Farmácias Associadas de Crissiumal com novo layout interno

Farmácias Associadas de Crissiumal inaugurou nessa segunda(7) o novo espaço interno.

11

Uma das Farmácias Associadas, localizada na Av. Presidente Castelo Branco está com novo espaço interno.

O novo projeto possibilita que os clientes circulem livremente dentro de um  ambiente amplo e  mais organizado. As gôndolas estão bem distribuídas em diferentes pontos focais, com espaços para medicamentos, beleza, saúde e  vários caixas para pagamento, que agilizam o atendimento ao cliente.

Outra novidade do projeto é a Sala de Atenção Farmacêutica, local onde o profissional pode conversar de forma mais reservada com o cliente. Segundo a Farmacêutica Diane, a implantação da AF ajuda em muito a prestar um serviço de saúde com qualidade à população. Para oferecer esse tipo de atendimento os profissionais farmacêuticos precisam especialização.

Em Crissiumal esse atendimento está disponível nas Farmácias Associadas, onde as farmacêuticas Diane Veit e Tamara Balestrin  possuem especialização em Farmácia Clínica.

Confira as mudanças do  novo ambiente.

DSCN0985

DSCN0986

DSCN0990

DSCN0991

DSCN0988

Hoje em comemoração aos 7 anos das Farmácias Associadas de Crissiumal e ao dia internacional da mulher amanhã(8), as Associadas convida a todos para comemorar essas duas datas, aproveitando para conferir várias ofertas, descontos especiais e muitos prêmios para as mulheres, que se faz merecedora dessa data especial todos os dias.

As Associadas tem um programa semanal de Rádio que  fornece dicas de saúde, sugestões, curiosidades e informações que ajudam a prevenir os problemas relacionados a saúde. O programa vai ao ar aos sábados as 8:30hs pela Rádio Metrópole; e chama-se Canal da Saúde.

Na ocasião da reinauguração esteve um bom público de clientes e amigos que conferiram de perto as mudanças e as promoções que são marca das Associadas.

DSCN0998

DSCN1006

DSCN1004

Proprietários: Diane e Cristiano

DSCN1017

Equipe das Associadas – Matriz: Cristiano, Diane, Sinara, Aline, Darci, Aline, Adelaidi, Juliane e Adriane

DSCN1026

Equipe das Associadas – Filial: Cathia e Tamara

 

A Rádio Metrópole esteve presente com o repórter Mauri, entrevistando os proprietários.

DSCN1007

DSCN1014

DSCN1001

Associadas – Matriz – Localizada na Avenida Castelo Branco – Crissiumal

DSCN1019

Associadas – Filial – Localizada na Rua Horizontina, em frente ao Hospital de Caridade de Crissiumal

 

Fonte e Fotos: Rádio Metrópole/Emerson Gomes

 

 

 

Jovem de 25 anos é assassinada em São Luiz Gonzaga

a3e2e4dda35eab7761cc0992f0ecfeee_L

Vítima era estudante de Administração da URI/Foto: Facebook/Reprodução

Uma mulher de 25 anos foi assassinada no início da manhã deste domingo, 6, em São Luiz Gonzaga, no Noroeste do RS. As informações são da Rádio Missioneira.

O crime aconteceu, por volta das 6h15, no bairro da Cohab, quando Charles Valeski, de 27 anos, atirou duas vezes contra Kely Fernanda Ostwald, causando-lhe a morte.

O autor do crime era ex-marido da vítima e, logo após, atirou contra si mesmo. Ele foi encaminhado ao hospital de São Luiz Gonzaga e depois transferido para Cruz Alta.

Kely Fernanda trabalhava no Banco Bradesco e estava se preparando para a formatura em Administração em 2016. Ela havia se separado há cerca de três meses e morava sozinha.

A polícia acredita que o crime tenha sido passional.

Fonte: Rádio Missioneira

Quase 16 milhões de meninas entre 6 e 11 anos nunca irão à escola, diz Unesco

educac3a7c3a3o

Quase 16 milhões de meninas entre 6 e 11 anos nunca irão à escola, de acordo com levantamento da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O número é duas vezes maior que o de meninos. Entre eles, no mundo, 8 milhões nunca frequentarão as salas de aula.

Os números estão no Atlas de Desigualdade de Gênero na Educação, disponível na internet, divulgado pela Unesco em razão do Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março.

