Sal pode estar relacionado a alergias, aponta estudo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Conforme os pesquisadores, foram encontradas concentrações elevadas do tempero na pele de pessoas com dermatite atópica

Fernando Gomes / Agencia RBS

O sal, tempero mais popular das cozinhas, pode estar relacionado com algumas alergias, concluiu um estudo feito pela Technical University of Munich (TUM), na Alemanha. De acordo com os pesquisadores, foram encontradas concentrações elevadas da substância na pele de pacientes com dermatite atópica, um dos tipos mais comuns de alergia cutânea.

A descoberta foi feita pela observação de culturas de células que demonstraram que o sal impulsiona formação de células Th2, que são ativadas em condições alérgicas. Conforme os cientistas, as células T, das quais as Th2 são derivadas, têm um papel importante nas condições de imunidade nesses casos de alergias de pele. Elas são responsáveis por defender nosso organismo contra infecções, no entanto, se descontroladas, podem acarretar em respostas patológicas e ataques a partes do corpo ou substâncias inócuas como se fossem alérgenos. Quando isso ocorre, pode resultar em inflamações de pele, como a dermatite atópica.

Já relacionada a esta condição, a bactéria Staphylococcus aureus é conhecida por crescer em condições salgadas, ao contrário de outras, que são prejudicadas com o sal.  Christina Zielinski, professora que participou do estudo, acredita que esta percepção, aliada a estudos anteriores, corrobora para a associação entre o sal e a ocorrência de dermatite atópica.

— Entretanto, não sabemos dizer como essas quantidades de sal vão parar na pele. Por esta razão, também não temos certeza de como uma dieta com pouco ou com muito sal pode se relacionar ao surgimento e à progressão da dermatite atópica ou outras condições alérgicas — falou ao site da universidade.

 

Fonte: Gaúcha ZH

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.