Crissiumal – Vaga para Auxiliar de Produção

A agência do SINE de Crissiumal possui uma vaga de emprego para AUXILIAR DE PRODUÇÃO, para o sexo masculino.

Interessados deverão ter idade mínima de 18 anos e ensino médio completo.

Deixar currículo  no SINE até o dia 14 de janeiro (terça-feira).

 

 

Por: Andréia Cristina Queiroz

Carteira de trabalho digital é exigida para concorrer a vagas e solicitar seguro-desemprego

Documento em papel não está mais sendo emitido e deixa de valer para quem procura as agências FGTAS/Sine

A partir desta segunda-feira (16), os trabalhadores deverão apresentar a habilitação da Carteira de Trabalho Digital para conseguir concorrer a vagas oferecidas nas agências do Sine e para solicitar o seguro-desemprego. A sexta-feira passada foi o último dia de encaminhamento da carteira de trabalho em papel. A partir desta segunda-feira, será possível apenas emitir o documento de forma digital.

A nova versão é equivalente ao documento físico e está previamente emitida a todas as pessoas inscritas no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), sendo necessária apenas a habilitação via internet, por meio de um celular ou computador. A carteira em papel, porém, não deve ser desprezada: a orientação da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) é para que o documento seja guardado, uma vez que poderá ser utilizado para comprovação de tempo de trabalho anterior.

A mudança decorre da lei número 13.874, do governo federal, de 20 de setembro de 2019. Dúvidas sobre o novo documento podem ser esclarecidas no site bit.ly/CPTSdig.

Como acessar a Carteira de Trabalho Digital

É preciso usar um computador ou celular com acesso à internet e entrar no site bit.ly/CPTSdig, do governo federal. Lá, criar uma conta, a partir das orientações oferecidas.

Após a criação da conta, o usuário pode baixar o aplicativo de celular Carteira de Trabalho Digital pela Play Store (para quem tem aparelho com sistema Android) ou App Store (para quem tem iPhone).

O acesso ao documento é gratuito.

 

*Diário Gaúcho

 

Desemprego atinge 12,4 milhões e fica estável em outubro, diz IBGE

População ocupada alcançou 94,055 milhões de pessoas no trimestre móvel encerrado no mesmo mês

A taxa de desocupação no Brasil ficou em 11,6% no trimestre encerrado em outubro, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta sexta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em igual período de 2018, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 11,7%. No trimestre até setembro deste ano, a taxa foi de 11,8%. A população desocupada somou 12,4 milhões de pessoas no trimestre até outubro.

O contingente de desempregados cresceu no período de um ano, com 58 mil pessoas a mais, ou 0,5%, do que no trimestre encerrado em igual mês de 2018. Na comparação com o trimestre até julho deste ano, são 202 mil desempregados a menos, uma queda de 1,6%.

A população ocupada alcançou 94,055 milhões de pessoas no trimestre móvel encerrado em outubro, 470 mil ocupados a mais no mercado de trabalho ante o trimestre móvel imediatamente anterior e 1,436 milhão de ocupados a mais no período de um ano, ante o trimestre móvel até outubro de 2018. No total, a força de trabalho somou 106,421 milhões de pessoas.

A população fora da força de trabalho somou 64,860 milhões no trimestre encerrado em outubro. A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.317 no trimestre encerrado em outubro. O resultado representa alta de 0,8% em relação a igual período do ano anterior. A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 212,808 bilhões no trimestre até outubro, alta de 2,6% ante igual período do ano anterior.

 

Fonte: AE

SINE de Crissiumal disponibiliza vaga para Cuidadora de Idosa

O SINE de Crissiumal divulgou nesta quarta (27/11) que está com vaga para Cuidadora de Idosa. Requisitos necessários:

  • Possuir disponibilidade para trabalhar de domingo à noite até sábado de manhã;
  •  Residir no interior;
  • Folgas em feriados e finais de semana.

Interessadas deixar currículo na agência do SINE de Crissiumal até o dia 06 de dezembro.

Crissiumal – Vaga de emprego para Atendente de Farmácia

Confira

A agência do SINE de Crissiumal informa que há uma vaga disponível para ATENDENTE DE FARMÁCIA, sexo feminino.

