Inter goleia Juventude e conquista hexa no Gauchão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

thumb.aspx

O Inter conquistou na tarde deste domingo o terceiro hexampeonato da sua história no Gauchão ao vencer o Juventude por 3 a 0 no estádio Beira-Rio. A vitória e o título colorado passaram pelo trabalho do departamento jurídico do clube, que garantiu a participação do lateral William através de um efeito suspensivo. O lateral deu assistência para os gols de Sasha e Paulão em cobranças de falta. O terceiro gol foi marcado por Gustavo Ferrareis.

Além de 2016, o clube alcançou a sequência de seis títulos regionais consecutivos em 1945 e 1974. O título deste domingo foi o de número 45 do Inter na história do Gauchão.

Inter domina e faz 1 a 0 

Dentro de campo, o Inter começou enfrentando o Juventude na pressão. Através da marcação alta, o Colorado deixou claro as suas intenções de matar o jogo o quanto antes.

Após os primeiros minutos de pressão, o Juventude, bem montado por Antonio Carlos Zago, sobreviveu ao cerco colorado, promovido por Aylon, Sasha, Anderson e Andrigo. Embora tenha conseguido sair incólume da blitz vermelha, o time de Caxias do Sul não conseguia jogar. A iniciativa era toda dos comandados de Argel Fucks.

E o Inter nem havia criado chances quando abriu o placar. Aos 14 minutos, após uma falta cobrada por William da direita, Sasha apareceu livre e se aproveitou de um vacilo da zaga do Juventude. O atacante cabeceou contra o chão e a bola fugiu das mãos do goleiro Elias para morrer nas redes da equipe caxiense.

Quatro minutos depois, o Inter voltou a ir à frente com força. Depois de ótima triangulação entre Sasha e Anderson, o camisa 9 chegou à linha de fundo e cruzou à meia altura para Aylon. Na hora “H” Pará surgiu para evitar que o centroavante balançasse as redes pela segunda vez em favor do Inter.

O Juventude demorou para reagir porque o Inter insistia em fazer a marcação sob pressão. Hugo era uma figura ausente na partida, pois estava bem vigiado por Fernando Bob e Fabinho. Sempre que possível, o Colorado dobrava a marcação no adversário.

O melhor momento do Juventude nasceu aos 22 minutos. Após uma boa jogada pela direita, Bruno Ribeiro recebeu a bola pelo meio e arriscou de fora da área. Sobrou para Roberson, que se desequilibrou e não conseguiu executar o chute. Na sequência, Lucas concluiu muito forte e a bola subiu, passando perto do gol de Alisson.

A partir dos 30 minutos, o ritmo do jogo diminuiu e o Juventude passou a ter mais posse de bola, com um Inter mais paciente e menos objetivo. A estratégia era esperar por uma escapada no contra-ataque. As duas equipes, no entanto, não conseguiram criar novas chances de gol e o primeiro tempo terminou com a vitória parcial do Colorado.

William aparece de novo e vitória vira goleada 

Na volta para o segundo tempo, Inter e Juventude trocaram os papéis. Ao contrário da etapa inicial, os visitantes começaram a dar as cartas na parte complementar da decisão e durante cinco minutos o time de Caxias pressionou os donos da casa. Aos nove minutos, Hugo teve a chance de empatar o jogo. Após um lançamento da intermediária, o meia apareceu livre e cabeceou rasteiro. Alisson caiu para fazer a defesa e evitou o gol do Juventude.

A partir daí, o Inter, que tinha uma postura retraída, passou a agredir um pouco mais, embora a posse de bola, na maioria do tempo, fosse do Juventude. Aos 10 minutos, Antonio Carlos resolveu mexer no Juventude, retirando do jogo o lateral Helder e colocando o meia Walacer.

A partida perdeu em emoção na medida em que as equipes erravam passes. Os setores defensivos passaram a ter supremacia sobre os atacantes, que eram pouco acionados. Argel alterou a equipe e tirou Anderson. Ele optou pela entrada de Gustavo Ferrareis. Já o Juventude fez nova mudança, tirando o zagueiro Heverton para o aproveitamento do atacante Sassá.

Apesar das modificações, não foi com bola rolando que saiu o segundo gol do jogo. William, que já havia feito uma assistência para o tento de Sasha, participou do 2 a 0 do Inter. Aos 24 minutos, o lateral cobrou uma falta da direita e Paulão subiu mais alto que os zagueiros do Juventude para cabecear e ampliar a vantagem do Colorado na corrida pelo hexacampeonato.

A essa altura a torcida já havia começado a gritar “é campeão” nas aruibancadas, mas ainda datava tempo para mais. O título foi sacramentado aos 36 minutos, quando a boa vitória virou goleada. Artur tabelou com Andrigo na esquerda e cruzou. Na segunda trave, Gustavo Ferrareis cabeceou tranquilamente para fazer 3 a 0 e liquidar de vez o Juventude. Inter, hexacampeão gaúcho.

Gauchão 2016 – Final

Inter 3

Alisson; William, Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob, Fabinho, Anderson (Gustavo Ferrareis) e Andrigo; Sasha e Aylon. Técnico: Argel Fucks

Juventude 0

Elias; Hélder (Walacer), Klaus, Héverton (Sassá) e Pará; Wanderson, Lucas, Bruno Ribeiro e Hugo; Dieguinho e Roberson. Técnico: Antonio Carlos

Gols: Sasha, aos 14/1º; Paulão, aos 24/2º; Gustavo Ferrareis, 36/2º;

Cartões: Bruno Ribeiro (J); Lucas (J); Pará (J); William (I); Everton (J); Hugo (J);

Árbitro: Anderson Daronco

Local: Beira-Rio

Fonte: CP

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.