Posts

Menino de 11 anos morre após ser atingido por veículo desgovernado em Carazinho

A vítima, que não teve a identidade revelada, estava brincando com amigos na frente de casa, em Carazinho.

1477003806_93

Foto: Rádio Gazeta

Um menino de 11 anos morreu após ser atingido por uma caminhonete na tarde desta quinta-feira (20) em Carazinho, no Alto Jacuí. Segundo a Polícia Civil, a vítima – que não teve a identidade revelada – estava brincando com amigos na frente de casa, na rua Guanabara, quando foi atropelada por uma caminhonete S10.
O veículo estava estacionado e se deslocou após ser atingido por uma Ford Pampa, que estava parada em uma lomba e começou a andar sozinha.
A polícia investiga se a caminhonete não estava com o freio de mão acionado.

Fonte: Rádio Gaucha

Grupo de Trabalho Humanizador do HCC anima o Dia das Crianças

gth-dia-das-criancas

Para comemorar o Dia das Crianças, o GTH realizou uma atividade diferente na Pediatria do HCC. As crianças que estavam internadas receberam uma visita muito especial, onde integrantes do grupo se vestiram de palhaço e levaram um pouco de alegria para elas.

Também foram entregues presentes (brinquedos) além de um lanche diversificado especial para o público infantil, como docinhos, bolo e algodão doce.

O objetivo da ação é lembrar, carinhosamente, das crianças que estão internadas nesta data, fazendo com que as dores das enfermidades sejam substituídas por momentos de alegria a diversão, como toda criança merece.

Nos próximos dias o GTH realizará uma atividade envolvendo os colaboradores da instituição e seus filhos. (A princípio, dia 5 de novembro, no CAD)

Fonte/Foto: HCC

Criança recém-nascida é abandonada em matagal em Sobradinho, no RS

1474446293_42

Após ser encontrada, criança foi levada para hospital (Foto: Fabricio Ceolin, divulgação/Rádio Sobradinho)

 

Um bebê recém-nascido foi encontrado em um matagal no interior de Sobradinho, no Vale do Rio Pardo, interior do Rio Grande do Sul. Segundo a Brigada Militar, a mãe da criança, de 20 anos, teria feito o parto sozinha durante a madrugada desta terça-feira (20) e, em seguida, abandonou o bebê.
A menina nasceu com 3,6 quilos. A mãe da criança foi encontrada pela família no começo da manhã e foi levada para o Hospital São João Evangelista, com suspeita de estupro. Entretanto, um enfermeiro desconfiou da situação e chamou a polícia. Foi quando a jovem acabou confessando que fez o parto.
A criança foi encontrada pela cunhada e foi levada ao hospital, enrolada em um pano. Ela foi submetida a exames e passa bem. A menina está sendo amamentada pela mãe. O Conselho Tutelar acompanha o caso.

Fonte: G1

Criança tem o braço decepado em centrífuga de roupas em Uruguaiana

Menino, de três anos, foi removido a Porto Alegre para atendimento

thumb-aspx

Criança foi removida para Porto Alegre | Foto: Everaldo Jacques / Especial CP

Uma criança de três anos sofreu um acidente doméstico na tarde desta quinta-feira em Uruguaiana, na Fronteira Oeste. O menino teve o braço esquerdo decepado por uma centrífuga de roupas. O caso ocorreu na no bairro Cohab 1,na zona Sul do município.

O garoto foi atendido no Hospital da Santa Casa de Caridade por uma junta de médicos. Após análise do caso, foi decidida a remoção da criança para Porto Alegre para reimplante do membro.

Um helicóptero do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) foi enviado à Fronteira Oeste para fazer a remoção da criança. A aeronave com a criança iniciou a viagem para Porto Alegre no começo desta noite para a realização da cirurgia que deverá reimplantar o membro decepado.

Fonte: CP

Achocolatado ingerido por criança que morreu foi envenenado, diz laudo

Perícia apontou a presença de pesticida nas embalagens apreendidas. Homem envenenou bebida para se vingar de assaltante, diz polícia.

a1f7fed0d4efb2e121a84e60b0573506

Achocolatado ingerido por criança que morreu foi envenenado, diz laudo. Foto: André Souza

Um laudo divulgado pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), nesta quinta-feira (1), apontou que o menino, de dois anos, morreu vítima de envenenamento. Tanto o achocolatado ingerido pela criança, quanto o material coletado do estômago da criança, passaram por perícia. Nos dois exames foi identificada a presença de um defensivo agrícola. Dois homens foram presos suspeitos do crime.

