Campeão Mundial pelo Inter, Adriano Gabiru é o novo reforço do Tupi

O Tupi acaba de fechar a contratação do meio-campista Adriano Gabiru. Campeão do Mundo com o Inter em 2006, o jogador é aguardado domingo em Crissiumal, onde assina contrato para a disputa da Divisão de Acesso de 2017.

Aos 39 anos, Carlos Adriano de Souza Vieira estava, recentemente, no Taboão da Serra, de São Paulo.

Gabiru foi formado nas categorias de base do CSA e também atuou por Olympique-FRA, Atlético-PR, Cruzeiro, Figueirense, Sport, Goiás, Guarani-SP, Mixto-MT e Corinthians-PR. Participou ainda de nove partidas pela seleção brasileira sub-23, onde fez três gols, foi campeão pré-olímpico em 2000, e teve duas convocações para a seleção principal do Brasil em 2003. Pelo Inter, jogou entre 2006 e 2008. Em 2015, encerrou a carreira no Panambi-RS, mas voltou atrás.

16640544_1378423448872555_599563407868871089_n

Foto: SC Internacional

Fonte: Tupi FC/Rádio Metrópole

O que achou dessa notícia?

Professores da Rede Municipal de Ensino de Crissiumal participam de Formação Continuada durante esta semana

Educação e Diversidade Étnico- Raciais;  e Sexualidade na Infância são alguns dos temas abordados na Formação

 FORMAÇÃO CONTINUADA PROFESSORES 2017 (11)

Teve início na manhã desta terça-feira (14), no auditório da Câmara Municipal de Vereadores de Crissiumal, o Curso de Formação Continuada dos professores da Rede Municipal de Ensino de Crissiumal.

Os professores foram recepcionados com uma mensagem musical, apresentada pela professora Kátia Volpatto e Neimar Ritter. A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) deu as boas vindas a todos e a abertura do ano letivo. Em seguida, a enfermeira do SENAR/RS Kátia Marx, ministrou uma palestra com o tema Qualidade de Vida, explanando diversas maneiras de viver melhor.

Na parte da tarde, a partir das 13h30min, seguiu a Formação com o tema Motivação Profissional – trabalhando a autoestima docente, com a Mestre em Desenvolvimento, pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do RS, Andrea Bujnicki Vieira.

A Formação Continuada-2017 dos Professores Municipais se estende até quinta-feira, dia 16 de fevereiro, com o seguinte cronograma:

Dia 15 de fevereiro, quarta-feira, na parte da manhã, a partir das 8 horas, o tema da palestra será: A produção da indisciplina escolar, com a ministrante Andrea Bujnicki Vieira. Na parte tarde, às 13h30min, a palestra terá o tema: Educação e diversidade Étnico-Raciais.

Na quinta-feira, dia 16 de fevereiro, último dia de Formação, a partir da 8 horas, o tema da palestra será: Relações de trabalho: a criatividade e a confiança como fatores para pensar a saúde docente, com a Mestre em Educação nas Ciências Lorena Maria Londero Lazzari. E, na parte da tarde, com início às 13h30min, Lorena Lazzari aborda sobre o tema:  A sexualidade na infância: tabus e mitos.

Texto/Fotos: Andréia Queiroz – Assessora de Imprensa da Prefeitura de Crissiumal

O que achou dessa notícia?

Pedra gigante invade residência e causa duas mortes em Esperança do Sul

409ba970171136b62a00ff442467842a_L

Onze pessoas estavam na casa; oito escaparam ilesas. Foto: Três Passos News

Um passeio terminou de forma trágica para moradores de Estrela que visitavam uma família na madrugada deste domingo, 12, em Esperança do Sul. A tragédia aconteceu, por volta das 4h, em uma residência, em Lajeado Paixão, no interior do município.

Onze pessoas dormiam na casa quando uma rocha de várias toneladas deslizou de um morro, invadiu a moradia de madeira, passando por cima de um casal de idosos que estava no quarto e parando em cima de um jovem que dormia na sala. Outras oito pessoas, que se encontravam em cômodos separados, escaparam ilesas.

