Acidente mata motociclista em Seberi

Vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu

Foto: Fortaleza FM

Um acidente de trânsito deixou uma vítima fatal  no começo da tarde desta segunda-feira, 17 de junho, na ERS-587, em Seberi, no Norte do Rio Grande do Sul.

A vítima foi identificada como Valderi da Silva Vasconcelos, 34 anos. Morador da comunidade rural de linha Progresso, o industriário conduzia uma motocicleta e se envolveu em uma colisão com um caminhão. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital local, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Rodoviária Estadual de Palmeira das Missões foi chamada para atender a ocorrência. A investigação sobre como ocorreu o acidente está a cargo da Polícia Civil.

Fonte: Folha do Noroeste

Contran suspende por um ano exigência de aulas para conduzir ciclomotores

Documento, conhecido como ACC, autoriza a condução de veículos com potência de até 50 cilindradas

Agencia RBS

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) editou resolução que retira a necessidade de aulas teóricas e práticas para obtenção de Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC) durante o prazo de um ano, valendo a partir de setembro. O texto, publicado nesta segunda-feira (17), no Diário Oficial da união (DOU), deixa claro que a medida é improrrogável. A ACC é o documento que autoriza a condução de ciclomotores com potência de até 50 cilindradas, conhecidos popularmente como “cinquentinhas”. A portaria também oficializa o fim da obrigatoriedade do simulador nas autoescolas, anunciado pelo governo na semana passada.

“Para obtenção da ACC, os candidatos poderão abster-se de realizar as aulas teóricas e práticas, efetuando apenas as respectivas provas, durante o período de 12 (doze) meses, improrrogável, contado da entrada em vigor desta Resolução”, diz trecho do documento, que tem entre os signatários o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, que é presidente do conselho.

O Código Brasileiro de Trânsito classifica como ciclomotor “veículo de duas ou três rodas, provido de um motor de combustão interna, cuja cilindrada não exceda a cinquenta centímetros cúbicos (3,05 polegadas cúbicas) e cuja velocidade máxima de fabricação não exceda a cinquenta quilômetros por hora”.

A norma prevê que o candidato que optar por essa modalidade e reprovar na prova prática terá de submeter-se a aulas práticas. A resolução também altera número de horas para aulas no processo da ACC. Os Centros de Formação de Condutores poderão utilizar veículo próprio ou “permitir que o candidato, voluntariamente, apresente veículo” para a realização do curso.

Fonte: Gaúcha ZH

Saída de pista é registrada na ERS-207, em Vista Nova

O condutor do veículo teve apenas leves escoriações

Foi registrado na manhã desta sexta-feira, dia 14 de junho de 2019, uma saída de pista na ERS-207, entre  a localidade de Vista Nova e o município de Humaitá.

A caminhonete S10 com placas de Coronel Bicaco, trafegava no sentido Crissiumal/Humaitá, quando por motivos desconhecidos saiu da pista, capotou e ficou parado em uma valeta.

O condutor do veículo teve apenas leves escoriações.

 

Tachões redutores de velocidade são instalados em vias movimentadas de Crissiumal

Foram instalados redutores em frente ao Ponche Verde e APAE

Trabalhando sempre para melhorar a qualidade de nossas ruas, prezando principalmente pela segurança de todos os crissiumalenses, a Secretaria de Obras Públicas intensifica diariamente os serviços de manutenção e recuperação de vias na cidade.

Nesta quinta-feira (13), uma equipe da Secretaria efetuou a colocação de tachões, redutores de velocidade, em frente a EEEM Ponche Verde e a APAE, na Rua Santa Cruz, que possuí um intenso fluxo de veículos e pessoas, garantindo a segurança dos alunos e demais pedestres. Também foi efetuada a colocação de tachões na Rua Pacaembú, no entroncamento com a Rua Rio Branco, no acesso ao Bairro Paraíso. Esta via é, também, bastante movimentada com tráfego de veículos e pedestres, a instalação dos tachões deverá inibir a velocidade dos motoristas, proporcionando maior segurança a todos.

Por: Andréia Cristina Queiroz

Rádio Metrópole

Receita intensifica fiscalização contra veículos com IPVA atrasado no Estado

Objetivo das blitze, é recuperar R$ 307 milhões que deixaram de ingressar nos cofres públicos até o momento, o que representa uma inadimplência financeira de 10,9%.

Carlos Macedo / Agencia RBS

Estão confirmadas para esta semana as primeiras operações da Receita Estadual para combater a inadimplência do IPVA 2019 (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Para tanto,  diversos municípios do interior do Estado terão barreiras simultâneas nos próximos dias. A Receita Estadual não divulgou o dia certo nem os locais das blitze.

As ações têm como objetivo recuperar R$ 307 milhões que deixaram de ingressar nos cofres públicos até o momento, o que representa uma inadimplência financeira de 10,9%. De uma previsão de arrecadação de R$ 2,83 bilhões, ingressaram nos cofres públicos até o momento pouco mais de R$ 2,52 bilhões. Do total arrecadado com o IPVA, metade é repassado automaticamente para as prefeituras conforme o município de emplacamento do veículo.