Interessadas deverão deixar currículo no SINE até às 13h de segunda-feira (25/11).

 

Mais de três milhões buscam emprego há mais de 2 anos, diz IBGE

Taxa de desemprego tem leve redução em relação a trimestre anterior

Divulgação

Cerca de 3,2 milhões de pessoas estão à procura de emprego há dois anos ou mais no Brasil. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (Pnad Contínua), divulgada hoje (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), isso representa 25,2% dos 12,5 milhões de desocupados do país.

Ainda segundo o IBGE, cerca de 1,8 milhão, ou 7,1% dos desocupados, estavam há menos de um mês procurando emprego. A taxa de desemprego no país no terceiro trimestre deste ano, divulgada no fim de outubro, ficou em 11,8%, abaixo dos 12% registrados no segundo trimestre.

A Pnad-Contínua divulgada hoje trouxe ainda dados sobre taxa de desemprego dos estados. O estado de São Paulo foi o único a apresentar queda na taxa de desemprego do segundo para o terceiro trimestre deste ano. A taxa recuou de 12,8% para 12% no período em São Paulo.

Segundo a pesquisadora da IBGE, Adriana Beringuy, a queda ocorreu devido à redução do número de desempregados e não em função do aumento da ocupação.

Já Rondônia foi o único estado com alta na taxa de desemprego, ao passar de 6,7% para 8,2%. As outras 25 unidades da federação tiveram estabilidade na taxa, de acordo com os dados do IBGE.

As maiores taxas foram observadas nos estados da Bahia (16,8%), Amapá (16,7%) e Pernambuco (15,8%). Já os menores níveis foram registrados em Santa Catarina (5,8%), Mato Grosso do Sul (7,5%) e Mato Grosso (8%).

Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, houve altas em Goiás (que passou de 8,9% para 10,8%) e Mato Grosso (de 6,7% para 8%). Três estados tiveram queda neste tipo de comparação: São Paulo (13,1% para 12%), Alagoas (de 17,1% para 15,4%) e Sergipe (17,5% para 14,7%).

A taxa composta de subutilização da força de trabalho (percentual de pessoas desocupadas ou subocupadas por insuficiência de horas trabalhadas) foi de 24% no país. Maranhão (41,6%) e Piauí (41,1%) apresentam estimativas acima de 40%.

Por outro lado, as menores taxas foram observadas em Santa Catarina (10,6%), Mato Grosso (14,7%), Rio Grande do Sul (16,3%) e Mato Grosso do Sul (16,3%).

Desalentados

O número de desalentados (pessoas que desistiram de procurar emprego) foi de 4,7 milhões de pessoas no terceiro trimestre. Os maiores contingentes estavam na Bahia (781 mil) e no Maranhão (592 mil) e os menores em Roraima (17 mil) e Amapá (19 mil).

O percentual de pessoas desalentadas foi de 4,2%. Os maiores percentuais estavam no Maranhão (18,3%) e Alagoas (16,5%) e os menores em Santa Catarina (1,1%), Rio Grande do Sul (1,3%) e Distrito Federal (1,3%).

Empregos formais

Santa Catarina tinha o maior percentual de empregados com carteira assinada (87,7%). Já o menor percentual estava no Maranhão (49,9%).

As unidades da federação com maior percentual de trabalhadores sem carteira de trabalho assinada no setor privado foram Maranhão (50,1%), Pará (49,9%) e Piauí (49,9%). As menores taxas foram observadas no Rio Grande do Sul (18,1%) e Santa Catarina (12,3%).

 

*Com informações da Agência Brasil

MP extingue multa adicional de 10% do FGTS que ia para União

A multa de 40% para o trabalhador não foi extinta

O governo extinguiu a multa adicional de 10% do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de demissões sem justa causa. A decisão faz parte da Medida Provisória 905 que criou o Programa Verde e Amarelo, voltado para a criação de empregos para os jovens. A MP foi publicada na edição desta terça-feira (12) do Diário Oficial da União, e não altera o pagamento da multa de 40% para os trabalhadores.

A multa adicional foi criada pela Lei Complementar 110, de 2001. Em outubro, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, anunciou que o governo iria propor a extinção da multa.