Luan Cauê Pereira Conceição, de 22 anos, natural de Taquara e morador de Estrela, permaneceu sob a pedra por mais de 3 horas até que fosse removida por uma máquina da prefeitura. O jovem foi resgatado ainda consciente pelo Samu e Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos graves ferimentos, vindo a óbito no Hospital de Caridade de Três Passos.

Elídio Roatt Bairros, de 72 anos e Doracília Roatt Bairros, de 66, proprietários da casa, também foram levados feridos e conscientes ao hospital, onde o agricultor aposentado veio a falecer. A esposa sofreu escoriações nos pés, recebeu atendimento médico e foi liberada.

A residência onde aconteceu a tragédia está localizada em uma área de risco, no sopé de um morro, próximo ao rio Uruguai, na divisa com a Argentina. As chuvas contínuas do dia anterior teriam provocado o desmoronamento que, por pouco, não deixou mais vítimas fatais no local.

DSCF9405

DSCF9400

DSCF9407

Fonte/Fotos: Três Passos News

O que achou dessa notícia?

SMEC promove curso de formação continuada para profissionais de Educação Infantil do Município

FORMAÇÃO CONTINUADA PROF. ED. INF (8)

Foram abordados temas importantes sobre Primeiros Socorros, Qualidade de Vida e atividades do cotidiano escolar

Profissionais da Educação Infantil das EMEI’s (Escolas de Educação Infantil) de Crissiumal participaram, na manhã desta quinta-feira (02), de um curso de formação continuada, oferecido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC).

Os profissionais receberam informações e atualizações, da Secretaria, sobre o cotidiano escolar e o início das atividades, que acontecerão nesta sexta-feira, dia 03 de fevereiro.

Durante o curso, foi proporcionada, ainda, uma palestra com a enfermeira do SENAR/RS Kátia Marx, que abordou temas importantes sobre Primeiros Socorros e Qualidade de Vida.

O curso faz parte da programação de abertura das atividades de 2017, organizado pela SMEC e que prevê uma série de encontros para reforçar o conhecimento dos, cerca de, 76 profissionais da rede municipal de ensino que vão trabalhar com, aproximadamente, 270 crianças, de 0 a 3 anos, das creches de Crissiumal.

A SMEC destaca a importância de se promover, na Educação Infantil, que é a primeira etapa da educação básica, condições adequadas de desenvolvimento físico e psicológico, tornando a sala de aula um lugar acolhedor para as crianças.

Ainda, conforme informações da Secretaria, no final de 2016, foram atendidas pelas creches, 240 alunos de 4 a 5 anos. Porém foram disponibilizadas 380 vagas, ocorrendo mais oferta de vagas, do que alunos, atingindo, assim, 100% de matrículas nesta faixa etária.

FORMAÇÃO CONTINUADA PROF. ED. INF (1)

Fonte/Fotos: Andréia Queiroz – Assessora de Imprensa da Prefeitura de Crissiumal
O que achou dessa notícia?

31 de janeiro, dia Mundial de Luta contra Hanseníase

0125_hanseniase 0125_hanseniase

Por Ana Cláudia e Nivaldo Coelho

Detecção precoce, busca ativa e acompanhamento adequado contribuíram para o avanço ao enfretamento da doença no país

No Dia Mundial de Luta contra Hanseníase, celebrado em 31 de janeiro, novos dados divulgados pelo Ministério da Saúde apontam redução de 34,1% no número de casos novos diagnosticados no Brasil, passando de 43.652, em 2006, para 28.761 no ano de 2015. Essa redução está associada à queda de 39,7% da taxa de detecção geral do país, que passou de 23,37 por 100 mil habitantes, em 2006, para 14,07/100 mil habitantes em 2015. A redução é resultado das ações implantadas no país para o enfrentamento da doença, com foco na busca ativa de casos novos para o diagnóstico na fase inicial; tratamento oportuno e cura, bem como a prevenção de incapacidades e deformidades físicas, principal causa do estigma e preconceito associados à doença.

