Dois bebês estão entre as vítimas mais recentes de gripe no RS

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Estado contabiliza 33 mortes pela doença no ano

Em uma semana, o número de mortes por gripe A passou de 28 para 33 no Rio Grande do Sul. Entre as novas vítimas fatais estão dois bebês, um de três meses e outro de um ano. Os dados integram o novo boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (SES) divulgado nesta quarta-feira (14). Do total de mortes neste ano, 23 foram causadas pelo vírus H1N1, sete pelo H3N2, duas por Influenza B e uma por Influenza A.

Conforme a Vigilância em Saúde da SES, a criança de um ano, moradora de Passo Fundo, tinha histórico de asma e recebeu apenas uma dose da vacina contra a gripe. Por se tratar da primeira imunização, o Ministério da Saúde prevê a aplicação de duas doses, com intervalo de 30 dias entre elas. A criança foi diagnosticada com o vírus H1N1.

O bebê de três meses, residente de Porto Alegre, estava fora da faixa etária de vacinação. Ele era prematuro e o exame laboratorial revelou o vírus Influenza A não subtipável.

Os outros três casos são de adultos, acima dos 60 anos, que não se vacinaram contra a gripe na campanha deste ano. Trata-se de uma mulher de 76 anos, moradora de Viamão, com histórico de pneumopatia e diagnosticada com H3N2. Um homem de 66 anos, de Porto Alegre, com doença pneumática e vítima do vírus H1N1. E um idoso de 69 anos, morador de Três Passos, que não tinha histórico de comorbidades. O resultado laboratorial foi positivo para H1N1.

Mesmo com a elevação, o número de mortes por gripe no Estado é menor do que o registrado em 2018. No mesmo período do ano passado, eram 82 vítimas fatais confirmadas e 541 casos notificados.

Fonte: ZH

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.