De acordo com a Unesco, as meninas são as primeiras a ter negado o direito à educação. A desigualdade segue principalmente nos Estados Árabes, na África Subsaariana e na Ásia Meridional e Ocidental. Na África Subsaariana, 9,5 milhões de meninas nunca entrarão em uma sala de aula. No caso dos meninos, serão 5 milhões.

Na Ásia, 80% das meninas que estão atualmente fora da escola nunca receberão educação formal, o que equivale a 4 milhões. Entre os meninos, menos de 1 milhão nunca receberá educação formal, o que equivale a 16% daqueles que estão hoje fora da escola.

Em relação aos Estados Árabes, a Unesco diz que as meninas são a maioria das milhões de crianças fora da escola, mas não é possível precisar quantas, devido aos conflitos na região, que dificultam a elaboração de estatísticas exatas.

O Brasil aparece no Atlas como um país sem dados estatísticos específicos sobre gênero na educação básica.

As informações são do Instituto de Estatística da Unesco. Anualmente o instituto faz um levantamento do número de crianças fora da escola e calcula as probabilidades futuras de terem acesso às salas de aula, caso as circunstâncias atuais sejam mantidas. As projeções podem variar ano a ano.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Eliminar as desigualdades de gênero no acesso à escola é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que devem ser cumpridos até 2030. Atualmente, uma em cada oito crianças entre 6 e 15 anos está fora da escola e as meninas são as primeiras a serem excluídas. Mais de 63 milhões de meninas no mundo inteiro não recebem educação formal.

“Nunca alcançaremos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável se não conseguirmos vencer a discriminação e a pobreza que paralisam  a vida das meninas e das mulheres de geração a geração”, diz a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, em nota divulgada nessa quarta-feira (2). “Devemos trabalhar em todos os níveis, desde a base social até os dirigentes mundiais, para fazer da equidade e integração os eixos de toda política, de forma que todas as meninas, sejam quais forem as suas circunstâncias, vão à escola, prossigam os estudos e cheguem a ser cidadãs emancipadas”.

Os ODS são uma agenda global que tem a finalidade de promover o desenvolvimento social, a proteção ambiental e a prosperidade econômica em todo o mundo. Os objetivos começaram a valer este ano. Ao todo, são 17 objetivos e 169 metas que foram acordados pelos países-membros em setembro de 2015, em Nova York, na Cúpula das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.

Fonte: Agência Brasil

MP denuncia Jardel e mais 10 pessoas na Operação Gol Contra

thumb.aspx

MP denuncia Jardel e mais 10 pessoas na Operação Gol Contra | Foto: Marcos Eifler / AL / CP

 

O Procurador-Geral de Justiça, Marcelo Lemos Dornelles, ofereceu, nesta segunda-feira, denúncia contra o deputado estadual Mário Jardel Almeida Ribeiro e outras dez pessoas pela Operação Gol Contra. O documento foi protocolado e endereçado ao presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Felipe Difini.

Conforme a denúncia, entre fevereiro e novembro de 2015, Jardel, o advogado e assessor parlamentar Christian Vontobel Miller, o chefe de gabinete Roger Antônio Foresta, o Coordenador-Geral de Bancada do PSD, Ricardo Fialho Tafas e o chefe de fabinete de Líder da Bancada do PSD, Francisco Demetrio Tafras, integraram organização criminosa para obter vantagens econômicas mediante a prática reiterada de crimes contra a administração pública.

undefined

De acordo com as investigações, eles teriam planejado e executado prática de crimes de peculato, consistentes na apropriação e no desvio de verbas públicas referentes a diárias fictícias, a indenizações veiculares fraudulentas e à manutenção de “funcionários fantasmas”. Também teriam cometidos delitos de concussão, caracterizados pela exigência de repasse de parte de salários e de verbas indenizatórias de servidores, além das práticas de uso de documentos falsos e de lavagem de dinheiro. O valor desviado, entre abril e novembro de 2015, é estimado em R$ 212.203,75. Um dos assessores foi beneficiado pela delação premiada em virtude das informações prestadas ao Ministério Público.

Os denunciados

• Mário Jardel Almeida Ribeiro – constituir organização criminosa, peculato, uso de documento falso, concussão, lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

• Christian Vontobel Miller – constituir organização criminosa.

• Roger Antonio Foresta – constituir organização criminosa, peculato, uso de documento falso e concussão.

• Francisco Demétrio Tafras – constituir organização criminosa e concussão.

• Ricardo Fialho Tafas – constituir organização criminosa, peculato e uso de documento falso.

