Obras de reperfilagem asfáltica da ERS 207 seguem em ritmo acelerado

Foram concluídos até o momento aproximadamente 3,5 Km de reperfilagem asfáltica na ERS 207.

Fotos: Emerson Gomes

 A reperfilagem  asfáltica da ERS 207 sentido Crissiumal à Humaitá atingiu  nesta segunda-feira (10-09), 3,5 Km de extensão conforme dados coletados por GPS pela Rádio Metrópole.

As obras iniciaram na quarta-feira (05/09) e estão bem avançadas. Por volta das 16h desta segunda, a recuperação já havia sido feita até Vista Alegre na entrada que dá acesso ao município de Nova Candelária. Parte da via também foi demarcada com faixas de sinalização.

O serviço deverá ser realizado até a BR 468, com estimativa de aproximadamente 45 dias para a conclusão da obra.

Fotos: Emerson Gomes

Fonte: Metrópole

 

 

 

Torcedores morrem em acidente na volta do Gre-Nal no Noroeste do RS

Um choque entre um ônibus e um automóvel deixou três vítimas fatais na altura do Km 73 da ERS-223, próximo a antiga torre da Vivo em Ibirubá/ RS, na madrugada desta segunda-feira (10/09).

Segundo informações, por volta de 1h15min da madrugada, um ônibus leito da empresa Ouro e Prata que fazia a linha Santa Rosa – Porto Alegre, teve a pista invadida por um automóvel GM Vectra placas IKL-4273 de São Luiz Gonzaga que vinha sentido Ibirubá/ Cruz Alta. No carro estavam três homens e uma mulher, que voltavam do jogo entre Internacional e Grêmio em Porto Alegre.

A suspeita é que o condutor do Vectra tenha adormecido ao volante.

Duas pessoas, o motorista e uma mulher, morreram no local. Eles estavam no Vectra. Os outros dois tripulantes foram socorridos e levados para o Hospital de Cruz Alta. Um deles não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo. Os passageiros do ônibus, que estava lotado, não se feriram. Eles foram baldeados para outros coletivos da empresa que faziam o mesmo trajeto.

A ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros de Ibirubá com apoio da ambulância da Prefeitura Municipal. Soldados de Cruz Alta também participaram do resgate. A Brigada Militar de Ibirubá auxiliou no trabalho de isolamento da área, até a chegada da Polícia Rodoviária Estadual de Tapera e do IGP de Passo Fundo.

As vítimas foram identificadas como Rafael de Menezes Azzolin, 27 anos, o condutor do automóvel Jonathan Ourique Barbosa, 25 anos  e a caroneira Vanessa Maciel Martins, 29 anos.

O quarto participante Eduardo Duarte Santiago Rocha, 30 anos, saiu caminhando do carro. O depoimento dele vai auxiliar a polícia a esclarecer as circunstâncias do acidente.

Fonte: Rádio Cidade FM

7º BPM divulga orientações sobre bicicletas elétricas e ciclomotores

A Brigada Militar, através do 7º BPM, vem a público orientar a população da Região Celeiro quanto a correta diferenciação entre bicicletas elétricas e ciclomotores, oportunizando que os proprietários e condutores destes tipos de veículos possam buscar a correta regularização dos mesmos.

Houve um pouco de confusão para classificar e tipificar as bicicletas elétricas, porém tais dúvidas foram sandas pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), através da Resolução nº 465/2013, a qual diz que as mesmas são de fato caracterizadas como bicicletas. Sendo assim, não é necessário emplacamento (licenciamento e demais encargos anuais) e nem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para condução das bicicletas elétricas.

Sua circulação é permitida nas ciclovias e ciclofaixas, desde que atendidas as seguintes condições: potência nominal máxima de até 350 Watts, velocidade máxima de 25 km/h, serem dotadas de sistema que garanta o funcionamento do motor somente quando o condutor pedalar, não dispor de acelerador ou de qualquer outro dispositivo de variação manual de potência, além de estarem dotadas de indicador de velocidade, campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral, espelhos retrovisores em ambos os lados, pneus em condições mínimas de segurança e uso obrigatório de capacete de ciclista.

Já os ciclomotores, popularmente conhecidos “cinquentinhas” e “motos elétricas”, dotados de motores de até 50 cc, devem, obrigatoriamente, serem registrados junto ao DETRAN, emplacados e licenciados, bem como os condutores devem possuir CNH, na categoria “A”, ou a Autorização para Conduzir Ciclomotor.

Neste sentido, a Lei Federal 13.154/2015 estabelece as normas para que as “cinquentinhas” possam ser regularizadas junto ao DETRAN.

