Grêmio volta a golear o Brasil-Pel e é campeão gaúcho de 2018

Geromel levanta a taça do Gauchão (Jefferson Botega / Agencia RBS)

Depois de oito anos, o Grêmio retomou a supremacia no Rio Grande do Sul. Ao vencer o Brasil-Pel por 3 a 0, gols de Cícero, Alisson e Léo Moura, no Bento Freitas neste domingo, a equipe de Renato Portaluppi conquistou o 37º Gauchão de sua história. O título mantém aceso o momento mágico que a equipe vive nos últimos anos: foi a quarta taça em cinco finais disputadas sob o comando de Portaluppi, que levantou seu primeiro troféu estadual como treinador.
A torcida do Brasil-Pel parecia não se importar com a vantagem de quatro gols que o Grêmio tinha construído na Arena. O fato de o clube voltar a decidir um Gauchão após 63 anos foi tratado como um evento histórico em Pelotas. Por isso, os 9 mil xavantes que lotaram o Bento Freitas fizeram uma festa com canhões de fumaça vermelhos e pretos quando a equipe da casa entrou em campo.
Ao Grêmio, o que mais interessava era que o tempo passasse. Com a necessidade de fazer gols, o Brasil-Pel fez Marcelo Grohe trabalhar. Aos dois minutos, Ednei cobrou escanteio fechado e o goleiro teve de afastar o perigo com um soco. O time de Renato chegou pela primeira vez aos seis minutos em lance de bola parada. Foi quando Luan cobrou falta na área e Ramiro escorou para Jael cabecear para fora.
No Brasil-Pel, o jogador que mais perigo levava era Alisson Farias. O meia-atacante emprestado pelo Inter, aos 12 minutos, construiu bela jogada na frente da área e mandou um arremate potente que explodiu no travessão de Marcelo Grohe.
Por outro lado, atacante do Grêmio que mais levava perigo ao Brasil-Pel era Everton. Aos 18, o Cebolinha fez uma jogada linda pela esquerda, driblando três marcadores e cruzando para a área. No rebote, Luan dominou em frente ao gol e serviu Jael, que concluiu com perigo, ao lado do gol.
Aos 22, foi a vez de Alisson Farias aparecer novamente no jogo. Aproveitando erro de passe de Maicon, o garoto de 22 anos puxou um contra-ataque em alta velocidade antes de servir Calyson, já dentro da área, que concluiu com um chute forte, por cima.
Inspirado, Everton voltaria a ter novas chances. Aos 23, Arthur recebeu na entrada da área, trombou com um zagueiro do Brasil-Pel e rolou a bola para o Cebolinha concluir rasteiro, perto da trave. Aos 27, Luan fez um corta-luz na entrada da área e deixou a bola passar para Everton, que chutou rasteiro, sem força, perto do gol de Marcelo Pitol. Nos minutos finais, o Grêmio ainda criaria mais duas chances. Aos 40, em cobrança de falta, Luan mandou a bola muito perto do ângulo. Aos 41, foi a vez de Jael servir Luan, que ingressou na área e obrigou Pitol a defender com o pé.
Sem mudanças no segundo tempo, o Grêmio obteve uma inesperada vantagem aos três minutos. Foi quando Leandro Leite, o capitão do Brasil-Pel, segurou Jael no centro do campo para impedir contra-ataque do Grêmio, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso pelo árbitro Leandro Vuaden.
O lance despertou a torcida do Brasil-Pel, que tratou de cantar alto para não deixar a equipe esmorecer em campo. Com o incentivo, a equipe de Clemer puxou contra-ataque em velocidade aos oito minutos com Valdemir, que avançou até a área, driblou Geromel e perdeu chance incrível com o gol escancarado a sua frente.
O Grêmio respondeu de imediato. Aos 10 minutos, Jael serviu Everton dentro da área que chutou para bela defesa de Pitol. No rebote, Luan, já sem ângulo, concluiu a centímetros da trave. Aos 20, Everton levou perigo novamente ao arriscar da intermediária: o goleiro do Brasil-Pel assustou os torcedores ao realizar a defesa em dois tempos.
O técnico Renato Portaluppi tratou de renovar o fôlego da equipe. Mandou Thonny Anderson, Alisson e Cícero a campo. E aí vieram os gols.
Aos 36, Léo Moura tocou para Thonny Anderson, que cruzou para Cícero balançar as redes. Aos 40, foi a vez de Alisson marcar um lindo gol: recebeu na entrada da área e mandou no ângulo do Pitol. Ainda teria tempo para o terceiro, feito por Léo Moura aos 45 minutos, encerrando o Gauchão com chave de ouro.

