Reabertura do posto de saúde em Lajeado Bonito, Tiradentes do Sul

Visando cada vez mais a melhoria da área da saúde, a Administração Municipal de Tiradentes do Sul através da Secretaria da Saúde, reabre o posto de saúde de Lajeado Bonito. Onde a comunidade teve papel essencial na reabertura, pois em parceria com a Secretaria de Saúde, organizaram um mutirão de limpeza do local.

A solenidade aconteceu na manhã de quinta-feira dia 14 de novembro, e contou com a presença do Prefeito Alceu Diel, Secretário da Saúde Mauricio Beier, Secretaria da Administração Jordana Traesel, Secretário de Educação Antônio Carlos Pedrolo,   Presidente do Conselho de Saúde Silvio Massoti, Presidente do Conselho de Saúde de Lajeado Bonito Valdir Pederiva, Vereadora Marlise Traesel e Presidente do CMD Fabio de Rosa, além da equipe da Secretaria da Saúde juntamente com grande público em geral.

Em seu pronunciamento o prefeito Alceu Diel, fez questão de destacar o empenho na área da saúde. “A nossa administração está sempre buscando o melhor para a nosso município e espero que este posto de saúde atenda as demandas da comunidade de Lajeado Bonito”.

A unidade vai contar com atendimento médico do Dr. Marconi todas as quintas-feiras.

 

Por: Assessoria de Comunicação

Com 32 casos confirmados de sarampo, RS tem campanha de vacinação a partir de segunda

Ação pretende imunizar jovens entre 20 e 29 anos e diminuir o risco de transmissão do vírus

Uma campanha de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira (18) no país, e se estende até o dia 30. A ação pretende imunizar jovens entre 20 e 29 anos, que compõem o público-alvo da nova etapa, e diminuir o risco de transmissão do vírus.

Na nova fase, o grupo jovem foi escolhido por causa da situação epidemiológica do país, com aumento da incidência da doença nesta faixa etária.

De acordo com a Secretaria de Saúde do RS, serão imunizadas as pessoas que ainda não receberam a dose ou que estão com a caderneta de vacinas incompleta — o calendário oficial de vacinação no país prevê que até os 29 anos todas as pessoas devem comprovar duas doses da imunização ao sarampo.

Casos no Estado

No Estado, 32 casos da doença foram confirmados neste ano, conforme o último boletim divulgado, nesta quinta (14), pela secretaria estadual. Desses, 12 ocorreram em Porto Alegre: seis deles são pacientes entre 20 e 29 anos, três têm 18 anos e três são adultos com mais de 30.

Doses de vacinas

A secretaria estadual não informou quantas doses foram repassadas ao RS pelo governo federal, mas disse que “os quantitativos enviados para o Estado atendem as necessidades de rotina da vacina para todas faixas etárias”.

A meta para o ano é que 95% das faixas etárias recomendadas estejam imunizadas. Em outubro, a campanha nacional abrangeu crianças entre seis meses e cinco anos incompletos.

 

Fonte: ZH

Acidente entre carro e moto deixa mulher ferida em Tiradentes do Sul

Fato ocorreu no início da tarde desta quinta

Um acidente de trânsito entre dois veículos resultou em uma pessoa ferida por volta do meio-dia desta quinta-feira, 14 de novembro, no centro da cidade de Tiradentes do Sul.

Envolveram-se na colisão uma motocicleta e um Ford Focus, deixando ferida a motociclista que foi socorrida pela ambulância da Secretaria de Saúde e encaminhada com lesão na cabeça ao Hospital de Caridade de Três Passos.

 

*TP News

Maioria dos municípios gaúchos ameaçados de extinção pela PEC do Pacto Federativo tem IDH alto similar aos mais desenvolvidos do estado

Entre os 226 municípios gaúchos que podem vir a ser extintos se a PEC do Pacto Federativo do governo federal for aprovada no Congresso Nacional, cerca de 60% apresentam Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) considerado alto e mais de 39%, médio. Os dados apontam que esses municípios possuem alto índice de qualidade de vida e de desenvolvimento, de acordo com o PNUD, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil.

O levantamento feito pela Famurs revela que das 226 cidades gaúchas atingidas pela medida, 136 possuem IDHM alto. Dos demais, 89 municípios têm o índice médio, e um não possui levantamento atualizado de IDHM. As faixas de desenvolvimento humano variam de 0 a 1, indicando que, quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano, sendo de 0,000 a 0,499 muito baixo, de 0,500 a 0,599 baixo, de 0,600 a 0,699 médio, de 0,700 a 0,799 alto e de 0,800 a 1,000 muito alto.