É importante, portanto, que antes de comprar uma bicicleta elétrica ou um ciclomotor, o consumidor se assegure das exigências legais específicas para a condução de cada veículo, bem como se o modelo escolhido possui regularidade.

O cidadão pode conferir se o veículo pode ou não ser registrado consultando o CRVA mais próximo.

Por fim, primando pelo princípio da legalidade e, principalmente, zelando pela segurança no trânsito, é que o 7º BPM irá intensificar as fiscalizações nestes tipos de veículos, sendo que possíveis irregularidades administrativas e/ou penais serão apreciadas de acordo com a legislação vigente.

Fonte: 7º Bpm

Petrobras aumenta o diesel em 13% e gasolina em 1,53% nas refinarias

O preço médio do óleo diesel nas refinarias da Petrobras em todo o país estão, desde hoje (31), 13,03% mais caro. Com o aumento, o preço do diesel passou de R$ 2,0316 para R$ 2,2964.

O aumento acontece um dia após a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) ter anunciado a nova tabela com os preços de referência para a comercialização do diesel nas diversas regiões do país.

É o primeiro aumento do preço do derivado desde junho, quando, em acordo com os caminhoneiros em greve, o governo congelou o preço do produto nas refinarias em R$ 2,0316 por litro, viabilizado a partir da subvenção oferecida no âmbito das negociações que levaram ao fim da greve da categoria.

A nova tabela passou a valer a partir de hoje (31) e implicará em aumento nas bombas. Pela tabela da ANP, o maior preço praticado para o óleo diesel vai vigorar na Região Centro-Oeste, onde o preço do produto vai passar de R$ 2,1055 para R$ R$ 2,4094, alta de mais de 14%.

Ao divulgar a tabela com o reajuste, a ANP ressaltou o fato de que “os novos valores refletem os aumentos dos preços internacionais do diesel e do câmbio no último mês”.

Gasolina

A Petrobras também anunciou aumento de 1,53% no preço do litro da gasolina nas refinarias, que passará a partir de amanhã dos R$ R$ 2,1375 para R$ 2,1704.

É o valor mais caro cobrado pelo preço do litro da gasolina desde junho do ano passado, quando a Petrobras mudou a sua política de preços e passou a acompanhar as oscilações do preço da commoditie no mercado externo.

A Petrobras lembra que, “os preços médios informados consideram a média aritmética nacional dos preços à vista, sem encargos e sem tributos, praticados na modalidade de venda padrão nos diversos pontos de fornecimento, que variam ao longo do território nacional, para mais ou para menos em relação à média. Essa variação pode ser de até 12% para gasolina A”.

Fecombustível

A Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustível) disse hoje, em nota, que a tabela divulgada pela ANP com aumentos diferenciados por região no preço do litro do óleo diesel “compromete o preço [final] do diesel ao consumidor, promovido pelo programa de subvenção, que poderá ser impactado”. E lembra que o congelamento do preço de referência do produto “foi uma decisão do governo”, para encerrar a paralisação dos caminhoneiros, que aconteceu em maio.

“Para não causar prejuízos às refinarias e distribuidoras, na ocasião foi instituído um subsídio de R$ 0,30 por litro do combustível até o dia 31 de dezembro deste ano. Porém, com a mudança do cenário econômico, os preços de referência foram revistos, e o desconto não atingirá mais o patamar de R$ 0,30 por litro”, diz a federação.

A Fecombustíveis ressalta o fato de que “o mercado é livre e competitivo em todos os segmentos, cabendo a cada posto revendedor decidir se irá repassar ou não os aumentos ao consumidor, bem como em qual percentual, de acordo com suas estruturas de custo”.

Fonte: Agência Brasil

Documentos de veículos também terão versão eletrônica

Sistema está disponível apenas para o Distrito Federal no momento

(Foto: Ministério das Cidades/Divulgação)

A exemplo do que já ocorre com o título de eleitor e com a carteira nacional de habilitação (CNH), o registro e o licenciamento de veículos automotores terão também uma versão digital. O documento poderá ser baixado a partir desta segunda-feira, por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CNH Digital), já disponível tanto para o sistema Android como para o IOS.

A primeira unidade federativa a fazer uso deste documento é o Distrito Federal. “Não há ainda um prazo definido para que os demais estados aderirem porque a adesão é voluntária e depende dos órgãos de trânsito”, disse o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, durante a cerimônia de lançamento do aplicativo para a capital federal.

O aplicativo reunirá, na mesma plataforma, CNH, seguro obrigatório e Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Segundo o ministro, a ideia do aplicativo é facilitar a vida do cidadão e diminuir as filas dos departamentos de trânsito.