Fonte: Gaúcha ZH

ABELC participou em quadrangular em Cândido Godói

Nos dias 23 e 24 de março, a ABELC esteve participando do quadrangular na cidade de Cândido Godói, onde além da ABELC estiveram participando o Cerro Largo Futsal, UFSM e a Seleção da Taça  Pomar.
Na sexta-feira, dia 23, jogando contra a UFSM, a ABELC obteve a vitória com o placar de 4 a 1. E no sábado jogando contra a seleção da taça  pomar, o resultado final ficou em 7 a 3 para a Abelc, obtendo assim, 100% de aproveitamento.
A competição serviu como jogos amistosos em preparação para o inicio da competição da Série Prata, que inicia em maio.
Fonte/Fotos: ABELC

ABELC tem data marcada para seus primeiros jogos

 

Será nos dias 23 e 24 de março, os primeiros jogos da Abelc, a equipe participará de um torneio quadrangular no município de Cândido Godói.

Além da Abelc, participarão as equipes do Cerro Largo Futsal (série bronze), UFSM Futsal de Santa Maria (série bronze) e a seleção da taça Pomar 2018 (campeonato de verão de Cândido Godói).


Na sexta-feira dia 23, os jogos iniciam as 19:30hs, na seguinte ordem:


1° jogo: Cerro Largo Futsal X Seleção Pomar
2° jogo: Abelc X UFSM Futsal


No sábado dia 24, os jogos iniciam as 19:30hs


1° jogo: perdedor do 1° jogo X perdedor do 2° jogo
2° jogo: vencedor do 1° jogo X vencedor do 2° jogo

Com dois gols de Luan, Grêmio vence o Inter e provoca novos clássicos nas quartas

De um lado, um time amadurecido por três conquistas em dois anos e que tem como estrela Luan, o melhor jogador da América em 2017. De outro, uma equipe que busca se reconstruir. No clássico Gre-Nal 413, em pleno Beira-Rio, prevaleceu, na tarde deste domingo (11), a força do Grêmio sobre o Inter. O resultado de 2 a 1 fez do Inter terceiro colocado e do Grêmio o sexto, fato que provocará dois novos clássicos nas quartas de final. E também abre espaço para um clube do interior decidir o título de 2018.

D’Alessandro sofreu advertência verbal do árbitro antes mesmo que o jogo se iniciasse, por uma discussão com Maicon. Prenúncio de um jogo quente. Que se estendeu aos lances iniciais. No primeiro, depois de perder uma dividida, Jael deixou o braço e acertou o rosto de Iago. A resposta veio por Dourado, que tentou atingir o centroavante gremista.

Quando a bola passou a rolar com normalidade, a superioridade do Grêmio logo sobressaiu. O time acertava quase todos os passes, curtos e longos, e se apossava do território colorado. O primeiro gol poderia ter surgido a sete minutos. Luan infiltrou-se entre os marcadores e deu a Jael, que atrapalhou-se ao chutar.

O movimento dos técnicos na beira do campo refletia o que se via dentro dele. Enquanto Odair Hellmann caminhava nervosamente de um lado a outro, Renato permanecia de mãos na cintura, satisfeito com o desempenho de sua equipe.

A 23 minutos, depois de Nico López desperdiçar um contra-ataque, a resposta do Grêmio foi fulminante. Lançado pela esquerda. Cortez avançou com total liberdade e cruzou rasteiro, atrás da marcação do Inter, para Luan, que completou para a rede e fez 1 a 0.

Nada mais natural para um time que se impunha com naturalidade, fruto de seu entrosamento, contra outro, visivelmente tímido e sem ambição.

Ainda ficaria pior. Aos 27, Everton, muito mais veloz do que Klaus, deixou o zagueiro para trás e, já dentro da área, foi derrubado por Cuesta. O pênalti, bem assinalado, foi cobrado com classe por Luan, que deslocou Lomba. Talvez nem o Grêmio pudese prever tanta facilidade.