• Sandra Paula Aguiar de Souza – lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

• Flávia Nascimento Feitosa – peculato.

• Ana Bela Menezes Nunes – peculato.

• Samantha da Rosa Lindmann – peculato.

• César Ribeiro Júnior – lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

• Carlos César Menezes Nunes – tráfico de drogas.

Fonte: Correio do Povo

Diretoria são empossados para mandato 2016-2020 na Fetag

thumb_Joel_e_diretoria_sao_empossado_8f3c84fed5

Emocionante. Assim estava a posse da nova diretoria da Fetag(26), encabeçada por Carlos Joel da Silva hoje (26) no Restaurante Casa do Gaúcho, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Casa cheia, mais de 450 pessoas entre agricultores e agricultoras familiares, dirigentes, lideranças, representantes de cooperativas, políticos, autoridades como o governador José Ivo Sartori e a presidente da Assembleia Legislativa Silvana Covatti. Esposas, maridos, companheiras e companheiros, pais, mães, filhos e filhas, cunhados, sogros… uma infinidade de pares de olhos atentos e, especialmente, orgulhosos. À frente, 26 recém-empossados diretores e diretoras da Fetag pelo secretário de Meio Ambiente da Contag, Antoninho Rovaris. Gente com trajetória no movimento sindical e que vai fazer e já faz história na Fetag, uma das importantes entidades representativas do estado do Rio Grande do Sul, do Brasil e da América Latina. E isso pode ser facilmente comprovado pela diversidade da plateia que ocupou todos os espaços do saguão do restaurante.
O presidente licenciado Elton Weber iniciou as falas e saudou o público como acontecia nas aberturas das assembleias que ele conduzia na sede da Federação. Ele recordou que passou a integrar a direção da Fetag na mesma gestão da agora tesoureira-geral Elisete Hintz – ele como secretário-geral e ela como coordenadora de Mulheres, sendo acolhidos por Sérgio de Miranda, então vice-presidente, numa época em que a Federação era presidida por Ezídio Pinheiro.
Na sequência, Antoninho Rovaris, antes de proceder a posse, falou da importância do momento e disse que tinha grande satisfação em ser o responsável pelo ato, que a Fetag tem uma trajetória marcante no Brasil e na América Latina. Reiterou que a Contag é presidida atualmente por um gaúcho, Alberto Broch, integrante da diretoria da Fetag nos próximos quatro anos. “Estamos no rumo certo. A resistência do povo e do MSTTR traz frutos e benefícios que não terminam agora. É apenas um recomeço. Sucesso para os que ficam e para os que voltam à base. Continuemos vivos no movimento sindical, lutando pelos nossos trabalhadores”.

thumb_Diretoria_da_Fetag_toma_posse__8d76cd1337

JURAMENTO
“Nós, diretores e diretoras eleitos, nos comprometemos perante o MSTTR defender e representar a categoria dos trabalhadores e agricultores familiares a partir de seus problemas sentidos e vividos, cumprindo os estatutos sociais e decisões das instâncias deliberativas sempre lutando e zelando pelo sucesso da classe trabalhadora e da nossa categoria representativa. Declaramos empossada a direção da Fetag para os próximos quatro anos”.

      FALAS

Ademir Mueller, coordenador da Regional Sul da Contag e presidente da Fetaep – “Toda a direção nova sempre é uma esperança de renovação”.
Paulo Pires, presidente da Fecoagro – “O cooperativismo do RS tem nos seus quadros sociais agricultores familiares”.

Carlos Sperotto, presidente de Farsul, Senar e Sebrae – “Integrados, temos condições de buscar o apoio necessário do governo”.

Wilson Luiz da Silva, tesoureiro nacional da CTB – “A CTB prestigia a entidade representativa dos trabalhadores rurais”.

Ademar Lopes de Almeida, secretário de Reordenamento do MDA, representando o governo federal – “A agricultura familiar, pela sua capacidade de produzir alimentos cuidando do meio ambiente, continua sendo estratégica para o desenvolvimento do Brasil, preservando as características e culturas locais. Continuamos contando com a Fetag e a Contag”.

