Palestra Show de Jorge Trevisol é voltada às famílias de Nova Candelária, com assuntos como afeto e espiritualidade

Escolher uma profissão, iniciar um curso superior, conseguir um bom emprego, constituir a própria família, morar sozinho, ter seu próprio negócio, enfim, diversos objetivos em comum na vida de muitas pessoas, mas tratados de forma única e diferenciada por cada indivíduo.

Motivação pode ser considerada a palavra chave para o sucesso. A força que está por trás de todas as conquistas. Com motivação por uma vida melhor, os resultados de suas buscas lhe impulsionam às conquistas, às realizações e principalmente à satisfação pessoal.

Com o intuito de trabalhar o estado emocional dos cidadãos e oferecer alternativas para buscar a motivação em tempos de mudanças, a Fema (Fundação Educacional Machado de Assis), em parceria com a Jaeli Móveis e a Administração Municipal de Nova Candelária promovem para o dia 29 de maio uma palestra show, com Jorge Trevisol.

Em síntese, Jorge Trevisol é formado em filosofia, teologia e psicologia. Tem mestrados em psicologia e em espiritualidade pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma – Itália. É doutor em Educação, psicoterapeuta, palestrante, escritor, cantor e compositor. Escreveu Amor, mística e angústia; O reencantamento humano; Educação Transpessoal; O despertar da Atenção; Segredos da Interioridade; Labirintos da Alma e A Ferida Original. Tem CDs gravados com temas ligados à psicologia do profundo e espiritualidade e à visão transpessoal da vida. Professor da Universidade Internacional da Paz e na Faculdade Cesf de Farroupilha. Formador de Professores pela Fema de Santa Rosa e junto de sua esposa, coordenam o Centro Holoikos de Educação Integral, na Serra Gaúcha, onde residem.

 Em Nova Candelária, o evento será gratuito e iniciará às 19h30min, nos Pavilhões da Schweinfest. Haverá sorteio de diversos brindes patrocinados pelos apoiadores das palestras, transporte passando pelas comunidades do interior e diversas outras atrações.

O evento é promovido pela Fema, Jaeli Móveis e Administração Municipal, com apoio da Secretaria da Educação e Cultura, da Escola Nossa Senhora da Purificação, Rex Embalagens, Cresol, Sicredi, Chá Prenda, Alibem, Comissão Central da Schweinfest e Paróquia Nossa Senhora da Purificação.

 

Por: Dalvane Rafael – Jornalista e Assessor de Comunicação da Pref. de Nova Candelária. 

Anvisa recolhe 181 lotes de remédios para hipertensão; veja lista e o que fazer

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decidiu recolher 181 lotes de medicamentos usados para tratamento de hipertensão arterial devido à presença de impurezas associadas a um potencial risco de câncer.

Entre esses medicamentos, estão o losartana, o segundo remédio mais vendido do país, e do valsartana, também amplamente usado. Ao todo, 30 milhões de brasileiros têm diagnóstico de hipertensão arterial.

As medidas, porém, envolvem lotes e empresas específicas e não abrangem todo o mercado. A lista completa pode ser consultada no site da agência.

“A terapia da hipertensão é mais importante do que isso. Se uma pessoa para de usar o medicamento, ela pode ter consequências sérias à saúde, até no mesmo dia”, afirma o gerente-geral de inspeção e fiscalização sanitária, Ronaldo Gomes.

As impurezas detectadas são as nitrosaminas, substâncias encontradas em pequenas quantidades na água e em alguns alimentos, mas que, em altos níveis e com consumo prologando, podem levar ao risco de câncer.

A suspeita de contaminação de insumos usados para fabricação dos remédios foi detectada pela EMA (agência europeia de medicamentos) em julho de 2018. De lá para cá, agências de diferentes países iniciaram inspeções.

Segundo a Anvisa, até o momento, não foram encontrados altos níveis de nitrosaminas nos medicamentos usados no Brasil -daí considerar o risco ao paciente como baixo.

“O paciente que ingerir o medicamento vai ter câncer? Não. As chances são ínfimas”, afirma Gomes. “Essa impureza está presente em níveis muito baixos.”

Pelos cálculos da agência europeia, o risco estaria presente apenas em casos de ingestão, ao longo de cinco anos, de medicamentos com o nível máximo de nitrosamina já descoberto até o momento. Neste caso, o cálculo seria de um caso extra de câncer a cada 6.000 pacientes. Para comparação, no Brasil, a incidência atual de câncer é de 600 mil casos ao ano, ou um caso a cada 333 brasileiros.