Receosa de um novo desastre, a torcida do Inter já passava a ansiar pelo final do primeiro tempo. Tudo porque via Everton gerar pânico na zaga colorada a cada investida, sem uma resposta à altura do Inter. Foram necessários 35 minutos para um ataque minimamente inspirado. Ele foi puxado por Edenilson, que cruzou da direita para Roger, que chutou prensado com os defensores.

O jogo esquentou um pouco. Mesmo sem coordenação, o Inter tentou abafar. Roger e Nico López, contudo, falhavam no essencial, o arremate. E D’Alessandro sequer seria notado não fosse a falta sobre Luan, que renderia cartão amarelo ao argentino.

O Grêmio, com frieza, voltou a avançar e quase fez o terceiro. Lançado por Luan, Everton ficou na frente de Lomba e desperdiçou a chance de resolver o Gre-Nal ainda no primeiro tempo.

No intervalo, Odair trocou Dudu por Gabriel Dias, numa tentativa de estancar a sangria que Everton provocava pela esquerda. Deu certo.

O Inter, muito mais aceso, só precisou de dois minutos para fazer tudo o que até então não fizera. D’Alessandro bateu escanteio e Dourado, de cabeça, descontou.

Empurrado por sua torcida, o Inter cresceu e exibiu a agressividade que lhe faltara nos primeiros 45 minutos. Edenilson e Patrick viraram destaques. Aos 10 minutos, Patrick ajeitou, mas o chute de Roger passou longe. Aos 12, o arremate de Nico López explodiu no corpo de Geromel. A chance mais clara veio em arrancada de Patrick, que Roger ajeitou para o arremate sem direção de Edenilson. Seguiu-se, então, a inusitada lesão muscular do árbitro Jean Pyerre Lima, que precisou de atendimento médico na beira do campo, antes de ser substituído pelo auxiliar Jonathan Pinheiro. A paralisação de sete minutos irritou Odair Hellmann, temeroso de que o jogo esfriasse.

Renato, que havia trocado Madson por Alisson para dar força ao ataque, percebeu que o resultado ainda era favorável e colocou Michel no lugar de Jael. A verdade é que, comparado com o primeiro tempo, o Grêmio havia caído muito de produção.

A pressão do Inter cresce ainda mais nos minutos finais, exigindo frequentes intervenções de Grohe e Geromel. A tensão dos minutos finais fez com que Geromel e Gabriel Dias quase brigassem. E provocou a expulsão de Odair Hellmann.

Os dois clássicos das quartas de final poderão consolidar a supremacia do Grêmio. Ou mostrar que o Inter de fato achou um novo caminho.
Fonte: Gaúcha ZH
Com o resultado, as equipes voltam a se enfrentar na fase de mata-mata do Gauchão

Grêmio vence o Independiente nos pênaltis e conquista a Recopa

Geromel e Maicon levantam a taça da Recopa (Mateus Bruxel / Agencia RBS)