“Mais de 97 milhões de brasileiros possuem CRLV; mais de 60 milhões possuem carteira de habilitação; e mais de 23 milhões de pessoas possuem a habilitação com o QR Code (espécie de código de barras que pode ser verificada pelos agentes de trânsito durante as abordagens). Esse aplicativo tornará a ida ao Detran desnecessária (para boa parte dessas pessoas)”, explicou Baldy.

Prazos

Apesar de não haver, até o momento, um prazo definido para que os departamentos de trânsito das demais unidades federativas passem a adotar a versão eletrônica do documento, a expectativa do diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Maurício Alves, é de que até o final do ano todos estados já estejam operando com o aplicativo.

No DF, há 1,75 milhão de pessoas habilitadas para dirigir. Segundo o diretor-geral do Detran-DF, Silvain Barbosa, esse grande número de motoristas habilitados faz com que as áreas de atendimento ao público tenham de atender diariamente entre 5 e 10 mil pessoas. “Com esse aplicativo, nós retiraremos as pessoas de dentro do órgão”, disse Barbosa.

Download

Para ter o documento em seu celular, é necessário que o proprietário do veículo esteja em dia com o licenciamento. Quem já tem a CNH Digital não precisa fazer o download da Carteira Digital de Trânsito, basta apenas atualizar o aplicativo da CNH Digital. Em seguida, basta adicionar o CRLV Digital e informar o número do Renavam e o código de segurança impresso no Certificado de Registro de Veículo (CRV), que é o antigo DUT.

A fim de esclarecer eventuais dúvidas sobre o uso desse aplicativo, o Denatran disponibilizou um tutorial em seu site.

Fonte: Agência Brasil

Detran do RS publica editais com nomes de motoristas com direito de dirigir suspenso ou cassado

São mais de 1,5 mil motoristas que devem entregar a CNH, ou passar por cursos de reciclagem.

(Foto: Palácio Piratini/Divulgação)

O Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS) publicou no diário oficial de quinta-feira (16) a notificação, por meio de editais, de 1.125 motoristas com direito de dirigir suspenso, e 449 penalidade de cassação.

Após a publicação, o motorista tem 30 dias para apresentar recurso, ou entregar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em um centro de formação de condutores.

Foram notificados por meio dos editais, os motoristas que não foram localizados após três tentativas de entrega pelos Correios.

Pode ter o direito de dirigir suspenso o motorista que somou mais de 20 pontos em infrações, ou aqueles que sofreram uma única infração que possa gerar o processo de suspensão do direito de dirigir, como conduzir sob efeito de álcool, dirigir 50% acima do limite de velocidade, praticar rachas, furar blitz, entre outras.

O condutor pode consultar a situação de sua CNH no site do Detran.

Atualmente 107 mil pessoas estão com o direito de dirigir suspenso ou cassado no Rio Grande do Sul. Para que possam voltar a conduzir veículos, devem regular a situação da CNH ou cumprir o prazo de suspensão, além de curso de reciclagem e prova teórica.

Os que tiveram a CNH cassada ficam dois anos sem dirigir, antes da realização do curso e da prova.

Fonte: G1

Governo pretende facilitar renovação da CNH

Motorista poderá realizar exames médicos de aptidão física e mental em consultórios particulares

Ciretran / Divulgação

O governo federal pretende editar nos próximos dias uma Medida Provisória (MP) que promete reduzir a burocracia para a renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH)para motoristas de carros de passeio e motociclistas que não utilizem a moto para trabalhar. Em entrevista ao programa Gaúcha +, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, informou que estão avançando os estudos no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para simplificar as renovações, que hoje ocorrem a cada cinco anos e exigem a presença do motorista nos Centros de Formação de Condutores (CFCs).

A proposta é que os motoristas não precisem mais comparecer aos CFCs para fazer exames de visão, entregar documentação e pagar taxas para solicitar a renovação da CNH. O motorista poderá realizar exames médicos de aptidão física e mental em consultórios médicos para que a licença para dirigir se mantenha válida. O governo criará um sistema nacional que será abastecido com dados fornecidos pelos médicos.

— Queremos simplificar a vida do motorista sem colocar em risco segurança, então serão mantidos todos exames necessários, mas com procedimento simplificado — explicou Baldy.

A redução de exigências para renovação da CNH deve valer a motoristas que tiverem até 55 anos. Após essa idade, a atualização do documento seria obrigatória a cada cinco anos, e a realização de exames, a cada dois anos e meio. Para se tornar lei, a MP que altera o Código de Trânsito Brasileiro precisará ser aprovada no Congresso.

