Próxima semana deverá ser de muita chuva no Rio Grande do Sul

Vários modelos analisados indicam volumes muitos altos de chuva no Rio Grande do Sul, na última semana de setembro, ou seja, na próxima semana. Se as projeções se confirmarem, o cenário que preocupa é de cheias de rios e enchentes no final do mês e no começo de outubro.

A instabilidade da próxima semana ocorrerá ainda sob ar muito quente, o que sugere um período muito ativo pra temporais e granizo no estado.

Volumes variam entre 90 e 300mm em alguns pontos do estado.

É claro que o quadro ainda pode mudar conforme passam os dias, mas o alerta é válido.

Fonte/Foto: De Olho no Clima RS

Incêndio destrói residência no centro de Coronel Bicaco

Foto: Observador Regional

O incêndio que consumiu uma residência na noite desta quinta-feira (20), e também onde funcionava uma loja de celulares, localizada na Avenida Presidente Vargas em Coronel Bicaco, próxima ao Posto Ipiranga na saída para Redentora só não teve proporções maiores graças à intervenção de populares com a ajuda de um caminhão pipa do município.

As labaredas já estavam atingindo a empresa ao lado quando caminhão pipa do município com auxílio de populares conseguiu evitar o que seria um incêndio de grandes proporções.
O Corpo de Bombeiros de Três Passos, devido à distância demorou a chegar ao local, mas está efetuou o serviço de rescaldo.
Informações de populares de que um suspeito de atear fogo na residência teria sido preso em flagrante pela Brigada Militar.

Fonte: Observador Regional

Quatro delinquentes foram presos por assalto a propriedade rural de São Martinho

Por volta das 16h20min,desta quarta-feira (19-09), a Brigada Militar de São Martinho, recebeu ligação telefônica informando ocorrência de roubo em andamento no interior do município.

Os marginais atacaram a casa de um casal de idosos, agredindo-os. Conforme informações, o trio chegou na casa do casal na localidade conhecida como Linha Tums, e após anunciar o assalto amarraram e agrediram os idosos. Um vizinho que estava na casa tomando chimarrão com os idosos também foi dominado. Os bandidos roubaram vários objetos e um veículo Fiat Tipo. Os dois idosos foram encaminhados para o hospital devido os ferimentos e do trauma.

Por volta das 17h20min, uma guarnição do POE visualizou deslocando pela rodovia RS 207, sentido Crissiumal a cidade de Humaitá, um veículo com as características semelhantes ao roubado no município de São Martinho. De imediato foi realizado o acompanhamento e verificado que se tratava do veículo em situação de roubo, o qual foi abordado em seguida e localizado no seu interior diversos objetos (motosserra, furadeira, esmeril, lava jato, etc). Que o condutor e a ocupante do veículo confessaram que havia participado do roubo. Os indivíduos foram questionados se haviam mais participantes e onde estariam as armas usadas no crime, sendo informado que haviam jogado 03 (três) armas longas, as margens da rodovia quando notaram que estavam sendo acompanhados pela viatura e, que havia mais um indivíduo em um veículo SEAT/Cordoba que estava seguindo atrás, porém, já havia passado pelo local da abordagem e deslocava sentido Humaitá. Que de imediato foi solicitado a abordagem de tal veículo as viaturas que estavam em apoio, logrando êxito na abordagem do veículo e identificado o condutor.

Na sequência, um dos indivíduos em situação de flagrante, informou que haviam deixado um quarto indivíduo na cidade de Crissiumal na casa dos pais, juntamente com alguns objetos do roubo. Que de posse das informações, as guarnições deslocaram no local informado e contato com a proprietária da residência e mãe do indivíduo, informando do ocorrido e solicitado se seu filho estava na residência. Que a mãe negou que seu filho estava na casa, porém, franqueou a entrada da Brigada Militar para averiguar as dependências da residência. Em um roupeiro no quarto foi localizado uma televisão que possivelmente era objeto de furto e que, devido ao desalinhamento do alçapão que dá acesso ao telhado, foi realizada uma averiguação no forro e localizado escondido o indivíduo. Diante dos fatos, os indivíduos presos, os veículos e objetos aprendidos foram encaminhados a Delegacia de Polícia de São Martinho para lavratura do Auto de Prisão em Flagrante.