As mãos de Marcelo Grohe deram o bi da Recopa ao Grêmio. Com uma defesa no final, o goleiro foi o grande herói na decisão por pênaltis, vencida sobre o Independiente na madrugada de quinta-feira (22) por 5 a 4. O time de Renato comemorou seu primeiro título em 2018 em uma Arena com 42 mil torcedores que explodiu em festa.
Em jogo valendo taça, Renato não surpreendeu: confirmou o time com Alisson como meia e apostou em Cícero como centroavante. Empurrado pela torcida, o Grêmio iniciou em alta velocidade. E teve em Everton e Cortez a principal saída ao ataque. No primeiro minuto, os dois tabelaram pela esquerda e Everton concluiu para boa defesa de Campaña.
Aos sete, a chance foi melhor ainda. Após passe de Luan, Alisson serviu Everton na área, que driblou o goleiro e tocou para o gol, mas o zagueiro Amorebieta salvou em cima da linha.
O Independiente tentava responder com contra-ataques. Aos 11, Fernández disparou pela esquerda e mandou no canto de Grohe. O goleiro, atrapalhado, espalmou para frente. Mas Maicon evitou que o atacante aproveitasse o rebote. O time argentino, em tentativa de desestabilizar o Grêmio, passou a abusar da catimba e da força física. Aos 21 minutos, Léo Moura sofreu falta dura, sentiu dores musculares na coxa direita teve de ser substituído por Paulo Miranda.
Aos 37, o Grêmio teve sua melhor chance do primeiro tempo. Foi quando Geromel levantou a bola, Cícero escorou de cabeça e achou Luan livre na área. A conclusão, no entanto, passou a centímetros da trave.
Antes do intervalo, o árbitro de vídeo entrou em ação. Aos 38, Amorebieta acertou Luan na altura do peito. O atacante chegou a levantar a camisa para mostrar as marcas da chuteira. O árbitro Enrique Cáceres solicitou a análise do vídeo e expulsou Amorebieta.
Com um jogador a mais, o Grêmio voltou para o segundo tempo apostando na velocidade de Everton. E, aos dois minutos, o atacante disparou pela esquerda e chutou para a defesa de Campaña. Aos oito, o Cebolinha perdeu um gol feito após ingressar na área com dribles e tentar a conclusão no canto. Mas o goleiro do Independiente fez uma defesa de reflexo com o pé.
O técnico Renato resolveu ir ao ataque, colocando Jael na vaga de Jailson. E o centroavante teve boa chance aos 23, concluindo para a defesa de Campaña. Apesar da vantagem numérica, o Grêmio passou a sofrer com o desgaste físico e não conseguiu mais criar chances. Nem mesmo a entrada de Maicosuel no lugar de Alisson foi capaz de renovar o fôlego da equipe, o que levou a decisão para a prorrogação.
No primeiro tempo extra, o Grêmio teve duas chances com Jael. Aos três, o atacante chutou para fora. E, aos cinco, Maicosuel cruzou na cabeça do camisa 9, que acertou o travessão. Aos 11, o Independiente quase marcou após boa jogada de Benitez, que chutou cruzado, mas ninguém alcançou. Na segunda metade da prorrogação, Jael quase fez o gol do desafogo em cobrança de falta, mas Campaña defendeu.
Sem gols, a decisão foi para os pênaltis. A primeira cobrança do Grêmio foi convertida por Maicon. Gaibor também abriu a série do Independiente com gol. Depois, Cícero, para o Grêmio, e Meza, para o clube argentino, também acertaram seus chutes. O mesmo ocorreu com as cobranças de Jael, Domingo, Everton, Romero e Luan. Mas aí chegou a vez de Benítez, que parou nas mãos de Marcelo Grohe.

Fonte: Gaúcha ZH

Inter vence o Remo de virada e avança na Copa do Brasil

Leandro Damião quebrou jejum e marcou o primeiro gol do Inter | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

O Inter venceu o Remo por 2 a 1 de virada na noite desta quarta-feira no Mangueirão e garantiu vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Os gols da partida foram marcados no primeiro tempo. Felipe Marques abriu o placar para o time paraense, mas Leandro Damião e Edenilson viraram para garantir a classificação colorada.

Classificado, o Inter agora aguarda pelo vencedor do confronto entre Criciúma e Cianorte para saber quem vai enfrentar na terceira fase. A primeira partida será no Beira-Rio no dia 28 de fevereiro e e a volta, fora de casa, em 14 de março

O jogo

Sem poder contar com William Pottker, lesionado, o técnico Odair Hellmann optou por mexer o mínimo possível no time e escalou o uruguaio Nico López aberto pelo lado direito. Com o esquema 4-2-3-1 mantido, o Inter tentou impor seu ritmo de jogo desde os primeiros minutos no Mineirão.

O cenário do começo da partida era bem definido. O Inter no campo de ataque tentando propor o jogo enquanto o Remo esperava e apostava nas bolas longas para o contra-ataque. E dessa forma, o time paraense chegou ao gol logo aos 18 minutos. Felipe Marques recebeu às costas de Dudu, cortou Klaus e bateu. A bola ainda desviou no zagueiro colorado e matou o goleiro Marcelo Lomba,1 a 0.