Em menores de 15 anos, o número de casos novos da doença diagnosticados em 2015 foi de 2.113, sinalizando, assim, focos de infecção ativos e transmissão recente. Contudo, a taxa de detecção geral nessa parcela da população apresentou uma redução acumulada de 28,2% na última década, passando de 6,22 por 100 mil habitantes em 2006, para 4,46 por 100 mil habitantes em 2015.

O número de pacientes em tratamento no país também caiu, passou de 26,3 mil pacientes em 2006 para 20,7 mil em 2015, demonstrando uma queda de 21,3%. “A busca ativa de casos e exame dos contatos proporciona a redução na cadeia de transmissão. Identificando precocemente o doente, é possível iniciar o tratamento, diminuir a contaminação de pessoas sadias e avançar no processo de eliminação da doença, que é um problema de saúde pública no Brasil”, explica a Coordenadora-Geral de Hanseníase e doenças em eliminação, Carmelita Ribeiro Filha.

BUSCA ATIVA EM CRIANÇAS – O Ministério tem intensificado a busca ativa de casos em crianças, a fim de diagnosticar e iniciar o tratamento contra a doença o mais cedo possível, reduzindo a transmissão e as incapacidades decorrentes do diagnóstico tardio.

Para isso, deste 2013, realiza, nas escolas a Campanha Nacional de Hanseníase, Geo-helmintíases e Tracoma, para identificar casos suspeitos de hanseníase, tratamento coletivo para geo-helmintíases e detecção e tratamento de casos de tracoma nos escolares e seus contatos domiciliares. A quarta edição da Campanha iniciou em agosto de 2016 e será realizada até o dia 17 de abril deste ano.

Na terceira edição, realizada em 2015, participaram 2.292 municípios, totalizando um aumento de 269% em relação ao primeiro ano da Campanha (852 mun/2013). Nas três primeiras edições da Campanha, cerca de 16 milhões de escolares receberam a ficha de autoimagem. Destes, 1,3 milhões foram examinados para hanseníase e 917 tiveram diagnóstico confirmado, além de 121 casos novos entre os contatos. A quarta edição da Campanha, iniciada em agosto de 2016, será realizada até 17 de abril deste ano. Até o momento, 431.436 escolares foram examinados para hanseníase e 58 casos novos diagnosticados.

DIA MUNDIAL DE LUTA – O Ministério da Saúde tem promovido, em parcerias com estados e municípios, ações de educação em saúde para alertar a população sobre os sinais e sintomas da doença, incentivando a procura pelos serviços de saúde.

Também há uma mobilização de profissionais de saúde à busca ativa de casos novos de hanseníase com foco para o diagnóstico precoce da doença, exame dos contatos e a prevenção das incapacidades e deformidades físicas.

Ainda para marcar a data de luta contra a doença, o edifício sede do Ministério da Saúde receberá projeção de luz na cor roxa, entre os dias 31 de janeiro há 28 de fevereiro.

DETECÇÃO E TRATAMENTO – A Hanseníase é uma doença crônica, transmissível, de notificação e investigação compulsória, causada pela bactéria Mycobacterium leprae, capaz de infectar grande número de pessoas.

A transmissão se dá de uma pessoa doente sem tratamento para outra, após um contato próximo e prolongado, especialmente os de convivência domiciliar.  A doença, que atinge pele e nervos tem cura. Se não diagnosticada e tratada precocemente, pode causar incapacidades e deformidades físicas.

Por isso, a recomendação do Ministério da Saúde é que as pessoas procurem o serviço de saúde ao aparecimento de manchas em qualquer parte do corpo, principalmente se essa mancha apresentar alteração de sensibilidade ao calor e ao toque, configurando como um dos sinais e sintomas sugestivos da doença.

