Em projeto experimental, trem das Missões entra em operação

São quatro opções de roteiro, além de diversas atrações culturais durante viagem em Maria Fumaça

Foto: Carine Krominger de Sá

Turistas e moradores da região das Missões conheceram, nesse final de semana, uma nova atração turística: o passeio do Trem das Missões. A locomotiva Maria da Fumaça, com 10 vagões, levou o público para uma viagem ao tempo, contando a história da região Noroeste do Rio Grande do Sul. Em um trajeto de 55 km, os passageiros lembraram e conheceram um pouco mais sobre o passado dos imigrantes, dos municípios da região e da cultura gaúcha.

A atração oferece roteiros de Santo Ângelo a Catuípe e Catuípe a Ijuí, assim como há saídas de Santo Ângelo a Catuípe e Ijuí a Catuípe. Grupos de Centros de Tradições Gaúchas (CTG) e folclóricos realizam apresentações dentro do trem e nas estações ao longo da viagem.

A atração turística é experimental, com chances de se tornar permanente. A intenção do projeto é o fortalecer o desenvolvimento do turismo regional, segundo os organizadores. Os passeios ocorreram na sexta, sábado e domingo, e seguem na próxima semana, dias 28 e 29 de setembro.

Procurador do Ministério Público Federal (MPF) em Santo Ângelo, Osmar Veronese viajou na Maria Fumaça e diz que o acolhimento ao público foi excelente. “A iniciativa é muito boa para a região, que tem lindas paisagens. Esse pode e deve ser um roteiro turístico do Estado”. Ele ressalta que o trem é um símbolo que abraça o passado e também o futuro, fazendo o resgate da origem das cidades. “Aposto em um projeto cultural e econômico para a região”.

O valor do bilhete é R$ 70 para adultos e R$ 66,50 para crianças. Menores de cinco anos não pagam passagem. Os bilhetes podem ser adquiridos através do site da Maria Fumaça ou em pontos de venda nos municípios parceiros. O Trem das Missões é um projeto do Ministério Público Federal (MPF), Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) e prefeituras de Santo Ângelo, Catuípe e Ijuí.

Fonte: CP

Arrecadação de impostos no RS tem crescimento nominal de 3,1% em 2019

A arrecadação dos impostos estaduais no Rio Grande do Sul totalizou R$ 25,15 bilhões de janeiro a agosto de 2019. O montante, obtido por meio da soma das receitas do ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação), do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e do ITCD (Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação de Quaisquer Bens e Direitos), representa um crescimento nominal de 3,1% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em números atualizados pelo IPCA, no entanto, o valor é 0,9% inferior a 2018.

O ICMS, principal tributo a nível estadual, soma R$ 22,68 bilhões ao longo do ano, um crescimento nominal de 3,8% frente a 2018 (-0,2% em números atualizados). O mês de agosto registrou um desempenho relativamente fraco, com R$ 2,89 bilhões arrecadados e um crescimento nominal de apenas 0,5% (-2,7% em valores reais). Os números comparativos acumulados são impactados pela antecipação de receitas promovida no final de 2018, no total de R$ 347 milhões em ICMS que seriam arrecadados no início de 2019.

No âmbito do IPVA, cobrado sobre a propriedade de veículos automotores, a situação é parecida, com ainda maior reflexo na análise comparativa devido ao adiantamento de R$ 373 milhões para os últimos dias de dezembro do ano passado. Assim, o tributo totaliza R$ 2,06 bilhões arrecadados em 2019, com queda de 6,3% frente a 2018 (-10,3% em valores reais). Os números de agosto somaram R$ 63,51 milhões e também ficaram abaixo do verificado no ano anterior (-1,4% nominal e -4,6% em valores atualizados).

Já o ITCD, que incide sobre heranças e doações, apresenta o melhor desempenho, com R$ 407,21 milhões arrecadados e crescimento de 19,7% na comparação com o ano passado (+15,2% em valores atualizados pelo IPCA). Os números em agosto foram ainda mais positivos, totalizando R$ 72,4 milhões e um crescimento de 35,2% em relação a 2018 (30,8% em números atualizados).

A evolução da arrecadação diária pode ser acompanhada por meio do Portal Receita Dados (http://dados.receita.fazenda.rs.gov.br/), site de transparência da Instituição.