O Inter respondeu bem ao gol do Remo. Sem se abater e com D’Alessandro chamando o jogo, o Colorado foi em busca do empate, que não demorou para vir. E teve a participação do argentino. Aos 24 minutos, D’Ale bateu uma falta rápida para Iago, que cruzou na medida para Leandro Damião empurrar para o fundo do gol. O centroavante quebrou o jejum de gols em 2018 e igualou o marcador para o time gaúcho, 1 a 1.

Damião teve a chance de fazer o segundo logo na sequência. Após mais uma boa participação de Iago, que cruzou na medida, o centroavante não conseguiu colocar força no desvio e Vinícius fez a defesa.

A virada colorada, porém, não demorou. Aos 29, após mais uma jogada pelo lado esquerdo, o Inter teve chances com Nico López e Leandro Damião, que foram travados, mas a bola sobrou para Edenilson, que livre dentro da pequena área, virou a partida, 2 a 1.

Após a virada, o Inter passou a tocar mais a bola e administrar o jogo. Antes do intervalo, o Victor Cuesta chegou a marcar o terceiro, mas teve o gol anulado por falta de Leandro Damião no meio da área na origem do lance.

Com a vantagem, o Inter voltou para o segundo tempo sem mudanças. No Remo, o técnico Ney da Matta sacou o volante Geandro, que tinha amarelo, e mandou Dudu a campo. Logo aos 9 minutos, ele já fez outra troca: Adenilson no lugar do lateral Levy, que tinha acabado de furar em bola e ceder escanteio para o Inter. No lance, D’Ale bateu, Klaus desviou, mas não conseguiu acertar o alvo.

O Inter conseguiu ter o controle do jogo nos primeiros minutos do segundo tempo. O que faltou ao time de Odair Hellmann foi profundidade nas jogadas. Em uma rara jogada com infiltração, Edenilson tabelou com Damião e apareceu para chutar, mas mandou para fora aos 19 minutos.

Com o cronômetro chegando aos 25 minutos, Odair Hellmann fez a primeira mudança no Inter. Gabriel Dias foi chamado para o lugar de Dudu. Com isso, Edenilson foi deslocado para a lateral-direita.

Na parte final do segundo tempo, os jogadores do Inter começaram a mostrar desgaste. O ritmo do time caiu e permitiu ao Remo sua primeira chance na segunda etapa. Aos 30 minutos, Fernandes arrancou com a bola dominada, passou pela marcação de Dourado e chutou uma bola que passou à direita do gol de Marcelo Lomba.

O Inter voltou a levar perigo ao 36 minutos, quando Uendel combinou jogada com Nico López e apareceu na área para finalizar, mas acabou travado na hora do chute. Na sequência, Patrick também sentiu dores e foi substituído. O garoto Juan foi chamado para entrar na equipe.

Nos minutos finais, o Inter tratou de segurar o resultado e conseguiu controlar o Remo. A única chance do time paraense veio em falta cometida por Nico López na entrada da área aos 40 minutos, mas Esquerdinha bateu por cima do gol. Juan ainda teve uma bola para marcar o terceiro, mas o goleiro Vinícius conseguiu fazer a defesa. Antes do apito final, Nico López ainda foi expulso por acúmulo de amarelos. Final de partida: Remo 1 x 2 Inter.

Copa do Brasil 2018 – Segunda fase

Remo – 1

Vinícius; Levy (Adenilson), Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha; Felipe Recife, Geandro (Dudu), Jéferson Recife (Elielton), Fernandes; Felipe Marques e Isac. Técnico: Ney da Matta.

Inter – 2

Marcelo Lomba; Dudu (Gabriel Dias), Klaus, Cuesta e Iago; Dourado, Edenilson, Nico, Patrick (Juan) e D’Alessandro; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann.

Gols: Felipe Marques (18min/1T); Damião (24min/1T), Edenilson (29min/1T)

Cartões amarelos: Felipe Recife, Geandro (REM); Edenilson, Klaus, Patrick, Gabriel Dias (INT)

Cartão vermelho: Nico López (INT)

Árbitro: Marcelo de Souza (SP)

Local: Belém

Fonte: CP

Professor e aluna do CFJL de Horizontina são convidados para atuar na Seleção Gaúcha de Voleibol Infantil

Natália irá participar dos treinos da seleção e Diogo atuará como técnico

O professor de Educação Física do Centro Tecnológico Frederico Jorge Logemann, Diogo Desbessel foi convidado pela Federação Gaúcha de Voleibol a atuar como Técnico da Seleção Gaúcha de Voleibol Infantil, no Campeonato Brasileiro. Já a aluna do 1º ano do Ensino Médio, Natalia Knalski Tusset foi convidada para os treinos da seleção.