“Temos que lembrar que nem todos os lotes tinham essas impurezas. Provavelmente essa exposição por cinco anos nunca aconteceu e não vamos ter casos de câncer relacionados a isso. Mas temos que prevenir que essa exposição que aconteça, daí as medidas”, afirma a gerente de fiscalização de medicamentos, Andrea Geyer. Ela reforça que o risco de problemas à saúde é maior pela interrupção brusca do uso dos medicamentos, cujo uso contínuo é fundamental para o controle da hipertensão, do que pela suspeita de contaminação dos produtos com as nitrosaminas.

E não há risco de tomar um medicamento com impurezas? “O risco de tomar o medicamento por duas semanas adicionais é passível de ser negligenciado. Até que consiga verificar com seu médico, o paciente pode continuar ingerindo o medicamento, que continua a ser eficaz”, completa Gomes.

Neste caso, a recomendação é que o paciente verifique se o lote do medicamento que utiliza está na lista dos que estão sendo recolhidos e informe seu médico para substituição.

A agência informa ainda que a medida vale apenas alguns lotes. Um remédio que estiver na lista, assim, pode ter lotes alvo de recolhimento e outros que foram considerados adequados. Novas fiscalizações estão sendo executadas.

E como assegurar que novos lotes de medicamentos a serem produzidos não tenham essas impurezas?

Segundo a Anvisa, diversas ações estão sendo adotadas. Entre elas, estão a suspensão da importação, comercialização e uso de insumos farmacêuticos ativos de fabricantes com indícios e evidências de presença dessas impurezas.

Ao todo, já foram suspensos três insumos (valsartana, losartana e irbesartana) de dez fabricantes internacionais. “Também fizemos uma medida que foi um programa de fiscalização específico de todas as empresas”, diz Gomes.

Ele nega que tenha havido falha das fabricantes dos remédios. “Foi algo imprevisto. O que se percebeu foi que, em determinadas situações, pelo uso de solvente recuperado pelas fabricantes de insumos, esses solventes poderiam ser contaminados por quantidade ínfima de uma substância que na reação desses compostos gerariam a nitrosamina”, explica.

Agora, a agência finaliza uma proposta de resolução que estabelece limites seguros para a presença de nitrosaminas, impõe novas medidas de controle e dá prazo de dois anos para eliminação completa das impurezas. O órgão justifica o prazo devido à necessidade de mudanças na produção. O mesmo período foi adotado pela Europa.

Técnicos da agência afirmam ainda monitorar o risco de desabastecimento dos produtos. Até o momento, isso não ocorreu e as chances são vistas como baixas devido ao alto número de empresas produtoras. Diz ainda que empresas fabricantes têm colaborado no processo de fiscalização -em alguns casos, as empresas iniciaram o recall antecipadamente, informa.

O que fazer se encontrar o seu medicamento na lista

1) Continue tomando, a menos que tenha sido aconselhado pelo seu médico a parar. A hipertensão é uma doença grave, cuja interrupção do tratamento pode gerar problemas à saúde

2) Nem todo medicamento contém impurezas. Se o medicamento que toma foi suspenso e recolhido, procure seu médico ou farmacêutico. Existem outras opções no mercado que podem ser prescritas e adquiridas.

3) Somente troque de medicamento quando já tiver um novo em mãos, pois a interrupção do tratamento pode produzir malefícios instantâneos, inclusive risco de morte por derrame, ataques cardíacos e insuficiência renal

4) Para trocar o medicamento sem custo, o paciente pode também ligar ao serviço de atendimento ao consumidor da empresa fabricante do medicamento. Neste caso, a empresa deve indicar em qual farmácia ocorrerá a troca.

 

Fonte: Gaúcha ZH/ FolhaPress

https://gauchazh.clicrbs.com.br/geral/noticia/2019/05/anvisa-recolhe-181-lotes-de-remedios-para-hipertensao-veja-lista-e-o-que-fazer-cjvfkxgxc01vx01llw7zi5rjd.html

 

Três em cada cem mortes no país podem ter influência do sedentarismo

Praticar esportes é fundamental para o corpo e para a mente e ajuda a prevenir doenças como diabetes e hipertensão

No Dia Mundial da Atividade Física, celebrado em 6 de abril, o Ministério da Saúde faz um alerta: três em cada 100 mortes registradas no ano passado no país podem ter sido influenciadas pelo sedentarismo. Dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, apontam que dos 1,3 milhão de óbitos registrados em 2017, 34.273 mil estão relacionados às doenças como o diabetes, o câncer de mama e o de cólon e cardiovasculares. Males que estão relacionados à falta da atividade física no dia-a-dia. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o sedentarismo é considerado o quarto maior fator de risco de mortes no mundo.