Entre as maiores cidades gaúchas, somente a capital Porto Alegre tem IDHM muito alto, de 0,805%.  Os municípios mais populosos e desenvolvidos do estado, com receita própria superior a 10%, como Pelotas, Caxias do Sul, Canoas e Santa Maria, ficam na mesma faixa alta de desenvolvimento humano que os 136 municípios que o governo federal pretende extinguir, em média 0,764.

Para a Famurs, isto representa que os municípios pequenos gerenciam com eficiência suas receitas, garantindo às comunidades investimentos nas áreas básicas, serviços bem prestados e uma qualidade de vida que certamente não seria possível se dependessem da destinação de verbas de municípios maiores para essas localidades.

Critérios

O presidente da Famurs e prefeito de Palmeira das Missões, Dudu Freire, chama a atenção para a falta de critérios representativos adotados pelo governo federal para determinar a extinção dos municípios.

“A medida não obedece a qualquer critério técnico que possa medir a viabilidade econômica ou social dos municípios. A incompatibilidade está demonstrada nos dados do IDHM. A alta qualidade de vida nos municípios possivelmente afetados desmonta a tese da extinção. Esses municípios produzem riqueza para estado e União, não são cabides de emprego, nem têm estruturas incompatíveis. Ao contrário. Realizam gestão com eficiência e prestam serviços de qualidade para população”, afirma Freire.

Quanto ao critério fiscal, a Famurs reitera que os municípios não podem ter sua capacidade econômica definida somente pelas receitas próprias, que são os impostos como IPTU e contribuições de melhoria, por exemplo. “Outras receitas, como as transferências constitucionais, a exemplo do ICMS, do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), do Imposto Territorial Rural (ITR) e IPVA,  também fazem parte do cômputo das receitas dos municípios, suportando adequadamente a máquina pública para o atendimento de qualidade nas áreas básicas, como saúde e educação”, analisou o presidente da Famurs.

Para o presidente, a regra de corte do governo, baseada nos critérios de número de habitantes e receita própria, não retrata a realidade econômica e social e penaliza os municípios. “No Brasil, 82% dos municípios não atingem 10% de receita própria, independente de tamanho. No Rio Grande do Sul, dos 497 municípios, 66,8% têm receita própria inferior a 10%. A questão passa pelo gerenciamento das verbas. Pela proposta radical do governo, muitos municípios que podem ser fundidos vão receber até metade dos repasses do FPM, por exemplo. Existe uma cota fixa desse fundo para cidades com até 10.188 habitantes. Se dois municípios de dois mil habitantes forem agregados a um vizinho com até mais de até 10 mil, só um receberá essa cota única do governo. Quem vai sofrer, é a população, que não terá a mesma qualidade nos serviços”.

IDHM

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é uma medida composta de indicadores de três dimensões do desenvolvimento humano: longevidade, educação e renda.

O IDHM brasileiro segue as mesmas três dimensões do IDH Global: longevidade, educação e renda, mas vai além: adequa a metodologia global ao contexto brasileiro e à disponibilidade de indicadores nacionais. Embora meçam os mesmos fenômenos, os indicadores levados em conta no IDHM são mais adequados para avaliar o desenvolvimento dos municípios brasileiros. Assim, o IDHM – incluindo seus três componentes, IDHM Longevidade, IDHM Educação e IDHM Renda – conta um pouco da história dos municípios em três importantes dimensões do desenvolvimento humano durantes duas décadas da história brasileira.

O objetivo da criação do IDH foi o de oferecer um contraponto a outro indicador muito utilizado, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, que considera apenas a dimensão econômica do desenvolvimento.

*FAMURS

Fenômeno “Parélio” foi registrado em Crissiumal

Fenômeno registrado em Crissiumal é resultado da refração e reflexão dos raios solares em pequenos cristais de gelo suspensos em nuvens. Foto: Emerson Gomes

Um parélio foi registrado na tarde desta terça-feira, 12 de novembro, em Crissiumal na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul. O registro ocorreu por volta das 18h30 minutos, e durou pouco tempo.

O “Parélio” consiste em um ponto brilhante à esquerda ou à direita do Sol, que é um fenômeno óptico atmosférico associado principalmente com a reflexão e refração da luz solar por pequenos cristais de gelo provenientes de nuvens. Em algumas ocasiões pode dar  a impressão que tem três sóis.

