MPE pede cassação da candidatura do prefeito e vice de Bom Progresso

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
ab1eef9a6a91abcec3eddf5f0396a6eb_L

MPE pediu declaração de inelegibilidade e cassação da candidatura. Foto: Divulgação

Se for aceita pela juíza Vivian Feliciano, da 86ª Zona Eleitoral, a Ação de Investigação Judicial Eleitoralajuizada pelo Ministério Público Eleitoral na quarta-feira, 17, em Três Passos, o prefeito e vice João Carlos de Souza e Agostinho Moro, terão cinco dias para apresentar defesa sobre o pedido dedeclaração de inelegibilidade e cassação da candidatura à reeleição em Bom Progresso.

De acordo com o Ministério Público Eleitoral, o prefeito municipal teria abusado do poder político ao efetuar a contratação abusiva de cargos de confiança em ano eleitoral, com vistas a obter vantagem indevida nas eleições municipais, arrecadando eleitores e cabos eleitorais com utilização da máquina pública.

Em Bom Progresso, a situação, composta pelo PSB, PT, PSD e PMDB tem como candidatos João Carlos de Souza (PSB), para prefeito e Agostinho Moro (PT) para vice. Já a oposição tem o ex-prefeitoArmindo Heinle (PP) como candidato a prefeito e a vice o atual vereador Douglas Diesel (PSDB), com o apoio do PTB e PDT.

Fonte: Três Passos News

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.