Morreu no HCC um dos motoristas envolvidos no acidente no trevo do Citegem

Marcos Antônio Felipin tinha 48 anos

Morreu na tarde desta terça-feira (07) um dos motoristas envolvidos no acidente entre dois caminhões na BR 468, km 84 no trevo do Citegem em Bom Progresso.

A vítima identificada como Marcos Antônio Felipin, 48 anos, residente em Campo Novo estava internado no Hospital de Caridade de Crissiumal.

Segundo o HCC o homem chegou a Crissiumal transferido no início da manhã e faleceu antes de procedimento cirúrgico. Seu corpo será encaminhado para necropsia.

 

7°BPM divulga índices do trabalho realizado na Região Celeiro nos 21 municípios de sua área de atuação

Dados foram divulgados nesta terça

No 1° semestre de 2020 o 7° Batalhão de Polícia Militar, obteve os seguintes dados no que tange o atendimentos das ocorrências em 21 municípios da Região Celeiro integrantes do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Salientando que foram compilados alguns dados relevantes no que diz respeito a apreensões.

Dados compilados:

45 foragidos capturados;

265,6 kg de drogas apreendidas;

18 armas de fogo apreendidas;

11 veículos recuperados;

6.367 atendimentos de ocorrência;

262 registros BOTC;

725 registros BOCOP;

1988 autuações realizadas;

Outrossim foram fiscalizados 9.722 veículos

 

*Brigada Militar/ Soldado Radtke

Petrobras anuncia aumento de 5% na gasolina válido a partir do dia 8

É o segundo aumento do combustível este mês

Agência Brasil/ Arquivo

A Petrobras informou às distribuidoras que a partir da quarta-feira, 8, a gasolina estará 5% mais caras nas refinarias, o segundo aumento do mês de julho, acompanhando a recuperação do preço do petróleo no mercado internacional. No dia 1º de julho, o combustível havia sido reajustado em 3%. Já o preço do diesel desta vez não foi alterado, depois de subir 6% no primeiro dia do mês.

Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), o aumento médio da gasolina será de R$ 0,0797 o litro.
O petróleo tem se mantido em patamar acima de US$ 40 o barril nas últimas semanas, impulsionado por uma percepção de aumento de demanda pela commodity.

Nesta terça, o petróleo do tipo Brent, usado como parâmetro pela Petrobras, subia 0,42% para os contratos de setembro, cotado a US$ 43,29 o barril.

Fonte: AE/ Correio do Povo

OMS reconhece que há provas de transmissão da Covid-19 pelo ar

Possível forma de contágio foi apontada por grupo de 239 cientistas internacionais

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu, nesta terça-feira, que “surgem provas” da transmissão da Covid-19 pelo ar, depois que um grupo de 239 cientistas internacionais alertou sobre esta possível forma de contágio.

“Reconhecemos que surgem provas nesse sentido e, portanto, devemos permanecer abertos a esta possibilidade e às suas implicações, assim como às precauções que devem ser adotadas”, declarou Benedetta Allegranzi, principal autoridade técnica da OMS para prevenção e controle de infecções, durante uma entrevista coletiva virtual.

A possibilidade de transmissão por via aérea em locais públicos, especialmente lotados, não pode ser excluída. No entanto, as evidências devem ser reunidas e interpretadas”, continuou Allegranzi. A responsável aconselhou “uma ventilação eficiente nos locais fechados e a distância física”. “Quando não é possível, aconselhamos o uso de uma máscara”, disse.

Na segunda-feira, um grupo de 239 cientistas internacionais instou a OMS e a comunidade médica internacional a “reconhecer a possível transmissão aérea da Covid-19”, em um artigo publicado na revista Clinical Infectious Diseases de Oxford

A OMS, já criticada por ter demorado a aconselhar o uso de máscaras, foi acusada de não querer admitir as evidências que apontam para uma disseminação no ar do novo coronavírus, que já matou mais de 535 mil pessoas em seis meses.

