Crissiumal: Secretaria da Agricultura realizou vistoria em propriedades da costa do Rio Uruguai, atingidas por granizo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Queda de granizo foi registrada no domingo

A Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Meio Ambiente de Crissiumal realizou uma visita, na segunda-feira, 14, em algumas localidades do interior do município, para buscar informações sobre o granizo e o vento que atingiu a região da costa do rio Uruguai, na tarde de domingo (13).

As visitas foram realizadas nas localidades Lajeado Fazenda, Lajeado Jacaré, Ressaca do Buricá e Barra do Buricá. Verificou-se que os estragos deixados pelo vento e queda do granizo foram pontuais numa mesma localidade.

A secretaria visitou o produtor Mário Rodrigues Peixoto na localidade de Lajeado Jacaré, que cultiva em sua propriedade 52 mil pés de fumo, o qual informou que felizmente seu cultivo não foi atingido, percebendo-se um bom desenvolvimento da cultua na sadia lavoura cultivada com mão de obra familiar e de excelente resultado de plantio, conservação e controle de pragas como mostram as fotos, inclusive o seu Mário, juntamente com a esposa Tereza, trabalhavam na roça de terra dobrada no momento da vistoria. Já, na mesma localidade, na propriedade e lavoura de Vilson Tormes, que cultiva 145 mil pés em três áreas de cultivo separadas, verificou-se que em uma lavoura de 55 mil pés cultivados, os estragos foram consideráveis em plantas com folhas que já atingem o tamanho de 90 cm de comprimento conforme mostram as fotos em anexo.

Na localidade de Barra do Buricá, fato semelhante em uma lavoura de cultivo localizada próximo à “Grutinha”, os estragos foram idênticos os presenciados na lavoura do Vilson em uma área de cultivo com plantas bem desenvolvidas e com pés que já apresentavam em média de 10 a 13 folhas da planta.

Por último, ficou constatado também na Barra do Buricá numa lavoura bem às margens do Rio Uruguai, como mostram as fotos, as plantas não apresentam estragos, inclusive, o produtor de uma lavoura com 32 mil pés plantados no momento da vistoria envergava sua roça relatou que presenciou o movimento de nuvens baixas vindo em direção, mas acredita ele, com a força do vento foram direcionadas para outro rumo.

Na mesma visita outros contatos foram feitos com produtores dessas localidades que afirmam presenciar o tempo “feio”. Vistorias também foram realizadas em lavouras de trigo e percebeu que a força do vento deixou redemoinhos de plantas caídas e as pedras atingiram alguns cachos da planta, devendo assim, influenciar com queda de produtividade por hectare quando colhido do produto. Nas lavouras de milho os estragos foram mínimos não chegando a comprometer a planta em seu estágio de desenvolvimento.

De acordo com a Secretaria, as informações colhidas, durante à vistoria, ficam arquivadas em um banco de dados da própria Secretaria.

 

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.