Praticar esportes, sejam de baixo ou de alto impactos, é fundamental para o corpo e para a mente. Além de prevenir as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) ligadas ao excesso de peso, como a hipertensão e o diabetes; as cardiovasculares e a alguns tipos de cânceres, o exercício regular desencadeia uma série de efeitos benéficos ao corpo. Além disso, caminhada, lutas e outras modalidades esportivas melhoram o condicionamento físico, auxiliam o controle de peso, alivia o estresse, melhora a qualidade do sono, entre outros benefícios que podem ser observados.

Dados da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2017) apontam que 37% dos brasileiros que moram nas capitais praticam atividade física pelo menos 150 minutos por semana, o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os homens (43,4%) se exercitam mais do que as mulheres (31,5%). A faixa de 18 a 24 anos é a mais ativa, 49,1% da população tem o esporte inserido no cotidiano, seguidos pelos de 25 a 34 anos (44,2%).

O levantamento também aponta que 47% dos brasileiros que praticam atividade física possuem 12 anos ou mais de escolaridade, enquanto 23,3% têm de 0 a 8 anos de escola. As capitais brasileiras onde se pratica mais atividade física são: Distrito Federal (49,6%), Palmas (45,9%) e Macapá (45,5%) enquanto que São Paulo (29,9%), João Pessoa (34,45) e Recife (35,2%) têm os piores índices.

EVITANDO O SEDENTARISMO

Um dos incentivos do Governo Federal para a prática de atividade física, é o Programa Academia da Saúde. Por meio de recursos financeiros, os municípios recebem recursos para financiar a implantação de polos que contam com uma infraestrutura e equipamentos adequados; e profissionais qualificados para promover práticas corporais e atividade física, promoção da alimentação saudável e educação em saúde.

Além das práticas corporais (dança, jogos, aeróbica, dentre outros), que vão estimular o movimento, o gasto energético, o autoconhecimento, o equilíbrio e outros componentes da produção do cuidado devem ser incentivados e promovidos nos polos, como as práticas integrativas e com grupos multiprofissionais que vão auxiliar e monitorar os usuários.

 

Por Victor Maciel, da Agência Saúde

Primeiro encontro do Curso para Gestantes aconteceu nesta quinta-feira

Teve início na tarde de ontem (04), na sala de reuniões do Hospital de Caridade de Crissiumal, os encontros com o grupo de mulheres gestantes do município. A atividade é desenvolvida pela Secretaria Municipal da Saúde de Crissiumal.

Este ano, em novos moldes, os encontros estão sendo realizados na forma de Curso para Gestantes.

O encontro inicial teve a presença da Drª Rosa Maria Nery e da enfermeira Sandra Mara Konrath, as quais palestraram às participantes. Ainda, o encontro teve a parceria da equipe do PIM-Primeira Infância Melhor, que realizou atividades de artesanato com as mulheres, no final do encontro.

De acordo com a Secretária da Saúde, Suelen Cocco, houve boa participação do público alvo. No entanto, quem não participou do primeiro encontro, poderá se fazer presente nos próximos que, de acordo com a Secretaria, acontecerão nos dias 11, 18 e 25 de abril, na sala de reuniões do Hospital de Caridade de Crissiumal, a partir das 14 horas.

A Secretaria reforça a importância da Educação em Saúde para Gestantes e companheiros, assim como, destaca também a importância do Pré-natal e cuidados com recém-nascido, para melhorar a qualidade de vida dessa população.

Fonte/Fotos: SMS – Assessoria de Imprensa

Grupo de Educação em Saúde já é sucesso entre os crissiumalenses

 

Foto: SMS

Os encontros do Grupo de Educação em Saúde, desenvolvido pela Secretaria Municipal da Saúde de Crissiumal, está sendo um sucesso entre os crissiumalenses, é o que afirma a Secretaria da pasta, Suelen Cocco.

Em seu segundo encontro o Grupo registrou, mais uma vez, a participação de um grande público, nas instalações do CESIC, onde são realizadas as reuniões.

E, não poderia ser diferente, o Grupo aborda temas extremamente importantes sobre saúde e tem o objetivo de promover os cuidados com a saúde e a prevenção de doenças.

O Grupo de Educação em Saúde é a evolução do antigo Grupo de Hipertensos e Diabéticos, porém, agora, a ação é aberta a toda a população crissiumalenses.