A epidemia da Covid-19 “se acelera”, como demonstram os 400 mil novos casos registrados no fim de semana passado, advertiu o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, ressaltando que ainda não se atingiu o pico da doença.

“Embora o número de mortos pareça ter-se estabilizado em nível mundial, na realidade, alguns países fizeram avanços significativos na redução do número de casos, enquanto que, em outros, os mortos continuam crescendo [em número]”, declarou Ghebreyesus, em uma teleconferência.

Fonte: AFP/ AE

Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19

Resultado do exame realizado ontem saiu nesta terça-feira

Reprodução/ TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta terça (7) que testou positivo para o novo coronavírus (covid-19). O resultado do exame realizado ontem (6) saiu hoje por volta das 11h. Bolsonaro disse que, depois de um mal-estar, já sente que está bem. Ele informou ainda que está adotando o tratamento com hidroxicloroquina e azitromicina.

Bolsonaro contou que os sintomas tiveram início no domingo (5). “Começou no domingo com uma certa indisposição e se agravou durante a segunda-feira com mal-estar, cansaço, um pouco de dor muscular e a febre no final da tarde chegou a bater 38 graus”, disse em entrevista transmitida pela TV Brasil e outras emissoras. Com o médico da Presidência apontando para possibilidade de contaminação por covid-19, Bolsonaro passou por uma tomografia no Hospital da Forças Armadas, em Brasília, e, segundo ele, os pulmões estavam limpos.

“Mas, dados os sintomas, a equipe médica resolveu aplicar a hidroxicloroquina. Eu tomei ontem por volta das 17h o primeiro comprimido. Também a azitromicina, todo aquele composto foi ministrado e confesso, como acordo muito durante a noite, depois da meia-noite consegui sentir alguma melhora. Às 5h, tomei a segunda dose e confesso a vocês que estou perfeitamente bem”, disse.

Para ele, o pronto atendimento médico e a forma como administraram essas medicações levaram à rápida melhora. “Reforço aqui o que os médicos têm dito, que [com] a hidroxicloroquina na fase inicial a chance de sucesso chega a quase 100%”, disse. Bolsonaro sempre defendeu esse protocolo, do uso de hidroxicloroquina na fase inicial de sintomas. Assim como essa droga, outros medicamentos vem sendo testados, mas ainda não há remédio ou vacina com eficácia comprovada contra a covid-19.

O presidente cancelou as viagens previstas para a Bahia e Minas Gerais nesta semana. Nos próximos dias, Bolsonaro vai despachar por videoconferência e, em caso de necessidade, pessoalmente do Palácio da Alvorada, sua residência oficial. Segundo o presidente, ele deve repetir o exame na semana que vem. “As medidas protocolares que estou tomando é para evitar contaminação a terceiros, isso cabe a todo cidadão brasileiro, seja cidadão comum ou o presidente da República”, disse.

Bolsonaro disse ainda que imagina que já tivesse contraído a doença, sem manifestar sintomas, “em vista da minha atividade muito dinâmica perante a população”. Nos últimos meses, o presidente compareceu a manifestações de apoio a seu governo, andou pelo comércio da capital federal e cumprimentou apoiadores.

“Tendo em vista esse meu contato bastante intenso nos últimos meses, eu achava até que tivesse contraído e não percebido, como a maioria da população brasileiro contrai o vírus e não percebe problema nenhum”, disse. “As pessoas abaixo de 40 anos, a não ser que tenha problema de saúde, a chance é quase zero a sofrer, ter consequência maior da contaminação”, completou.

O presidente voltou a defender que apenas idosos e pessoas com comorbidades devem se submeter ao isolamento social. Para ele, as atividades no país devem ser retomadas. “A vida continua, o Brasil precisa produzir, você tem que colocar a economia para rodar. A vida, eu sei que ninguém recupera, mas a economia não funcionando leva a outras causas de mortes e óbitos no Brasil”, disse, citando problemas como depressão e suicídios.