O tratamento ofertado pelo SUS nas unidades públicas de saúde de todo o país é feito por via oral, com a Poliquimioterapia (PQT), uma associação de três antibióticos. O esquema de tratamento depende da classificação da doença: Paucibacilar (PB) com seis doses em até nove meses, ou Multibacilar (MB), com 12 doses em até 18 meses. Além do exame dermatológico, os pacientes deverão ser submetidos a uma avaliação neurológica simplificada, orientados quanto aos cuidados com olhos, mãos e pés para prevenção de incapacidades.

 

Fonte: Agência Saúde

O que achou dessa notícia?

AMUCELEIRO tem como novo Presidente o Prefeito de Crissiumal Roberto Bergmann

Prefeito de Crissiumal Roberto Bergmann é o novo Presidente da AMUCELEIRO

Roberto Bergman

Foto: Rádio Metrópole

 Em Assembleia Geral Ordinária realizada nesta quarta-feira(25), o Prefeito de Crissiumal Roberto Bergmann(PMDB) foi eleito o novo presidente da Associação dos Municípios da Região Celeiro -AMUCELEIRO.

O novo presidente  ocupará o cargo de João Carlos Hickmann, ex-prefeito de Tiradentes do Sul. O 1º vice-presidente ficou o prefeito de Coronel Bicaco, Jurandir da Silva (PSB) e como 2º vice-presidente o prefeito de Barra do Guarita, Rodrigo Locatelli Tisott (PT).

Bergmann quebrou o jejum de 26 anos em que o município de Crissiumal não presidia a Associação. Na década de 80, outros dois prefeitos assumiram a presidência, porém, desde 1990, nenhum outro prefeito crissiumalense conquistou esse cargo. Bergmann é o terceiro prefeito de Crissiumal a alcançar a presidência da Amuceleliro

A AMUCELEIRO é formada por 21 municípios: Barra do Garita, Bom Progresso, Braga, Campo Novo, Chiapetta, Coronel Bicaco, Crissiumal, Derrubadas, Esperança do Sul, Humaitá, Inhacorá, Maraguaí, Redentora, Santo Augusto, São Martinho, São Valério, Sede Nova, Tenente Portela, Tiradentes do Sul, Três Passos e Vista Gaúcha.

Fonte: Rádio Metrópole/Adréia Queiroz

O que achou dessa notícia?

Sensação FC e Quiosque do Celso são os finalistas do Campeonato de Futebol 7 do Sempre Alegre

unnamed (1)

Equipe do Sensação FC

unnamed (2)

Foto: Equipe do Quiosque do Celso

No último domingo 22/01  aconteceu  jogos do Campeonato de Futebol 7 do Sempre Alegre, que definiu os finalistas da competição. Com os seguintes resultados:
Sensação F.C 2 X 0 Os Reais
Quiosque do Celso 3 X 1 Construtora Hammes

A grande final  vai ser realizada no próximo domingo dia 29/01 com uma grande programação no dia. Haverá jogos pela parte da manhã, de categorias de base, feminino e a final dos veteranos entre a Comercial Ferreira X Sentinela.


A tarde acontece a disputa de terceiro lugar entre a Construtora Hammes X Os Reais.


E a grande final:


Quiosque do Celso X Sensação F.C


Pela manhã os jogos iniciam as 9;00hs e a tarde as 15:30hs.
Haverá almoço no valor de R$ 15,00. Interessados podem reservar fichas ate sexta feira.

Fonte: Paulo Moraes

O que achou dessa notícia?