Heitor Schuch, deputado federal e diretor da Fetag – Destacou a luta da Fetag e da Contag e, portanto, do MSTTR. Citou uma frase do cardeal Vicente Scherer, proferida em 1961: “Precisamos apoiar o sindicalismo para socorrer o trabalhador da terra, antes que ele siga o caminho dos aventureiros… Os agricultores vivem abandonados à própria sorte”. Schuch fez referência à presença da mãe do presidente Joel na solenidade e disse que há 40 anos, ela sonhava com as conquistas que hoje são realidade, graças à capacidade de mobilização da categoria. E brincou: “Na cadeira aonde vais sentar, eu já sentei… Ela não tem pregos, mas tem urtiga e pinica”. Sobre a reforma da Previdência Social, o parlamentar avisa que não se mexe com quem ganha salário mínimo, num sonoro não à reforma.

Alberto Broch, presidente da Contag – Disse que a Fetag é uma das entidades com maior representação do RS. E citou os dirigentes que ficam e os que vão, destacando a importância do seu trabalho. “A crise econômica vai sobrar para nós e não somos responsáveis por ela. Assim como a crise política. Vejo dois momentos distintos, como a alegria de colocar os ladrões na cadeia, mas todos, não alguns. Mas há que ver que nem todo o político é ladrão, temos que cuidar e separar o joio do trigo. Vamos sair dessa. Não admitimos perder nenhum direito conquistado até agora, nem nas políticas públicas e sociais ou sequer na Previdência. É hora de aumentarmos as conquistas e não perdê-las. Caso se confirme o envio de projeto para a Câmara e o Senado com alterações na Previdência, a Contag vai fazer uma das maiores mobilizações que o Brasil já viu”.

Ana Amélia Lemos, senadora – “Hoje vemos a posse de um líder que orgulha o Rio Grande pela sua conduta ética e responsabilidade. Não é por nada que há representantes de todos os partidos aqui”. Ela citou o Pavilhão da Agricultura Familiar na Expointer, resultado de um trabalho espetacular. E defendeu a necessidade de seguro agrícola para os produtores que tiveram perdas, especialmente os de uva. Sobre a Previdência, disse que não pode haver reforma que tire direitos dos trabalhadores.

     Silvana Covatti, presidente da Assembleia Legislativa – Feliz em participar da posse, ela disse que falou com a mãe de Joel momentos antes e, quando se tem a família por perto, há sucesso. Sobre o poder, a primeira mulher a presidir a Casa do Povo em 180 anos defende que “é preciso honrar aqueles que nos colocaram nas cadeiras em que sentamos”. Natural de Frederico Westphalen, a parlamentar assegura que aprendeu muita coisa com o conterrâneo Ezídio Pinheiro, ex-presidente da Fetag por três vezes, e sua esposa Adelaide sobre o movimento sindical. Ela se mostrou contente com a representação feminina na direção da Fetag”.

José Ivo Sartori, governador do RS – “Eu tinha 10 ou 12 anos quando começou a surgir os sindicatos dos trabalhadores rurais. Saí de Antônio Prado há 50 anos e aprendi que na colônia nada é fácil e antes era mais difícil ainda. Hoje, a intempérie nos fez perder o trigo e reduziu a produção de uva. Espero, antes de tudo, uma boa safra. O Rio Grande que dá certo é o resultado do trabalho das mulheres e homens, da diversidade étnica e produtiva. Da terra vem o alimento e o próprio sustento. O Joel sabe que tem que ter sucesso em sua trajetória na Fetag e que isso vem com o trabalho. Antes, só no dicionário. O Estado sozinho não consegue fazer tudo. Temos que somar forças”. O governador recordou a frase de um escritor italiano que diz que a agricultura é a arte de esperar e que “ninguém faz festa quando planta, apenas na colheita”, finalizou.