Eles são melhor vistos e mais visíveis quando o Sol está perto do horizonte.

*Rádio Metrópole

MP extingue multa adicional de 10% do FGTS que ia para União

A multa de 40% para o trabalhador não foi extinta

O governo extinguiu a multa adicional de 10% do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de demissões sem justa causa. A decisão faz parte da Medida Provisória 905 que criou o Programa Verde e Amarelo, voltado para a criação de empregos para os jovens. A MP foi publicada na edição desta terça-feira (12) do Diário Oficial da União, e não altera o pagamento da multa de 40% para os trabalhadores.

A multa adicional foi criada pela Lei Complementar 110, de 2001. Em outubro, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, anunciou que o governo iria propor a extinção da multa.

Segundo o secretário, o fim da multa abrirá uma folga de R$ 6,1 bilhões no teto de gastos para o próximo ano. Isso porque o dinheiro da multa adicional deixará de passar pela conta única do Tesouro Nacional, não sendo mais computado dentro do limite máximo de despesas do governo. O dinheiro passa pelo caixa do governo e é transferido para a Caixa, gestora do FGTS.

Atualmente, as empresas pagam 50% de multa nas demissões sem justa causa. Desse total, 40% ficam com o trabalhador. Os 10% restantes vão para a conta única do Tesouro Nacional, de onde são remetidos para o FGTS.

 

*Agência Brasil

SUS pretende usar inteligência artificial para agilizar atendimentos

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o programa Conecte SUS, em fase de testes no estado de Alagoas, é o primeiro passo para informatizar e modernizar a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde, o SUS.

A iniciativa cria uma rede nacional de dados que permite que usuários do SUS tenham perfis acessíveis por qualquer profissional de saúde. Dessa forma, todos os procedimentos e recursos utilizados por esses pacientes estarão disponíveis em um banco online. De acordo com o ministério, dados como vacinação, procedimentos cirúrgicos, exames, consultas regulares e medicamentos receitados constarão na ficha médica do paciente.

De acordo com o ministro, o uso de tecnologia para criar filtros e estabelecer parâmetros nos atendimentos agilizará as filas de espera e, também, auxiliará na distribuição de recursos estaduais e municipais de forma mais inteligente.

A expectativa do ministro é que metade dos estados brasileiros esteja ligada ao Conecte SUS até o final de 2021.  Leia abaixo a entrevista concedida à Agência Brasil:

Os dados dos perfis de usuários do SUS poderão ser usados pela rede privada? O usuário pode levar essa “ficha médica” para fora do SUS?

Luiz Henrique Mandetta: Sim. A ideia é propagar a informação entre os estabelecimentos públicos e privados. Desde que sejam atendidos todos os critérios técnicos de segurança.

Esse novo sistema influencia no tempo de espera do SUS?

Mandetta: Acreditamos que, a partir do uso da Rede Nacional de Dados (RNDS), teremos uma visão macro sobre os padrões de atendimento e, com isto, gerar dados robustos para a tomada de decisão, entre elas, a diminuição da fila. O uso de inteligência artificial pode auxiliar a identificar prioridades.

Qual a estimativa para que o projeto atinja 100% de cobertura?

Mandetta: O piloto em Alagoas nos ajudará a ter esta visão do impacto do Conecte SUS. O primeiro objetivo é conectar todos os municípios, todas as unidades, para os gestores mapearem as necessidades. Com isso, o gestor pode gerenciar a unidade de saúde. Para um gestor estadual, é o conjunto de cidades e seus indicadores, para poder diminuir a mortalidade infantil e materna, melhorar a saúde mental, garantir o estoque de medicamentos, diminuir a interrupção de medicamentos, abastecer melhor a rede. Em Alagoas, teremos um retrato 3×4 do que vamos encontrar no Brasil no ano que vem. Temos a intenção de termos, até o final de 2021, mais da metade dos estados brasileiros cobertos.

Há novas iniciativas tecnológicas planejadas para o atendimento público de saúde?

Mandetta: Trabalhamos com a possibilidade de ter a carteirinha de vacinação digital, um padrão de prescrição nacional de medicamentos, de diminuir as fraudes e o mau uso dos serviços de saúde, entre outros.