Fonte: Zero Hora

Qualidade geral das rodovias gaúchas despenca, segundo CNT

Apenas 349 quilômetros de estradas atingiram conceito “ótimo” na pesquisa

Foto: Lula Helfer / Gazeta do Sul

A qualidade geral das rodovias gaúchas pesquisadas pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) caiu entre 2007 e 2017. Na classificação geral, enquanto que em 2007, 1.260 km eram considerados ótimos, apenas 349 quilômetros atingiram esse patamar em 2017. Por outro lado, aumentou consideravelmente os índices de regular e ruim neste período. Em 2007, 3.138 quilômetros estavam em condição regular e 731 km classificados como ruim, no passado, essas categorias passaram para 3.820 quilômetros (regular) e 1.371 quilômetros (péssimo). Neste período, houve aumento no total de quilômetros avaliados, passando de 7.540 quilômetros (2007) para 8.818 quilômetros (2017).

A condição da rodovia é analisada a partir de três fatores: pavimento, sinalização e geometria. Em relação às condições do pavimento, houve queda naqueles que apresentavam conceito ótimo em 2007 (4.612 quilômetros) na comparação com 2017 (2.936 quilômetros). Por outro lado, aumentaram as demais categorias, como os trechos péssimos, que passaram de 49 quilômetros (2007) para 216 (2017). Sobre a sinalização, também houve considerável queda na categoria ótimo, passando de 2.704 km para 429 quilômetros. Já o critério geometria foi o único que apresentou movimento inverso. Na classificação ótimo, passou de 154 quilômetros (2007) para 303 (2017).

Os dados constam no anuário CNT do Transporte 2018, lançado nesta segunda-feira. Com mais de 800 tabelas, o documento faz um diagnóstico dos modais rodoviário, ferroviário, aquaviário e aéreo no país. “O trabalho da CNT é essencial na medida que pode balizar a elaboração de projetos e de políticas públicas relacionadas ao setor de transporte”, explicou o presidente da CNT, Clésio Andrade. Essa é a terceira edição do anuário e traz dados consolidados do ano passado.

Menos acidentes, mais mortes

O levantamento também consolidou a evolução dos acidentes nas rodovias entre 2008 e 2017. Nesse período, o número de acidentes passou de 11.260 para 6.386, representando uma redução de 56,7%. Ao mesmo tempo, o número de óbitos se manteve estável, sendo 399, em 2008, e 391, no ano passado. Assim, o índice de mortes por acidente, aumentou, passando de 3,5% (2008) para 6,1% (2017).

Fonte: CP

Grave acidente com óbito na BR 158 em Palmeira das Missões

Sidnei farias jornalismo RP

Uma colisão frontal  no Km 110 da BR 158,entre um GM Chavette Placas IDY 8234 de Palmeira das Missões e um automóvel gol com placas IHC 6976 de Santa Terezinha do Itaipu PR causou um óbito no local. O acidente ocorreu na tarde desta quarta-feira (08/08).

Segundo informações preliminares no Chevette haviam 6 pessoas  sendo três crianças  e três adultos. Um dos  passageiros morreu no local os demais foram socorridos por ambulâncias do Samu e Corpo de Bombeiros e levados ao HC de Palmeira.  O estado de saúde dos mesmos não foi divulgado. No gol haviam dois passageiros o motorista não se feriu com gravidade o carona foi levado ao hospital para avaliação.

O condutor do Chevette trafegava no sentido Condor Palmeira das Missões e segundo relato de motoristas no local realizou uma tentativa de ultrapassagem mal sucedida invadindo a pista contraria e chocando-se com o Gol que trafegava no sentido contrário.

 

Fonte: Foto Informações/Sidnei farias jornalismo RP

Motoristas reclamam de buracos e falta de sinalização na ERS-307, no Noroeste do RS

Em muitos pontos da rodovia, o motorista precisa reduzir a velocidade para desviar dos buracos e até invadir a pista contrária.

Prejuízos para os motoristas são recorrentes por conta dos buracos (Foto: Reprodução/RBS TV)

Motoristas que trafegam pela rodovia ERS-307, no Noroeste do Rio Grande do Sul, reclamam de buracos na pista e da falta de sinalização na pista. Mais de 1,5 mil carros passam pela via liga três cidades da região: Santa Rosa, Cândido Godói e Campina das Missões.

Quem passa por lá precisa ter atenção. No primeiro semestre deste ano, já foram registrados 10 acidentes no trecho de aproximadamente 45 quilômetros.

Em muitos pontos da rodovia, o motorista precisa reduzir a velocidade para desviar dos buracos e até invadir a pista contrária. Os riscos de trafegar na ERS-307 aumentam com os problemas de sinalização. O mato alto encobre as placas e dificulta a visão dos motoristas para orientações importantes, como nos trechos onde não é permitido ultrapassar.

(Foto: Reprodução/RBS TV)

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) informou que equipes estão fazendo reparos no pavimento da rodovia como uma medida provisória e emergencial pra amenizar o problema.

Fonte: G1