Fonte: 7° BPM

Criança de 3 anos morre em incêndio em Fontoura Xavier

Foto: Clic News

Um menino de 3 anos de idade morreu em um incêndio no início da madrugada desta quarta-feira (19) na Picada Casagrande, município de Fontoura Xavier. A morte do menino foi confirmada por famíliares.

Além dele, estavam na casa no momento do incêndio a mãe e mais duas irmãs, uma de 9 anos e outra de 1 ano e meio. Segundo relato de vizinhos ao perceber o fogo a mãe tentou retirar os filhos da casa, mas não conseguiu retirar o menino.

A mãe e as filhas foram encaminhadas ao Hospital de Fontoura Xavier com ferimentos leves. Os Bombeiros estão no local e o fogo já está controlado. Ainda não há informações do que teria motivado o incêndio.

Fonte: Clic News

Receita Estadual deflagra operação para recuperar mais de 284 milhões em ICMS de devedores no RS

A Receita Estadual realiza ao longo dessa terça-feira (18) uma operação simultânea em Porto Alegre e outras 35 cidades do interior em 78 empresas que respondem por R$ 284 milhões de ICMS declarado e não recolhido aos cofres públicos de forma reiterada. Além da capital, a Operação Concorrência Leal III ocorre nas cidades de Anta Gorda, Augusto Pestana, Bagé, Cachoeirinha, Canela, Canoas, Capivari do Sul, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Erebango, Erechim, Feliz, Flores da Cunha, Gramado, Gravataí, Ijuí, Lajeado, Nova Bassano, Panambi, Passo Fundo, Pelotas, Porto Xavier, Roca Sales, Rosário do Sul, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santana do Livramento, Santo Antônio da Patrulha, Santo Augusto, São Leopoldo, Três de Maio, Uruguaiana, Veranópolis e Viamão. A ação mobiliza uma equipe de 70 auditores-fiscais, 8 técnicos tributários e quatro viaturas com presença de Policiais Militares.

Segundo o chefe da Divisão de Fiscalização e Cobrança da Receita Estadual, Edison Moro Franchi, o objetivo principal é garantir que as empresas regularizem seus débitos por meio da quitação dos valores ou parcelamento. “Além de recuperar os valores do ICMS, o intuito é fazer com que esses contribuintes passem a pagar o imposto em dia, cessando a inadimplência e garantindo a concorrência leal entre empresas de um mesmo setor econômico”, afirma.

A Operação Concorrência Leal III, terceira operação de cobrança de devedores realizada pela Receita Estadual nos últimos anos, abrange diversos setores econômicos, entre eles o ramo atacadista de cereais, de defensivos agrícolas, de instrumentos hospitalares e de produtos siderúrgicos. Também são alvos fábricas de bebidas e de estruturas metálicas, bem como indústria de alimentos, de bebidas, de carnes, de embalagens, de equipamentos, de erva mate, de ferramentas, de luminárias, de máquinas, de equipamentos, de massas, de metalúrgica, de panificação, de plásticos e de produtos químicos. Fecham a lista madeireira, supermercados, frigorífico, gráfica, confeitaria, transportador de cargas e varejistas de material de construção, de bebidas, de calçados, de equipamentos eletrônicos, de ótica e de vestuário.

As empresas alvo da ação da Receita Estadual nesta terça-feira se somam a outras 1.040 já enquadradas como devedoras contumazes, que acumulam R$ 2,78 bilhões sonegados. Alguns casos são de dívidas de mais de dez anos. A lista dos contribuintes que já foram enquadrados em Regime Especial de Fiscalização (REF), bem como os devedores inscritos em Dívida Ativa, podem ser consultados nos seguintes endereços eletrônicos: www.sefaz.rs.gov.br/sat/REF-CON.aspx e www.sefaz.rs.gov.br/Site/MontaMenu.aspx?MenuAlias=m_insc_div.