“Foi possível localizar em todas as embalagens de duas marcas diferentes o pesticida, que também é usado pela população para matar rato”, explicou o delegado Eduardo Botelho, da Deddica.

A Itambé, fabricante do produto, informou, por meio de nota, que, com a prisão de dois suspeitos de envolvimento na morte, ficou esclarecido que o produto não estava contaminado.

Segundo a Polícia Civil, o veneno foi injetado pelo morador Adônis José Negri, 61 anos, como forma de tentar se vingar de Deul de Rezende Soares, de 27 anos, que, conforme a polícia, é suspeito de furtar comércios e casas na região do Bairro Parque Cuiabá, na capital. Os dois foram presos nesta quinta-feira.

De acordo com o laudo, Adônis teria injetado o veneno com um material pontiagudo, semelhante a uma seringa. O G1 teve acesso ao documento, que mostra o local exato onde a embalagem foi perfurada. “Ele sabia o que estava fazendo. Todos os furos seguem um padrão e foram feitos na dobradura da embalagem para não ser percebido”, afirmou o delegado.

Segundo a polícia, em depoimento, Adônis confirmou que envenenou as embalagens de duas marcas de achocolatado e as guardou na geladeira. No entanto, alegou que queria matar ratos na residência dele. “A ideia era se vingar, mas ele contava que o autor do furto ingerisse a bebida e não outra pessoa”, disse Botelho.

Rhayron Christian morreu na última quinta-feira (25), cerca de uma hora após ter ingerido o produto, conforme a polícia. Após a morte, a mãe dele, Dani Cristina dos Santos registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que encaminhou o caso para a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) para investigação.

Devido à morte da criança após a ingestão do produto, foi determinado o recolhimento e a proibida a venda do achocolatado Itambezinho em todo o território nacional pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Nesta quinta, depois da divulgação do laudo, a Anvisainformou ao G1, por meio de assessoria, que a suspensão cautelar continua, independentemente da ação policial. Segundo a agência, o lote do achocolatado não pode ser comercializado até que exames laboratoriais feitos pelo órgão comprovem que não há contaminação química no restante dos produtos do mesmo lote do achocolatado consumido pela criança.

Venda do achocolatado

A polícia informou que Deuel é usuário de drogas e costumava cometer pequenos furtos e roubos naquela região. Dois furtos ocorreram na casa de Adônis, como ele próprio confessou à polícia. No último roubo, ele levou as embalagens de achocolatado e as vendeu por R$ 10 para o pai do menino.

A mãe de Rhayron disse que a família passava por dificuldades financeiras e que já havia comprados outros alimentos de Deuel, que é amigo da família.

Segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública, ele tem antecedentes criminais e tinha um mandado de prisão em aberto por furto.

A mãe da criança diz lamentar a morte do filho e disse que espera a punição dos culpados. “A dor é muito grande. Não sei nem o que falar. Só quero que a Justiça seja feita”, declarou.

Dani Cristina disse que também ingeriu um pouco da bebida e passou mal, mas não chegou a ser internada. Segundo ela, um amigo da família também provou o achocolatado, passou mal e foi internado.

Posicionamento do fabricante

Em nota, a Itambé, empresa fabricante do produto, informou que, com a prisão dos dois suspeitos de envenenamento, ficou esclarecido que o produto Itambezinho não estava contaminado.

“A Itambé reforça que desde o dia 25/05, data de fabricação do lote em questão, já foram comercializadas mais de 5 milhões de unidades e não foram registradas reclamações de nenhuma natureza. A empresa lamenta o ocorrido, se solidariza com a dor da família e reforça seu compromisso com os consumidores brasileiros ao entregar produtos da mais alta qualidade”, diz trecho da nota.