Fatores de impacto e iniciativas para melhorar a arrecadação

A antecipação das receitas promovidas no final de 2018, com o objetivo de incrementar o fluxo de caixa e possibilitar o pagamento dos servidores e o atendimento das necessidades básicas da população, totalizou R$ 720 milhões entre ICMS e IPVA. Ajustando os números, caso o valor tivesse sido arrecadado em 2019, a variação real acumulada da arrecadação dos impostos estaduais seria 2,0% superior ao ano passado, e não -0,9%, como registrado.

Outro fator relevante apontado é a continuidade da crise econômica no Brasil. Segundo o subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira, os números vêm apresentando oscilações que acompanham a tendência da economia nacional, estando 1,2% abaixo da meta institucional estabelecida pelo fisco gaúcho.

Para superar esse cenário, a Receita Estadual aposta em uma agenda propositiva chamada “Receita 2030”, composta por 30 iniciativas para modernizar a administração tributária no Rio Grande do Sul. Lançada em junho pelo Governo do Estado, o conjunto de medidas já está em implementação, com bons resultados sendo verificados.

Um dos exemplos é o ITCD Virtual, com a estruturação da Delegacia do ITCD e diversas ações para modernização da gestão, dos processos e dos serviços relacionados ao tributo. Os resultados apareceram de forma rápida, com crescimento de quase 20% na arrecadação e redução substancial dos prazos de atendimento aos contribuintes. Além disso, áreas como a fiscalização, o julgamento de processos e a cobrança de devedores também estão passando por uma reestruturação, com foco na especialização e na centralização de atividades, na inovação, na produtividade e na eficiência.

Confira a baixo o link:

Resumo – Arrecadação Impostos RS – Janeiro a Agosto – IPCA

Fonte: Receita Estadual RS

Mercado reduz estimativa de inflação pela sétima vez seguida

 

Instituições financeiras reduziram, pela sétima vez seguida, a estimativa para a inflação neste ano. De acordo com pesquisa do Banco Central (BC) ao mercado financeiro, a previsão para a inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deste vez, passou de 3,45% para 3,44%, em 2019.

Para 2020, foi mantida em 3,80%. A previsão para os anos seguintes também não teve alterações: 3,75%, em 2021, e 3,50%, em 2022.

As estimativas para 2019 e o próximo ano estão abaixo da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta de inflação, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) é 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% em 2022, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

O principal instrumento usado pelo BC para controlar a inflação é a taxa básica de juros, a Selic. Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Comitê de Política Monetária aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Para o mercado financeiro, a Selic deve terminar 2019 em 5% ao ano. Na última semana, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC reduziu a Selic de 6% para 5,5% ao ano.

A expectativa do mercado é que Selic voltará a ser reduzida em 0,5 ponto percentual em outubro e permanecerá em 5% ao ano na última reunião do ano marcada para dezembro.

O mercado não espera por alteração na Selic em 2020, com a taxa permanecendo em 5% ao ano. Para 2021, a expectativa é que a Selic termine o período em 6,75% ao ano. Na semana passada, a previsão era 7% ao ano. Para o fim de 2022, a expectativa é que a taxa chegue a 7% ao ano.

Crescimento da economia

A previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi mantida em 0,87% em 2019.

As estimativas para os anos seguintes também não foram alteradas: 2%, em 2020; e 2,50%, em 2021 e 2022.

Dólar

A previsão para a cotação do dólar ao fim deste ano subiu de R$ 3,90 para R$ 3,95 e, para 2020, foi mantida em R$ 3,90.

Fonte: Agência Brasil

Homem morre após ser atropelado por dois veículos na BR-386, em Tio Hugo

Foto: Lucas Cidade/Rádio Uirapuru

Por volta das 21h20 de domingo (22), no km 216,3 da BR-386, em Tio Hugo, ocorreu um acidente do tipo atropelamento de pedestre.

Os veículos envolvidos foram a Ford/F250 de Palmeira das Missões, e o Hyundai/HB20 de Erechim.

Os veículos transitavam na rodovia quando um pedestre atravessou a pista de forma repentina, ocasionando seu atropelamento, primeiro pela Ford/F250 e na sequência pelo HB20 que vinha logo atras. Os condutores dos veículos restaram ilesos.

O pedestre de 53 anos, morador do Tio Hugo, que restou morto, foi encaminhado para o IML de Carazinho.

Houve bloqueio parcial do momento do acidente até a 00h00 desta segunda-feira(23).

