Instrutor de salto morre em evento de paraquedismo em Santa Rosa

Aluno que estava no salto duplo está em estado grave

Foto: Jornal Noroeste / Divulgação

Um instrutor de salto morreu, na tarde do sábado (25), em Santa Rosa, na região Noroeste do Estado, durante um salto em evento de paraquedismo. O aluno que estava no salto duplo está em estado grave.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Santa Rosa, que atendeu a ocorrência junto da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o acidente ocorreu às 16h. A vítima fatal foi o militar Aguinaldo Lourenço da Silva. O companheiro de salto Marcos Vinícius Motta Severo está internado no Hospital Vida & Saúde.

Vídeos divulgados em redes sociais revelam que o acidente teria sido motivado quando a dupla já estava próxima do solo. O evento ocorria desde sexta-feira, no aeroporto da cidade.

 

Fonte: CP

BM apreende motor de barco às margens do Rio Uruguai, em Tiradentes do Sul

Fato ocorreu nessa sexta

A Brigada Militar de Tiradentes do Sul registrou na sexta-feira (24/01)  uma ocorrência de encontro e apreensão de objeto.

O fato ocorreu por volta das 18h30 em Linha Bom Retiro, quando a Guarnição da Brigada Militar, após efetuar a prisão de um indivíduo por Descaminho, enquanto aguardava apoio, localizou um Motor Yamaha para embarcação de 8 hp motor, que estava a uns 20 metros de distância de um Porto clandestino no Rio Uruguai, em uma capoeira.

O dono do motor não foi localizado, sendo  recolhido até a BM de Tiradentes do Sul e lavrado o referido Comunicado de Ocorrência Policial.

 

Fonte: CRPO

Agricultura proíbe uso de antimicrobianos em ração para animais

Mercadorias com concentração de fármaco devem ser retiradas do comércio no prazo de 90 dias

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) decidiu tomar medidas para prevenir e controlar a resistência aos antimicrobianos, uma classe de fármacos muito usados em hospitais e receitados por médicos para tratamento em casa. O uso excessivo de antimicrobianos está associado ao surgimento de bactérias resistentes, causadoras de doenças mais difíceis de tratar.

O uso racional desses fármacos está entre as metas definidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para o século 21. Por isso, o Mapa proibiu a importação, a fabricação e a comercialização dos antimicrobianos tilosina, lincomicina e tiamulina em aditivos melhoradores de desempenho de animais sadios.

Esses aditivos são produtos registrados pelo Mapa, adicionados intencionalmente à ração, com a finalidade de melhorar o desempenho dos animais sadios. A partir de agora, com a medida, ficam cancelados os registros desses aditivos destinados à alimentação animal. Essas substâncias, no entanto, continuarão autorizadas para uso veterinário, no tratamento de animais doentes.

Os estabelecimentos importadores ou fabricantes detentores deverão recolher os estoques remanescentes no comércio no prazo de 90 dias, contado a partir de quinta-feira (23). Essas empresas devem ainda informar o Mapa sobre o último lote fabricado, por meio do e-mail [email protected] Segundo o ministério, as empresas que desejarem poderão reprocessar para fins de exportação o produto ainda existente em estoque ou aquele que venha a ser recolhido.

 

*Agência Brasil

BM de Crissiumal, Humaitá e Sede Nova apresentam resultados

 1242 ocorrências foram atendidas em Crissiumal

Fotos: Sd Juliana Boll

A Brigada Militar divulgou nesta sexta (24/01) os resultados de diversas operações do ano de 2019 nas cidades de Crissiumal, Humaitá e Sede Nova.

No município de Crissiumal, foram atendidas 1242 ocorrências, efetuadas 145 prisões, 94 apreensões, 3 armas de fogo foram tiradas das ruas, foram abordadas 7998 pessoas, 93 propriedades rurais foram visitadas, 633 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados.

A atuação no trânsito também merece destaque, pois em 246 barreiras policias foram abordados 4319 veículos destes, 269 foram autuados e 95 removidos ao depósito, 32 CNHs foram apreendidas por infrações diversas e 19 condutores foram autuados por embriaguez ao volante além de outras 441 infrações constatadas. Foram atendidos 39 acidentes de trânsito.

Os resultados obtidos no município de Humaitá também foram positivos houve atendimento de 391 ocorrências, 21 prisões e 10 apreensões. No decorrer do ano foram abordadas 3034 pessoas, 234 estabelecimentos diversos e 28 propriedades rurais foram fiscalizados.