Carlos Joel da Silva, presidente eleito da Fetag, exercício 2016-2020
“Sobre a presença do Sperotto na mesa, deve haver o entendimento que defendemos categorias diferentes, mas que há respeito entre Fetag e Farsul”.
“Agradeço a Deus e a minha família, minha mãe – sem conter a emoção, Joel chora – cunhados e cunhadas, sobrinhos e sobrinhas, sogra… Me perguntaram se eu estava preparado para presidir a Fetag, respondi que venho me preparando desde pequeno, através da educação que recebi em casa do meu pai e minha mãe”.
“Com a minha diretoria, quero conduzir a Fetag”.
“Agradeço aos diretores do STR de Cachoeira, quando comecei a minha caminhada no movimento sindical até chegar à sua presidência; à Regional Vale do Rio Pardo e Baixo Jacuí, da qual fui coordenador; ao Elton, por ter me recebido na Fetag; aos assessores e funcionários da Federação e; aos dirigentes, coordenadores e assessores regionais. Às entidades parceiras, porque uma andorinha só não faz verão”.
“Se estou aqui hoje, devo isso a minha esposa, porque quando eu estava ainda em Cachoeira e pensei em sair do MSTTR, ela me aconselhou a ficar. Posteriormente, quando eu estava por integrar a chapa da diretoria da Fetag, ela me deu força, disse que as regionais confiaram em mim e eu não podia decepcionar. Estendo esse agradecimento a todos as esposas e os maridos de dirigentes sindicais, porque muitas vezes vocês fazem o papel de pai e mãe, para que a gente possa fazer o nosso trabalho”.
“Nosso trabalho não vai ser fácil”.
“Há uma crise financeira, política e de falta de vergonha”.
“Meu pai tinha um salão de baile visitado por muitos políticos. Um dia, meu primo e eu perguntamos qual o trabalho dos políticos… meu pai sabiamente respondeu que era ajudar as pessoas. Digo isso porque nem todos são iguais. Vocês, que estão aqui, têm esse diferencial”.
“A diretoria vai trabalhar baseada no planejamento elaborado em 2015 sobre quatro pilares: acesso à terra, com melhorias no PNCF; garantia de renda, para que no final do ano, sobre dinheiro para novos investimentos na agricultura e para comprar, por exemplo, um tênis novo para o filho; continuidade de programas sociais, como Troca-troca de sementes e forrageiras, saúde, habitação, Previdência Social e ênfase para a sucessão rural, que está comprometida; e organização sindical”.
“Não é cortando os investimentos na agricultura que vamos reverter a crise no Estado ou no Brasil”.
“A sociedade precisa do agricultor pelo menos três vezes por dia, na hora das refeições”.
“Viva a Fetag, a agricultura e o movimento sindical!”

DIRETORIA EFETIVA:
PRESIDENTE:
Carlos Joel da Silva – Regional Vale do Rio Pardo e Baixo Jacuí
1º VICE-PRESIDENTE:
Nestor Bonfanti – Regional Três Passos
2º VICE-PRESIDENTE:
Sérgio de Miranda – Regional Passo Fundo
SECRETÁRIO-GERAL:
Pedrinho Signori – Regional Santa Rosa
1ª SECRETÁRIA:
Diana Hahn Justo – Regional Litoral
2º SECRETÁRIO:
Rafael Dalenogare Paz – Regional Missões II
TESOUREIRO-GERAL:
Elisete Kronbauer Hintz – Regional Ijuí
1º TESOUREIRO:
João Carlos de Brito – Regional Vale do Rio Sinos Serra
2º TESOUREIRO:
Olir Schiavenin – Regional Serra
COORDENADORA DE MULHERES
Lérida Matilde Pivoto Pavanelo – Regional Santa Maria

DIRETORIA SUPLENTES:
1º SUPLENTE
Lindomar do Carmo Moraes – Regional Campos de Cima da Serra
2º SUPLENTE
Inque Schneider – Regional Alto Jacuí
3º SUPLENTE
Juliana Dullius Wingert – Regional Vale do Caí
4º SUPLENTE
Maria Lovani Ely – Regional Vale do Taquari
5º SUPLENTE
João Rui Dias Nunes – Regional Fronteira
6º SUPLENTE
Paulo Roberto de Souza Coutinho – Regional Camaquã
7º SUPLENTE
Adilson Machado da Silva – Regional Alto Uruguai
8º SUPLENTE
Elton Roberto Weber – Regional Serra
9º SUPLENTE
Heitor José Schuch – Regional Vale do Rio Pardo e Baixo Jacuí
10º SUPLENTE
Alberto Ercílio Broch – Regional Alto Jacuí

CONSELHO FISCAL EFETIVOS:
Josiane Cristina Einloft – Regional Centro Serra e V. do Rio Pardo
Gilberto Luiz Zanatta – Regional Serra do Alto Taquari
Bruno Leitzke – Regional Sul

CONSELHO FISCAL SUPLENTES:
José Solon da Silva – Regional Quarta Colônia
Rozane Elveni Kaufmann Scherer – Regional Missões I
Euzébio Borin – Regional Vale do Taquari

      ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

Antes da posse da diretoria aconteceu a Assembleia Geral Ordinária da Fetag para prestação de contas do ano passado. Joel abriu a assembleia saudando as lideranças e logo em seguida, a secretária-geral Elisete Hintz fez as leituras do edital e da ata anterior, as quais foram aprovadas. Na sequência, a diretora apresentou o Relatório de Atividades da Fetag de 2015 e fez a leitura da Palavra do Presidente, um texto em que a entidade faz um apanhado de todos os departamentos da Federação com suas atividades. Já o Relatório de Contribuintes foi apresentado pelo tesoureiro-geral, Sérgio de Miranda. Em seguida, a contadora Loni Maleitzke trouxe as receitas e despesas da Fetag e o Balanço Patrimonial. Representando o Conselho Fiscal, Lindomar do Carmo Moraes leu o parecer favorável.
Ao falar sobre a possibilidade de Reforma na Previdência Social Rural e a consequente perda de direitos, Joel colocou em votação e o plenário aprovou por unanimidade a realização de mobilizações caso seja enviado à Câmara e ao Senado qualquer projeto que corte direitos assegurados dos trabalhadores e trabalhadoras rurais.

    MULHERES 

A coordenadora de Mulheres da Fetag, Inque Schneider, fez o lançamento da Revista das Mulheres que trata basicamente de agroecologia, a partir de saberes e práticas vivenciadas no dia a dia. E, logo após, foi homenageada pela Comissão Estadual de Mulheres. Maria Lovani Ely, da Regional Vale do Taquari, deu as boas vindas à nova coordenadora, Lérida Pivoto Pavanelo e agradeceu a Inque, entregando uma orquídea e uma lembrança em nome das mulheres,, “Inque foi professora de crianças, mas foi nossa professora também nesses cinco anos”, disse. As integrantes da Comissão cercaram Inque e gritaram “Mulheres unidas, jamais serão vencidas”.

     JUVENTUDE

Também a Comissão Estadual de Jovens prestou uma homenagem para Josiane Einloft, que deixa a coordenação e dá lugar à Diana Hahn Justo. Muito emocionadas, Diana agradeceu os ensinamentos a Josi que afirmou que a comissão é o primeiro passo da caminhada dentro do movimento sindical, recordando os ex-integrantes Juarez da Rosa Cândido, presidente da Coohaf, Elton Weber, deputado estadual e Carlos Joel da Silva, presidente da Fetag. Ela recebeu dos membros da Comissão um álbum de fotos que retrata a sua trajetória na Fetag, além de uma orquídea. Os jovens também cercaram a ex-coordenadora e cantaram “Obrigado de coração, que Deus te abençoe e conduza pela mão”, além de darem gritos de ordem.

FINANCEIRO

O ex-tesoureiro geral da Fetag, Sérgio de Miranda, foi homenageado pelos funcionários do Departamento Financeiro, recebendo uma cesta de chocolates como recordação. A contadora Loni Maleitzke, em nome dos colegas, agradeceu a parceria e desejou sorte a Miranda, que permanece 2º vice-presidente da Federação.

CAMPANHA PREMIADA

Dois sortudos, um assalariado rural de Caxias do Sul e um agricultor familiar de São Jerônimo, receberam as chaves dos carros que ganharam no sorteio da Campanha Premiada do Plano Sustentar.

Texto: Izabel Rachelle
Fotos: Luiz Fernando Boaz

Fonte: Assessoria de Imprensa

Acusado do homicídio de Jorge Luiz Espíndola Alves foi preso

Acusado de matar Jorge Luiz Espíndola Alves foi preso na tarde de segunda(22)

PlantaoPolicial

Na data de hoje, 22 de fevereiro de 2016, D.O.N, de 25 anos, natural de Pernambuco, autor do homicídio ocorrido na localidade de Lajeado Sussuaia, no último sábado, apresentou-se à Delegacia de Polícia.

D.O.N cometeu o crime de homicídio consumado contra a vítima J.L.E.A, de 32 anos de idade, desferindo-lhe um golpe de foice.

D.O.N solicitou que seus conhecidos efetuassem contato com a Brigada Militar, a fim de que fosse conduzido à Delegacia de Polícia.

Na delegacia o autor do fato foi interrogado, ocasião em que confessou a prática do crime. O delegado de polícia William Garcez, responsável pelo caso, representou ao Poder Judiciário pela prisão preventiva de D.O.N para garantia de aplicação da lei penal, haja vista que o autor do fato é natural de outro Estado e, em liberdade, poderia deixar o distrito da culpa, prejudicando a instrução do futuro do processo penal.

Garcez enfatizou que a rapidez do Poder Judiciário em expedir a ordem de prisão preventiva foi crucial para a manutenção da segregação de D.O.N.,

D.O.N está sendo conduzido ao Presídio de Três Passos.

