Crissiumal – Supervisores do HCC participam de treinamento sobre segurança do paciente

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Núcleo de Segurança do Paciente será criado pela instituição no ano de 2017

seguranca-paciente

 

As supervisoras do HCC, Elisete da Silva, Andréia Bamberg, enfermeira Gabriela de Carli e o superintendente Rafael Brackmann, participaram de um importante treinamento no Hospital da Unimed em Ijuí.

O grupo de profissionais do HCC acompanhou a palestra do consultor Breno Roberto, da IAG Saúde – Instituto de Acreditação e Gestão em Saúde. No Brasil, a segurança do paciente é trabalhada de forma efetiva pelos órgãos governamentais e pelos serviços de saúde  desde 2011, com a adoção de normas reguladoras por parte do Ministério da Saúde, Anvisa e Agência nacional da Saúde (ANS). A exigência para que os serviços hospitalares implantem o Núcleo de Segurança do Paciente veio apenas em 2013, visando prevenir, monitorar e reduzir a incidência de eventos adversos nos atendimentos prestados.

Entre os temas tratados, os que estão de acordo aos Protocolos Básicos de Segurança do Paciente, como:  Identificação do Paciente; Higienização das Mãos; Cirurgia Segura; Prevenção de Quedas; Segurança na Prescrição, Uso e Administração de Medicamentos e a Certificação nos Serviços de Saúde.

Vale ressaltar que  existem alguma exigências e critérios para que os estabelecimentos de Saúde devem atuar em conformidade com esses requisitos técnicos para que assim tenham seu licenciamento revalidado pela Vigilância Sanitária, numa ação chamada processo de acreditação.

Existem três instituições atuando como acreditadoras no Brasil, que avaliam esses critérios: a Organização Nacional de Acreditação, a Joint Commission International, representada pelo Consórcio Brasileiro de Acreditação e a Canadian Council representada pelo Instituto Qualisa de Gestão . Nesse sentido é que treinamentos e atenção para o tema da segurança do paciente, que envolve várias situações, desde estruturais até de recursos humanos, deve ser algo a ser desenvolvido pelas instituições de saúde.

A alternativa apontada pelo consultor Breno Roberto é a mobilização de órgãos governamentais e não governamentais em todo mundo, incluindo o Brasil, para o controle e prevenção dos eventos adversos .

O HCC já desenvolve algumas ações no sentido de trazer mais segurança ao paciente, e no ano de 2017 irá criar o Núcleo de Segurança do Paciente que será o responsável pela condução da política de segurança na instituição.

Fonte: Assessoria de Imprensa.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.