Em 91 barreiras policiais efetuadas, foram abordados 1868 veículos, destes 67 foram autuados e 30 removidos ao depósito, 08 CNHs foram apreendidas por infrações diversas e 2 condutores foram autuados por embriaguez ao volante além de outras 107  infrações constatadas. Foram atendidos 11 acidentes de trânsito.

Em Sede Nova foram registradas 272 ocorrências, 15 prisões e 04 apreensões. 1002 pessoas foram abordadas e 75 estabelecimentos comerciais fiscalizados. Em 16 barreiras policiais montadas foram abordados 434 veículos, destes 21 foram autuados e 6 removidos ao depósito, 01 CNH foi apreendida  e 01 condutor foi autuado por embriaguez ao volante e  confeccionados outros 44 autos de infração de trânsito. Foram atendidos 06 acidentes de trânsito.

Além dos resultados acima listados, percebe-se a baixa considerável nos índices de criminalidade na área de atuação do Pelotão com sede em Crissiumal, que também compreende do município de Humaitá e que, por razões geográficas, também atende a cidade de Sede Nova, principalmente em crimes graves, uma vez que, ao longo do ano, não foi registrado nenhum homicídio, tampouco latrocínio, sendo considerável a diminuição dos crimes contra a pessoa e contra o patrimônio em virtude da presença policial ostensiva e das constantes abordagens policiais que buscam identificar possíveis infratores e assim agindo preventivamente desestimular o  cometimento de delitos após serem identificados.

Humaitá

Sede Nova

Fonte: CRPO/ Comunicação Social/ 7ºBPM

Texto: 2°Sgt Marcos Daniel Mai

 

Última semana para parcelar o IPVA 2020 em até três vezes

Prazo é até dia 31 de janeiro para realizar o primeiro pagamento

O motorista que pretende parcelar o IPVA em até três vezes tem até o dia 31 de janeiro para realizar o primeiro pagamento. Quem optar por essa modalidade terá um desconto de 3% sobre o valor da parcela. As próximas duas serão em fevereiro, até o dia 28, e março, até o dia 31. Os descontos serão 2% para a segunda parcela e 1% para a terceira.

Também há opção de pagamento antecipado do valor integral do tributo. Quem quitar o IPVA também até o dia 31 de janeiro pode ter até 22,4% de desconto, considerando uma redução de 3% no valor do tributo pela antecipação e a soma das vantagens dos programas Bom Motorista e Bom Cidadão.

A consulta de dados relativos aos veículos, como valores a pagar, multas e pendências podem ser acessados no site do IPVA ou no aplicativo para dispositivos móveis – IPVA RS –, disponível gratuitamente na App Store e na Google Play.

O pagamento do IPVA 2020 pode ser realizado diretamente nos sistemas online ou presencialmente nos bancos credenciados: Banrisul, Bradesco, Santander, Sicredi, Banco do Brasil (somente para clientes) e Agências Lotéricas da Caixa. Basta ter em mãos o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) ou apenas a placa e o Renavam do veículo.

A taxa de licenciamento do veículo, multas de trânsito e o seguro DPVAT (Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) podem ser pagos separadamente do IPVA. Um tributo não interfere no pagamento do outro.

Bom Motorista e Bom Cidadão

Os descontos de Bom Motorista e Bom Cidadão podem ser acumulados e são válidos para pagamento de IPVA antecipado, parcelado ou conforme o calendário de vencimento por placas.

Os condutores que não receberam multas nos últimos três anos terão dedução de 15% no valor do tributo. Para quem não foi multado há dois anos, o índice é de 10%, e para quem ficou um ano sem infrações, o abatimento é de 5%. No Rio Grande do Sul, mais de 1,7 milhão de contribuintes têm direito ao desconto do Bom Motorista no IPVA 2020, o que representa 45,8% da frota tributável.

O desconto do Bom Cidadão, por sua vez, dará aos proprietários de veículos inscritos no programa Nota Fiscal Gaúcha desconto de 5% para os que acumularam no mínimo 150 notas fiscais com CPF, 3% para os que tiveram entre 100 e 149 notas e 1% para quem acumulou entre 51 e 99 notas. Esses descontos serão aplicados para 552,6 mil cidadãos.

Dúvidas

Para IPVA de exercícios anteriores (inscritos em Dívida Ativa) os pagamentos devem ser realizados exclusivamente no Banrisul, Banco do Brasil (somente para correntistas) e Banco Sicredi.