A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) também divulgou nota sobre o resultado do exame do presidente. “O resultado do teste de covid-19 feito pelo presidente Jair Bolsonaro na noite dessa segunda-feira, 6, e disponibilizado na manhã de hoje, 7, apresentou diagnóstico positivo. O presidente mantém bom estado de saúde e está, nesse momento, no Palácio da Alvorada”, diz o texto.

Novo ministro

Na entrevista, Bolsonaro também falou sobre a escolha do novo ministro da Educação. Segundo ele, há excelentes currículos sobre a mesa, mas quando os cotados “veem o problema, alguns declinam outros pedem tempo para pensar”. “Ninguém quer chegar lá dando murro em ponta de faca, mas uma grande realidade que devemos ter na cabeça é que [a educação] não está dando certo”, disse Bolsonaro.

O cargo está vago desde 18 de junho, quando Abraham Weintraub anunciou a sua saída. O presidente chegou a nomear Carlos Decotelli, mas a posse não se concretizou.

De acordo com Bolsonaro, um dos nomes cotados é o do líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO). “Seria uma pessoa excepcional, mas vão cair em cima dele por ser major do Exército, acham que tem militar demais no governo”, disse.

Ao enaltecer a capacidade do deputado para a área da educação, Bolsonaro citou o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, que é general do Exército. “Como criticam o Pazuello por não ser médico, mas é excelente como gestor na saúde. Precisava de alguém com esse perfil lá”, disse, explicando que o general está completando três meses como ministro interino, mas “não vai ficar para sempre”.

Fonte: Agência Brasil

Cotricampo realiza a entrega de mais cestas básicas para a APAE de Crissiumal

Entrega aconteceu no último sábado

Celebrando o dia Internacional do Cooperativismo e o dia C, a Cotricampo realizou o encerramento da campanha “Cooperando com as APAEs”.

No último sábado, a APAE de Crissiumal recebeu pela segunda vez, 148 cestas básicas para serem entregues aos alunos.As mesmas foram doadas pela Cooperativa, associados, clientes e fornecedores.

Ao longo da campanha foram arrecadadas 23,3 toneladas que serão entregues à setecentas e trinta familias apaeanas, pertencentes às APAEs de Campo Novo, Braga, Redentora, Tenente Portela, Três Passos, Crissiumal, Humaitá, São Martinho, Alegria e Coronel Bicaco.

 

*APAE

Atendimentos em saúde mental crescem durante pandemia

Desde o início da pandemia de coronavírus, aumentou a busca por atendimento em saúde mental nos postos de saúde e nos serviços da atenção especializada do Rio Grande do Sul. O fenômeno foi identificado a partir de uma pesquisa realizada pela Coordenação Estadual de Saúde Mental da Secretaria da Saúde (SES).

Gestores de 402 municípios gaúchos participaram da pesquisa. Nos serviços da Atenção Básica (como nas Unidades Básicas e Estratégia Saúde da Família), 78% gestores municipais perceberam um aumento na demanda desta natureza. Nos serviços da atenção especializada (Centros de Atenção Psicossocial), 68% dos gestores relataram essa maior demanda.

Entre os principais sintomas de saúde mental que fazem as pessoas procurarem mais os serviços de saúde estão ansiedade, nervosismo ou tensão, perturbação de sono e uso abusivo de álcool ou medicamentos e outras drogas. “Durante uma pandemia, é normal a exacerbação de emoções e sentimentos. Essa situação implica em uma perturbação psicossocial que pode afetar toda a população, em diferentes níveis de intensidade e gravidade”, explica a coordenadora da Saúde Mental, Marilise Souza.

A especialista diz que não há uma forma de “medir” as emoções, para saber se os próprios sintomas ou os de alguém próximo podem ser considerados dentro do “normal” para as atuais circunstâncias ou se está na hora de procurar ajuda profissional. “Isso é muito subjetivo. O que se deve questionar é o quanto essas perturbações estão atrapalhando no seu dia a dia”, completa Marilise.

As taxas de internação hospitalar por transtornos mentais e comportamentais, no entanto, não tiveram aumento durante o primeiro quadrimestre deste ano em relação ao ano passado (foram 9.919 internações entre os meses de janeiro e abril de 2020 e 10.896 internações no mesmo período de 2019).