 CONSEQUÊNCIAS

 Depois de serem notificadas pessoalmente pelas equipes da Receita Estadual do seu enquadramento como devedores contumazes, conforme previsto em lei, as empresas terão prazo de 15 dias para regularizar a situação. Decorrido o prazo, poderão ficar sujeitos ao Regime Especial de Fiscalização (REF), no qual o contribuinte perde o prazo para pagamento do ICMS próprio e de responsabilidade por substituição tributária, devendo recolher o imposto a cada operação, no próprio ato de saída do produto. Além disso, quem comprar mercadorias destas empresas também deverá exigir a guia de recolhimento ou o comprovante de pagamento para poder aproveitar os créditos destacados nas notas fiscais.

A regularização dos débitos evita acréscimos nos valores a serem pagos e uma série de consequências para o devedor. Entre elas a inclusão nos Serviços de Proteção ao Crédito (SPC, Serasa, Boa Vista, etc.), no CADIN e na Lista de Inscritos como Dívida Ativa no site da Receita Estadual. O protesto extrajudicial da Certidão de Dívida Ativa (CDA), o ajuizamento de processo judicial de execução fiscal, a vedação à utilização de benefícios fiscais, a perda de descontos e de prazos relativos a programas especiais de parcelamento e a apresentação de representação fiscal para fins penais junto ao Ministério Público são outros desdobramentos possíveis. Ainda, as empresas optantes pelo Simples Nacional podem ser excluídas do Regime.

Além disso, por meio do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos do Rio Grande do Sul (CIRA/RS), criado em agosto de 2018, a Receita Estadual (RE), o Ministério Público (MP) e Procuradoria-Geral do Estado (PGE) vêm atuando de maneira integrada para garantir mais efetividade na recuperação dos recursos devidos ao Estado, com a devida responsabilização dos devedores. Nesse sentido, recente decisão do Superior Tribunal de Justiça também definiu que o não recolhimento do ICMS em operações próprias, devidamente declaradas ao Fisco, configura crime contra a administração tributária. Assim, qualquer hipótese de não recolhimento, desde que comprovada a intenção (dolo), pode ser interpretada dessa forma. A pena prevista é de seis meses a dois anos de detenção, além do pagamento de multa.

REGULARIZAÇÃO

A emissão da Guia de Arrecadação (GA) para pagamento ou parcelamento de dívidas, inclusive simulações, pode ser realizada diretamente na internet pelo endereço eletrônico www.receita.fazenda.rs.gov.br. Para mais detalhes, consulte o Folder de Regularização de Dívidas disponível em http://receita.fazenda.rs.gov.br/upload/1521224946_Regulariza%C3%A7%C3%A3o%20de%20D%C3%ADvidas.pdf

Fonte: Receita Estadual do RS

 

Motociclista morre em acidente na RS 332 em Tapera

Divulgação

No início da noite desta segunda-feira (17), na ERS 332, próximo ao entroncamento com a ERS 223, em Tapera, nas proximidade da Cereais Bortolan, aconteceu uma acidente do tipo abalroamento, envolvendo a caminhoneta Mitsubishi Outland placas de Não-Me-Toque, e a moto Honda CG 125  de Espumoso. Com a força do impacto o motociclista, Carlos Júnior Pastório, de 24 anos, veio a óbito no local.

Conforme testemunhas, a caminhoneta trafegava no sentido Espumoso-Tapera e a moto fazia o sentido inverso, quando invadiu a pista contrária batendo forte na lateral da Mitsubishi.
O motorista da caminhoneta disse que tentou desviar da moto, mas não teve tempo. A Policia Rodoviária Estadual de Tapera, assim como o Corpo de Bombeiros Misto, estão no local. O tráfego flui em meia pista.