Quase 50% dos municípios da Região Sul do Brasil produzem tabaco

A cultura está presente em 574 dos 1.191 municípios do sul do País. Sete dos 10 maiores municípios produtores de tabaco do Brasil são gaúchos. Depois de muitos anos sendo o maior produtor de tabaco brasileiro, Venâncio Aires (RS) aparece na terceira posição, depois de Canguçu e São Lourenço do Sul. 

unnamed

Produção de tabaco está presente em 574 municípios da Região Sul do Brasil. (Divulgação)

Janeiro 2017 – Produto de inquestionável importância no agronegócio brasileiro, o tabaco, além de manter o homem no campo com qualidade de vida, é a principal fonte de receita para centenas de municípios. Com mais de 98% da produção concentrada na Região Sul do Brasil, o tabaco é em muitos municípios a mola propulsora do desenvolvimento. É o caso de Canguçu, no sul do Rio Grande do Sul, que na última safra ocupou a liderança do ranking de maiores produtores de tabaco, seguido de São Lourenço do Sul e Venâncio Aires – que por muitos anos foi considerado o maior produtor de tabaco do Brasil de acordo com dados da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

Atualmente, a cultura está presente em 574 dos 1.191 municípios do Sul do Brasil, envolvendo 144.320 famílias e, aproximadamente, 576 mil pessoas no meio rural. De acordo com dados da safra 2015/2016, os 293 mil hectares plantados renderam 539 mil toneladas produzidas e R$ 5,2 bilhões aos produtores. Para o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, a produção de tabaco faz parte da tradição destes municípios, além de ser a cultura fundamental nos aspectos sociais e econômicos. “O tabaco continua sendo referência de qualidade de vida e de renda para a agricultura familiar e a qualidade do produto segue sendo reconhecida pelos importadores”, avalia. Conheça o perfil do produtor de tabaco.

O Rio Grande do Sul possui sete dos 10 maiores produtores de tabaco do Brasil: Canguçu, São Lourenço do Sul, Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul, Candelária, Camaquã e Vale do Sol. Juntos, esses municípios respondem por 16% do total produzido na Região Sul, com 87.164 toneladas. Ao todo, 236 municípios gaúchos plantam tabaco e o Estado responde por mais de 50% da produção brasileira.

Santa Catarina aparece com a 4ª e a 6ª posição do ranking, representados por Canoinhas e Itaiópolis, respectivamente. Mais de 70% dos municípios catarinenses produzem tabaco: dos 295 municípios, 207 obtiveram renda com a produção da folha. Além de Canoinha e Itaiópolis, Santa Terezinha, Irineópolis, Bela Vista do Toldo, Mafra, Papanduva, Vidal Ramos, Ituporanga e Içara estão entre os maiores produtores na última safra.

Rio Azul, no Paraná, ficou na 10ª posição entre os 10 maiores produtores do Sul do Brasil. Outros 130 municípios paranaenses cultivaram tabaco na última safra, com destaque também para São João do Triunfo, Prudentópolis, Ipiranga, Irati, Imbituva, Palmeira, Guamiranga, Piên e Ivaí.

DESTINO DO TABACO – Ao deixar a casa do produtor, o tabaco passa por um processo de beneficiamento que envolve cerca de 40 mil pessoas em indústrias altamente qualificadas, localizadas em sua maioria na região do Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul. Depois de ser classificado, destalado, fragmentado e umidificado, o tabaco forma um blend específico e está pronto para o seu destino final. Historicamente, cerca de 90% da produção é exportada para 90 países, colocando o Brasil na primeira posição do ranking mundial de exportação desde 1993 e gerando uma intensa movimentação logística, bem como milhares de empregos diretos e indiretos. Bélgica, China e Estados Unidos estão entre os principais destinos do produto. Estatísticas e infográficos

