Polícia investiga fraudes na emissão de laudos para produzir placas no padrão Mercosul no RS

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Operação acontece em 37 cidades dos Rio Grande do Sul. São cumpridas 60 ordens judiciais

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Uma operação da Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (13), em 37 cidades dos Rio Grande do Sul, investiga fraudes na emissão de laudos de capacidade técnica para empresas que produziriam placas no padrão Mercosul no estado. São cumpridas 60 ordens judiciais. Essas empresas buscavam credenciamento junto ao Detran para poder fabricar as placas.

De acordo com os policiais, são investigados crimes de associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Operação acontece nestas cidades:

Alvorada, Antônio Prado, Bagé, Bento Gonçalves, Bom Princípio, Canoas, Carazinho, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Cruz Alta, Dois Irmãos, Estância Velha, Esteio, Farroupilha, Feliz, Gramado, Guaíba, Guarani das Missões, Horizontina, Montenegro, Nova Prata, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Cruz do Sul, Santo Ângelo, São Leopoldo, São Sebastião do Caí, Selbach, Tapera, Taquari, Tenente Portela, Venâncio Aires, Veranópolis e Viamão.

Emplacamento

O prazo para o início do emplacamento de veículos no padrão Mercosul no Rio Grande do Sul foi prorrogado para o dia 17 de dezembro, próxima segunda-feira. A medida estava prevista para entrar em vigor no dia 1º, mas foi adiada mediante pedidos dos Detrans – incluindo o gaúcho.

O motivo do pedido dos Detrans é o baixo número de empresas aptas a confeccionar as placas. No RS, por exemplo, haviam apenas duas as empresas cadastradas para fabricar as chapas-base e 84 para estampar. No entanto, nem todas teriam concluído o processo de credenciamento junto ao departamento, conforme o Detran-RS.

Fonte: G1 RS

.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.