O inquérito policial será remetido ao Poder judiciário no prazo de 10 (dez) dias.

Fonte: Polícia Civil/Rádio Metrópole

Com fim do horário de verão, consumidor deve tentar economizar energia

966341-03072015-dsc_9650

Para gastar menos, consumidor deve apagar luzes ao sair de um ambienteMarcello Casal Jr/Agência Brasil

 

Adorado por muitos, odiado por outros tantos, o horário de verão é polêmico em muitos aspectos. Alguns reclamam de ter que acordar quando ainda está escuro, mas muita gente comemora porque pode voltar para casa no fim do dia ainda com sol, e quem sabe até curtir uma praia ou um happy hour com amigos.

O horário de verão, que começou em outubro do ano passado, terminou à zero hora de hoje (21), e os relógios foram atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Controvérsias à parte, o fato é que a medida, adotada no Brasil desde 1931, proporciona uma economia para o país, com um menor consumo de energia no horário de pico (entre 18h e 21h), graças ao aproveitamento maior da luminosidade natural. Com isso, o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade.

Menos gastos

Com o fim do horário de verão, os consumidores devem redobrar a atenção nas pequenas ações do dia a dia que podem resultar em uma redução na conta de luz no fim do mês. Algumas dicas são conhecidas como apagar a luz ao sair de um ambiente; usar lâmpadas fluorescentes compactas; preferir a luz natural durante o dia e desligar o chuveiro enquanto se ensaboa.

Outras orientações não tão conhecidas também podem ser adotadas, de acordo com uma cartilha da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que orienta os usuários sobre o uso racional da energia.

Por exemplo, a pintura de paredes internas e teto com cores claras, que refletem melhor a luz natural. A Aneel também aconselha a não reaproveitar a resistência do chuveiro queimada, porque, além de perigosa, a prática aumenta o consumo de energia.

Na cozinha, a geladeira deve ser aberta o mínimo possível de vezes, retirando todos os itens de uma só vez. Os alimentos não devem ser guardados quentes e o eletrodoméstico não deve ter as prateleiras forradas, porque isso aumenta o consumo de energia. A borracha da porta da geladeira deve ser mantida em boas condições, porque veda o interior do refrigerador, evitando um maior consumo de eletricidade.

Na área de serviço, uma das dicas é acumular o máximo de roupas possível para lavar de uma só vez na máquina e usar pouco sabão, para não ter que enxaguar a roupa várias vezes. O mesmo vale para o ferro de passar, que deve ser ligado para passar mais roupas da mesma vez, pois o aparelho consome muita energia sempre que é acionado. Além disso, o ferro deve ser regulado de acordo com a temperatura indicada para cada tecido.

Ao comprar um eletrodoméstico, a dica é preferir os que trazem o selo Procel ou etiqueta A do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que indicam os mais econômicos. Outra prática importante é não ligar vários aparelhos na mesma tomada porque, além de ser perigoso, consome mais energia. Os consumidores também devem evitar o uso de aparelhos elétricos no horário de pico de consumo (das 18h às 21h).

Nos últimos dez anos, a adoção do horário de verão tem possibilitado uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo e uma economia absoluta de 0,5%, o que equivale, em todo o período do horário de verão, aproximadamente ao consumo mensal de energia em Brasília, com 2,8 milhões de habitantes.

Fonte: Agência Brasil

Realizada a V Jornada Pedagógica e a II Jornada Internacional de Educação na Região de Fronteira

Mais de 700 professores da região participaram do evento de formação dos profissionais da educação.

Mais de 700 professores da região participaram do evento de formação dos profissionais da educação.

O aperfeiçoamento e a formação continuada dos profissionais da educação não é mais algo que está distante dos nossos professores. Desde o ano passado, a parceria entre municípios da região fez com que um grande evento de formação dos profissionais da educação pudesse ser realizado em uma cidade próxima à Nova Candelária, a cidade de Horizontina.

A segunda edição da Jornada Internacional de Educação na Região de Fronteira começou na manhã de terça-feira, 16, com chave de ouro, liderada pelo grande nome na área de desenvolvimento humano: Eduardo Shinyashiki. O escritor possui especialização em desenvolvimento humano nos Estados Unidos, Europa, América do Sul, México e Índia. Além disso, sua trajetória acadêmica foi dedicada ao estudo e à pesquisa dos aspectos emocionais, mentais e físicos do ser humano.