Fonte: PRF

Ave considerada extinta no RS é descoberta no Parque Estadual do Turvo

 

Foto: Dante Andres Meller

Considerada extinta há mais de 90 anos no Rio Grande do Sul, o Uiraçu, uma das águias mais raras da América do Sul, foi fotografada pelo pesquisador Dante Andres Meller, numa incursão com sua equipe no interior do Parque Estadual do Turvo, em Derrubadas.

A descoberta foi divulgada neste fim de semana, no II Avistchê, em São Miguel das Missões.

O Uiraçu possui porte um tanto menos robusto, com patas mais finas e bico menor do que a Harpia, outra águia rara encontrada no Parque do Turvo, segundo o pesquisador.

Possui ainda uma pequena máscara negra muito característica, seu penacho não é bipartido, como na Harpia, e as coberteiras inferiores das asas são brancas.

Com informações do Ave Missões Blog

 

Estelionatários fingem ser delegados da Polícia Civil do RS para aplicar golpe dos nudes

Crime consiste em extorquir homens que trocam fotos eróticas em rede social, sob alegação de que perfil seria de adolescente

Criminosos que aplicam o chamado golpe dos nudes estão usando fotos de delegados da Polícia Civil do RS para extorquir as vítimas. Nesta modalidade de estelionato, perfis falsos de mulheres nas redes sociais adicionam homens — preferencialmente casados — e trocam mensagens e fotos eróticas. Com prints dessas conversas, os golpistas se passam por policiais, ameaçam as vítimas e exigem dinheiro, alegando a existência de suposta investigação por pedofilia.

Também conhecido como “sextorsão”, esse tipo de crime faz vítimas até mesmo fora do país. Foi o que aconteceu com um empresário brasileiro que vive em Roma, na Itália. À reportagem, ele disse que estava sendo extorquido por um delegado do Rio Grande do Sul, depois de ter conhecido uma mulher pela internet.

— No perfil dela no Facebook, existiam fotos. Belíssima, muito elegante. Pela conversa, me mostrava ser adulta — diz o empresário.

Mesmo sem ter enviado fotos eróticas, a vítima disse que passou a ser extorquida. Em um primeiro momento, por um suposto tio da jovem e, depois, por um delegado que seria titular em Lajeado, no Vale do Taquari. O criminoso criou uma conta de WhatsApp e usou uma foto do delegado José Romaci Reis, retirada da internet.

— Fiquei surpreso, porque, na verdade, a gente nunca espera que vai acontecer com a gente, que alguém pegaria minha foto e usaria para cometer golpes. Achei muito estranho. Até porque é muita ousadia de um indivíduo querer dar golpe usando fotos e nomes de outras pessoas — surpreendeu-se o delegado.

A ONG Safernet, especializada em segurança na internet, contabilizou 243 situações de extorsões com uso de fotos eróticas este ano em todo o país. O Rio Grande do Sul é o terceiro Estado em número de casos. Em Osório, um caminhoneiro engrossa a estatística.

Depois de adicionar uma jovem no Facebook — ele diz que costuma aceitar todos os pedidos de amizade na rede social, — o caminhoneiro conta que passou a receber mensagens de um suposto delegado de São Leopoldo que disse estar investigando queixas de parentes da moça. Ela, segundo o suposto policial, seria adolescente.

— Senti pânico. Na hora, a gente chega até a pensar em pagar, até por uma coisa que não fez — conta o caminhoneiro.

Até uma cópia de boletim de ocorrência forjado os criminosos enviaram ao caminhoneiro. Mesmo assim, a vítima decidiu não pagar os R$ 3 mil solicitados pelo suposto delegado. Ao procurar o policial, descobriu a farsa.

— Embora haja um logotipo da Polícia Civil do Rio Grande do Sul fora do padrão oficial, para o leigo que recebe um documento deste é um elemento de convicção de que aquilo procede, de que está sendo procurado pelas autoridades — explica o delegado Eduardo Hartz, de São Leopoldo.

Em Santa Catarina, um funcionário público chegou a depositar R$ 5 mil em uma conta indicada pelo golpista. O estelionatário alegou ser policial civil no Rio Grande do Sul e disse que estaria investigando esquema de pedofilia.

— Fiz o primeiro depósito pra esse (suposto policial) que me ameaçou, de R$ 2 mil. E ele me deu mais dois dias pra eu arrumar mais R$ 3 mil — lembra a vítima.