Os encontros com o Grupo são mensais, acontecem sempre na primeira segunda-feira de cada mês, com início às 14 horas, no CESIC. As atividades com o Grupo são desenvolvidas com a participação de diversos profissionais de saúde.

O próximo encontro acontecerá no dia 06 de maio. Participe. Cuide de sua saúde!

 

Por: Andréia Cristina Queiroz – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Crissiumal

Receita Estadual do RS lança aplicativo para comparação de preços

Para fortalecer ainda mais o Programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) e garantir benefícios ao consumidor e para a arrecadação do Estado, a Receita Estadual lançou no dia 15/03, um novo aplicativo. O Menor Preço é uma tecnologia que permite ao usuário pesquisar o preço de um produto em vários estabelecimentos participantes do NFG, que atualmente passam de 300 mil.

Por meio de consultas às Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e) e às Notas Fiscais de Consumidor Eletrônicas (NFC-e), as informações são atualizadas em tempo real toda vez que um estabelecimento realiza uma venda a varejo com indicação do CPF. O aplicativo está sendo lançado no mês do consumidor e adota uma tecnologia que já funciona em outros Estados.

De acordo com o secretário da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso, o Dia do Consumidor é simbólico para o lançamento do produto, pois amplia o relacionamento do Estado com o cidadão. “O setor público precisa cada vez mais orientar-se pela transparência, abrindo seus dados e utilizando a tecnologia em prol de novos e acessíveis serviços”, disse ao destacar a importância da Procergs no desenvolvimento da solução.

O subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira, explicou que o Menor Preço vai fortalecer ainda mais a Nota Fiscal Gaúcha, que já conta com 1,6 milhão de gaúchos cadastrados. “Queremos dobrar a participação cidadã para a exigência da nota fiscal, o que traz benefícios para entidades e para a arrecadação do Estado”, explicou.

Para a utilização dos serviços é necessário o cadastro no programa Nota Fiscal Gaúcha, o que pode ser feito por qualquer cidadão que possua um CPF. Quando um estabelecimento emite uma NF-e ou uma NFC-e, ele previamente autoriza este documento junto à Secretaria da Fazenda. E é com base nessa informação que os valores são atualizados. O raio máximo de pesquisa é de até 30 quilômetros, podendo ser reduzido ou aumentado.

O programa Nota Fiscal Gaúcha fomenta a cidadania fiscal, a concorrência leal, o combate à sonegação e o aumento da arrecadação, por meio do estímulo à emissão de documentos fiscais pelas empresas. O programa prevê prêmios em dinheiro, desconto no IPVA e benefícios para entidades sociais indicadas pelos participantes. O Menor Preço reforça a atuação do NFG com maior estímulo à emissão de Notas Fiscais e, consequentemente, aumento da arrecadação do ICMS.

Como funciona o Menor Preço

  • Baixe o Aplicativo Menor Preço Nota Gaúcha disponível nas plataformas Android e iOS.
  • Informe o produto que você deseja pesquisar por meio de sua descrição, marca ou código de barras.
  • A localização do usuário será usada para encontrar os menores preços mais próximos.

Fonte: Receita Estadual do RS

 

 

 

 

Secretaria Municipal de Saúde promove Grupo de Educação em Saúde para toda a população crissiumalense

Os encontros acontecem na primeira segunda-feira de cada mês.

Fotos: SMS

Teve início na segunda-feira, dia 04 de março, as ações com o Grupo de Educação em Saúde, desenvolvido pela Secretaria Municipal da Saúde de Crissiumal.

O novo grupo é a evolução do antigo Grupo de Hipertensos e Diabéticos, porém, agora, a ação é aberta a toda a população crissiumalenses e tem o objetivo de promover os cuidados com a saúde e a prevenção de doenças.

Os encontros com o Grupo são mensais, acontecem sempre na primeira segunda-feira de cada mês, com início às 14h, no CESIC.

As atividades com o Grupo são desenvolvidas com a participação de diversos profissionais de saúde. O próximo encontro acontecerá no dia 1º de abril.

Esta é mais uma ação desenvolvida pela Secretaria em prol da saúde da população. Participe. Cuide de sua saúde!

Por: Andréia Cristina Queiroz – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Crissiumal

Seguradora vai dar R$ 2 mil para bebês que nascerem na virada do ano

Os bebês que nascerem de parto normal nas primeiras duas horas de 2019 vão receber um plano de previdência com R$ 2.019 investidos. A ação Bebês da Virada é uma iniciativa da Icatu Seguros, e tem o objetivo de despertar a população para a importância do planejamento do futuro financeiro desde cedo.