Homem suspeito de abusar da filha comete suicídio em Barra do Guarita

Um suicídio foi registrado na manhã desta segunda-feira (17), por volta das 5h30min da manhã, no porão de uma residência na Rua Sarandi em Barra do Guarita.

Conforme M. R. que se apresentou como esposa da vítima, relatou que S. A. C. de 38 anos, foi encontrado pela Polícia, já sem vida no Porão da residência.

Relatos do fato

Conforme os relatos da esposa, convivia aproximadamente 6 anos com o homem natural de Redentora RS, que trabalhava como pedreiro, sendo que o mesmo tinha uma filha de 16 anos e outro de 12 anos, que residiam na mesma casa, além dos dois, o casal teria um filho de 4 anos e estaria grávida de 5 meses.

Conforme ela, o seu esposo disse levantar para tomar chimarrão por volta das 5:00 horas da manhã, e um tempo depois ouviu barulhos no porão da residência. Assustada, chamou um dos vizinhos que ligou para a Polícia.

Ao chegar no local, a Polícia encontrou S. A. C. no Porão da casa já sem vida, tendo usado uma corda do varal de roupas para se suicidar.

O fato

Ela relatou ainda que a filha dele, de 16 anos, teria procurado a Polícia no mês passado, e registrado abuso sexual do próprio pai, que estaria com o processo de acusação em andamento, onde seria julgado nos próximos dias por estupro da filha. Outro relato de vizinhos, é que a vítima teria sido acusada de maus tratos aos demais filhos.

A esposa da vítima relatou ainda que na noite anterior ao fato, ele teria lhe ameçada de morte, e também de cometer suicídio.

A Polícia Militar e Civil estiveram no local, e por volta das 9:00 horas o corpo foi encaminhado para necropsia no IML de Três Passos.

Fonte: Oeste Mania

Metade dos municípios do RS não consegue se manter com recursos próprios

Quase 60% das cidades gaúchas dependem de transferências para custear despesas das prefeituras, diz estudo

A incapacidade de gerar receitas suficientes para custear a estrutura da máquina pública atinge mais da metade dos 497 municípios gaúchos. São pelo menos 56,7% das administrações que não conseguem levantar recursos próprios sequer para bancar os gastos de manutenção das prefeituras, que incluem pagamento de salários de funções administrativas e legislativas, como prefeitos, secretários e vereadores.

O dado faz parte de estudo da Federação das Indústrias do Rio (Firjan), que realizou a pesquisa na esteira da polêmica envolvendo um projeto de lei que autoriza a criação de municípios no país. A proposta estabelece critério populacional, adaptado por região, para novos municípios: 6 mil habitantes nas regiões Norte e Centro-Oeste, 12 mil na região Nordeste e 20 mil nas regiões Sul e Sudeste.

Com base nesse modelo e usando relatórios das prefeituras entregues à Secretaria do Tesouro Nacional, a Firjan analisou todas as localidades que não se encaixam no piso populacional de sua região.

Pelo estudo, 3.056 municípios existentes hoje não teriam a população mínima estabelecida no projeto de lei. Desse grupo, 1.872 não geram receita suficiente para cobrir as despesas de manutenção da máquina pública. Essa fatia representa um terço do total de municípios brasileiros (5.570).

Todos os 282 municípios do Rio Grande do Sul avaliados pelo levantamento têm população inferior aos 20 mil habitantes exigidos para criação de um município na Região Sul, e dependem, sobretudo, de transferências do Estado e da União para custear suas despesas.

– Como o estudo avalia as cidades que não se encaixam ao piso populacional, o número de municípios sem capacidade de geração própria poderia ser ainda maior – afirma Nayara Freire, analista de estudos econômicos da Firjan.