Os treinos irão acontecer neste final de semana e nos três primeiros finais de semana de março, nas cidades de Estrela, Porto Alegre e Novo Hamburgo. Com isso, Natália tem a possibilidade de ser convocada para o Campeonato Brasileiro de Seleções, que será realizado entre os dias 24 e 29 de março, em Curitiba – PR.

            Natália está com pensamento positivo em relação aos testes que serão realizados e está se dedicando para integrar a equipe gaúcha em Curitiba. “Vai dar tudo certo! Eu sempre gostei e quis jogar vôlei, é um esporte que eu me identifico”, afirma a atleta. A estudante do CFJL também participa do Programa Voleibol Horizontina desde o seu surgimento, em 2014 e se destacou no Troféu Primavera 2017 pela sua qualidade técnica e tática como levantadora.

            Diogo irá atuar pela segunda vez como Técnico da seleção, sendo que o primeiro convite foi em 2015. Já como Assistente Técnico, o professor atuou em oito edições do campeonato.

Fonte: CFJL

ABELC terá times de futsal feminino a partir de 2018

O Futsal Feminino de Boa Vista do Buricá constitui-se como iniciativa inédita para nossa região, através de um projeto que tem como principal parceiro a ABELC.

Além da equipe adulta Masculina, e das categorias de base sub 11 e sub 13 masculino, agora chegou a vez de a categoria feminina ser incorporada pela entidade, fortalecendo ainda mais o futsal em toda nossa região.

O projeto ABELC Futsal Feminino, tem como objetivos: criar um centro de iniciação com duas categorias de base, e o de lançar uma equipe para a disputa do Estadual Feminino Adulto em 2018, a chamada Série Ouro do Futsal de nosso Estado.


A ABELC Futsal Feminino contará com atletas de Boa Vista do Buricá, além de outras cidades de nossa região (Nova Candelária, Boa Vista do Buricá, Crissiumal, São José do Inhacorá, Três Passos, Três de Maio, Santa Rosa, Horizontina e Vista Gaúcha). Espera-se que estas jogadoras, além de representarem a ABELC nos jogos, torneios e campeonatos a nível local, regional e estadual, sejam as multiplicadoras desse esporte em suas cidades, fazendo com que aumente cada vez mais o nível técnico e tático desta categoria em nossa região.


O desafio será enorme tendo em vista que cidades com grande tradição na categoria feminina do Futsal – Uruguaiana, Carlos Barbosa, Pelotas, Caxias, Santa Maria, Cruz Alta, Santo Ângelo, Rodeio Bonito, Marau, dentre outras, estarão presentes mais uma vez no campeonato Estadual.
Entretanto, apesar do empenho e dedicação das pessoas envolvidas neste projeto, sua concretização dependerá de parceiros que nos apoiem financeiramente para suprirmos os valores que precisarão ser investidos na missão de elevar esta categoria esportiva em nossa região.


Acreditando nos princípios da parceria, onde a união do poder público, da inciativa privada e da comunidade fazem a diferença, fica evidenciado que o tamanho do desafio é proporcional ao retorno em divulgação que a participação da equipe trará aos nossos parceiros.


Convidamos e contamos com todos os amantes do esporte, especialmente do Futsal, que nos apoiem neste desafio, rumo à concretização deste projeto, visando sempre a importância do esporte para a cidadania de nossas crianças e jovens, bem como, o fortalecimento das potencialidades desportivas dos mesmos.

Fonte: CMD BVB

Estão abertas as inscrições para o Campeonato de Verão 2018 de Boa Vista do Buricá

O Departamento de Esportes comunica que estão abertas as inscrições para o Campeonato de Verão 2018 de Boa Vista do Buricá. A competição deve iniciar na primeira quinzena de janeiro e terá a inclusão das categorias de voleibol masculino e feminino e categoria Master (nascidos antes de 1976). A retirada das fichas e inscrições devem ser feitas até o dia 26 de dezembro junto ao Departamento de Esportes na Prefeitura Municipal.