De uma frota de 3.615.690 veículos que deveriam pagar o imposto este ano, 572.153 seguem circulando pelas ruas com o IPVA atrasado, cujo calendário fechou no mês de abril.

As cidades com os maiores índices de inadimplência financeira são, pela ordem, Quaraí (19,72%), Chuí (19,68%), Rio Grande (18,59%), Capão da Canoa (18,34%) e Santa Vitória do Palmar (18,09%). Já os municípios com menores índices são Santa Tereza (2,06%), Três Arroios (2,69%), Relvado (3,02%), Nova Ramada (3,19%) e Alto Feliz (3,24%).

Juros e multas

O contribuinte que não pagou o tributo em dia, além de perder os descontos de Bom Motorista (de até 15%) e Bom Cidadão (de até 5%), terá multa de 0,33% ao dia sobre o valor do imposto não pago, até o limite de 20%. Depois de 60 dias em atraso, o débito sofrerá acréscimo de mais 5% e será inscrito em dívida ativa, com o contribuinte correndo o risco de ter seu nome lançado no Serasa, sofrer protesto no cartório da sua cidade e processo de cobrança judicial.

Além dessas consequências, o proprietário que for flagrado nas barreiras com o IPVA atrasado terá custos que poderão ir além de colocar em dia o imposto. Como o IPVA é um dos requisitos para renovar o Certificado de Registro e de Licenciamento de Veículo (CRLV), transitar sem este documento em ordem significa infração gravíssima (art. 230, V, do Código de Trânsito Brasileiro), com risco de multa de R$ 293,47 e sete pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além dos custos do serviço de guincho e depósito do Detran.

Fonte: Receita Estadual RS

Rádio Metrópole

Bolsonaro quer eliminar multa para condutor que transportar criança sem cadeirinha

Encaminhado ao Congresso Nacional ontem (4), o projeto de lei que dobra o limite de pontuação e estende a validade da carteira de motorista também acaba com a multa para condutores que transportarem crianças fora de cadeirinhas de retenção.

Uma das alterações propostas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) pelo projeto de lei encaminhado ao Congresso pelo presidente Jair Bolsonaro estabelece que condutores que não utilizarem esse dispositivo de segurança — que, pela proposta, será obrigatório para crianças de até sete anos e meio — receberá apenas uma advertência escrita, sem qualquer tipo de multa.

O projeto (que precisa ser votado pela Câmara e pelo Senado, e depois sancionado, para virar lei) estabelece ainda que pessoas entre sete anos e meio e dez anos, mesmo sem o dispositivo de retenção, deverão ser levadas no banco traseiro.

A forma como a redação do texto foi feita é ampla e dá margem para que não haja aplicação de multa até mesmo para motoristas que transportem crianças no banco dianteiro.

De acordo com a Casa Civil, a isenção da multa foi feita para dar caráter educativo ao tema.

“Retirou-se a sanção pecuniária. Agora o motorista será advertido, pois se busca um caráter mais educativo”, disse a pasta.

Na justificativa da proposta, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que, ao mesmo tempo em que se garante a manutenção da exigência, foram tomadas providências para “evitar exageros punitivos.”

A obrigatoriedade do uso de cadeirinhas consta em uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A norma diz que “os menores de dez anos deverão ser transportados nos bancos traseiros usando individualmente cinto de segurança ou sistema de retenção equivalente.”

A mesma resolução diz que o descumprimento dessa regra é infração gravíssima, punível com multa (valor base de R$ 293,47) e retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada.

Em seu projeto de lei, Bolsonaro trouxe a obrigatoriedade das cadeirinhas de retenção para o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), sob o argumento de que uma recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o Contran não pode estabelecer sanções.

Houve ainda uma série de outras mudanças propostas por Bolsonaro. A ideia é dobrar o prazo de validade da habilitação (dos atuais cinco para dez anos) e ampliar o limite máximo de pontos que um motorista pode ter sem perder a habilitação, de 20 para 40 pontos.

O projeto também prevê o aumento da validade da habilitação de idosos, de três para cinco anos. Bolsonaro é um crítico frequente do que chama de “indústria da multa” e já afirmou que, durante o seu governo, não devem ser instalados novos radares eletrônicos nas rodovias federais do país.

Caso os deputados e senadores aprovem o projeto, as habilitações expedidas antes da entrada em vigor da nova norma ficarão automaticamente com o prazo de validade prorrogado.

Bolsonaro levou pessoalmente a proposta ao Congresso, onde se reuniu com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia(DEM-RJ). Depois do encontro, o presidente disse que o projeto “atinge todo o Brasil”.

— É um projeto que parece que é simples, mas atinge todo o Brasil. Todo mundo é motorista ou anda de uma forma de outra de um veículo automotor — declarou o mandatário.

Pouco antes, reunido com parlamentares na sala de Maia, Bolsonaro defendeu sua proposta, dizendo que ela trata do “bem-estar de profissionais e particulares.”