Dirigente da Famurs vê mais desenvolvimento

Nayara diz que a arrecadação própria dos municípios é formada por tributos como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o Imposto Sobre Serviços (ISS). Como os locais citados no levantamento são pequenos e, em geral, têm economia com menor capacidade de atrair negócios, a receita proveniente dos tributos locais é reduzida em relação a localidades maiores. Assim, as prefeituras tornam-se mais dependentes de transferências como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), repassado pela União.

– Os municípios existem, mas não conseguem sustentar, com receita própria, a estrutura das prefeituras. Necessitam de transferências para funcionar – ressalta a analista.

Dos 282 municípios gaúchos citados no estudo, 164 (58,2%) têm até 30 anos de fundação. O dado reflete a busca pela criação de novas cidades no Estado a partir da Constituição de 1988, que alterou regras dos processos de emancipação. Desses 164 municípios, 123 nasceram no intervalo entre 1992 e 1998.

Novo projeto tramita no Congresso para a criação de municípios. O texto não é o primeiro sobre o assunto. Outros dois (de 2008 e de 2014) já foram vetados. A Firjan tem posicionamento contrário à proposta.

– A solução de dificuldades que existem não passa pela criação de mais municípios. As prefeituras ficarão muito engessadas para suprir suas estruturas. Serão dependentes de transferências para contemplar ações sociais – diz Nayara.

Antonio Cettolin, presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), avalia que as pequenas cidades cumprem “função social importante”, apesar da menor capacidade de arrecadação:

– Muitos distritos aqui no Estado não conseguiam atender a população de maneira adequada. Quando viraram municípios, houve maior desenvolvimento.

Foto: Reprodução GZH

 

Fonte: Gaúcha ZH   https://gauchazh.clicrbs.com.br/economia/noticia/2018/09/metade-dos-municipios-do-rs-nao-consegue-se-manter-com-recursos-proprios-cjm5kcc3h03se01px8e3epd0c.html

 

Casa é consumida por incêndio em Três Passos

Internauta via WhatsApp

Um incêndio de causa desconhecida destruiu uma casa de madeira medindo cerca de 60m², no início da tarde deste domingo (16-09), no Bairro Glória em Três Passos. Os bombeiros foram acionados por volta de 13 horas e após muito trabalho conseguiram controlar as chamas.

Conforme informações, o casal que morava no local, não estava na casa quando o sinistro iniciou. O trabalho de peritos deve ajudar na identificação da causa que deu origem ao fogo.

A casa não tinha seguro e o casal ficou somente com a roupa do corpo.

Fonte: No Ar Notícias

Agricultor natural de Nova Candelária morre em acidente com trator em Brochier

Um acidente com trator resultou em morte na manhã deste domingo, dia 16, na localidade de Linha Pinheiro Machado, no município de Brochier.

Conforme a Polícia, o acidente ocorreu por volta de 10h30 e o local foi isolado pela Brigada Militar para a realização de perícia. Segundo informações, Vanderlei Kroth, de 38 anos, conduzia um trator pela estrada de Pinheiro Machado, que liga com Nova Holanda. O trator teria virado num buraco junto de um bueiro, na margem da estrada. E o agricultor ficou gravemente ferido, vindo a morrer no local.

O vice-prefeito de Brochier, Fernando Braun, conta que Vanderlei tinha pedido o seu trator emprestado para puxar mourões para uma cerca. Já estaria na segunda viagem quando aconteceu o acidente, ao virar junto de um bueiro. “Era uma pessoa muito estimada”, lamenta Fernando, vizinho da chácara onde Vanderlei morava. Não se sabe ao certo o que aconteceu, já que Kroth tinha grande experiência com tratores, inclusive trabalhando na fábrica da John Deere em Montenegro. Ele veio de Nova Candelária, na região noroeste do Estado, faz cerca de dois anos, para trabalhar na John Deere. Deixa esposa, que está grávida, e um filho de 5 anos.

O corpo de Vanderlei Kroth, deve ser sepultado em Nova Candelária, local de onde o agricultor era natural..

Fonte: Fato Novo