Com base nos dados da conta bancária na qual o homem fez os depósitos, os policiais chegaram a dois presos que estão na Penitenciária Estadual de Charqueadas. Com eles, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) apreendeu três telefones celulares e dinheiro.

Para a psicóloga e diretora da ONG Safernet, Juliana Cunha, a exposição a esse tipo de situação gera constrangimento e até quadros de ansiedade, o que faz com que muitas vítimas cedam às ameaças.c

— É um tipo de impacto que ninguém quer, que a família saiba, ou que isso chegue ao trabalho. Então, claro que todo mundo fica receoso e preocupado — afirma a especialista.

A Delegacia de Repressão aos Crimes informáticos da Capital investiga diversos casos e orienta as vítimas desse tipo de extorsão a procurarem as autoridades e não realizarem pagamentos.

Fonte: Gaúcha ZH

 

Três Passos – Brigada Militar prende homem por resistência e desobediência

7º BPM

Uma guarnição da Brigada Militar prendeu um homem por volta das 19h00min, deste domingo, (22), por desobediência e resistência em Três Passos.

A prisão ocorreu no Bairro Frei Olímpio, após tentativa de abordagem, ocasião em que o acusado resistiu e desobedeceu as ordens emanadas, sendo lavrado termo circunstanciado e após liberado.

 

7º BPM

Motorista embriagado e sem habilitação foge e é preso em São Martinho

Foto: PRE

Por volta das 18h30min do último domingo (22) em patrulhamento pela ERS 210, a guarnição da Polícia Rodoviária Estadual de Santo Augusto visualizou um veículo Gol, de cor Branca, emplacado em Cerro Largo, trafegando em “zig-zag” no km 74, sentido Trevo da BR-468 a São Martinho.

Quando abordado, o mesmo entrou em fuga, colocando ainda mais em risco os usuários da rodovia, sendo que a 11 km de distância foi possível a abordagem no km 65, quando o veículo caiu em um bueiro.

Os policiais constataram que o condutor não era habilitado, sendo que o mesmo realizou o teste do etilômetro e como resultado deu 0,52 mgl e na contra prova 0,51 mgl.

Foi dado voz de prisão ao condutor e o mesmo foi conduzido a DP de São Martinho.

Observador Regional

Violenta colisão mata três pessoas na BR 282

Três pessoas morreram, no fim da tarde de sábado (21), após um grave acidente na BR-282, em Ponte Serrada (SC), após uma colisão entre um VW Santana e uma VW Saveiro. O condutor do Santana foi identificado como Dídion Lucca Sartori, de 21 anos. No outro veículo estava o casal Carlos Lamonato de 53 anos e a passageira Maria Sueli de Azeredo, de 62.

As informações são do portal Oeste Mais. Todas as vítimas eram moradoras de Ponte Serrada. Os três são velados no município e serão sepultados às 18 horas deste domingo (22).

Vítimas

Dídion Lucca Sartori, de 21 anos, era acadêmico do curso de Engenharia Civil e se formaria no final de 2020. Ele é velado na Capela Mortuária da Igreja Matriz.

O casal, Carlos Lamonato e Maria Sueli de Azeredo são velados na Igreja Só o Senhor é Deus, no Bairro Cohab. Segundo informações do portal Oeste Mais, o casal voltava para casa no momento do acidente, após uma visita aos filhos. Eles tinham oito filhos e estavam casados há 28 anos.

Acidente

Ainda de acordo com informações do Oeste Mais, o motorista do Santana seguia em direção ao trevo principal da cidade, quando perdeu o controle da direção do veículo e atingiu o carro em que estava o casal, que seguia na direção contrária.

As vítimas ficaram presas às ferragens e morreram no local do acidente. Um laudo da Polícia Rodoviária Federal (PRF) deve apontar as causas do acidente.

Fonte: Clic RDC

 

Derrubadas – Brigada Militar prende suspeito de tentativa de homicídio

Na noite de sábado (21/09), por volta das 19h30min, uma guarnição da Brigada Militar prenderam o suspeito de uma tentativa de homicídio, em Derrubadas.

A prisão ocorreu no Bairro Missões, sendo localizado com o suspeito dois projéteis intactos, marca CBC calibre 38, oito munições idênticas e um Revólver, marca Rossi, calibre 38, duas polegadas, com número de série raspado.

O homem foi conduzido para Delegacia de Polícia.

Fonte: 7 BPM