Adônis deve responder por crime de homicídio qualificado pelo emprego de veneno e por tentativa de homicídio. Já Deuel deve ser autuado por furto qualificado por arrombamento.

hh

Caixinha de acholatado foi perfurada para que fosse colocado o veneno (Foto: Reprodução

Polícia Civil investiga morte de criança de 2 anos após ingestão de achocolatado

A Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), da Polícia Judiciária Civil do Mato Grosso, abriu inquérito policial nesta segunda-feira (29) para apurar as causas da morte de uma criança de 2 anos, após ingerir uma bebida achocolatada, em Cuiabá.

achocolatado

De acordo com a mãe da criança, o filho tomou a bebida por volta das 9 horas, na residência da família. Ela contou que o filho estava há dois dias resfriado, soltando coriza pelo nariz, mas sem febre.

Conforme o depoimento da mãe, o menino pediu algo para comer e, então, deu uma caixinha do achocolatado. Minutos após ingerir o líquido, o menino teria apresentado falta de ar, ficando com o “corpo mole e com princípio de desmaio”. A criança foi levada para atendimento na Policlínica do Coxipó, onde por cerca de uma hora os médicos tentaram reanimá-lo. A criança não resistiu e morreu no local.

A mãe relatou que bebeu um pouco do achocolatado e também passou mal, sentindo tonturas e náuseas, assim como o tio da criança, que chegou a ser encaminhado a uma unidade hospitalar.

A liberação do corpo foi realizada pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), junto ao Serviço de Verificação de Óbito, do Hospital Universitário Julio Müller, na capital.

Perícia

Durante a investigação, a polícia apreendeu cinco caixas do achocolatado da marca Itambezinho, – três fechadas e duas abertas, uma vazia, que seria a ingerida pela vítima. A mãe declarou que ganhou as caixas de um vizinho. O material foi encaminhado para o Laboratório Forense da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), que irá realizar análises do produto e também exames com amostras colhidas da criança em exame de necropsia.

A Polícia Civil aguarda a conclusão do laudo, mas já iniciou os interrogatórios para apurar as circunstâncias do fato, sob coordenação do delegado titular da Deddica, Eduardo Botelho.

Lote suspenso

A Coordenadoria de Vigilância Sanitária do Estado de Mato Grosso solicitou interdição cautelar de todos os produtos Itambezinho Chocolate (sabor chocolate, rico em 10 vitaminas), com data de fabricação em 25/05/2016, validade 21/11/2016 e lote MA 21:18.

A Coordenadoria de Vigilância Sanitária de Mato Grosso esclarece que a interdição cautelar é uma atividade de praxe, preventiva, e utilizada rotineiramente quando existe a suspeita de contaminação ou desvio de qualidade de qualquer tipo de produto de interesse à saúde.

Fonte: Banda B

Mulher é presa vendendo drogas com bebê no colo

presaa

Foto: Lucas Cidade

Na tarde desta terça-feira (09) os integrantes do 3º Batalhão de Operações Especiais (BOE) da Brigada Militar efetuaram a prisão de uma jovem por tráfico de drogas em Passo Fundo.

As guarnições do BOE, coordenadas pelo Capitão Ceolan, receberam uma denúncia anônima de que algumas mulheres estavam vendendo entorpecentes em cima da ponte localizada na Avenida do Barão, na divisa do bairro COHAB 1 com a Vila São Bento.

Imediatamente os policiais compareceram ao local e abordaram as duas jovens. Durante a revista, foram apreendidas 51 pedras de crack em uma carteira que estava escondida em um carrinho de bebê, pertencente à uma adolescente de 17 anos.

A outra jovem, de 18 anos, estava segurando a sua filha de 13 dias no colo e portava a chave de uma residência. Ao ser questionada, informou aos policiais que era de sua casa em frente.

O efetivo de policiais com cães farejadores do Canil do 3º BOE foram acionados e nas buscas no interior da residência foram apreendidas 69 gramas de maconha, 200 pedras de crack, além de 119 gramas de crack fracionadas em pedras grandes e uma quantia de dinheiro.

Diante do fato, os policiais deram voz de prisão para a acusada e de apreensão para a adolescente, sendo que as duas foram encaminhadas com a bebê até a Delegacia de Pronto Atendimento da Polícia Civil.