MAIORES MUNICÍPIOS PRODUTORES DE TABACO 

Região Sul Produtores Produção (tons)
Canguçu (RS) 4.739 16.631
São Lourenço do Sul (RS) 3.462 14.433
Venâncio Aires (RS) 4.050 13.757
Canoinhas (SC) 2.773 11.279
Santa Cruz do Sul (RS) 3.611 10.888
Itaiópolis (SC) 2.414 10.715
Candelária (RS) 3.092 10.547
Camaquã (RS) 2.323 10.469
Vale do Sol (RS) 2.706 10.439
Rio Azul (PR) 2.660 10.013
Rio Grande do Sul Produtores Produção (tons)
Canguçu 4.739 16.631
São Lourenço do Sul 3.462 14.433
Venâncio Aires 4.050 13.757
Santa Cruz do Sul 3.611 10.888
Candelária 3.092 10.547
Camaquã 2.323 10.469
Vale do Sol 2.706 10.439
Dom Feliciano 1.863 8.881
Arroio do Tigre 2.404 7.390
Vera Cruz 2.004 6.817
Santa Catarina Produtores Produção (tons)
Canoinhas 2.773 11.279
Itaiópolis 2.414 10.715
Santa Terezinha 1.971 9.332
Irineópolis 2.079 8.242
Bela Vista do Toldo 1.588 5.850
Mafra 1.398 5.338
Papanduva 1.293 5.295
Vidal Ramos 934 4.897
Ituporanga 888 4.835
Içara 965 4.482
Paraná Produtores Produção (tons)
Rio Azul 2.660 10.013
São João do Triunfo 2.216 9.041
Prudentópolis 1.720 6.963
Ipiranga 1.758 6.295
Irati 1.498 5.717
Imbituva 1.185 5.640
Palmeira 1.216 5.406
Guamiranga 782 4.852
Piên 1.030 4.272
Ivaí 718 3.620

Fonte: Afubra (safra 2015/2016)

O que achou dessa notícia?

Janeiro Branco: Equipe de Saúde Mental do HCC desenvolve campanha nos diversos setores hospitalares

janeiro branco- HCC (1)

 

A equipe de Saúde Mental do Hospital de Caridade de Crissiumal adere à proposta do Janeiro Branco, que é conhecido mundialmente pelo mês da promoção de mais Saúde Mental e Saúde Emocional. O mês de Janeiro foi escolhido para ser símbolo da campanha por ser o início de ciclos e renovação de projetos de vida. Já a cor branca foi escolhida por ser a somatória de todas as cores e o ponto de partida de qualquer projeto.  Tem se como objetivo geral da campanha, despertar o  significado e os impactos da saúde mental na vida de todos seres humanos.

A equipe de Saúde Mental do HCC é coordenada pela psicóloga Scheila Krüger e a campanha é mobilizada por psicólogos e pelo Grupo de Trabalho Humanizador do HCC.

“Essa campanha nos ajuda a mostrar nosso trabalho e a quebrar paradigmas frente à psicoterapia, pois ainda é vista por muitos como “coisa de louco”. Não podemos esperar que a doença apareça para que a gente vá cuidar. Nós temos que trabalhar antes, fazer o desenvolvimento pessoal, e podemos fazer isso nas nossas relações, como elas estão, em casa, no trabalho, a minha relação comigo mesmo. Quanto às relações interpessoais, precisam ser fortalecidas para que possamos nos comunicar melhor com o outro, ter assertividade, autorreflexão, autopercepção, tudo isso traz um benefício enorme para o ser humano,  que é muitas vezes esquecido”, comenta a psicóloga Scheila.

No HCC, algumas ações foram e ainda serão realizadas no transcorrer desse mês. A primeira ação já foi elaborada com os colaboradores da Instituição, com a dinâmica: “Como ter uma boa saúde mental”, onde a equipe responsável pela saúde mental, esteve nos setores e deu algumas dicas, de promoção e prevenção a saúde mental.

A segunda ação é dedicada intensivamente aos pacientes da Unidade de Saúde Mental, com grupos terapêuticos semanais. “A dinâmica “O pote dos sentimentos”, tem tido muito sucesso na prática terapêutica”, afirmou a psicóloga.

Já a terceira ação foi realizada pela psicóloga Scheila, com uma discussão sobre a temática com os profissionais da equipe. “Ninguém melhor que nós cuidadores devemos cuidar da nossa ordem psíquica, temos também que estar atentos a esse assunto. Um questionário foi aplicado à equipe, como uma dinâmica para compreender como está a saúde mental de todos”, explica a psicóloga.

