Estupros no RS têm queda de 32,9% em janeiro de 2019, mas número de feminicídios se mantém estável

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Secretaria de Segurança Pública registrou ameaças em 329 municípios gaúchos no primeiro mês do ano

Foto: Fabiano do Amaral

O número de casos de estupro caiu quase 33% no Rio Grande do Sul em janeiro passado, comparado com o mesmo período de 2018. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), nos primeiros 31 dias de 2019, 130 crimes do tipo foram registrados no Estado, ante a 194 no mesmo mês do ano passado.

Porto Alegre concentrou a maioria das ocorrências deste ano, segundo a SSP. Foram 33, ao todo – 11 a mais que em dezembro de 2018, porém cinco a menos que em janeiro de 2018, quando foram registrados 38 estupros na Capital.

Apenas neste ano, Viamão já teve sete estupros em janeiro e foi a segunda cidade com o maior número de casos, seguida por Uruguaiana e Alvorada, ambas com cinco. Ao todo, 53 cidades gaúchas tiveram pelo menos um caso de estupro em 2019.

Considerando no recorte apenas os meses de janeiro, o Rio Grande do Sul teve queda de 36,8% nas ocorrências de estupro desde 2016, quando foram contabilizadas 206 ocorrências no Estado. O número havia caído em 2017, mas voltado a aumentar no ano seguinte para tornar a reduzir em 2019

Feminicídios estáveis

Conforme a SSP, os casos de feminicídio consumado mantiveram-se estáveis – sete em janeiro de 2018 e outros sete em janeiro de 2019. No entanto, os casos de feminicídio tentado cresceram, passando de 35 para 44.

Outro crime registrado pela SSP é a ameaça. Apenas em janeiro, houve 3.503 ocorrências do tipo, em 329 dos 496 municípios gaúchos. Janeiro fechou com média de 113 casos de ameaças por dia no Rio Grande do Sul. Ainda elevado, mas em queda na comparação período igual de 2018, que fechou com 3.625 casos.

 

Fonte: Correio do Povo

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.