Inter perde para o Botafogo no Rio e se distancia da briga pelo título do Brasileirão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com resultado de 1 a 0 para os cariocas, Colorado ficou seis pontos atrás do líder Palmeiras e deixou a vice-liderança para o Flamengo, que venceu o Sport

Erik marcou o único gol da partida aos 41 minutos do primeiro tempo no Engenhão – Paulo Sérgio / Lancepress!

A derrota por 1 a 0 para o Botafogo mostrou uma das piores apresentações do Inter no Campeonato Brasileiro. Para quem ainda dizia sonhar com o título, a medíocre atuação no Rio de Janeiro foi de nível de segunda página da tabela. Uma derrota merecida, que colocou o Inter na terceira colocação do Brasileirão. Nesta quarta-feira, o Inter receberá o Atlético-MG no Beira-Rio. E terá a chance de seguir trilhando o caminho da fase de grupos da Libertadores.
O forte calor no Rio de Janeiro mais o segundo jogo em uma janela de apenas dois dias de descanso, fizeram com que Inter e Botafogo encontrassem alguma dificuldade na armação, nos primeiros movimentos. O problema maior para os colorados foi a marcação suave desde o campo ofensivo. O Inter deixava o Botafogo jogar. Aí, estourava em volantes e nos zagueiros, que só conseguiam conter meias e atacantes a faltas.
Tanto é assim que Valencia, em duas cobranças de falta nas cercanias da grandes área, por pouco não colocaram os cariocas na frente. O primeiro tempo do Inter repetiu os seus piores momentos no campeonato. Além de não conseguir criar, a equipe dava chances ao mediano Botafogo de avançar. Uma das raras chances coloradas surgiu com o cruzamento de Patrick para Leandro Damião, mas Igor Rabello conseguiu cortar antes que a bola chegasse ao atacante.
Mas ainda havia tempo para um castigo. Após cruzamento para a área colorada, Zeca saltou muito pouco e foi encoberto pela bola, que parou no peito de Erik. Ato contínuo, o ex-Goiás e ex-Palmeiras, cortou para o lado e bateu seco, sem chances para Marcelo Lomba: Botafogo 1 a 0.
Minutos depois, Brenner (que ainda pertence ao Inter) se desentendeu com Nico López, trocaram tapas, o atacante do Botafogo simulou uma grave lesão, mas nenhum dos dois foi advertido. Para o bem do Inter, o primeiro tempo chegou ao fim.
Mas o segundo tempo se anunciou e o futebol do Inter seguiu o mesmo dos 45 minutos iniciais: pouco, muito pouco. A defesa do Botafogo não era acossada. Gatito, filho de Gato Fernandez, o icônico goleiro do Inter dos anos 90, fazia apenas intervenções. Enquanto isso, na outra goleiro, Lomba passava a evitar o segundo gol.
A tentativa de Odair Hellmann evitar a derrota surgiu com a troca de Zeca por Wellington Silva. Uma das raras conclusões contra o gol do Botafogo foi justamente de fogo amigo. D’Alessandro cobrou falta e Brenner cabeceou no ângulo, para grande defesa de Gatito.
Jogando cada vez menos, o Inter só não levou o 2 a 0 devido à incompetência de Valencia que, cara a cara com Lomba, e o goleiro pegou. Como pegou outro gol certo do Botafogo, dessa vez com Pimpão, tentando marcar por cobertura. Ao final, o árbitro errou ao expulsar Wellington Silva em desentendimento com Pimpão. E, mais adiante, expulsou também Moledo, por reclamação. O 1 a 0, que tirou do time de Odair o segundo lugar na classificação, foi uma lição ao mau futebol do Inter.

Fonte: Gaúcha ZH

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.