O Delegado Plantonista Cláudio Edgar Trindade Belcamino lavrou o flagrante indiciando a Luana por tráfico de drogas. Posterior, ela foi recolhida ao Presídio Regional de Passo Fundo.

A bebê foi entregue para uma familiar e a adolescente prestou depoimento e foi liberada.

Fonte: Lucas Cidade / Uirapuru.

Menino de 7 anos é atropelado por caminhonete em Três Passos

1e4ce88669c3888ea67072c7bd56ca87_L

Criança andava de bicicleta e teria cortado a frente. Fotos: Três Passos News

Corpo de Bombeiros, Samu e Brigada Militar atenderam um acidente de trânsito envolvendo uma caminhonete e uma bicicleta na tarde desta quinta-feira, 28, em Três Passos.

O acidente aconteceu, por volta das 16h30, no cruzamento da rua Armindo José Ledur com a Eusébio de Queirós, na saída para Linha Caxambú, no bairro Pindorama.

A caminhonete Ford Courier, placas de Três Passos, seguia no sentido Cidade/Interior quando colidiu na bicicleta, que lhe cortou a frente e era conduzida por um menino de 7 anos.

A criança foi encaminhada pelo Corpo de Bombeiros com lesões leves ao Hospital de Caridade para atendimento. O motorista conseguiu frear o veículo, evitando consequências mais graves.

DSCF7558

Fonte: Três Passos News

Padrasto confessa estupro e mordidas em bebê: ‘Estava drogado’

img_9836

Casal não teve rosto mostrado para preservar imagem do bebê (Foto: Suelen Gonçalves/G1 AM)

A delegada Juliana Tuma, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), informou que o suspeito relatou, em depoimento, ter sufocado o bebê em vários momentos e afirmou não entender como a mãe não ouviu o choro da criança, já que o menino gritava muito. Além disso, ele dormia na cama entre os dois.

meninomordido300

Criança apresenta marcas de mordida em diferentes partes do corpo (Foto: Divulgação)

A mãe nega envolvimento no caso. “Nem desconfiava que ele fazia isso com meu filho. Ele acalentava meu filho. Sinto ódio e revolta porque estou pagando por algo que não fiz”, disse a mulher na delegacia.

Juliana Tuma informou que o exame de corpo de delito realizado no menino apontou que as marcas de mordidas no corpo e no pênis do bebê foram feitas por um adulto. Ainda conforme a delegada, o bebê voltou a ser internado.

A mãe e o padrasto foram indiciados por crime de tortura e estupro de vulnerável. A mulher também vai responder criminalmente por omissão.

O adolescente está apreendido na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde aguardará decisão judicial. A mãe será levada à cadeia feminina.

Entenda o caso
A mãe do menino de um ano e quatro meses foi encaminhada à polícia, no domingo (12),  após o filho ser atendido no Pronto-Socorro da Criança João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, com marcas de agressão.

O caso revoltou a equipe médica e pessoas que estavam na unidade de saúde no momento do atendimento. A mãe e o padrasto da criança levaram o menino até o hospital.

A pediatra Aline Coelho Cordeiro, que atendeu a criança, contou ao G1 que ele tinha diversas marcas de mordidas, hematomas de espancamento por todo corpo e ferimentos no pênis. Na ocasião, a família negou à reportagem que tivesse ocorrido violência contra o bebê.

“A criança chegou chorando. A mãe, super fria, chegou dizendo que a criança tinha caído do velocípede. Achei muito estranho porque a gente conhece quando a criança cai e, ele estava cheio de mordidas pelo corpo inteiro, perna, tronco, cabeça, bochecha, inclusive na área genital. O “pintinho” dele estava dilacerado com mordidas”, disse a pediatra Aline Coelho Cordeiro.

Fonte: G1

 

Homem é preso por estuprar sobrinha de 5 anos em Panambi

1465591960_30

Foto: Polícia Civil / Divulgação

 

Um homem foi preso nesta sexta-feira (10) em Panambi, no Planalto, por ter estuprado a sobrinha de cinco anos. Segundo a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Novo Hamburgo, o suspeito cometeu o crime durante as aulas de matemática que dava para a criança.
Após investigações, a polícia descobriu que o criminoso havia fugido para Panambi. Ele vai responder por estupro de vulnerável.

Fonte: Rádio Gaúcha