— Quem tem reclamado (do projeto), eu tenho dito que procure um taxista, motorista de caminhão, quem vive no trânsito, (que) às vezes com um pequeno descuido perde a carteira de trabalho — justificou o presidente.

O texto acaba ainda com a multa para condutores que guiem sem o farol baixo ligado durante o dia. A infração para esse tipo de conduta passa a ser leve (hoje é média) e a proposta inclui um dispositivo que diz que só haverá multa “no caso de o proprietário (do veículo) ser pessoa jurídica e não haver identificação do condutor.”

Mesmo sem a multa, o farol baixo continua obrigatório durante o dia, mas só em rodovias de pista única ou ainda em túneis, sob chuva, neblina ou cerração. A redação proposta também obriga que veículos novos tenham instaladas luzes de rodagem diurna.

Em outra mudança polêmica, o projeto revoga a exigência de exame toxicológico para a emissão e renovação da CNH para as categorias C, D e E (o que inclui veículos de carga e ônibus).

Fonte: Gaúcha ZH

Bolsonaro entrega à Câmara projeto de lei que muda regras da CNH

Texto altera o Código Brasileiro de Trânsito, considerado “velho” pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas

O presidente Jair Bolsonaro entregou no início da tarde desta terça-feira à Câmara dos Deputados o projeto de lei que altera o Código Brasileiro de Trânsito para ampliar de cinco para 10 anos a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e afirmou que se trata de uma medida de “muita importância” para a desburocratização do sistema. O texto, que também dobra os atuais 20 para 40 o limite de pontos para a suspensão do documento, ainda tira dos Departamentos de Trânsito a exclusividade da realização de exame médico para obtenção da licença para dirigir.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, auxiliou na redação do texto e disse que é um projeto que “mexe com a vida do cidadão”. “Estamos desburocratizando, seguindo os pedidos do presidente Bolsonaro. A ideia é tornar a vida do cidadão mais fácil e transformar todos os documentos em digitais. Quem vai centralizar é o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito)”, falou. Sobre a alteração dos pontos, ele afirmou que o atual modelo “tem se mostrado ineficaz”, porque os Detrans não conseguiriam lidar com o grande número de pessoas multadas.

Freitas argumentou, ao falar sobre a questão dos exames, que existe uma “razão orgânica” para a mudança e que o Código Brasileiro de Trânsito é velho, “já que tem mais de 20 anos”. “A expectativa de vida melhorou, a saúde melhorou. O cidadão vai poder fazer esse exame em qualquer clínica. Existem uma série de parlamentares dedicados à questão da segurança do trânsito. Tenho certeza de que vai caminhar muito bem na Câmara dos Deputados”, finalizou.

Para que as mudanças entrem em vigor, o projeto precisará ser discutido no âmbito das comissões e, depois de aprovado, apreciado pelo plenário da Câmara e do Senado. Outras mudanças incluem a exigência de cadeirinha para crianças nos veículos, a possibilidade do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) liberar bicicletas elétricas sem maiores exigências e estipula o fim da exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais.

Fonte/Foto: Correio do Povo

Rádio Metrópole

Caminhão truque ficou preso em fossa séptica em Boa Vista do Buricá

Foto: J.B.Nardes

Na manhã desta sexta-feira, 31 de Maio, um caminhão truque que iria realizar a retirada de uma casa, acabou ficando com suas rodas afundadas em uma fossa séptica localizada na calçada em frente ao imóvel.

O fato ocorreu em frente ao Mercado Rio Branco em Boa Vista do Buricá.

Fonte: O Empreendedor

Rádio Metrópole

Ponte é levada pela força da água no interior de Nova Candelária

 

Divulgação

As fortes chuvas da noite de segunda-feira (27/05) e madrugada desta terça, deixaram alguns estragos no interior de Nova Candelária.

Na localidade de Linha Pitanga, nas proximidades da propriedade de Nerci e Carla Thomas, a ponte sobre o Rio Almeida, que divide o município com Boa Vista do Buricá, foi destruída pela correnteza.

A equipe do Parque de Máquinas já realizou a devida sinalização, alertando os motoristas para manter o cuidado ao transitar no local e para utilizarem o caminho alternativo.

*Com informações da Prefeitura de NC

Rádio Metrópole

Homem morre atropelado ao parar para consertar carro na BR-472, em Santo Cristo

Acidente ocorreu na noite de sábado (25). Vítima morreu no local

Gelson Waie/Portal Plural

Um homem de 37 anos morreu após ser atropelado no acostamento da BR-472, em Santo Cristo, na Região Noroeste do Rio Grande do Sul, por volta das 20h de sábado (25).

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que atendeu a ocorrência, a vítima era motorista de um Corsa com placas de Santa Rosa. Ele teria parado no acostamento da rodovia e descido do carro para verificar um defeito mecânico quando foi atropelado por um carro que trafegava na BR.

O homem morreu no local. O motorista do outro veículo não ficou ferido.

Fonte: G1 RS

Rádio Metrópole