Segundo o secretário, o fim da multa abrirá uma folga de R$ 6,1 bilhões no teto de gastos para o próximo ano. Isso porque o dinheiro da multa adicional deixará de passar pela conta única do Tesouro Nacional, não sendo mais computado dentro do limite máximo de despesas do governo. O dinheiro passa pelo caixa do governo e é transferido para a Caixa, gestora do FGTS.

Atualmente, as empresas pagam 50% de multa nas demissões sem justa causa. Desse total, 40% ficam com o trabalhador. Os 10% restantes vão para a conta única do Tesouro Nacional, de onde são remetidos para o FGTS.

 

*Agência Brasil

Vagas de emprego no SINE de Crissiumal

Confira

O SINE de Crissiumal divulgou nesta sexta-feira, 08 de novembro, que está com vagas em aberto para os cargos abaixo.

  • Motorista – Habilitação Categoria “D”
  • Auxiliar de Marceneiro
  • Pintor
  • Auxiliar de Chapeação 

Para todas as vagas é necessário possuir experiência.

Interessados deverão deixar currículo na Agência do SINE de Crissiumal até o dia 13 de novembro.

 

 

Crissiumal: Prefeitura abre inscrições para contratação emergencial de auxiliar de educação infantil

Inscrições deverão ser feitas nesta segunda e terça-feira

A Prefeitura Municipal de Crissiumal, conforme Edital nº133/2019, está com inscrições abertas para contratação emergencial de Auxiliar de Educação Infantil.

Os interessados deverão realizar suas inscrições junto à Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), nos dias 28 e 29 de outubro de 2019, no horário das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. A Seleção e a classificação dos candidatos serão pelo critério de provas de títulos.

Informações sobre carga horária, salário e duração do contrato estão disponíveis no edital, que poderá ser acessado na íntegra no site da Prefeitura: www.crissiumal-rs.com.br

 

 

Por: Andréia Queiroz

Pacote de emprego vai beneficiar jovens e maiores de 55 anos, diz Bolsonaro

Governo vai enviar ao Congresso uma medida provisória para estimular o trabalho e melhorar a qualificação

Emmanuel DELETREE / POOL / AFP

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (25) em Pequim — noite de quinta-feira (24) no Brasil — que vai adotar medidas para estimular o emprego para jovens até 29 anos e maiores de 55 anos.

— Vamos dar uma ênfase nessas pontas — disse Bolsonaro.

Ele evitou detalhar que medidas serão tomadas, mas, conforme apurou a reportagem, podem incluir redução de encargos trabalhistas das empresas e concessão de crédito. Ainda não é certeza se haverá perda de direitos trabalhistas, mas não está descartado.

Depois do retorno do presidente de seu tour pela Ásia, o governo vai enviar ao Congresso uma medida provisória para estimular o emprego e melhorar a qualificação. Essa MP é a nova prioridade imediata da equipe econômica após a aprovação da reforma da Previdência.

Matéria publicada pela Folha no início de setembro informa que o governo estuda a criação do programa “Emprego verde amarelo”, com desoneração da folha de pagamento e redução de 50% do FGTS para empresas que contratarem jovens ou profissionais desempregados há mais de dois anos.

O número de desempregados no país vem caindo lentamente, mas ainda é muito alto. Em julho, a taxa de desemprego estava em 11,8%, o que representa 12,8 milhões de pessoas. A cobrança política tem sido forte em cima do governo por causa disso.

Além da MP para estimular a geração de novas vagas, o governo tenta encaminhar as reformas administrativa e tributária. Segundo Bolsonaro, a reforma administrativa está bastante “avançada”.

O presidente afirmou que não haverá quebra de estabilidade para os atuais servidores, mas admitiu que quem entrar depois da aprovação das medidas pode perder o benefício. Atualmente os servidores concursados não podem ser demitidos.

Outra medida em estudo pelo governo é acabar com as indexações dos salários dos servidores, que costumam estar vinculados a um porcentual do cargo no topo da carreira.

Na quinta-feira (24), Bolsonaro anunciou o fim da exigência de vistos para chineses no Brasil para estimular o turismo e os negócios. A medida preocupa os especialistas que dizem que a imigração ilegal pode crescer. Questionado sobre o assunto, Bolsonaro disse que haverá “filtros” nos aeroportos.

 

Fonte: ZH/FolhaPress