“A ideia é conscientizar desde o nascimento e não conscientizar só os jovens, mas as pessoas que estão voltadas ao sustento de outras que não são diretas da linha sucessória, como avós e tios, e assim por diante”, explica o superintendente da Icatu em São Paulo, Alexandre Malho.

Esse será o quinto ano consecutivo do projeto. Nos quatro primeiros anos, mais de 100 famílias foram beneficiadas. Para participar, basta a família entrar em contato com a Icatu Seguros e apresentar a certidão de nascimento do bebê.

Na virada de 2017 para 2018, 30 crianças de oito estados brasileiros foram contempladas com o plano de previdência privada gratuito com R$ 2.018 investidos.

 

Fonte: Agência Brasil

Caixas de leite são usadas para proteger casas de madeira da chuva e do frio em SC

Material faz isolamento térmico tanto para o frio quanto para o calor. Trabalho é feito por voluntário em Chapecó, no Oeste do Estado

Foto: Reprodução/NSC TV

Caixas de leite estão sendo usadas para realizar o isolamento térmico de casas de madeira, em Chapecó, no Oeste catarinense. A medida é uma proteção contra a chuva e, principalmente, o inverno rigoroso da região, além de reutilizar um material que iria para o lixo. O trabalho é feito por voluntários do projeto Brasil Sem Frestas.

A casa de Eva Maria dos Santos, na zona rural da cidade, é um exemplo. Foi construída pela família com restos de tábuas de madeira. A renda deles vem de trabalhos na agricultura em propriedades da vizinhança, e não sobra dinheiro para nenhum tipo de reforma.

Segundo a dona da casa, a estrutura é cheia de frestas que deixam passar o vento, o frio, e quando chove a situação é ainda pior. “De lá para cá, quando chove, entra água nas paredes”, afirma Eva.

O problema foi amenizado com o uso de 2 mil caixas de leite. “Minimiza o frio e o calor também. Internamente a casa vai ficar bem melhor. Também não vai entrar bicho”, garante a coordenadora do Brasil Sem Frestas em Chapecó, Márcia Adriana Lago.

As embalagens doadas são cortadas e costuradas formando placas, que depois são grampeadas nas paredes internas da casa, como um isolamento térmico. O projeto é realizado em todo país. A casa de Eva foi a segunda feita em Chapecó. Doze pessoas participaram do trabalho, que duram em média cinco horas de trabalho intenso.

As residências são selecionadas pela indicação da comunidade. “Precisamos de doação de máquina industrial, de mais pessoas para nos ajudar a costurar as caixas, que as pessoas se preocupem em nos entregar as caixas limpas. Basta abri-las, passar água e deixar de cabeça para baixo”, pede o voluntário Jhonny Camargo.

Na casa da Eva não há mais frestas. “Estou feliz, muito obrigada”, diz a moradora.

Os interessados em ajudar podem entrar em contato pelo telefone (49) 99163-6783.

Fonte: G1 SC

Prefeitura de Crissiumal alerta sobre perigos do descarte irregular de lixo

O município de Crissiumal tem sofrido com o grande número de descarte irregular de lixo e entulhos encontrados frequentemente nos terrenos baldios, ruas, estradas rurais, e até mesmo próximo ao centro da cidade.

Preocupada com os problemas que essa atitude irresponsável pode ocasionar, principalmente com a saúde pública e com o impacto ambiental, a Administração Municipal tenta conscientizar a população a fazer a sua parte e alertá-la de sanções, caso não o faça. É relevante informar aos munícipes sobre o Código Municipal de Postura e Meio Ambiente, através da Lei nº 1541/99, que prevê a aplicação de multas a quem descartar lixo incorretamente.

Diversos materiais são descartados irregularmente como restos de construção: telhas (inclusive de amianto), tijolos e madeira; galhos, colchões, travesseiros, TV, guarda-chuva, móveis, lixo doméstico e, até mesmo, roupas.

Esse acúmulo de lixo acarreta na proliferação de pragas que podem causar doenças a população. A conscientização dos munícipes é essencial para que entendam que quem acaba lesado com essa ação são os próprios moradores.

É extremamente importante uma mudança de atitude da população. Existe um serviço, oferecido pelo Município, para a recolha do lixo e para a sua destinação correta. A Prefeitura realiza, também, a coleta de entulhos e, apesar da demanda ser, ainda, muito grande, devido ao temporal de granizo, o serviço ocorre regularmente. Para tanto, não é necessário que o descarte seja feito de forma irresponsável.

Por: Andréia Cristina Queiroz – Assessoria de Imprensa da prefeitura de Crissiumal