Outra ação está sendo realizada nesta semana com clientes que usufruem do serviço do Pronto Socorro e internações clínicas, com o objetivo de conscientizar a saúde emocional com a temática do mês: “Quem cuida da mente cuida da vida”.

“Temos como objetivo em nossas ações inspirar as pessoas a pensarem numa melhor qualidade mental e emocional de suas vidas, e renascer o que há de melhor em cada um de nós”, afirmou a psicóloga.

Os psicólogos acreditam que é necessária a aprovação de uma lei, que oficialize a campanha mundialmente, como marco simbólico da luta da humanidade por mais saúde mental na vida das pessoas, afinal como a literatura traz muito, quem cuida da mente, cuida da vida.

 

Os cinco objetivos da Campanha Janeiro Branco:

1 – Fazer do mês de Janeiro o marco temporal estratégico para que todas as pessoas do mundo reflitam, debatam e planejem ações em prol da Saúde Mental e da Felicidade em suas vidas ao longo de todo o ano;

2 – Chamar a atenção de todo mundo para o tema da Saúde Mental nas vidas das pessoas;

3 – Aproveitar o início de todo ano para incentivar as pessoas a pensarem a respeito das suas vidas, dos seus relacionamentos e do que andam fazendo para serem verdadeiramente felizes;

4 – Chamar a atenção das pessoas para pensarem a respeito do que precisam mudar em suas vidas para serem, realmente, felizes;

5 – Mostrar às pessoas que sempre é possível o fechamento e a abertura de novos ciclos em busca da Felicidade em suas vidas – afinal, ano novo, vida nova, mente nova!

janeiro branco- HCC (2)

janeiro branco- HCC (3)

janeiro branco- HCC (4)

 

Fonte: GTH do HCC.

FOTOS: HCC

O que achou dessa notícia?

Venda de remédios em farmácia popular terá limites mínimos de idade

farmacia-popular

Programa Farmácia Popular agora terá limite mínimo de idade para a compra de medicamentos. De acordo com as novas regras do Ministério da Saúde, o medicamento para colesterol alto só poderá ser vendido pelo programa para quem tem 35 anos ou mais. Já o remédio que trata de osteoporose só será vendido para maiores de 40 anos. Para comprar o medicamento que trata a Doença de Parkinson, o paciente precisa ter mais de 50 anos, e para hipertensão, pelo menos 20 anos. Os contraceptivos serão vendidos a pessoas entre 10 e 60 anos de idade.

Segundo a pasta, as restrições no sistema foram implantadas para maior controle dos medicamentos, levando em conta os parâmetros definidos por protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas do Ministério da Saúde.

Aos pacientes que estiverem fora da faixa etária estabelecida, a pasta orienta que, se precisar de um dos medicamentos, poderão requerer a inclusão do Cadastro da Pessoa Física (CPF) no sistema, pela Ouvidoria-Geral do Sistema Único de Saúde (SUS), no telefone 136, opção 8, ou pelo e-mail analise.fpopular@saude.gov.br.

O ministério solicita às farmácias credenciadas que, em caso de alterações, façam a devida validação de dados na Receita Federal.

Irregularidades

As novas regras vieram depois da identificação de irregularidades recorrentes na indicação de medicamentos para pacientes com idade normalmente incompatível com a doença a ser tratada. De acordo com o Ministério da Saúde, a mudança faz parte de um processo de aperfeiçoamento do programa.

O Programa Farmácia Popular, criado em 2004, oferece medicamentos gratuitamente ou com descontos de até 90%. Além de remédios para hipertensão, diabetes e asma, os usuários também podem comprar outros compostos e até fraldas geriátricas e remédio para rinite.

A iniciativa, criada pelo Ministério da Saúde para ampliar o acesso a medicamentos no país,  está presente em 80% dos municípios brasileiros e conta 34.616 farmácias conveniadas – em torno de metade das drogarias do país. Ao todo, são disponibilizados 25 produtos no programa; 14 deles gratuitamente.

 

Fonte: Agência Brasil

O que achou dessa notícia?