Poderão participar do campeonato equipes que representam clubes, sociedades ou empresas do município. A categoria Futsal Feminino e modalidade Voleibol é de caráter regional, aceitando assim, inscrições de outros municípios.

Os jogos irão ocorrer no Ginásio da Paróquia São José com jogos nas seguintes categorias: Pré-Mirim (sub11), Mirim (sub 13), Infantil (Sub 15) e Juvenil (sub 18), Interiorano, Veteranos, Master, Livre Masculino, voleibol masculino e feminino e Futsal Feminino.

Confira nas imagens o regulamento da competição na página da Prefeitura de Boa Vista do Buricá .

 

Fonte: Débora Thomaz

 

Agenda Esportiva – Confira jogos para o fim de semana em Crissiumal

Confira as notas esportivas para 08 a 09-12-17

 

  • A Sociedade União da Amizade da Vila Nova – Crissiumal realiza neste domingo dia 10, sua festa do ano para os sócios quites com a mensalidade na sociedade. Irá participar da festa do ano as equipes de bocha do Amizade e do Guarani onde as duas equipes jogarão. Pede-se a presença de todos os sócios do União. Desde já agradecemos a presença de todos na festa do ano da Sociedade União!

 

  • O Unidos de Linha Wendling convoca seus jogadores de 48 para estarem neste domingo dia 10 na sede, a fim de receberem o Gramadinho. Ao meio dia haverá almoço. Levar talheres e a tarde continuação dos jogos.

 

  • Dionildo de Freitas , popular “ Dione” da Esquina Gaúcha convoca seus jogadores de bocha para estarem em cancha neste sábado dia 09, às 09h00 a fim de seguirem até o Lajeado Guabirova onde jogarão com a equipe do Bragantino. Pede-se a presença de todos. Jogarão com 4 quartetos.

 

  • Terá sequência o Torneio de Bocha do CTG nesta sexta-feira dia 08, início às 19h45min com 15 de tolerância, jogam:

Cancha 1

1º Onírio Nass 2   x Nelson Simon

2º Vista Nova 1   x Celso 2

3º Vereador Evandro  x Tamoio 2

4º Posto BR   x Mauri Rogério Marcelo

Cancha 2

1º Padaria Quality   x Só na Gelada Ari

2º América   x Fátima 4 bolacha

3º Eta Fier  2  x Lay Lay Belo

4º Eta Fier 1  x Kaká 1

No sábado início 13h45min com 15 jogam:

Cancha 1

1º Mercado Focking   x Flamengo 2

2º Fretes Gabriel  x Palmeirinhas 2

3º Fluminense 3  x Ouro Verde 1

4º Ernani Celito   x Fátima 1

5º Vani 1  x Celso 4

Cancha 2

1º Brahma  x Celso 3

2º Carlos Rogério  x AM

3º Zeno Márcio   x Celso 1

4º Ivo Arceli   x Empresa Mirim

5º Ouro Verde 2  x Cancha do Bili

 

  • O Ipiranga de Linha Concórdia convoca seus jogadores e a torcida para estarem às 13h30min deste sábado nos lugares de costume, a fim de seguirem ao campo do Fluminense de Vista Alegre com quem disputam partida amistosa.

 

  • O Madureira de Linha Principal convoca seus jogadores e a torcida para estarem em campo neste sábado às 14h30min, a fim de receberem o Grêmio Estudantil do Lajeado Paca.

 

  • A Sociedade União da Amizade da Vila Nova – Crissiumal realiza neste domingo dia 10, sua festa do ano para os sócios quites com a mensalidade na sociedade. Irá participar da festa do ano as equipes de bocha do Amizade e do Guarani onde as duas equipes jogarão. Pede-se a presença de todos os sócios do União. Desde já agradecemos a presença de todos na festa do ano da Sociedade União!

 

  • O Ouro Verde de Linha Saudades convoca seus jogadores e a torcida para estarem em campo neste sábado às 14h00, a fim de receberem a equipe do Olarias da Linha São Francisco.

 

  • O Grêmio Colonial de Bela Vista convida qualquer equipe para jogar neste sábado em campo. Interessados ligar para o telefone 9 9148-8355.

 

Fonte: Metrópole