Para preparar os municípios para o enfrentamento dos eventuais desdobramentos em saúde mental decorrentes da pandemia, a SES recomenda aos gestores municipais a elaboração de Planos Municipais de Cuidados em Saúde Mental e Apoio Psicossocial. As diretrizes do que deve constar nos planos estão disponíveis no site sobre coronavírus da SES junto ao Plano de Contingência Estadual.

Apoio remoto

Quem precisa de apoio profissional pode fazer um atendimento on-line gratuito pelo Projeto ReviraSaúde, da Secretaria da Saúde em parceria com outras instituições e universidades. Os profissionais cadastrados são de diversas áreas da saúde e disponibilizam atendimento por telefone, WhatsApp, Skype, Facebook ou outro contato on-line.

Cuidados com saúde mental

Dicas da SES e da Organização Mundial da Saúde (OMS) para manter a mente saudável durante o isolamento social:

• Manter as rotinas de sono, fazer exercícios físicos e ter alimentação saudável.

• Cuidar dos outros também faz bem. A solidariedade faz bem para quem a recebe e também para a saúde mental de quem a faz.

• Não se expor tanto a informações ao longo do dia. Procurar fontes fidedignas e em horários específicos. É importante se manter informado, mas o excesso pode causar ansiedade ou estresse.

• Evitar o uso de tabaco, álcool e outras drogas.

• Manter contato virtual com familiares e amigos frequentemente.

• Estar alerta aos sinais de estresse e raiva nas crianças e idosos que estão sob sua tutela. Explicar a essas pessoas a importância de se proteger e tentar acalmá-los.

• Ajudar crianças a se expressarem, com atividades criativas e lúdicas.

• Buscar o sistema de saúde quando for realmente necessário.

• Não é porque profissionais de saúde passam por um momento de maior ansiedade que são incapazes de realizar o trabalho ou uma pessoa fraca. É indispensável fazer pausas entre os turnos e mesmo durante o turno de trabalho.

Fonte: Governo RS/ SECOM

Começam nesta terça inscrições para o Sisu

Pela 1ª vez, serão ofertadas vagas na modalidade a distância

A partir de hoje (7), estudantes que participaram da edição de 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem se inscrever para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do meio do ano. Até sexta-feira (10) serão oferecidas mais de 51 mil vagas em instituições de ensino superior do país.

Pela primeira vez, além dos cursos de graduação presenciais, o Sisu 2020.2 vai ofertar vagas na modalidade a distância (EaD). Além de ter feito o Enem de 2019, os interessados não podem ter zerado a redação. Estudantes que fizeram o exame na condição de treineiros também não podem participar.

Como se inscrever?

Por meio do site do Ministério da Educação (MEC), na tela “Minha inscrição”, o candidato poderá escolher até duas opções de cursos, por prioridade, na mesma instituição ou em universidades diferentes. Para fazer a primeira escolha, basta clicar em “Fazer inscrição na 1ª opção”. A pesquisa de vagas pode ser feita por nome do município, instituição ou curso. Após selecionar a opção, basta clicar em “Escolher este curso” para continuar.

Nesta fase, o candidato deverá indicar se irá participar do Sisu pelas vagas de ampla concorrência, pela Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012) ou pelas políticas afirmativas das instituições. No caso das universidades e institutos federais, os alunos de escola pública que se candidatarem às vagas reservadas serão divididos em grupo e subgrupo, conforme renda familiar e raça. Clique em “Escolher esta modalidade” para continuar.

Critérios

De acordo com o edital do Sisu, a ordem dos critérios para a classificação de candidatos é a seguinte: maior nota na redação, maior nota na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias; maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Lista de Espera

Segundo cronograma divulgado pelo MEC, o resultado da primeira chamada do Sisu será divulgado no dia 14 de julho. O candidato que não foi selecionado em uma das duas opções, em primeira chamada, deverá manifestar seu interesse em participar da lista de espera, por meio da página do Sisu na internet, entre os dias 14 e 21 de julho. A partir daí, basta acompanhar as convocações feitas pelas instituições para preenchimento das vagas em lista de espera, observando prazos, procedimentos e documentos exigidos para matrícula ou para registro acadêmico, estabelecidos em edital próprio da instituição, inclusive horários e locais de atendimento por ela definidos.