Para questões referentes a cadastros de veículos, licenciamentos e multas de trânsito, o contato deve ser feito diretamente com o Detran e CRVA’s. Outras eventuais dúvidas podem ser esclarecidas por meio do canal Dúvidas Frequentes ou pelo Plantão Fiscal Virtual, ferramenta online disponível no site da Receita Estadual.

A partir do IPVA 2020, a Receita Estadual e o DetranRS irão utilizar a mesma base de dados para cadastramento dos cidadãos que desejam receber informações sobre o tributo via e-mail e celular. Para se cadastrar, basta acessar o site do DetranRS, clicar na opção “Entre ou Cadastre-se” e autorizar o envio de mensagens por e-mail e SMS. O cadastramento dos e-mails também pode ser feito nos sites do IPVA e da Receita Estadual.

Serviço

Quem paga?
Todos os proprietários de veículos automotores fabricados a partir do ano 2000.

Como pagar?
Para quitar o imposto, o proprietário deverá apresentar o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Junto com o IPVA, é possível pagar o seguro obrigatório (DPVAT), taxa de licenciamento e multas de trânsito.

Onde pagar?
No Banrisul, Bradesco, Santander, Sicredi, Caixa (loterias) e Banco do Brasil (somente para clientes).

 

*SECOM

Caged: país criou 644 mil novas vagas de trabalho em 2019

É o maior saldo de emprego com carteira assinada desde 2013

O Brasil registrou a criação de 644 mil novas vagas de emprego formal no ano passado, 21,63% a mais que o registrado em 2018. De acordo com o Ministério da Economia, é o maior saldo de emprego com carteira assinada em números absolutos desde 2013.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (24), mostram que o estoque de empregos formais chegou a 39 milhões de vínculos. Em 2018, esse número tinha ficado em 38,4 milhões.

Todos os oitos setores da economia registraram saldo positivo no último ano. O destaque ficou com o setor de serviços, responsável pela geração de 382,5 mil postos. No comércio, foram 145,4 mil novas vagas e na construção civil, 71,1 mil. O menor desempenho foi o da administração pública, com 822 novas vagas.

No recorte geográfico, as cinco regiões fecharam o ano com saldo positivo. O melhor resultado absoluto foi o da Região Sudeste, com a criação de 318,2 mil novas vagas. Na Região Sul, houve abertura de 143,2 mil postos; no Nordeste, 76,5 mil; no Centro-Oeste, 73,4 mil; e no Norte, 32,5 mil. Considerando a variação relativa do estoque de empregos, as regiões com melhores desempenhos foram Centro-Oeste, que cresceu 2,30%; Sul (2,01%); Norte (1,82%); Sudeste (1,59%) e Nordeste (1,21%).

Em 2019, o saldo foi positivo para todas as unidades da federação, com destaque para São Paulo, com a geração de 184,1 mil novos postos, Minas Gerais, com 97,7 mil, e Santa Catarina, com 71,4 mil.

De acordo com o Caged, também houve aumento real nos salários. No ano, o salário médio de admissão foi de R$ 1.626,06 e o salário médio de desligamento foi de R$ 1.791,97. Em termos reais (considerado o deflacionamento pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor-INPC), registrou-se crescimento de 0,63% para o salário médio de admissão e de 0,7% para o salário de desligamento, na comparação com novembro do ano passado.

Novas regras

Segundo os dados divulgados hoje, em 2019 houve 220,5 mil desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado. Os desligamentos ocorreram principalmente em serviços (108,8 mil), comércio (53,3 mil) e indústria de transformação (35 mil).

Na modalidade de trabalho intermitente, o saldo ficou positivo em 85,7 mil empregos. O melhor desempenho foi do setor de serviços, que fechou 2019 com 39,7 mil novas vagas. No comércio, o saldo ficou em 24,3 mil postos; na indústria da transformação, 10,4 mil; e na construção civil 10 mil. As principais ocupações nessa modalidade foram assistente de vendas, repositor de mercadorias e vigilante.

Já no regime de tempo parcial, o saldo de 2019 chegou a 20,3 mil empregos. Os setores que mais contrataram nessa modalidade foram serviços, 10,6 mil; comércio, 7,7 mil; e indústria de transformação, 1,2 mil. As principais ocupações foram repositor de mercadorias, operador de caixa e faxineiro.

Dados de dezembro

Já no mês de dezembro, o saldo de novos empregos foi negativo. Segundo o Ministério da Economia, o resultado ocorre todos os anos. “Trata-se de uma característica do mês, devido aos desligamentos dos trabalhadores temporários contratados durante o fim de ano, além da sazonalidade naturalmente observada nos setores de serviços, indústria e construção civil”, informou a pasta.

