas a cópia.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer deixar o seu comentário?
Sinta-se a vontade para contribuir

Deixe uma resposta