*Agência Brasil

CBF afirma que Brasileiro começa no dia 9 de agosto

Entidade se posiciona após declaração de governador de São Paulo

Horas após o governador de São Paulo, João Doria, afirmar, ontem (6), que os clubes de futebol de seu estado não poderão iniciar a participação no Campeonato Brasileiro antes do término do Campeonato Paulista, a Confederação Brasileira de Futebol divulgou nota na qual diz que o começo do Brasileirão será em 9 de agosto.

“A respeito da declaração do governador de São Paulo, João Doria, em coletiva nesta segunda-feira sobre o Campeonato Brasileiro, a CBF afirma que: 1 – Os clubes de São Paulo aprovaram, em reunião no dia 25 de junho, com a presença dos 40 clubes das Séries A e B, as datas de 9 de agosto para o início da Série A do Campeonato Brasileiro e 8 de agosto para início da Série B. 2 – Para preservar estas datas, os clubes concordaram em jogar fora de seus domínios, transferindo o seu mando de campo para outra cidade ou estado caso o seu local de jogo não esteja liberado nas datas de início das competições. Essa decisão foi tomada em votação que contou com o apoio de 19 clubes da Série A, incluindo todos os de São Paulo. 3 – Os clubes de São Paulo disputantes do Campeonato Brasileiro da Série A reafirmaram sua posição em contato com a CBF, nesta segunda-feira, 6. A CBF e a Federação Paulista de Futebol [FPF] estão em permanente sintonia em relação aos temas de interesse do futebol brasileiro”, diz a nota.

Doria expressou sua posição um dia após a publicação de entrevista do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, ao jornal O Globo, na qual ele confirma a abertura das Séries A, B e C do torneio nacional para os dias 8 e 9 de agosto.

“Temos três rodadas para concluir o campeonato [na verdade, duas para finalizar a primeira fase, tendo ainda o mata-mata pela frente]. Sem concluir [o Estadual], os times de São Paulo não podem participar do Brasileiro. Estamos levando isso em conta, os aspectos de saúde e o protocolo assinado com a Federação Paulista de Futebol [FPF]. E esta, por sua vez, com as equipes da primeira divisão [Série A1]”, afirmou Doria, em entrevista coletiva. “Sobre a decisão da CBF de voltar no dia 9, não houve consulta prévia ao governo do estado de São Paulo”, completou.

Ainda não há uma data oficial para reinício do Paulistão, suspenso após a 10ª rodada da primeira fase. Na última sexta (3), o secretário de esportes do estado de São Paulo, Aildo Ferreira, disse que a realização de eventos esportivos poderá ser autorizada a partir de 27 de julho nas regiões que passarem, ao menos, quatro semanas na terceira de cinco fases do plano de reabertura das atividades no estado. Ou seja, onde a pandemia do novo coronavírus (covid-19) estaria mais controlada.

Fonte: Agência Brasil

Acidente entre carro e moto deixa uma pessoa ferida em Crissiumal

Colisão ocorreu na Rua Pacaembú

Fotos: Emerson Gomes

Um acidente de trânsito deixou uma pessoa ferida no início da noite desta segunda-feira (06/7) no Bairro União, em Crissiumal. O fato foi registrado por volta das 18h30min no entroncamento da Rua Pacaembú com a Rua Rio Branco.

Envolveram-se na colisão um veículo VW Gol de cor vermelha e uma motocicleta Honda Bros 150.

O motociclista acabou se ferindo e teve que ser socorrido pela ambulância da Secretaria Municipal da Saúde e encaminhado ao Hospital de Caridade de Crissiumal.

A Brigada Militar esteve no local.

Foto: Júnior Schneicker

Fonte: Rádio Metrópole