No último mês de 2019, o saldo ficou negativo em 307,3 mil vagas. Em 2018, o saldo de dezembro havia sido de 334,4 mil vagas fechadas. Os maiores desligamentos foram no setor de serviços, com menos 113,8 mil vagas, e na indústria de transformação, com redução de 104,6 mil postos de trabalho. O comércio foi o único a apresentar saldo positivo com 19,1 mil vagas criadas.

Na modalidade de trabalho intermitente, o saldo também foi positivo: 8,8 mil novas vagas em dezembro. Comércio e serviços dominaram as contratações com saldos de 3,7 mil e 3,1 mil novos postos, respectivamente. Já o trabalho parcial teve déficit de 2,2 mil vagas no mês passado.

 

*Agência Brasil

Brigada Militar prende homem por tráfico de drogas em Campo Novo

Fato ocorreu na madrugada desta sexta

Foto: BM

Na madrugada desta sexta-feira (24/01), por volta das 04h00min, policiais militares prenderam um homem por tráfico de drogas.

A prisão ocorreu no centro da cidade, sendo localizado com o homem um pequeno pote de plástico, contendo 13 invólucros de substância com característica semelhante a cocaína, R$ 135,00 reais em cédulas de moeda corrente.

O homem foi encaminhado para Delegacia de Polícia e posterior ao Presídio Estadual de Três Passos.

 

*BM

Associação com mais de 200 clientes da Unick busca reaver valores investidos

Entidade é formada por moradores de Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina, Bahia, Ceará e Acre

Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

A entidade é liderada por uma cliente da Unick de 39 anos, que vive na Região Metropolitana, que prefere não ser identificada. O advogado Demetrius Barreto, de Porto Alegre, é um dos representantes da associação. Barreto é especializado em regulamentação econômica no mercado de criptomoedas e argumenta sobre a vantagem jurídica de as vítimas se reunirem.
— O processo criminal tem prazo para acontecer. Se você começa a ter várias pessoas pedindo habilitação no processo, isso causa tumulto processual. Posterga o tempo. Acaba produzindo a prescrição da ação penal. O tempo corre a favor dos réus. Nós (da associação) vamos entrar como assistente de acusação e por isso é interessante que o processo seja célere. Se todo mundo for entrar em ações separadas, será um transtorno para o processo — explica.
Como fazer parte
Para ingressar na associação, é necessário pagar taxa de R$ 50. Não há cobrança de mensalidade. Segundo a presidente, o valor é usado para locação de espaços para reuniões. No dia 31 de janeiro, haverá assembleia no Canoas Parque Hotel (Avenida Getúlio Vargas, 7.421), às 20h. No encontro, novos associados serão aceitos. Também serão discutidas alterações no estatuto e feitos esclarecimentos sobre o andamento do processo.
Pessoas de fora do Estado podem entrar em contato com os advogados e efetuar a inscrição por e-mail com envio de documentos digitalizados.
— Tenho convicção de que vamos reaver este dinheiro. Estamos bem assessorados. Meu sentimento é ter de aguardar isso, por tempo ainda indeterminado, por enquanto. Porque dinheiro para pagar eles têm — afirma a presidente.
Moradora da Região Metropolitana, a líder da associação diz que investiu R$ 170 mil na Unick e convenceu outros familiares a aplicarem mais R$ 70 mil.
— Assim como fui induzida ao erro, também levei pessoas próximas — lamenta.
Ela passou a aplicar valores em janeiro de 2019. Nos primeiros três meses — fevereiro, março e abril —, recebia retorno com valores entre R$ 45 mil e R$ 50 mil. A partir de junho, passou a ganhar apenas metade da quantia prometida, até que os repasses foram interrompidos. Conforme Barreto, essa é uma característica do esquema de pirâmide: no começo se cumpre os depósitos para que o cliente fidelize e siga investindo.
— O discurso que eles tinham para o atraso era convincente. Faziam reuniões, mandavam áudios explicando. Tu te sentes ingênuo a ponto de acreditar. Todo mundo que investiu tinha um sonho. Eles têm de pagar pelo sofrimento e desespero que causaram nas pessoas. Teve gente que abandonou emprego e fechou empresa para trabalhar para eles. Nos sentimos roubados. É o sonho que tu tinhas e se desfaz — explica a líder da associação.
A advogada Cristiane Menegussi, de Sapucaia do Sul, explica que a associação pretende reunir o máximo de clientes da Unick possível. Ela explica que a maior dificuldade é encontrar mais vítimas ocorre porque muitos investidores nem sequer admitem às famílias que perderam dinheiro:
— A depressão é comum em muitos casos. Tem gente que não disse nem para o seu cônjuge que perdeu este dinheiro. Segundo ela, os nomes dos integrantes da associação serão mantidos em sigilo.
— Nesse grupo não tem só pessoas muito ambiciosas, existem pessoas que tinham sonhos e esperança de vida melhor — argumenta a defensora.
Na Justiça, o processo está a cargo da juíza Karine da Silva Cordeiro. Entre os acusados, seis estão presos e dois com medidas restritivas. O caso encontra-se no final da fase de citação — quando dos denunciados apresentam suas defesas e apontam testemunhas. Após isso, começa a fase de audiências.
Como entrar na associação
Próxima assembleia
Dia 31 de janeiro, sexta-feira, às 20h
Canoas Parque Hotel (Avenida Getúlio Vargas, 7.421)