Na quarta e quinta-feira, grandes nomes nacionais e internacionais subiram ao palco da Jornada Pedagógica, entre eles estão Joe Garcia, Sandra Bozza, Regina Schudo, Vasco Moretto, Alexandre Ventura e José Pacheco, de Portugal.

Na solenidade de abertura estiveram presentes os Secretários de Educação dos oito municípios organizadores do evento: Horizontina, Nova Candelária, Porto Mauá, Doutor Maurício Cardoso, Novo Machado, Tuparendi, Tucunduva e São José do Inhacorá; o Presidente do COREDE, Professor Pedro Büttenbender; Diretor da FAHOR, Sedelmo Desbesel; Vereadores e demais autoridades. O Prefeito de Nova Candelária, Carlos Alberto Dick, fez o uso da palavra em nome dos demais prefeitos e destacou a importância da cooperação entre os municípios organizadores para que a Jornada Pedagógica pudesse ser realizada mais uma vez.

Mais de 700 professores – sendo 40 professores do município de Nova Candelária – de 18 municípios da região participam do evento que teve a duração de três dias, com 14 palestras, 12 oficinas, apresentações artísticas e culturais. O custo de inscrição e deslocamento dos educadores foi pago pela Administração Municipal, uma vez que a formação continuada dos profissionais da educação é um direito estabelecido por lei, tendo o Poder público o dever de garantir este direito.

Essa é a segunda vez que o município de Nova Candelária participa como organizador da Jornada Pedagógica de Educação na Região de Fronteira.
O município de Horizontina é escolhido para sediar o evento em razão de dispor da infra estrutura necessária para um evento deste porte.

Eduardo Shinyashiki foi a primeira atração da Jornada Pedagógica.

Eduardo Shinyashiki foi a primeira atração da Jornada Pedagógica.

Prefeito Carlos Dick falou em nome dos Prefeitos do municípios organizadores da Jornada.

Prefeito Carlos Dick falou em nome dos Prefeitos do municípios organizadores da Jornada.

 

Solenidade oficial de abertura da V Jornada Pedagógica e II Jornada Internacional de Educação na Região de Fronteiramm

Solenidade oficial de abertura da V Jornada Pedagógica e II Jornada Internacional de Educação na Região de Fronteira.

Fonte e Fotos: Maira Dill -Assessoria de Imprensa – P. M. Nova Candelária

Avião agrícola cai e atinge rede de alta tensão no Noroeste do RS

Piloto estava sozinho na aeronave e teve ferimentos leves
1455782319_75
Um avião agrícola caiu no fim da manhã desta quarta-feira (17) em uma propriedade rural que fica entre os municípios de Cruz Alta e Boa Vista do Cadeado, na Região Noroeste do Estado. Segundo a Brigada Militar, a aeronave atingiu a rede de alta tensão, e o piloto ficou levemente ferido.
Ele, que ainda não foi identificado, foi encaminhado ao Hospital de Cruz Alta. Devido ao acidente, moradores da região estão sem energia elétrica.
As causas do acidente ainda são desconhecidas.

Fonte: Rádio Gaúcha

Argel define time para enfrentar o Avaí em treino com portões fechados

Dúvida na escalação do Inter está no meio-campo

eerr

Sasha volta ao time após ser poupado contra o Aimoré | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

O técnico Argel Fucks optou por comandar o último treino do Inter antes de enfrentar o Avaí com portões fechados no Beira-Rio na tarde desta terça-feira. A equipe para encarar os catarinenses nesta quarta terá a volta dos titulares que foram poupados noempate com o Aimoré pelo Gauchão no domingo.

Ainda em São Leopoldo após o jogo contra o Aimoré, Argel Fucks revelou que já tinha o sistema defensivo definido. Desta forma, Alisson, William, Paulão, Jackson, Artur, Fernando Bob e Rodrigo Dourado estão garantidos na equipe. Eduardo Sasha e Aylon devem ser os atacantes. As dúvidas ficam no setor de armação do meio-campo. Alex, Anderson, Marquinhos e Gustavo Ferrareis brigam pelas últimas duas vagas.

O Inter buscará uma vitória por pelo menos dois gols de diferença diante do Avaí. Caso isso ocorra, o Colorado irá para o Gre-Nal da Arena jogando por um empate para garantir a classificação para a semifinal da Primeira.

Inter e Avaí se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h30min, no Beira-Rio pela segunda rodada da Primeira Liga. Os dois times estão empatados com um ponto. O líder da chave é o Grêmio, que tem quatro.

Fonte: Correio do Povo