 

Fonte: Agência Brasil

 

 

Três Passos: Seara Alimentos e outros cinco frigoríficos gaúchos são habilitados para exportar para a China

Ministério da Agricultura anunciou que, ao todo, 13 estabelecimentos poderão vender para o país asiático

O Ministério da Agricultura anunciou que mais 13 frigoríficos brasileiros estão habilitados a exportar para a China. São cinco plantas de abate de bovinos, cinco de suínos e três de aves. Entre os frigoríficos habilitados estão seis estabelecimentos localizados no Rio Grande do Sul, incluindo todas as plantas de carne suína: Seara de Seberi, Seara de Três Passos, JBS de Caxias do Sul, Aurora Alimentos de Sarandi e BRF de Lajeado. A Marfrig, de São Gabriel, foi habilitada para carne bovina.

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, disse que, além do impacto no aumento das exportações, a notícia também vai possibilitar novos investimentos, com ampliação de plantas frigoríficas e criação de novos postos de trabalho. O dirigente acredita que o Brasil conta com potencial para ter mais plantas habilitadas nas próximas semanas, já que muitos estabelecimentos ainda estão em processo de credenciamento ao mercado asiático.

A demanda é impulsionada principalmente pelo surto de peste suína africana, que dizimou uma parcela considerável do rebanho chinês. O Brasil passa a contar com 16 plantas de carne suína e 46 de carne de frango habilitadas para vender para a China.

Confira os frigoríficos habilitados

1 – Marfrig Global Foods (SIF847), São Gabriel (RS)

2 – Frigorífico Sul Ltda (SIF889), Aparecida do Taboado (MS)

3 – Naturafrig Alimentos Ltda (SIF 1365), Pirapozinho (SP)

4 – Marfrig Global Foods (SIF1900), Pontes e Lacerda (MT)

5 – JBS/SA (SIF2058), Senador Canedo (GO)

6 – Unita Cooperativa Central (SIF603), Ubiratã (PR)

7 – União Avícola Agroindustrial Ltda (SIF2675), Nova Marilândia (MT)

8 – Zanchetta Alimentos Ltda (SIF2758), Boituva (SP)

9 – Seara Alimentos Ltda (SIF15), Seberi (RS)

10 – Seara Alimentos Ltda (SIF60), Três Passos (RS)

11 – JBS Aves Ltda (SIF876), Caxias do Sul, (RS)

12 – Cooperativa Central Aurora Alimentos (SIF3847), Sarandi (RS)

13 – BRF S.A (SIF3975), Lajeado (RS)

 

 

Fonte: Danton Júnior/Correio do Povo

Brigada Militar de Três Passos promove encontro com gerentes de agências bancárias da Região Celeiro

Foto: BM

Na noite de segunda-feira (11/11) a Brigada Militar de Três Passos promoveu um encontro com os gerentes e representantes das agências bancárias e cooperativas de crédito da Região Celeiro para uma troca de informações sobre segurança pública envolvendo estabelecimentos bancários.

Na ocasião também foi apresentada a Operação Barão Diamante, que vem sendo desenvolvida na Região Celeiro com o objetivo de prevenir e reprimir crimes de grande repercussão, tais como os furtos e roubos a instituições financeiras e estabelecimentos comerciais. Os Policiais Militares empregados nesta operação estão atuando com o uso de armas longas, capazes de fazer enfrentamento a criminalidade.

A operação foi assim batizada em alusão a denominação da unidade militar do 7° BPM, Batalhão Coronel Barão e a operação, realizada nos mesmos moldes, a nível de comando da Brigada Militar, a Operação Diamante.

A ocasião foi de muitas trocas de informações, visando a segurança de todos, e quem sai ganhando é a comunidade da Região Celeiro.

*BM

Jovem morre ao bater moto contra um poste e ser atropelado em Santa Rosa

 

Internauta via Whatssap

Um jovem de 21 anos, morreu depois de bater com a motocicleta que pilotava contra um poste da rede energia elétrica no canteiro central da Av. Expedicionário weber e ainda ser atropelado, em Santa Rosa.

O acidente ocorreu no final da tarde desta segunda-feira (11), e segundo informações a vítima Bruno Vitor Bender Araújo, pilotava um Motocicleta Yamaha Fazer 250, e teria se desequilibrado depois de bater de raspão em uma caminhoneta Tucson que sai do estacionamento na lateral da avenida, e em seguida subiu o canteiro central atingindo o poste. Com o impacto da batida, o jovem foi alçado para o outro lado da avenida e foi atropelado por um veículo que seguia no sentido contrário.

Equipes do Corpo de Bombeiros e Samu estiveram no local, mas o jovem já estava sem vida. Bruno era promotor de vendas de uma empresa de bebidas de Santa Rosa.

A Brigada Militar acionou a Polícia Civil.

 

Fonte: Paulo Marques