Fonte: Gaúcha ZH

Policial ajuda a salvar bebê que se engasgou com leite em Santa Rosa

Luciano Almeida auxiliou nos primeiros socorros do bebê Joaquim, de quase dois meses. Criança passa bem

Foto: Divulgação / Brigada Militar

Foi por uma coincidência que o policial Luciano Almeida conseguiu ajudar a salvar uma vida em Santa Rosa, no Norte do Rio Grande do Sul, na noite de quarta-feira (22).

“Estava no lugar certo e na hora certa”, define ele.

Em uma vistoria na Vila Beatriz, no bairro Central, Almeida viu três mulheres e um homem tentando ajudar um bebê, o Joaquim, de 1 mês e 26 dias.

Ao se aproximar do local, a mãe, Sheila Ferreira, relatou a ele que a criança estava afogada com o leite materno e não conseguia respirar. Foi então que Almeida pegou Joaquim, aplicou técnicas de primeiros socorros e conseguiu reanimar o bebê.

No caminho para a Unidade de Pronto Atendimento, Almeida precisou reanimar o bebê novamente e também amparar Sheila, que quase desmaiou.

Ele conta que mesmo sendo “coisas da profissão”, não tem como não ficar nervoso. “Se tratava de uma vida, um bebê de menos de dois meses. Estava um pouco nervoso, mas depois fiquei com a sensação de dever cumprido”.

Sheila conta que foi desesperador ver o filho afogado e roxo.

“Saí para fora correndo e fui na vizinha, eles tentaram animar e não conseguiram. O policial Luciano estava passando com o carro, graças a ele e a Deus que levamos ele para o hospital e deu tudo certo.”

Para o policial, o mais importante é que Joaquim está bem. Nesta quarta, ele foi visitar a família no hospital e os levou até em casa.

“Na adrenalina, não temos muito a noção do que está acontecendo. Hoje quando me encontrei com eles, vi ele dormindo, foi mais emocionante”, conta, com emoção, o policial.

O que fazer nessas situações

Em situações semelhantes, Almeida afirma que é preciso ter muito cuidado com bebês recém-nascidos, pois ainda são muito frágeis.

“Neste caso, de bebês afogados na amamentação, orienta-se colocar a pessoa de bruços, no antebraço e pressionar as costas do bebê. Mas tem que cuidar para não ser tão forte, devido a fragilidade do recém-nascido. Também é preciso chamar a emergência para auxiliar na condução e no próprio salvamento”, orienta Almeida.

Fonte: G1 RS

Mulher de nacionalidade argentina é esquecida em posto de combustíveis de Entre-Ijuís

Fato ocorreu nesta madrugada

Uma mulher de nacionalidade argentina foi esquecida por familiares em um posto de combustíveis de Entre-Ijuís , na madrugada desta quinta-feira (23), de acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal de Ijuí.

O grupo parou com o carro no estabelecimento, localizado no trevão do município, possivelmente para abastecimento do veículo.

A mulher aproveitou para ir ao banheiro, porém, quando retornou, o pessoal já havia seguido viagem. Um funcionário do posto ligou a PRF que em seguida interceptou o carro, avisando do fato. De acordo com os policiais, mesmo avisados eles não perceberam a falta do familiar.

Em meia hora mais tarde os argentinos retornaram ao posto policial de Ijuí, informando que realmente acabaram esquecendo um integrante do grupo. Eles retornaram ao Posto no município de Entre-Ijuís para buscar a mulher. A ocorrência foi registrada entre 04h30 às 05h30 de hoje.

 

*PRF/RPI